Ana María Orozco

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Ana María Orozco
Nome completo Ana María Orozco Aristizábal
Nascimento 4 de Julho de 1973 (41 anos)
Bandeira de Bogotá Bogotá, Colômbia
Nacionalidade Colômbia colombiana
Ocupação Atriz
Cônjuge Julián Arango (1999 - 2000)
Martín Quaglia (2005 - 2012)
Atividade 1983-presente
Página oficial
IMDb: (inglês)

Ana María Orozco Aristizábal (Bogotá, Colômbia, 4 de julho de 1973) é uma atriz colombiana de cinema, teatro e televisão. Um de seus trabalhos mais memoráveis foi na novela Perro Amor de 1998, em que interpretou Verônica Murillo, papel que lhe rendeu o prêmio Simón Bolívar como Melhor Atriz de Elenco e o prêmio Shock como Melhor Atriz Juvenil.[1] É reconhecida em muitos países, por seu papel como Betty, na telenovela Yo soy Betty, la fea (Bety, a Feia, no Brasil), por esta atuação ganhou o prêmio India Catalina de Colômbia (2000) como Melhor Atriz Principal,[2] o prêmio Tv y Novelas de Colômbia (2001) como Melhor Atriz Protagonista de novela,[3] o prêmio ACE (2001) como Figura Internacional Femenina e o prêmio INTE (2002) como a Atriz do Ano.[4]

Biografia[editar | editar código-fonte]

Ana María Orozco nasceu e cresceu em Bogotá, maior cidade da Colômbia. O nome da atriz usa costumes da nomenclatura da língua espanhola, o primeiro ou nome da família paterna é Orozco e o segundo ou nome da família materna é Aristizábal. Seu pai é Luis Fernando Orozco, um ator, sua mãe é Carmenza Aristizábal, uma locutora de rádio e tem duas irmãs, Juliana e Verônica Orozco, que também é atriz.[5] Desde a infância mostrou interesse em tudo relacionado às artes cênicas, o seu pai foi seu professor, conselheiro e crítico e também estudou atuação com os professores como Jairo Soto, Julio César Luna e Sergio Osorio.[6]

Em abril de 1999, ela se casou com o ator Julián Arango, mas o casamento durou apenas 10 meses. Em 2002, viajou para Índia, onde estudou cerâmica e pintura. Mais tarde, a atriz visitou a cidade de Nova Iorque para aperfeiçoar seus estudos de atuação e ali conheceu no ano de 2003 o músico argentino Martín Quaglia.[7] Em 2004, Orozco passou a residir em Buenos Aires (Argentina). A atriz e Martín Quaglia se casaram em 5 de dezembro de 2005 e tiveram duas filhas, Lucrécia, a primogênita nasceu em 11 de junho de 2004, em Bogotá (Colômbia) e a segunda filha, Mía nasceu em fevereiro de 2010, em Buenos Aires (Argentina). O casamento terminou em 2012.[8] [9]

Carreira[editar | editar código-fonte]

Sua primeira aparição na televisão foi no ano de 1973 na novela La envidia no papel de Nana (filha dos protagonistas). Aos dez anos de idade, ela começou sua carreira de atriz com pequenos papéis em séries de televisão na Colômbia como Pequeños gigantes, Imagínate e Don Camilo. Na década de 1990 integrou o elenco de diversas telenovelas, entre elas: Sangre de lobos, La potra zaina, Flor de Oro, La huella de tus besos e Tiempos difíciles.[5] Memorável a atuação da atriz como à secretária Verónica Murillo na novela Perro Amor de 1998. Por seu desempenho, recebeu o prêmio Simón Bolívar como Melhor Atriz de Elenco e o prêmio Shock como Melhor Atriz Juvenil. Estrela da novela colombiana Yo soy Betty, la fea exibida pela emissora colombiana RCN entre 25 de outubro de 1999 á 8 de maio de 2001, com o papel de Betty (uma jovem economista e sonhadora, que sofre todo tipo de preconceito por não ser uma pessoa bonita), que a tornou conhecida em muitos países e recebeu o prêmio India Catalina de Colômbia (2000) como Melhor Atriz Principal, o prêmio Tv y Novelas de Colômbia (2001) como Melhor Atriz Protagonista de novela, o prêmio ACE (2001) como Figura Internacional Femenina e o prêmio INTE (2002) como a Atriz do Ano.[1]

Participou de várias séries como Almas de piedra (1994), onde conseguiu o seu primeiro papel como protagonista. Protagonizou a série de televisão Ecomoda, continuação da telenovela Yo soy Betty, la fea, estreou em 2 de dezembro de 2001 na emissora Univision (Estados Unidos), composta de uma temporada de 26 episódios e terminou em 2 de junho de 2002.[10] Trabalhou nas duas temporadas da versão para a Colômbia e o Equador da série Desperate housewives, rebatizada como Amas de Casa Desesperadas.[11] Na comédia romântica Oportunidades (2008), o programa especial da Fundación Huésped pelo Dia Mundial de Combate à AIDS, interpretou a enfermeira Celia.[12] Em 2011, realizou uma participação especial na telecomédia argentina do género policial Los Únicos, encarnando a personagem Gabriela Montillo (uma agente da central colombiana).[13] Em 2012, ela atuou na comédia romântica Mi problema con las mujeres como Verónica Belforte (chefe do José Salinas), produzida pela Telefé, na Argentina[14] e durante esse mesmo ano e no ano 2013, trabalhou na série Ciclo: "Cine para enamorarse", do canal Cosmopolitan TV.[15]

No teatro, Ana María Orozco estreou em 2002 na encenação da peça Muelle Oeste, sob direção de Heidi Abderhalden, interpretando a personagem Monique.[16] Sua estreia no cinema ocorreu em 2003 no filme El Colombian Dream, com direção de Felipe Aljure, encarnando a personagem Nicole (esposa do "Susy" Arango).[17] Em 2006, a atriz participou do filme El ratón Pérez, dirigido por Juan Pablo Buscarini, em que fez o papel de Pilar.[18]

Em 2011, Orozco recebeu o reconhecimento do FyMTI (Festival y Mercado de TV-Ficción Internacional) e do MICA (Mercado de Industrias Culturales Argentinas) pelo seu trabalho na telenovela Yo soy Betty, la fea.[19] Em novembro de 2013, a atriz ganhou um prêmio especial da Câmara Municipal de Tandil (Argentina) como visitante ilustre na décima edição do Festival Tandil Cortos.[20]

Em janeiro de 2014, Ana Maria volta as novelas em Somos Familia na emissora Telefe (Argentina), interpretando as personagens Manuela Paz (jornalista jovem e bem sucedida, que aos 15 anos foi mãe, mas os pais dela deram o bebê para adoção acreditando que era melhor para sua vida) e Ramona (empregada da família Miranda).[21]

Telenovelas[editar | editar código-fonte]

Ano Título Papel Notas
1973/4 La envidia Nana
1991 Sangre de lobos Belinda
1993 La potra zaina Magdalena Ahumada
1995 Flor de Oro Anita
1996 La huella de tus besos Lucía
1997 Tiempos difíciles Maestra Sarita
1998 Perro Amor Verónica Murillo
1999/2001 Yo soy Betty, la fea Beatriz Aurora Pinzón Solano Protagonista
2014 Somos Familia Manuela Paz/Ramona Protagonista

Séries / Minisséries[editar | editar código-fonte]

Ano Título Papel Notas
1983 Pequeños gigantes
1987 Imagínate
1988 Don Camilo
Generación 21
1990 Los duros en acción
1994 Almas de piedra Claudia
1995 O todos en la cama
2001/2 Ecomoda Beatriz Pinzón de Mendoza Protagonista
2006 Mujeres Asesinas: "Mara, Alucinada" Mara
2007 Mujeres Asesinas: "Helena, Monja" Helena
2006/7 Amas de Casa Desesperadas 1 Susana Martínez Protagonista
2007/8 Amas de Casa Desesperadas 2 Susana Martínez Protagonista
2008 Oportunidades Celia Programa especial da Fundación Huésped
2011 Los Únicos Gabriela Montillo Participação especial
Historias de la primera vez: "La primera vez que te pedí algo" Verónica
2012 Mi problema con las mujeres Verónica Belforte Protagonista
2012/13 Ciclo: "Cine para enamorarse" Clara Protagonista

Cinema[editar | editar código-fonte]

Ano Título Papel
2003 El Colombian Dream Nicole
2006 El ratón Pérez Pilar

Teatro[editar | editar código-fonte]

Ano Título Papel
2002 Muelle Oeste Monique

Prêmios e Indicações[editar | editar código-fonte]

Ano Premiação Categoria Nomeação Resultado
1998 Prêmio Shock (Colômbia) Melhor Atriz Juvenil Perro Amor Venceu
Prèmio Simón Bolivar (Colômbia) Melhor Atriz de Elenco Perro Amor Venceu
2000 Prèmio India Catalina (Colômbia) Melhor Atriz Principal Yo soy Betty, la fea Venceu
2 de Oro (Venezuela) Melhor Atriz Internacional Yo soy Betty, la fea Venceu
Tv Grama (Chile) Melhor Atriz Internacional Yo soy Betty, la fea Venceu
Tv Elenco (Colômbia) Melhor Atriz Yo soy Betty, la fea Venceu
2001 Tv y Novelas (Colômbia) Melhor Atriz Principal de novela Yo soy Betty, la fea Venceu
Prêmio ACE (Estados Unidos) Figura Internacional Femenina Yo soy Betty, la fea Venceu
2002 Grupo Editorial Correos (Espanha) Personalidade TV do Ano Yo soy Betty, la fea Venceu
Prêmio INTE (Estados Unidos) Atriz do Ano Yo soy Betty, la fea Venceu

Referências

  1. a b ANA MARIA OROZCO SERA UNA VISITA DISTINGUIDA (em espanhol) TANDIL CORTOS.
  2. PREMIOS INDIA CATALINA (em espanhol) colombia-sa.
  3. "Betty la Fea" arrasó con premios de televisión colombiana (em espanhol) emol. (Abril, 2001).
  4. Premios INTE para varios argentinos (em espanhol) Estilo. (Junho, 2002).
  5. a b LA HUELLA ARTÍSTICA DE ANA MARÍA OROZCO (em espanhol) El Tiempo. (Novembro, 1996).
  6. Ana María Orozco, lista para miniserie en Cosmopolitan (em espanhol) Informador.com.mx. (Julho, 2012).
  7. "Betty, a Feia" está grávida babado. (Janeiro, 2004).
  8. Ana María Orozco se casó (em espanhol) peopleenespanol. (Dezembro, 2005).
  9. Sorpresivo amor de novela: "Betty la fea" consiguió un novio argentino (em espanhol) Diario Veloz. (Julho, 2012).
  10. La actriz de "Betty, la fea" visitará Tandil (em espanhol) tandildiario.
  11. 'Amas de casas desesperadas' estrena su segunda temporada (em espanhol) terra. (Agosto, 2011).
  12. 2008 – Oportunidades (em espanhol) Fundación Huésped.
  13. Ana María Orozco en “Los Únicos” (em espanhol) el trece. (Abril, 2011).
  14. Mi problema con las mujeres, el nuevo unitario de Mariano Martinez (em espanhol) extremista. (Julho, 2012).
  15. Por onde anda Ana María Orozco, estrela de 'Betty, a feia'? globo.com. (Março, 2013).
  16. Muelle Oeste muestra la realidad de los olvidados (em espanhol) Bolivia.com. (Maio, 2003).
  17. El Colombian Dream (em espanhol) Semana. (Outubro, 2006).
  18. La actriz Ana María Orozco en el Tandil Cortos (em espanhol) NUEVA ERA. (Novembro, 2013).
  19. Novedades.fymti (em espanhol) FyMTI . (Julho, 2011).
  20. Arrancó el 10° Tandil Cortos (em espanhol) El Diario de Tandil. (Novembro, 2013).
  21. Somos Familia (em espanhol) Telefe.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]