Amedeo Guillet

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Question book.svg
Esta página ou se(c)ção não cita fontes fiáveis e independentes (desde Março de 2009). Por favor, adicione referências e insira-as no texto ou no rodapé, conforme o livro de estilo. Conteúdo sem fontes poderá ser removido.

Amedeo Guillet (Piacenza, 7 de fevereiro de 1909 - 16 de junho de 2010), denominado Comandante Diabo fue um ex-oficial do Exército italiano e um ex-diplomata da República italiana.

Vida[editar | editar código-fonte]

Descendente de uma nobre família de Piemonte, ele formou-se na Academia de Infantaria e Cavalaria de Modena em 1930 e começou sua carreira no exército italiano.

Ele é um dos poucos homens ainda vivos, que comandou cavalaria na guerra.

Guillet, com a alcunha de Diabo Comandante, foi famoso durante a guerrilha italiana na Etiópia, em 1942, devido à sua coragem.

Morreu em 2010, em Roma, com 101 anos de idade.[1]

Referências[editar | editar código-fonte]

  1. Morte do Amedeo Guillet

Ver também[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]