Cronologia da Reconquista

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
A Reconquista termina com a Guerra de Granada.

A seguinte tabela descreve os acontecimentos da Reconquista, por ordem cronológica.

Ano(s) Descrição
711-718 Os muçulmanos dão início à invasão árabe da Península Ibérica
718 Pelágio das Astúrias, um nobre visigodo é eleito rei e avança sobre o exército muçulmano, iniciando a Reconquista Cristã.
750 Os cristãos, sob o comando de Afonso I das Astúrias, ocupam a Galiza que teria sido abandonada pelos berberes.
791 Bermudo I das Astúrias é derrotado na batalha de Burbia pelo andaluz Hisham I, motivo que levaria Bermudo a renunciar ao trono.
791-842 Afonso II das Astúrias consolida as conquistas e avança para Sul do Rio Douro.
798 Expedição de Afonso II das Astúrias até Lisboa.
873-898 Wilfredo, Conde de Barcelona institui um reino cristão com alguma independência dos Francos.
905-926 Sancho I Garcez cria o reino Basco, em Navarra.
930-950 Ramiro II de Leão derrota Abd al-Rahman III nas batalhas de Simancas, Osma e Talavera.
950-951 O Conde Fernão Gonzalea cria as fundações para a independência de Castela
981 Ramiro III de Leão é derrotado pelo Almançor na batalha de Rueda e é obrigado a pagar tributo ao Califado de Córdova.
999-1018 Afonso V de Castela reconstrói os reinos.
1002 Última batalha de Almançor: Calatañazor
1000-1033 Sancho III de Navarra subjuga o condado de Aragão, toma a posse do condado de Castela e ameaça Bermudo III de Leão da sua intenção de se tornar imperador, anexando o Reino de Leão. Contudo, após a sua morte, deixa Navarra para o seu filho, Garcia III, Castela para Fernando I e Aragão para Ramiro I
1035-1063 Fernando I de Leão conquista Coimbra e impõe tributo às taifas de Toledo, Badajoz e Sevilha. Antes da sua morte, divide os territórios entre os filhos: Castela para Sancho II, Leão para Afonso VI de Castela.
1065-1109 Afonso VI unifica ambos os reinos sob o seu ceptro e toma Toledo.
1086 A ameaça cristã alerta os reis das taifas de Granada, Sevilha e Badajoz que pedem auxílio aos Almorávidas.
1102 O seguidores de Cid deixam Valência e os muçulmanos ocupam a península até Saragoça.
1118 Afonso I de Aragão conquista Saragoça.
1135 Afonso VII de Leão restaura o prestígio da monarquia leonesa e é proclamado imperador.
1147 Conquista de Lisboa por D.Afonso Henriques aos mouros com a ajuda dos Cruzados.
1151 Os almóadas, outra dinastia africana, depuseram os Almorávidas e retomaram Almeria.
1162 Afonso II, filho de Petronila e Raimundo Berengário IV unificam o Reino de Aragão e o Condado de Barcelona.
1195 O Califado Almóada derrotam o Reino de Castela na Batalha de Alarcos.
1205-1220 O Papa João XXI nasce em Lisboa.
1212 Afonso VIII de Castela, Sancho VII de Navarra, Pedro II de Aragão e Afonso II de Portugal saem vitoriosos da Batalha de Navas de Tolosa.
1229 Jaime I de Aragão, reconquista Mallorca.
1230 Afonso IX de Leão avança sobre o Guadiana, tomando Mérida e Badajoz, abrindo o caminho para a conquista de Sevilha.
1217-1252 Fernando III de Castela conquista Córdoba, Múrcia, Jaen e Sevilha. Resta Granada, a única província muçulmana.
1252-1284 Afonso X de Castela, o Sábio, continua a Reconquista e é obrigado a enfrentar a revolta 'Mudejar' na Andaluzia e Múrcia. Procura ser elegido como imperador do Sacro Império Romano-Germânico em 1257. Afonso X esboça o Fuero de las Leyes, o predecessor das Sete Partidas.
1284 Assembleia de nobres, prelados e cidadãos depõem Afonso X e passam o poder para o seu filho, Sancho IV de Castela
1309 Fernando IV de Castela toma Gibraltar.
1312-1350 Afonso XI de Castela e Afonso IV de Portugal lutam pelo reino da Granada e, ao fim de 25 anos de tentativas, em 1340, vencem na Batalha do Salado
1369 Pedro I de Castela, o Cruel, é assassinado em Montiel pelo seu meio-irmão Henrique de Trastámara, que irá governar como Henrique II.
1464 Henrique IV de Castela nomeia a sua irmã para o trono, a futura Isabel I de Castela, e deserda a sua filha Joana, La Beltraneja.
1469 Isabel I de Castela casa com Fernando II de Aragão, unificando a Espanha
1492 Conquista de Granada - fim da Guerra de Granada e da Reconquista

Ver também[editar | editar código-fonte]