Amigo imaginário

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

Um amigo imaginário é um fenômeno social, caracterizado por uma pessoa, um animal ou qualquer outra criatura inventada, geralmente por crianças, com comportamento e personalidade elaborada.[1]

O fenômeno, em geral, é normal, pode ser observado em crianças saudáveis[2] e ajudar no desenvolvimento cognitivo, como na linguagem e criatividade. Estima-se que até 25% das crianças primogênitas possam ter amigos imaginários.[3]

Na cultura popular[editar | editar código-fonte]

O desenho A Mansão Foster para Amigos Imaginários‎ trata de crianças que não os querem mais.

Referências

  1. Imaginary Companions and the Children Who Create Them. [S.l.]: Oxford University Press. ISBN 978-0195146295.
  2. http://www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/10638059
  3. http://www.sciencedaily.com/releases/2005/03/050308101309.htm
Ícone de esboço Este artigo sobre psicologia é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.