Andrea del Castagno

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Afresco eqüestre a Niccolò da Tolentino, Catedral de Florença.

Andrea del Castagno (San Godenzo 1421 - Florença, 19 de agosto de 1457) foi um pintor florentino, influenciado por Masaccio e Giotto. Por sua vez, ele influenciou a Escola de Ferrara, da qual participavam Cosmè Tura, Francesco del Cossa e Ercole de' Roberti. Foi mestre de Antonio Pollaiuolo.

Pouco se sabe sobre sua formação. Acredita-se que tenha sido aprendiz de Filippo Lippi e Paolo Uccello. Giorgio Vasari afirmou que Castagno assassinou Domenico Veneziano, embora isso pareça improvável.

Seus trabalhos[editar | editar código-fonte]

Suas primeiras obras importantes foram os afrescos de "A última ceia" e "A paixão de Cristo", realizados por volta de 1445 para o refeitório do convento de Sant'Apollonia, posteriormente Museu Castagno, em Florença; neles mostrava especial preocupação com a perspectiva e a monumentalidade das figuras, reflexo da influência de Masaccio e da escultura de Donatello. As lições deste último foram determinantes em seu trabalho posterior. É o que se pode apreciar no conjunto "Homens e mulheres famosos", que pintou com novo estilo, pleno de dinamismo e expressividade, para a Villa Carducci Pandolfini de Legnaia. Seu último trabalho foi um retrato eqüestre de Niccolò da Tolentino (catedral de Florença).

Ver também[editar | editar código-fonte]

Commons
O Commons possui multimídias sobre Andrea del Castagno


Ícone de esboço Este artigo sobre um(a) pintor(a) é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.