André Petry

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
André Petry
Nascimento 13 de novembro de 1961
Porto Alegre
Nacionalidade Brasil brasileiro
Ocupação jornalista

André Petry (Porto Alegre, 1961) é um jornalista brasileiro.

Como editor especial e correspondente internacional da revista Veja, costuma gerar polêmica devido a suas opiniões contrárias ao que ele considera intromissão da Igreja na vida política nacional em temas como aborto e pesquisas com células-tronco. [1]

Biografia[editar | editar código-fonte]

Petry se formou em jornalismo em 1984, na Universidade Católica de Pelotas, tendo estudado filosofia brevemente. Trabalhou para o Diário Popular em Pelotas e mais tarde para o Correio Braziliense, em Brasília, cobrindo questões externas desde a política Perestroika de Mikhail Gorbachev à guerra entre Iraque e Irã.

De 1991 a 1996, trabalhou em São Paulo, SP, para a revista Veja como editor político, onde coordenou a investigação que levou à impugnação do presidente Fernando Collor.

De 1996 a 2007, foi chefe da redação de Brasília, DF, e escreveu uma coluna semanal durante quatro anos.

[2]

Referências

  1. Marcelo Moura Coelho (25 de Março de 2005). Obtusidade anticlerical Mídia sem Máscara. Página visitada em 16 de Fevereiro de 2008.
  2. Yale University. André Petry - Yale Office of Public Affairs (em inglês). Página visitada em 16 de abril de 2012.
Ícone de esboço Este artigo sobre uma pessoa é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.