Ana de Hohenstaufen

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

Ana de Hohenstaufen (Sicília 1230 – Valência, Abril 1307), nascida Constança II de Hohenstaufen, também conhecida como Constança II da Sicília ou Ana da Sicília era filha de Frederico II, Sacro Imperador Romano-Germânico e Bianca Lancia. Casou muito jovem com o imperador bizantino João III Ducas Vatatzes, para selar uma aliança entre seu pai e o Império de Niceia.

Imperatriz Bizantina[editar | editar código-fonte]

Nascida Constança de Hohenstaufen, mudou o seu nome para Ana ao casar com o imperador bizantino João III Ducas Vatatzes. O casamento fez parte de uma aliança entre seu pai e marido e está registado nas crónicas de Jorge Acropolita e Jorge Paquimeres.[1]

O casamento ocorrreu em 1244. Constança adoptou então o nome Ana. Ao chegar a Niceia acompanhava-a uma dama, a Marchesa della Fricca, que segundo Jorge Acropolita rivalizou com Ana no amor do imperador. Com o tempo a marquesa ganhou influência na corte, sendo apelidada de "imperatriz rival", acabando contudo por ser afastada.

Fuga de Constantinopla[editar | editar código-fonte]

Ana seria imperatriz até à morte do seu marido a 3 de Novembro de 1254, quando o seu enteado Teodoro II Láscaris sucedeu ao trono. Por esta altura já Frederico II havia falecido. Segundo as crónicas permaneceu em Niceia durante os reinados de Teodoro e do seu sucessor João IV Láscaris(1259 - 1261).[2]

No seu breve reinado, o menor João IV veria o trono usurpado pelo regente Miguel VIII Paleólogo. Este, apesar de casado, terá tentado forçar o casamento com Ana, que o rejeitou.

Em 25 de Julho de 1261 Aleixo Estrategópulo reconquista Constantinopla, permitindo a Miguel mudar a corte para a cidade e depor o jovem imperador de Niceia. Ana, afastada da dinastia reinante foi autorizada a abandonar o Império Bizantino para o reino da Sicília em 1263.

De novo conhecida como Constança, junta-se à corte de seu irmão Manfredo da Sicília. Em 25 de Fevereiro de 1266 Manfredo é morto na Batalha de Benevento, sendo sucedido pelo seu inimigo vitorioso Carlos de Anjou. Constança refugia-se na corte de Jaime I de Aragão e na corte de Zaragoza, acabando por se retirar num convento, falecendo em Valência, como freira.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Ana de Hohenstaufen
Nascimento: 1230 Morte: 1307
Títulos reais
Precedido por:
Irene Lascarina
Imperatriz-consorte de Niceia
1241–1254
Sucedido por:
Helena da Bulgária

Notas e referências

  1. Em "The Lascarids of Nicaea: the Story of an Empire in Exile" (1912 - 1913) Alice Gardner considera esta aliança o resultado do anti-clericalismo e relação hostil com o Papa partilhado tanto por Frederico II como por João Vatatzes.
  2. Segundo Alice Gardner por ser útil como refém perante os restantes membros dos Hohenstaufen, particularmente o seu irmão Manfredo da Sicília

Bibliografia[editar | editar código-fonte]