Amanhecer (telenovela)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Amanhecer
Informação geral
Formato Telenovela
Duração 60 minutos
Criador(es) Tozé Martinho
País de origem  Portugal
Idioma original Português
Produção
Produtor(es) NBP
Elenco Fernanda Serrano
Joaquim Horta
Bárbara Norton de Matos
João Reis
Morais e Castro
Maria José Paschoal
Estrela Novais
Gracinda Nave
Sinde Filipe
Sara Barradas
Tema de abertura Meu Amanhecer (Que Me Dá Vida) - Lara Afonso
Exibição
Emissora de
televisão original
Portugal TVI
Transmissão original 3 de Novembro de 2002 a 7 de Agosto de 2003
N.º de temporadas 1
N.º de episódios 150
Cronologia
Último
Último
Sonhos Traídos
O Teu Olhar
Próximo
Próximo

Amanhecer foi uma telenovela portuguesa, exibida pela TVI, em 2002. Foi reposta desde o dia 6 de Janeiro de 2013 até ao dia 8 de Maio de 2013 nas madrugadas do canal.

Sinopse[editar | editar código-fonte]

A história de “Amanhecer” começa num hospital, com João Santos Semedo (Diogo Martins), que segura o seu irmão Pedro Santos (Manuel Custódia) ao colo... Está claramente nervoso e apreensivo. Finalmente, surge um médico que lhe diz que a mãe, Clara Santos (Gracinda Nave), terá que ficar no hospital. João fica sem palavras. O médico pergunta à criança pelo pai e, ao contrário do que seria esperado, João responde que só o viu duas vezes e que não sabe onde ele está mas que, certamente, a mãe terá o contacto.

É assim que em Mafra, o professor Luís Carlos Semedo (João Reis) recebe o telefonema de um hospital de Lisboa informando-o de que Clara vai ser operada de urgência e que o seu filho João não tem com quem ficar. Um pouco atormentado lá vai, ao encontro de uma grande surpresa... Clara recebe-o já na maca, no Serviço pré-operatório do Hospital. Ela pede-lhe que se ocupe do seu filho pois vai ser operada à cabeça e o pior pode acontecer... Luís Carlos compromete-se a encarregar-se de João, embora mal o conheça...

Já no corredor, Clara levanta um braço indicando que pretende ainda falar uma vez mais com o pai do seu filho. Luís Carlos vai ter com ela. Ela agarra-lhe a mão, pede-lhe que jure que se ocupará de facto do filho e nisto surpreende-o ao dizer-lhe: “Ele não é teu filho!...”

Luís Carlos fica atónito. Nessa noite vai falar com Anabela Gomes (Fernanda Serrano), uma amiga de Clara que é prostituta... Ao vê-la, Luís Carlos fica claramente perturbado com a sua beleza e logo aí se apaixona por ela!

No decorrer da conversa, pergunta-lhe quem é o pai de João e conta-lhe a revelação de Clara. Anabela fica bastante surpresa e diz que não sabe de nada pois Clara sempre lhe disse ser ele o pai de João. Já de saída, Luís Carlos pergunta a Anabela o que é que uma mulher tão bonita faz naquela vida, mas Anabela sai sem lhe responder.

No dia seguinte, no hospital, Luís Carlos é informado pelo médico que, depois da operação, Clara entrou em coma.

A indefinição do estado de saúde de Clara e a terrível revelação que esta lhe fizera levam Luís Carlos a partir para o Douro, sua terra natal e também a de Clara, em busca do verdadeiro pai de João... e também de algumas surpresas e alguns segredos!

Elenco[editar | editar código-fonte]


Participação Especial:


Elenco Infantil:


Elenco Adicional:

Banda Sonora[editar | editar código-fonte]

Curiosidades[editar | editar código-fonte]

Broom icon.svg
Seções de curiosidades são desencorajadas pelas políticas da Wikipédia.
Ajude a melhorar este artigo, integrando ao corpo do texto os itens relevantes e removendo os supérfluos ou impróprios.
  • A prostituição, a riqueza, a ignorância, a doença, o aborto, o amor puro, a maternidade, e a esperança são os temas principais desta trama, exibida em 2002, com um grande sucesso de audiências, atingindo no último episódio uma média superior a 50% de share.
  • Joaquim Horta estreava-se em novelas da melhor maneira, brilhando como o grande vilão Hipólito Cardoso.
  • Fernanda Serrano, seguríssima como Anabela Gomes, fez a sua primeira protagonista e obteve, provavelmente, o seu melhor papel em televisão.
  • A fadista Raquel Tavares teve uma pequena participação em alguns dos episódios encarnando o papel de uma prostituta.
  • Tozé Martinho disse numa entrevista, que se Amanhecer fosse uma série e não uma novela, muitos dos destinos de algumas personagens não teriam sido os que foram.
  • No guião inicial, Anabela e Luís Carlos Semedo (João Reis) não ficariam juntos e Hipólito teria sido morto a tiro pela polícia.
Ícone de esboço Este artigo sobre telenovelas é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.