Ana da Prússia

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Ana de Brandemburgo
Princesa-Eleitora de Brandemburgo
Duquesa da Prússia
Princesa-Eleitora de Brandemburgo
Período 18 de julho de 1608 - 23 de dezembro de 1619
Predecessor Catarina de Brandemburgo-Küstrin
Sucessor Isabel Carlota do Palatinado
Cônjuge João Segismundo de Brandemburgo
Descendência
Jorge Guilherme de Brandemburgo
Ana Sofia de Brandemburgo
Maria Leonor de Brandemburgo
Catarina de Brandemburgo
Joaquim Segismundo de Brandemburgo
Inês de Brandemburgo
João Frederico de Brandemburgo
Alberto Cristiano de Brandemburgo
Pai Alberto Frederico da Prússia
Mãe Maria Leonor de Cleves
Nascimento 3 de Julho de 1576
Morte 30 de agosto de 1625 (49 anos)

Ana da Prússia (3 de julho de 1576 - 30 de agosto de 1625) foi filha do duque Alberto Frederico da Prússia e esposa do príncipe-eleitor João Segismundo de Brandemburgo.

Biografia[editar | editar código-fonte]

Ana casou-se com João Segismundo a 30 de outubro de 1594. Antes do casamento a mãe dele, a marquesa Catarina de Brandemburgo-Küstrin realçou o facto de Ana não ser bonita, mas o casamento foi arranjado com o objectivo de assegurar a anexação do ducado da Prússia no eleitorado de Brandemburgo através de Ana, cujo pai não tinha herdeiros varões. Esta foi uma união política de máxima importância, visto que Ana não era apenas herdeira da Prússia, mas também de Cleves, Jülich e Berg, do condado do Marco e de Ravensberg.

Ana era considerada mais intelectual do que o marido, temperamental e decidida. Há registos de que atirava pratos e copos ao marido quando os dois discutiam. Lutou sozinha para garantir os seus direitos de sucessão em vários dos territórios a que tinha direito e foi ela que levou a cabo negociações com os seus compatriotas. Em 1612, apresentou as suas exigências ao sacro-imperador. Depois de o seu marido se converter ao calvinismo, Ana tornou-se protectora e porta-voz dos luteranos. Continuou a ter um papel importante durante o reinado do filho. Opôs-se aos Habsburgo e assegurou o casamento da sua filha Maria Leonor com o rei Gustavo II Adolfo da Suécia contra a vontade do filho em 1620.

Descendência[editar | editar código-fonte]

Genealogia[editar | editar código-fonte]

Os antepassados de Ana da Prússia em três gerações[1]
Ana da Prússia Pai:
Alberto Frederico da Prússia
Avô paterno:
Alberto da Prússia
Bisavô paterno:
Frederico I de Brandemburgo-Ansbach
Bisavó paterna:
Sofia da Polónia
Avó paterna:
Ana Maria de Brunswick-Lüneburg
Bisavô paterno:
Érico I de Brunswick-Lüneburg
Bisavó paterna:
Isabel de Brandemburgo
Mãe:
Maria Leonor de Cleves
Avô materno:
Guilherme de Jülich-Cleves-Berg
Bisavô materno:
João III de Cleves
Bisavó materna:
Maria de Jülich-Berg
Avó materna:
Maria da Áustria
Bisavô materno:
Fernando I, Sacro Imperador Romano-Germânico
Bisavó materna:
Ana Jagelão

Referências