Tcheco (futebolista)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
(Redirecionado de Anderson Simas Luciano)
Ir para: navegação, pesquisa
Tcheco
Informações pessoais
Nome completo Anderson Simas Luciano
Data de nasc. 11 de abril de 1976 (38 anos)
Local de nasc. Curitiba (Paraná),  Brasil
Altura 1,80 m
Destro
Apelido ShevTcheco, Capitão, Tiozão[1]
Informações profissionais
Clube atual Brasil Coritiba
Posição Técnico interino
Clubes de juventude
Brasil Paraná
Clubes profissionais2
Anos Clubes Jogos (golos)
19961998
19992001
20022003
20032005
2005
20062007
20072008
20082009
20102011
20102011
20112012
Brasil Paraná
Brasil Malutrom
Brasil Coritiba
Arábia Saudita Al-Ittihad
Brasil Santos (emp.)
Brasil Grêmio
Arábia Saudita Al-Ittihad
Brasil Grêmio
Brasil Corinthians
Brasil Coritiba (emp.)
Brasil Coritiba
0017 0000(0)

0046 000(17)

0002 0000(0)
0019 0000(1)
0013 0000(4)
0058 000(11)
0024 0000(0)
0053 0000(2)
0068 0000(7)
Times que treinou
20122013
2013
Brasil Coritiba (auxiliar)
Brasil Coritiba (interino)

0000001

Anderson Simas Luciano, mais conhecido como Tcheco (Curitiba, 11 de abril de 1976), é um treinador, ex-futebolista brasileiro que atuava como meio-campo. Atualmente, comanda o Coritiba

Carreira[editar | editar código-fonte]

Paraná[editar | editar código-fonte]

Foi revelado pelo Paraná, entretanto não foi muito utilizado sendo, em seguida, dispensado. Entre 1998 e 2002 atuou pelo Malutrom. Além desse clube, ainda jogou nos Emirados Árabes. Chegou ao Coritiba em maio de 2002 para a disputa do Campeonato Brasileiro, ano em que teve grandes atuações, caracterizada pela regularidade técnica do jogador durante o campeonato. No ano seguinte, o jogador melhorou seu desempenho e conquistou Campeonato Paranaense invicto atuando pelo mesmo clube. Ainda em 2003, ajudou o Coxa a conquistar a vaga para a Copa Libertadores, em um time que jogava junto com Marcel, Roberto Brum, Lima entre outros.

Al-Ittihad[editar | editar código-fonte]

Fora do Brasil, Tcheco atuou na Arábia Saudita, pelo Al-Ittihad, em quatro anos: 2003, 2004, e parte de 2005. Em 2007 foi um dos principais jogadores do Grêmio quando chegou a final da Libertadores da América.

Grêmio[editar | editar código-fonte]

Tcheco retornou ao Brasil no início de 2005, para jogar no Santos. Entretanto, não foi bem e retornou para o Al-Ittihad. No começo de 2006, Tcheco retornou novamente ao Brasil. Atuou no Grêmio em 2006 e 2007, conquistando o Campeonato Gaúcho de 2006, Campeonato Gaúcho de 2007 e chegando ao vice-título da Copa Libertadores 2007. Era titular absoluto do clube e capitão por algum tempo. Em 2008, retornou ao Al-Ittihad. Ficou lá até junho de 2008, mês em que voltou ao Grêmio. No entanto, Tcheco ficou sem condições legais de jogo até 10 de julho, quando seu nome apareceu no BID (Boletim Informativo Diário da CBF).[2] O jogador não podia jogar por um empecilho no seu registro de seu contrato, por causa do atleta ter vindo do exterior, mas o Sindicato dos Atletas Profissionais do Rio Grande do Sul entrou com uma liminar na Justiça do Trabalho para fazer com ele pudesse atuar pelo Tricolor.

Tcheco marcou seu primeiro gol na volta ao Grêmio em 9 de agosto de 2008, cobrando pênalti aos 12 minutos do segundo tempo, contra o Atlético Mineiro, no Estádio Mineirão; o jogo acabou em 4 a 0 para o Grêmio. Seu terceiro gol na volta ocorreu em 9 de novembro do mesmo ano, contra o Palmeiras, aos 28 minutos do segundo tempo.[3] Este gol foi de extrema importância para o Grêmio naquele campeonato. Foi capitão do time do Grêmio que disputou a Copa Libertadores da América de 2009.

No dia 24 de maio de 2009 completou 150 jogos com a camisa do Grêmio, contra o Botafogo, no Estádio Olímpico Monumental, em partida válida pelo Campeonato Brasileiro 2009.

Em 19 de novembro de 2009 anunciou-se que o jogador não renovaria seu contrato com o Grêmio para 2010.[4]

Corinthians[editar | editar código-fonte]

Em 10 de dezembro de 2009, o Corinthians anunciou oficialmente como novo reforço para temporada de 2010 para jogar a libertadores do mesmo ano.[5]

Volta ao Coritiba[editar | editar código-fonte]

Em setembro de 2010, Tcheco acertou sua volta ao Coritiba por empréstimo.[6] Em Dezembro de 2010 renovou seu contrato com o Coritiba por mais 12 meses, permanecendo no clube paranaense até o final de 2011.[7] No final de 2011, Tcheco renovou seu contrato por 6 meses no Coritiba podendo ser estendido e no final do contrato se tornar cartola do time. Após ser vice-campeão da Copa do Brasil de 2012, Tcheco anunciou oficialmente sua aposentadoria.

Treinador[editar | editar código-fonte]

Coritiba[editar | editar código-fonte]

No dia 17 de novembro de 2013, após a demissão do técnico Péricles Chamusca, Tcheco é escolhido para comandar o Coritiba nas três últimas rodadas do Campeonato Brasileiro na luta contra o rebaixamento.

Estatísticas[editar | editar código-fonte]

Grêmio[editar | editar código-fonte]

Atualizadas em 29 de outubro de 2009.[8]

Clube Competição Jogos Gols
Grêmio Campeonato Brasileiro de 2008 24 4
Grêmio Campeonato Gaúcho de 2009 13 4
Grêmio Copa Libertadores da América de 2009 12 1
Grêmio Campeonato Brasileiro de 2009 28 5

Coritiba[editar | editar código-fonte]

Até 1 de julho de 2012.

Clube Temporada Campeonato Brasileiro Copa do Brasil Campeonato Paranaense Total
Jogos Gols Jogos Gols Jogos Gols Jogos Gols
Coritiba 2011 27 1 2 0 10 1 39 2
2012 3 2 6 3 20 0 29 5
Total 30 3 8 3 30 1 68 7

Títulos[editar | editar código-fonte]

Paraná
Malutrom
Coritiba
Al-Ittihad
Grêmio

Estatísticas[editar | editar código-fonte]

Clube Jogos Vitórias Empates Derrotas
Coritiba 1 0 1 0

Prêmios individuais[editar | editar código-fonte]

Grêmio
Coritiba

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Precedido por
Péricles Chamusca
Técnico do Coritiba
2013
Sucedido por
Dado Cavalcanti

Referências

Bandeira de BrasilSoccer icon Este artigo sobre um futebolista brasileiro é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.