Ana Mae Barbosa

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Question book.svg
Este artigo ou secção necessita de referências de fontes secundárias fiáveis publicadas por terceiros (desde fevereiro de 2010).
Por favor, melhore-o, incluindo referências mais apropriadas vindas de fontes fiáveis e independentes.
Fontes primárias, ou que possuem conflito de interesse geralmente não são suficientes para se escrever um artigo em uma enciclopédia.
Encontre fontes: Googlenotícias, livros, acadêmicoScirusBing. Veja como referenciar e citar as fontes.

Ana Mae Tavares Bastos Barbosa (Rio de Janeiro, em 17 de julho de 1942) é uma educadora brasileira, pioneira em arte-educação.

História[editar | editar código-fonte]

Carioca de nascimento, criada em Pernambuco desde menina, é graduada em Direito, carreira que abandonou logo após a formatura. É a principal referência no Brasil para o ensino da Arte nas escolas, tendo sido a primeira brasileira com doutorado em Arte-educação, defendido em 1977, na Universidade de Boston.

Foi diretora do Museu de Arte Contemporânea da Universidade de São Paulo (MAC-USP) e presidente do International Society of Education through Art (InSea). É professora visitante da The Ohio State University, nos EUA.

Em 1972 solicitou uma bolsa à Capes (Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior) para fazer seu mestrado em Connecticut, e lhe responderam que não reconheciam a Arte-educação como área de pesquisa. Deu aulas de cultura brasileira na Universidade Yale, para custear seus estudos. Após concluir seu doutorado, foi a única pessoa no Brasil doutorada em Arte-educação, situação em que empenhou a mudar lutando ativamente pelo reconhecimento da Arte-educação e dos arte-educadores.

Foi a primeira pesquisadora a se preocupar com a sistematização do ensino de Arte em museus, durante sua gestão como diretora do MAC.

Em 1987 desenvolveu, com apoio em sua "proposta triangular", o primeiro programa educativo do gênero, ainda hoje a base da maioria dos programas em Arte-educação no Brasil.

Consiste no apoio do programa de ensino de Arte em três abordagens para efetivamente construir conhecimentos em Arte.

  • Contextualização histórica;
  • Fazer artístico;
  • Apreciação artística.

Atualmente está aposentada da pós-graduação em Arte-educação da Escola de Comunicação e Arte (ECA), da Universidade de São Paulo (USP). Mesmo aposentada continua sendo disputada como orientadora de mestrados e doutorados.

Autora de diversos livros e artigos fundamentais para o estudo nesta área, é impossível falar em arte-educação no Brasil sem lembrar de Ana Mae.

Depoimento de seus alunos[editar | editar código-fonte]

Conforme seus alunos, Ana Mae pode ser descrita assim:

"Tem opinião própria, sempre, sobre o que vê, escuta, presencia... E geralmente vale a pena escutar a opinião dela, nem que seja para discordar. Ela é uma sumidade na sua área, indiscutívelmente, mas as características que fazem dela o mito são variadas: espontânea, generosa, carinhosa e, principalmente, justa. Já “comprou” várias e enormes “brigas” na vida, pessoal e profissional, porém mesmo os desafetos reconhecem seu valor e capacidade."carece de fontes

Livros escritos por Ana Mae Barbosa[editar | editar código-fonte]

  • 1978 - Arte-educação no Brasil: das origens ao modernismo (São Paulo: Perspectiva)
  • 1982 - Recortes e colagens: influência de John Dewey no ensino da arte no Brasil (São Paulo: Autores Associados)
  • 1985 - Arte-educação: conflitos/acertos (São Paulo: Max Limonad)
  • 1986 - História da Arte-Educação (São Paulo: Max Limonad)
  • 1990 - O ensino da arte e sua história (com Heloísa M. Sales, São Paulo: MAC)
  • 1990/95 - Teoria e prática da Educação Artística (São Paulo: Cultrix)
  • 1991 - A imagem do ensino da arte: anos oitenta e novos tempos (São Paulo: Perspectiva)
  • 1997 - Arte-Educação: leituras no subsolo (São Paulo: Cortez)
  • 1998 - Tópicos utópicos (Belo Horizonte: C/Arte)
  • 2001 - John Dewey e o ensino da Arte no Brasil (São Paulo: Cortez)
  • 2002 - Inquietações e mudanças no Ensino da Arte (São Paulo: Cortez)
  • 2002 - Alex Fleming(São Paulo: Edusp)
  • 2003 - Som, gesto, forma e cor (Belo Horizonte: C/Arte)
  • 2005 - O pós-modernismo (com Jacó Grinsburg, São Paulo: Perspectiva)
  • 2006 - Arte/Educação contemporânea (São Paulo: Cortês)
  • 2008 - Ensino da arte: memória e história (São Paulo: Perspectiva)

Títulos[editar | editar código-fonte]

  • 1960 - Bacharel em Ciências Jurídicas e Sociais - Universidade Federal de Pernambuco (UFPE).
  • 1974 - Mestre em Arte e Educação - Universidade de Connecticut, EUA.
  • 1978 - Doutora em Educação Humanista - Universidade de Boston, EUA.
  • 1990 - Livre-docente em Arte e Educação - Universidade de São Paulo (USP)
  • 1992 - Professora titular de Artes Plásticas - Escola de Comunicações e Artes da USP (ECA/USP).

Ligações externas[editar | editar código-fonte]