Análise exploratória de dados

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Searchtool.svg
Esta página ou secção foi marcada para revisão, devido a inconsistências e/ou dados de confiabilidade duvidosa (desde setembro de 2009). Se tem algum conhecimento sobre o tema, por favor, verifique e melhore a consistência e o rigor deste artigo. Considere utilizar {{revisão-sobre}} para associar este artigo com um WikiProjeto e colocar uma explicação mais detalhada na discussão.

A Análise Exploratória de Dados (AED) é uma técnica lançada por John Wilder Tukey em 1977 no livro Exploratory Data Analysis (sigla EDA, em inglês).

A análise exploratória de dados emprega grande variedade de técnicas gráficas e quantitativas (inclusive a análise de regressão), visando maximizar a obtenção de informações ocultas na sua estrutura, descoberta de variáveis importantes nas suas tendências de formação de preços, e não apenas na sua variação, detecção de comportamentos anómalos do fenómeno, testar se são válidas as hipóteses assumidas, escolha de modelos e determinação de número optimizado de variáveis.

Com os softwares actualmente disponíveis possibilitam que esta técnica constitua-se em uma ferramenta para descobrir quais tendências, relações e padrões poderiam estar ocultos em uma coleção de dados analisados. Seguindo as diretrizes propostas por Tukey, os investigadores deveriam iniciar sua análise pelo exame dos dados disponíveis, e só depois decidir sobre qual técnica aplicar para equacionar o problema e depois procurar a equação que melhor os represente e interprete.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]