Amores perros

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Amores perros
Amor Cão (PT)
Amores Brutos (BR)
2000 • cor • 153 min 
Direção Alejandro González Iñárritu
Roteiro Guillermo Arriaga
Elenco Emilio Echevarría
Gael García Bernal
Goya Toledo
Género drama
País  México
Idioma espanhol
Página no IMDb (em inglês)

Amores perros (br: Amores Brutos; pt: Amor Cão) é um filme mexicano de 2000. É a primeira longa-metragem do realizador Alejandro González Iñárritu e catapultou internacionalmente a carreira do protagonista, Gael García Bernal. É muitas vezes referido como o "Pulp Fiction mexicano".

É o primeiro de uma trilogia de filmes do realizador que consistem em várias subnarrações relacionadas com o mesmo acontecimento. Os outros dois filmes são 21 Gramas, de 2003, com Sean Penn, Naomi Watts e Benicio del Toro e Babel, de 2006, com Brad Pitt, Cate Blanchet e o próprio Gael García Bernal.

Foi considerado pelo The New York Times como um dos 1000 melhores filmes do mundo.[1]

Sinopse[editar | editar código-fonte]

O filme entrelaça, em um acidente de carro, várias histórias pessoais: a de Octavio, o dono de um cão de rinha, que sonha em fugir com a cunhada Susana; a de Daniel, empresário que abandona a esposa para viver com a modelo Valeria Maya; e a de Chivo, um catador e assassino de aluguel que busca mudar de vida e voltar à família.

Elenco[editar | editar código-fonte]

Prêmios[editar | editar código-fonte]

  • Academia Mexicana
11 prêmios Ariel, entre eles o de melhor filme, melhor realizador e melhor actor.
Melhor filme em língua não-inglesa
Prêmio da crítica

Ficha técnica[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. The Best 1,000 Movies Ever Made (em inglês) The New York Times. Visitado em 11 de setembro de 2009.