Ana Catarina de Brandemburgo

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Ana Catarina
Rainha consorte da Dinamarca e da Noruega, etc.
Ana Catarina, junto de seu filho o príncipe-eleito Cristiano
Governo
Consorte Cristiano IV da Dinamarca
Vida
Nascimento 26 de Junho de 1575
Halle an der Saale, Alemanha
Morte 8 de Abril de 1612 (36 anos)
Copenhaga, Dinamarca
Filhos Frederico da Dinamarca
Natimorto
Cristiano da Dinamarca
Sofia da Dinamarca
Isabel da Dinamarca
Frederico III da Dinamarca
Ulrico da Dinamarca
Pai Joaquim III Frederico de Brandemburgo
Mãe Catarina de Brandemburgo-Küstrin

Ana Catarina de Brandemburgo (26 de junho de 1575 - 8 de abril de 1612) foi rainha-consorte da Dinamarca e da Noruega entre 1597 e 1612 como primeira esposa do rei Cristiano IV.

Família[editar | editar código-fonte]

Ana Catarina era a segunda filha do príncipe-eleitor Joaquim III Frederico de Brandemburgo e da marquesa Catarina de Brandemburgo-Küstrin. Os seus avós paternos eram o príncipe-eleitor João Jorge de Brandemburgo e a princesa Sofia de Legnica. Os seus avós maternos eram o marquês João de Brandemburgo-Küstrin e a duquesa Catarina de Brunswick-Wolfenbüttel.[1]

Primeiros anos e noivado[editar | editar código-fonte]

Ana Catarina nasceu em Halle an der Saale e foi criada em Wolmirstedt.

O seu futuro marido conheceu-a durante uma viagem que fez pela Alemanha em 1595 e decidiu que se queria casar com ela. Em 1596, Ana e os seus pais estiveram presentes da coroação de Cristiano e o casamento foi arranjado no ano seguinte.

Rainha da Dinamarca[editar | editar código-fonte]

Ana Catarina com o marido Cristiano IV e o filho mais velho de ambos, Cristiano.

Ana Catarina tornou-se rainha da Dinamarca no dia 27 de Novembro de 1597, quando se casou com Cristiano IV. O casamento realizou-se no Castelo de Haderslevhus, no sul da Jutlândia no ano a seguir à coroação de Cristiano. Ana foi coroada em 1598. Juntos tiveram seis filhos, entre os quais o príncipe-eleitor Cristiano que morreu um ano antes do seu pai, e o rei Frederico III que introduziu a monarquia absoluta na Dinamarca. Outro dos seus filhos, o príncipe Ulrico, foi assassinado em 1633. Duas filhas, Sofia e Isabel, e o seu primeiro filho Frederico morreram muito novos.

Apesar de ter sido a primeira esposa do rei Cristiano IV, não se sabe muito sobre a sua vida, talvez porque não parece ter tido grande influência política. Acompanhava frequentemente o rei nas suas viagens e, na sua época, foi elogiada pela sua modéstia e fé. Não existem registos que digam se o casamento foi feliz ou não, mas o seu marido teve amantes perto do seu final, sendo a mais conhecida Kirsten Madsdatter. A construção do Castelo Rosenborg começou enquanto ela era rainha, mas não se sabe até que ponto Ana teve influência na sua construção ou na escolha de interiores. Apesar de ter uma boa relação com o arcebispo luterano, pediu que fosse um vigário calvinista a dar-lhe os últimos sacramentos no seu leito de morte.

Descendência[editar | editar código-fonte]

Referências

Commons
O Commons possui imagens e outras mídias sobre Ana Catarina de Brandemburgo