Andrian Nikolayev

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Andrian Nikolayev

Cosmonauta da URSS
Nacionalidade União das Repúblicas Socialistas Soviéticas soviético
Nascimento 5 de Setembro de 1929
Shorshely, URSS
Morte 3 de julho de 2004 (74 anos)
Cheboksary, Rússia
Tempo no espaço 21d15h20m
Missões Vostok III, Soyuz 9
Insígnia
da missão
Insígnia Vostok III

Andrian Grigoriévich Nikolayev (em russo: Андриян Григорьевич Николаев) (Shorshely, 5 de setembro de 1929Cheboksary, 3 de julho de 2004) foi um cosmonauta da União Soviética que subiu ao espaço em 11 de agosto de 1962 a bordo na nave Vostok III, o terceiro soviético no espaço, e em 1 de junho de 1970 na missão Soyuz 9, tornando-se recordista de permanência em órbita com duas missões, até então.

Ficou conhecido como Homem de Ferro nos meios aeronáuticos russos, por ter conseguido ficar quatro dias isolado e em silêncio, sem conhecimento do tempo em que ali ficava, dentro de uma câmara de isolamento, usada naqueles dias para testar a capacidade dos astronautas para agüentarem a solidão do espaço durante suas missões.

Ele casou-se em novembro de 1963 com Valentina Tereshkova - a primeira mulher a ir ao espaço - e tiveram uma filha, Elena Andrionova, antes de se divorciarem, em 1982, ano em que Andrian também deixou o corpo de cosmonautas soviéticos.

Andrian Nikolaiev recebeu as principais condecorações da extinta União Soviética, entre elas a Ordem de Lenin e o título oficial de Herói da União Soviética, por duas vezes. Também é um dos poucos agraciados com a Medalha de Ouro Yuri Gagarin, concedida pela Federação Aeronáutica Internacional.

Faleceu de ataque cardíaco aos 74 anos em Cheboksary, na Rússia, e foi enterrado na sua vila natal de Shorshely, apesar das pressões da filha, que desejava vê-lo enterrado na Cidade das Estrelas. Uma cratera lunar foi batizada como Nikolayev em homenagem a ele.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]