Amores perros

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Amores perros
Amor Cão (PT)
Amores Brutos (BR)
 México
2000 • cor • 153 min 
Direção Alejandro González Iñárritu
Roteiro Guillermo Arriaga
Elenco Emilio Echevarría
Gael García Bernal
Goya Toledo
Género drama
Idioma espanhol
Página no IMDb (em inglês)

Amores perros (br: Amores Brutos; pt: Amor Cão) é um filme mexicano de 2000. É a primeira longa-metragem do realizador Alejandro González Iñárritu e catapultou internacionalmente a carreira do protagonista, Gael García Bernal. É muitas vezes referido como o "Pulp Fiction mexicano".

É o primeiro de uma trilogia de filmes do realizador que consistem em várias subnarrações relacionadas com o mesmo acontecimento. Os outros dois filmes são 21 Gramas, de 2003, com Sean Penn, Naomi Watts e Benicio del Toro e Babel, de 2006, com Brad Pitt, Cate Blanchet e o próprio Gael García Bernal.

Foi considerado pelo The New York Times como um dos 1000 melhores filmes do mundo.[1]

Sinopse[editar | editar código-fonte]

O filme entrelaça, em um acidente de carro, várias histórias pessoais: Octavio, o dono de um cão de rinha, que sonha em fugir com a cunhada Susana; Daniel que abandona a esposa para viver com a modelo Valeria Maya e um mendigo, Chivo, que busca voltar à família.

Elenco[editar | editar código-fonte]

Prêmios[editar | editar código-fonte]

  • Academia Mexicana
11 prêmios Ariel, entre eles o de melhor filme, melhor realizador e melhor actor.
Melhor filme em língua não-inglesa
Prêmio da crítica

Ficha técnica[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. The Best 1,000 Movies Ever Made (em inglês). The New York Times. Página visitada em 11 de setembro de 2009.