Ananko

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Ananko
Grafia
Tradução Luz meridional
Outros nomes Anaku (穴区)
Annanko
Annunko
Ananku
Hanenko
Kanji 安南光
Informações gerais
Classe Kata
Criador(es) Chotoku Kyan
Estilo(s) original(is) Tomari-te
Estilo(s) praticante(s)
Karate icon.svg

Ananko ou Annanko (安南光, Annankō?) é um kata do caratê, cuja autoria é atribuída ao mestre Chotoku Kyan, o qual teria adaptado um exercício que aprendera durante suas viagens empreendidas até o sul da China, ou, mais especificamente, à Ilha Formosa.[1] É uma kata da linha descendente do estilo Tomari-te.[2] Ou ainda, o kata pode ser uma herança familiar.

História[editar | editar código-fonte]

Conforme sucede com outros kata, a origem de Annako está envolta sob uma bruma de mistério, eis que há duas estórias sobre como surgiu a forma.[3]

A primeira versão diz que mestre Chotoku Kyan aprendeu o kata enquanto viajava até a China, que a verdadeira origem seriam os estilos de chuan fa praticados em Taiwan. Aí, há outra bifurcação no conto, pois alguns afirmam que mestre Kyan ou teria aprendido o kata com um mestre chinês, que visitou Oquinaua, ou que teria aprendido no continente e levado depois para sua terra natal. A sugestão de que o kata teria vindo da Ilha Formosa reside no facto de que aquela ínsula localiza-se ao sul de Oquinaua, portanto o nome «luz do sul» seria uma clara referência.[4]

A segunda versão diz que o mestre Kyan foi ele próprio o criador do kata ou que o aprendeu de seu pai, adaptando-o mai tarde a seu biótipo. E esta versão é eventualmente sustentada pelo conjunto de técnicas do kata, que são todas autóctones de Oquinaua e, por outro lado, diferente do que sucede a outros kata, não se conhece um correspondente exacto em China. Diz-se ainda que a forma original seria uma compilação das técnicas de outros kata, Seisan, Bassai e Wanshu.[4]

Esta última versão também levanta uma outra hipótese, a que mestre Kyan teria restaurado uma forma vetusta nativa do okinawa-te de Tomari.[5]

A forma, segundo ensinava mestre Kyan, possuía três diferentes versões, mas todas elas com técnicas assemelhadas. Há ainda uma variante praticada pela escola Matsubayashi-ryu, pero esta é obra de mestre Shoshin Nagamine como uma forma de prestar tributo honorífico a mestre Kyan.

Genealogia[editar | editar código-fonte]

 
 
 
 
 
 
 
 
 
Tomari-te
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
Shorin-ryu
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
Uechi-ryu
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
Shito-ryu
 
Shindo jinen ryu
 
Matsubayashi-ryu
 
Seibukan
 
 
 
Hayashi-ha

Características[editar | editar código-fonte]

Compõem a forma as técnicas mais peculiares do estilo tomari-te, haja vista a predominância de técnicas lineares e a prevalência de posturas mais baixas e a rápida transição às mais altas. O embusen é elástico, com alternância de direção e sentidos.[6]

Referências

  1. MSISSHINRYU.COM | Masters: Chotoku Kyan (em inglês). Visitado em 05.set.2011.
  2. History | Trail Traditional Karate (em inglês). Visitado em 05.ago.2011.
  3. Kata (em espanhol). Visitado em 26.set.2011.
  4. a b Annanku - 'Light from the South' - Wellsphere (em inglês). Visitado em 06.set.2011.
  5. TOMARI-TE: THE PLACE OF THE OLD TODE (em inglês) MSISSHINRYU.COM. Visitado em 06 de setembro de 2011.
  6. Annanku - KarateWeb.sk (em eslovaco). Visitado em 06.set.2011.

Bibliografia

CAMPS, Hermenegildo; CEREZO, Santiago. Estudio técnico comparado de los katas del karate (em espanhol). Barcelona: Alas, 2005. ISBN 978-84203-0432-8.

Ícone de esboço Este artigo sobre caratê é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.