Andrei Bogoliubski

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Andrei Bogoliubski (André, o Pio)
Ícone de Santo André, o Pio
Veneração por Igreja Ortodoxa
Festa litúrgica 30 de junho e 4 de julho
Atribuições Vestido como grande príncipe russo, com uma cruz de três barras na mão direita
Gloriole.svg Portal dos Santos

O príncipe Andrei I, o Pio de Vladimir, conhecido como Andrei Bogoliubski (em russo: Андрей Боголюбский, «André, que ama a Deus») (c. 1111 – 28 de junho de 1174) foi um príncipe de Vladimir-Súzdal (após 1157). Era filho de Iuri Dolgoruki, que proclamou Andrei como príncipe em Vyshhorod (perto de Kiev), e de uma princesa kiptchak, filha do Aepa.

Abandonou Vyshhorod em 1155 e mudou-se para Vladimir. Promovendo o desenvolvimento das relações feudais, confiou no povo de Vladimir; ligou-se ao negócio comercial de Rostov e Súzdal. Com a morte do pai em 1157 tornou-se o knyaz (príncipe) de Vladimir, Rostov e Súzdal.

Andrei Bogoliubski tentou unificar as terras da Rus sob sua autoridade. A partir de 1159 persistentemente lutou pela submissão de Novgorod à sua autoridade e levou a cabo um jogo militar e diplomático complexo no sul da Rus. Em 1169 as suas tropas tomaram Kiev. Depois de saquear a cidade[1] , saque esse onde se roubaram muitas obras de arte religiosas, regressou ao norte. Tal ato acentuou o declínio dessa cidade. Andrei conseguiu o direito de receber tributo da população de Dvinskaya. Ao converter-se no «governante de toda a Susdália», Andrei Bogoliubski transferiu a capital para Vladimir, fortalecendo-a, e construiu a magnífica catedral da Assunção e outras igrejas e mosteiros. Sob o seu governo Vladimir foi muito ampliada e construíram-se fortificações em redor da cidade.

Ao mesmo tempo foi construído o castelo Bogoliubovo perto de Vladímir, uma das suas residências favoritas. De facto, recebeu o nome «Bogoliubski» em homenagem a este lugar. Durante o reinado de Andrei Bogoliubski, o principado de Vladimir-Súzdal conseguiu um poder significativo e foi o mais forte dos principados da Rus.

O aumento da autoridade principesca e o conflito com os boiardos destacados foi a causa de um golpe contra Andrei Bogoliuski, em resultado do qual foi assassinado na noite de 28 para 29 de junho de 1174. Vinte dos seus súbditos entraram no seu quarto e assassinaram-no na cama. O seu machado de guerra incrustado em prata está exposto presentemente no Museu Histórico Nacional em Moscovo.

O seu filho Iuri Bogoliubski, foi o primeiro marido da rainha Tamar da Geórgia.

Imagem do santo por Viktor Vasnetsov.

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

  • Martin, Janet L.B. Medieval Russia, 1995
  • Este artigo foi inicialmente traduzido do artigo da Wikipédia em espanhol, cujo título é «Andréi Bogolyubsky».

Referências

  1. Russia the Great. Título não preenchido, favor adicionar. Página visitada em 2007-08-07.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Andrei Bogoliubski