American pit bull terrier

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
(Redirecionado de American Pit Bull)
Ir para: navegação, pesquisa
American Pit Bull Terrier
American Pit Bull Terrier (ADBA)
Outros nomes American Pit Bull Terrier
Pit Bull
APBT
País de origem  Estados Unidos
Características
Peso até 30 kg.
Altura 45 a 55 cm na cernelha.
Pelo curto.
Cor várias, menos o merle.
Notas Força de mordida: 106 kg.

Cão de companhia e de esporte.

Cão de porte médio.

O American Pit Bull Terrier (APBT) ou simplesmente Pit Bull, é uma raça de cão de origem norte-americana.

Origem do nome[editar | editar código-fonte]

O nome "american" refere-se a nacionalidade americana da raça; a palavra "pit" é de origem inglesa e significa "fosso", pois assim eram chamados as arenas onde os cães lutavam; o "bull" foi herdado de seu ancestral, o Old English Bulldog, que recebeu esse nome pelo fato desses cães terem sido utilizados no Bull-baiting; o nome "terrier" foi herdado dos seus ancestrais terriers, e é uma palavra originária do Latim e significa "terra", pelo fato dos cães terriers terem sido utilizados para caçar animais de pequeno porte, cavando tocas na terra. [1]

Reconhecimento[editar | editar código-fonte]

Atualmente, no Brasil, a raça é reconhecida oficialmente pela SOBRACI e pela CBKC.

Nos Estados Unidos é reconhecida por entidades como a ADBA (American Dog Breeders Association) e a UKC (United Kennel Club) .

No Brasil[editar | editar código-fonte]

No Brasil é mais conhecido como Pit Bull (termo aplicado de forma errônea, afinal outras raças como o American Staffordshire Terrier e o Staffordshire Bull Terrier também pertencem ao termo Pit Bull ).

Temperamento[editar | editar código-fonte]

O American Pit Bull Terrier é um cão extremamente forte, autoconfiante e tem muita alegria de viver. A raça gosta de agradar e é cheia de entusiasmo. É um excelente cão de companhia e é notável o seu amor por crianças. Pelo fato de a maioria dos American Pit Bull Terriers apresentar certo nível de agressividade contra outros cães, bem como pelo fato de seu físico ser poderoso, a raça necessita de proprietários que os sociabilizem cuidadosamente e que treinem obediência aos seus cães. A agilidade da raça torna-o um dos mais capazes escaladores.

O American Pit Bull Terrier não é a melhor escolha para os que procuram cães de guarda por ser extremamente amigável mesmo com desconhecidos. Comportamento agressivo para com o ser humano não é característico da raça, portanto isso é extremamente indesejável.[2]

APBT red nose, chocolate e branco. Com cauda erguida em posição alerta.

É um cão inteligente, fiel ao dono e dócil com humanos.Para adquirir um exemplar desta raça, o novo dono deve saber de início que por ser um cão atleta nato, necessita de bastante exercício, devendo ser treinado e socializado com outros cães desde filhote. Quando confinado em um espaço muito pequeno nasce a depressão de isolamento que pode gerar problemas no comportamento do cão. O temperamento de qualquer cão divide-se em dois tópicos, o instinto que é a aptidão do cão para algumas funções como caçar, pastoreio, guarda, etc e o comportamento que são as atitudes de personalidade dele que são adquiridas no meio onde ele vive. Portanto deve-se saber que o Pit Bull tem o instinto para atividades de resistência física (esportes por ex.), usado erroneamente por pessoas cruéis naquela época em rinhas; e caça de pequenos animais herdados de seus ancestrais terriers. Muitas vezes a culpa de um cão ficar agressivo é do próprio dono que não sabe lidar com o animal, o ser vivo que convive com ele dentro de casa. Assim, quem leva um pit bull para apartamento, já deve se preparar para incluir pelo menos 1 hora diária de passeios com exercícios. Hoje o Pit Bull pode se adaptar a qualquer atividade sadia que não seja a rinha, como por exemplo os esportes radicais, provas de trabalho com tração, Agility e até as exposições de beleza.[3]

No teste americano de temperamento da "The American Temperament Society " (atts.org) mostra que Pit Bulls constantemente marcam pontos acima da média de todas as raças ao longo dos anos,em termos de temperamento,ou seja,tem um temperamento muito equilibrado. Em dezembro de 2007, os American Pit Bull Terriers tiveram uma taxa de aprovação de 84,3 % em comparação a outras raças que alcançaram 81,6 %.[4] [5]

Características físicas[editar | editar código-fonte]

Forte e musculoso, andar determinado. Alguns apresentam o focinho com coloração vermelha. São divididos basicamente em três grupos, de acordo com a coloração do focinho:

Colorações de trufa (narinas)[editar | editar código-fonte]

1. Black nose

(narinas pretas) Encontrado comumente ;

2. Red nose

(narinas vermelhas) Encontrado mais comumente,sendo esta a coloração mais popular da raça.

exemplar "Blue Nose"

3. Blue nose

(narinas azuis) Encontrado pouco comumente. Trata-se de narinas de cor cinza;

Há também o Blue Fawn, Lilac Fawn e o Silver Fawn, derivados do Blue Nose.

Cores[editar | editar código-fonte]

Cores de pelagem : Várias cores são aceitas, desde o chocolate, branco, preto, até as variações de tigrado, azul, dourado, lilás(lilac), com exceção da cor Merle.

Cor de olhos: Todas as cores são aceitas exceto o azul. Exemplares possuindo um olho de cada cor são desqualificados.

Peso e altura[editar | editar código-fonte]

A proporção correta entre peso e altura é mais importante do que os números.

Mas é preferível de 45 a 55 cm na altura da cernelha (sendo as fêmeas mais baixas do que os machos,ou tendo a mesma altura); e peso de 15 a 28 Kg para machos adultos e de 13 a 25 kg para fêmeas adultas.[de acordo com o padrão UKC] [6]

História e origem da raça[editar | editar código-fonte]

O American Pit Bull Terrier foi uma raça desenvolvida no começo do século XIX na Europa pelos ingleses. Na Inglaterra os Antigos Bulldogs (Old English Bulldog) eram usados em esportes sangrentos,como o Bull-baiting , onde um touro era preso por uma corrente e dois ou mais cães eram soltos sobre ele, isso acontecia também com ursos e outros animais.

combate entre cães e touros
Bull baiting

Em 1835, com a proibição do Bullbaiting (luta entre cães e touros) começaram a usá-los na briga entre cães. Notaram que neste tipo de combate o Antigo Bulldog carecia de mais agilidade. Então cruzaram o Antigo Bulldog Inglês com os já extintos Terriers de tipo atlético (possivelmente o White English Terrier, Terriers rateiros, o Blue paul Terrier, etc), o que combinava agilidade e força física, daí surgiu o Bull-and-Terrier (Half-and-Half),selecionado por sua tenacidade e habilidade de combate.

APBT de 1903

O Bull-and-Terrier foi levado, pelos imigrantes ingleses e irlandeses, para os Estados Unidos, onde a raça começou a ser desenvolvida com mais intensidade e se tornou extremamente popular e amada e passou a ser chamada de Pit Bull.

Em 1898 o United Kennel Club (UKC) reconheceu o primeiro exemplar da raça e em 1909 foi fundado nos Estados Unidos a ADBA(American Dog Breeders Association), uma associação exclusiva de criadores de cães raça American Pit Bull Terrier.

Atualmente,na medida do possível, tenta-se manter o American Pit Bull Terrier no formato original com o incomparável e exclusivo Gameness ,que é uma das principais características da raça, seguido de força muscular, agilidade e resistência. Sua força é desenvolvida tanto para deslocamentos horizontais como corridas, quanto verticais como saltos e escaladas em árvores. Possui grande resistência orgânica e raramente fica doente. É capaz de correr durante muito tempo sem se cansar e é tão determinado que quando tem uma tarefa a cumprir raramente desiste.[7]

Atenção: a rinha é classificada como Crime de crueldade aos animais (art. 32 da Lei 9.605/98) com pena de 3 meses a 1 ano de detenção e multa.

O Pit Bull e o Preconceito[editar | editar código-fonte]

Mencione as palavras “Pit Bull”, e um intenso debate é quase inevitável. Reprodução sem escrúpulos por cidadãos sem princípios, relatos negativos sensacionalistas (e geralmente falsos) da mídia, e antigos mitos em torno desses tipos de cães levaram a sua difamação. Alguma pessoas, em resposta a percepções equivocadas sobre a raça, acreditam que todos os Pit Bulls devem ser temidos e promovem o banimento dessa raça. [8] Mas existem defensores dos Pit Bulls, profundamente dedicados a proteger esses cães,pois conhecem a verdade e sabem que os Pit Bulls não merecem tal castigo provocado por erros humanos.

Outras raças de cães já passaram pelo mesmo processo e provavelmente outras virão para substituir o Pit Bull.Parece ser um ciclo sem fim, mas que pode ser interrompido através do conhecimento,do verdadeiro conhecimento.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

2. http://www.hapk.com.br/apbt_historia_br.htm

3. http://tudosobrecachorros.com.br/2013/02/american-pitbull-terrier.html http://www.sobraci.org/saopaulo/ http://www.cbkc.com.br/padroes/pdf/grupo11/americanpitbull.pdf http://www.pitbull.com.br/index.php/origem-dos-pit-bulls http://www.pitbull.com.br/index.php/59-as-linhagens-de-american-pit-bull-terrier


Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Commons
O Commons possui imagens e outras mídias sobre American pit bull terrier
Ícone de esboço Este artigo sobre cães, integrado ao Projeto Cães é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.