Ana Maria Rangel

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

Ana Maria Rangel (Rio de Janeiro, 21 de maio de 1957) é uma Cientista Política formada nos Estados Unidos pela Universidade Oglethorpe[1] , em Atlanta.

Também atuou como empresária no setor de transportes por 14 anos.

Mudou para os Estados Unidos em função do casamento, onde viveu por 25 anos. Além das atividades profissionais, sempre conciliou o seu tempo como chefe de família e ações sociais.

Divorciada, mãe de dois filhos, para acompanhar os filhos mais de perto até virou técnica de futebol no bairro onde morava. Católica atuante, trabalhou como voluntária na Sociedade de São Vivente de Paulo (vicentinos), junto a entidades beneficentes de defesa dos direitos dos imigrantes e promoção do direito à dignidade da vida.

Devido à experiência do trabalho social e ao profundo conhecimento dos problemas sociais no Brasil, decidiu se candidatar à Presidência da República pelo PRP (Partido Republicano Progressista), em 2006. Apesar do reduzido espaço na Propaganda Eleitoral Gratuita, obteve o primeiro lugar entre os partidos pequenos. A campanha começou com a bandeira contra a corrupção, ao denunciar a cobrança do partido para garantir a vaga como candidata. Assegurou a vaga na Justiça e levou a candidatura até o fim, viajando por todos os cantos do Brasil.

Veja sua entrevista na revista Mercado Comum em Maio de 2014[2]

Referências