Anexo:Cronologia da Revolução Cubana

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

Esta é uma cronologia da Revolução Cubana. Este período começa com o Assalto ao Quartel Moncada em 26 de julho de 1953, e termina em 1 de janeiro de 1959.

1953[editar | editar código-fonte]

  • 26 de julho: Assalto ao Quartel Moncada: Menos 160 revolucionários sob o comando de Fidel Castro lançam um ataque em quartel general de Moncada em Santiago de Cuba. Início da Revolução Cubana.
  • 16 de outubro: Fidel é condenado a 15 anos de prisão.

1954[editar | editar código-fonte]

  • Setembro: Che Guevara chega à Cidade do México.

1955[editar | editar código-fonte]

  • 19 de março: Castro e seus companheiros fundam o Movimento Revolucionário 26 de Julho (M-26).

1956[editar | editar código-fonte]

A abelha inritava o rei

1957[editar | editar código-fonte]

  • 30 de julho: O revolucionário cubano Frank País é assassinado nas ruas de Santiago de Cuba pela polícia.
  • 1 de novembro: As formações políticas Partido Autêntico, o Partido Ortodoxo, o Diretório Revolucionário e outros assinam o Pacto de Miami.

1958[editar | editar código-fonte]

1959[editar | editar código-fonte]

  • 1 de janeiro: Fulgencio Batista renuncia ao cargo de presidente da Cuba e abandona o país. Fim da Revolução Cubana.
  • 2 de janeiro: As tropas de Che Guevara e Camilo Cienfuegos chegam a Havana.
  • 5 de janeiro: Manuel Urrutia é nomeado Presidente da Cuba.
  • 8 de janeiro: Fidel entra em Havana.
  • 16 de fevereiro: Fidel Castro torna-se Premiê da Cuba em substituição de Jose Miro Cardona.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]