Filmografia de Charles Chaplin

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Charles Chaplin como The Tramp.

Charles Chaplin foi um comediante, diretor, escritor, produtor e compositor londrino. Em toda a sua carreira, exclusivamente entre os anos de 1914 e 1967, sua filmografia consistiu em 81 filmes, quase todas de sua autoria. Chaplin rapidamente se consolidou como o ícone do cinema, principalmente por seu personagem The Tramp.[1]

Chaplin nasceu em Londres e começou atuar nos palcos londrinos a partir dos nove anos. Em 1913, enquanto estava em turnê nos EUA com o grupo teatral de Fred Karno, ele aceitou em trabalhar na Keystone Studios, a convite de Mack Sennett. No período em que esteve na Keystone, Chaplin já começou a escrever e dirigir alguns dos curtas em que estrelava. Após um ano na Keystone, Chaplin assinou com a Essanay Studios e após outro ano, ele assinou com a Mutual. Em 1918, Chaplin assinou um contrato com a produtora First National. No mesmo ano, fundou o seu próprio estúdio para que tivesse mais liberdade em fazer seus filmes, em relação a edição, produção, roteiro, direção e também, em poder rodar tantas e quantas cenas quisesse porque aliás, estava trabalhando em seu próprio teto. Ainda em 1918, junto com Douglas Fairbanks, Mary Pickford e D.W. Griffith, fundou a United Artists.[2] No final dos anos 40 e começo dos anos 50, Chaplin começou a ser acusado de comunista pelo governo americano, mas relutou em negar.[3] Em 1952, quando partiu para Londres para a premiére de seu filme Limelight, Chaplin teve seu visto anulado para voltar aos EUA e por conta disso, passou a morar na Suiça com sua família até sua morte, em 1977. Durante seu exílio, ele fez somente dois filmes.[4]

Durante sua carreira, Chaplin recebeu três prêmios da Academia de Artes e Ciências Cinematográficas. Na primeira cerimônia do Academy Award, em 1929, Chaplin recebeu seu primeiro Oscar Honorário por escrever, produzir, dirigir e protagonizar o filme The Circus de 1928.[5] [6] Em 1972, vinte anos depois de seu exílio, ele voltou aos EUA para recebeu seu segundo Oscar Honorário. Dessa vez, o propósito era por sua contribuição no cinema. Em 1973, ele ganhou outro Academy Award na categoria "Melhor Trilha Sonora", pelo seu filme Limelight. Em 1952, ano de sua sua estréia original, a Academia já tinha classificado Limelight como um dos indicados na cerimônia de 1953, mas como seu lançamento não ocorreu, o filme ficou de fora da disputa. Como ele voltou a ser lançado no país em 1972, a Academia decidiu incluí-lo em 1973. Chaplin também recebeu outras indicações ao Academy Award como em 1941 nas categorias "Melhor Ator" e "Melhor Roteiro Original", pelo filme The Great Dictator de 1940 e em 1948 na categoria "Melhor Roteiro Original" pelo filme Monsieur Verdoux de 1947.

Cinco filmes de Chaplin já foram escolhidos pela Biblioteca do Congresso: The Immigrant, The Gold Rush, City Lights, Modern Times e The Great Dictator. Foi também escolhido o filme Show People, em que Chaplin fez uma ponta.[7] Por seu trabalho no cinema, Chaplin tem uma estrela na Calçada da Fama.[8]

Filmes oficiais[editar | editar código-fonte]

Em 1965, Chaplin detalhou sua filmografia oficial em seu livro, My Autobiography. Sua filmografia consiste em 80 filmes lançados desde 1914, mas no livro de David Robinson de 1985, Chaplin: His Life and Art, está incluído o seu último filme, A Countess from Hong Kong de 1967, como o 81º.

A maioria dos filmes de Chaplin, até precisamente The Circus, são filmes mudos, mesmo que anos depois foram remasterizados e compostos por trilha sonora feita pelo próprio. City Lights e Modern Times são praticamente classificados como filmes mudos, mas City Lights foi oficialmente o último. Em Modern Times, há cenas de diálogos, aliás que Chaplin "fez seu personagem falar" em inúmeros ensaios, mas deixou passar. Seus últimos cinco filmes são completamente falados. Tirando A Countess from Hong Kong, todos os seus filmes são em preto e branco.

Exceto o que tem de referência, os lançamentos, personagens, e anotações apresentadas aqui, são derivados da autobiografia de Chaplin, escrita por Robinson, e do livro The Films of Charlie Chaplin, de 1965 escrito por Gerald D. McDonald, Michael Conway e Mark Ricci.

Keystone[editar | editar código-fonte]

Chaplin fez 35 filmes na Keystone Studios, todos produzidos por Mack Sennett. Exceto o que há escrito nas notas, todos os filmes são de um rolo.

Lançamento Título Creditado como Notas
Compositor Produtor Roteirista Diretor Personagem
2 de Fevereiro de 1914 Making a Living Slicker
7 de Fevereiro de 1914 Kid Auto Races at Venice Vagabundo Lançado junto com o filme Olives and Trees.
9 de Fevereiro de 1914 Mabel's Strange Predicament Vagabundo
28 de Fevereiro de 1914 Between Showers Masher
2 de Março de 1914 A Film Johnnie Vagabundo
9 de Março de 1914 Tango Tangles Dançarino
16 de Março de 1914 His Favourite Pastime Bêbado
26 de Março de 1914 Cruel, Cruel Love Lorde Helpus
4 de Abril de 1914 The Star Boarder O Star boarder
18 de Abril de 1914 Mabel at the Wheel Vilão Dois rolos.
20 de Abril de 1914 Twenty Minutes of Love
Sim
Sim
Pickpocket
27 de Abril de 1914 Caught in a Cabaret
Sim
Sim
Garçom Dois rolos.
Co-roteirista: Mabel Normand.
4 de Maio de 1914 Caught in the Rain
Sim
Sim
Convidado
7 de Maio de 1914 A Busy Day
Sim
Sim
Esposa Lançado junto com o curta, The Morning Papers.
1 de Junho de 1914 The Fatal Mallet Galã
4 de Junho de 1914 Her Friend the Bandit
Sim
Bandido Filme perdido.[9]
Co-diretor: Mabel Normand.
11 de Junho de 1914 The Knockout Juíz Dois rolos.
13 de Junho de 1914 Mabel's Busy Day Bêbado
20 de Junho de 1914 Mabel's Married Life
Sim
Sim
Marido de Mabel Co-roteirista: Mabel Normand.
9 de Julho de 1914 Laughing Gas
Sim
Sim
Assistante do Dentista
1 de Agosto de 1914 The Property Man
Sim
Sim
The Property Man Dois rolos.
10 de Agosto de 1914 The Face on the Bar Room Floor
Sim
Sim
Artista Baseado no poema The Face on the Barroom Floor de Hugh Antoine d'Arcy.
13 de Agosto de 1914 Recreation
Sim
Sim
Vagabundo Lançado junto com o curta, The Yosemite.
27 de Agosto de 1914 The Masquerader
Sim
Sim
Ator
31 de Agosto de 1914 His New Profession
Sim
Sim
Charlie
7 de Setembro de 1914 The Rounders
Sim
Sim
Vagabundo
14 de Setembro de 1914 The New Janitor
Sim
Sim
Empregado
10 de Outubro de 1914 Those Love Pangs
Sim
Sim
Vagabundo
26 de Outubro de 1914 Dough and Dynamite
Sim
Sim
Garçom Dois rolos.
Co-roteirista: Mack Sennett.
29 de Outubro de 1914 Gentlemen of Nerve
Sim
Sim
Sr. Woe-Woe
7 de Novembro de 1914 His Musical Career
Sim
Sim
Carregador de piano
9 de Novembro de 1914 His Trysting Place
Sim
Sim
Marido Dois rolos.
14 de Novembro de 1914 Tillie's Punctured Romance Charlie Seis rolos.
Da peça, Tille's Nightmare, de A. Baldwin Sloane e Edgar Smith.
5 de Dezembro de 1914 Getting Acquainted
Sim
Sim
Marido
7 de Dezembro de 1914 His Prehistoric Past
Sim
Sim
Weakchin Dois rolos.

Essanay[editar | editar código-fonte]

Chaplin escreveu, dirigiu e estrelou 15 filmes na Essanay, todos tendo sido produzidos por Jesse T. Robbins. Exceto que estão escritos nas notas, todos os filmes são de dois rolos.

Lançamento Título Creditado como Notas
Compositor Produtor Roteirista Diretor Personagem
1 de Fevereiro de 1915 His New Job
Sim
Sim
Dublê
15 de Fevereiro de 1915 A Night Out
Sim
Sim
Farreador
11 de Abril de 1915 The Champion
Sim
Sim
Aspirante a Boxeador
18 de Novembro de 1915 In the Park
Sim
Sim
Charlie Um rolo.
1 de Abril de 1915 A Jitney Elopement
Sim
Sim
O Falso Conde
11 de Abril de 1915 The Tramp
Sim
Sim
Vagabundo
29 de Abril de 1915 By the Sea
Sim
Sim
Cidadão Um rolo.
21 de Junho de 1915 Work
Sim
Sim
Assistente
12 de Julho de 1915 A Woman
Sim
Sim
Charlie/ "A Mulher"
9 de Agosto de 1915 The Bank
Sim
Sim
Empregado
4 de Outubro de 1915 Shanghaied
Sim
Sim
Charlie
20 de Novembro de 1915 A Night in the Show
Sim
Sim
Sr. Pest e Sr. Rowdy
18 de Dezembro de 1915 Burlesque on Carmen
Sim
Sim
Darn Hosiery Relançado sem autorização em 22 de Abril de 1916, combinando outras cenas por Leo White.
27 de Maio de 1916 Police
Sim
Sim
Ex-Detento
11 de Agosto de 1918 Triple Trouble
Sim
Sim
Empregado Coletânea feita por Leo White com cenas do curta Police e de um curta incompleto chamado Life, junto com outras cenas gravadas por White. Chaplin inclui essa produção em sua filmografia no livro My Autobiography.

Mutual[editar | editar código-fonte]

Chaplin escreveu, produziu, dirigiu e estrelou 12 filmes na Mutual, o que passaram a serem filmados no Lone Star. Todos os filmes são de dois rolos.

Lançamento Título Creditado como Notas
Compositor Produtor Roteirista Diretor Personagem
15 de Maio de 1916 The Floorwalker
Sim
Sim
Sim
Cliente Co-roteirista: Vincent Bryan.
12 de Junho de 1916 The Fireman
Sim
Sim
Sim
Bombeiro Co-roteirista: Vincent Bryan.
10 de Julho de 1916 The Vagabond
Sim
Sim
Sim
Músico Co-roteirista: Vincent Bryan.
7 de Agosto de 1916 One A.M.
Sim
Sim
Sim
Bêbado
4 de Setembro de 1916 The Count
Sim
Sim
Sim
Aprendiz de Alfaiate
2 de Outubro de 1916 The Pawnshop
Sim
Sim
Sim
Assistente
13 de Novembro de 1916 Behind the Screen
Sim
Sim
Sim
Assistente
4 de Dezembro de 1916 The Rink
Sim
Sim
Sim
Garçom e patinador
22 de Janeiro de 1917 Easy Street
Sim
Sim
Sim
Vagabundo recrutado a Força Policial
16 de Abril de 1917 The Cure
Sim
Sim
Sim
Moço bêbado no Spa
17 de Junho de 1917 The Immigrant
Sim
Sim
Sim
Imigrante Incluído na Biblioteca do Congresso em 1998.[10]
22 de Outubro de 1917 The Adventurer
Sim
Sim
Sim
Foragido

First National[editar | editar código-fonte]

Chaplin escreveu, produziu, dirigiu e estrelou nove filmes da produtora entre 1918 e 1923. Esses filmes foram distribuídos pela First National.

Lançamento Título Creditado como Notas
Compositor Produtor Roteirista Diretor Personagem
14 de Abril de 1918 A Dog's Life
Sim
Sim
Sim
Sim
Vagabundo Três rolos.
Trilha sonora feita para a coletânea, The Chaplin Revue.
29 de Setembro de 1918 The Bond
Sim
Sim
Sim
Ele mesmo Meio-rolo.
20 de Outubro de 1918 Shoulder Arms
Sim
Sim
Sim
Sim
Recruta Três rolos.
Trilha sonora feita para a coletânea, The Chaplin Revue.
15 de Maio de 1919 Sunnyside
Sim
Sim
Sim
Ajudante Três rolos.
15 de Dezembro de 1919 A Day's Pleasure
Sim
Sim
Sim
Pai Dois rolos.
6 de Fevereiro de 1921 The Kid
Sim
Sim
Sim
Sim
Vagabundo Seis rolos.
Trilha sonora feita para o seu relançamento em 1972.
25 de Setembro de 1921 The Idle Class
Sim
Sim
Sim
Vagabundo/ Marido Dois rolos.
2 de Abril de 1922 Pay Day
Sim
Sim
Sim
Operário Dois rolos.
26 de Fevereiro de 1923 The Pilgrim
Sim
Sim
Sim
Sim
Foragido Quatro rolos.
Trilha sonora feita para a coletânea, The Chaplin Revue.

United Artists[editar | editar código-fonte]

Chaplin começou a lançar seus filmes através da United Artists em 1923. A partir daí, todos os filmes são de longas-metragens. Ele produziu, escreveu, dirigiu e estrelou todos os filmes, exceto o primeiro. City Lights foi o primeiro filme em que Chaplin compôs trilha sonora.

Lançamento Título Creditado como Notas
Compositor Produtor Roteirista Diretor Personagem
26 de Setembro de 1923 A Woman of Paris
Sim
Sim
Sim
Sim
Carregador Trilha sonora feita para o seu relançamento em 1976.
Chaplin faz uma participação especial.
26 de Junho de 1925 The Gold Rush
Sim
Sim
Sim
Sim
Garimpeiro solitário Trilha sonora feita para o seu relançamento em 1942.
Incluído na Biblioteca do Congresso em 1992.[11]
6 de Janeiro de 1928 The Circus
Sim
Sim
Sim
Sim
Vagabundo Trilha sonora feita para o seu relançamento em 1970.
Oscar Honorário (por escrever, produzir, dirigir e atuar neste filme).
6 de Fevereiro de 1931 City Lights
Sim
Sim
Sim
Sim
Vagabundo Incluído na Biblioteca do Congresso em 1991.[12]
5 de Fevereiro de 1936 Modern Times
Sim
Sim
Sim
Sim
Operário Incluído na Biblioteca do Congresso em 1989.[13]
15 de Outubro de 1940 The Great Dictator
Sim
Sim
Sim
Sim
Adenoid Hynkel/ Barbeiro Incluído na Biblioteca do Congresso em 1997.[14]
Indicado – Academy Award de Melhor Ator.
Indicado – Academy Award de Melhor Roteiro Original.
11 de Abril de 1947 Monsieur Verdoux
Sim
Sim
Sim
Sim
Monsieur Henri Verdoux Baseado em uma idéia de Orson Welles.[15]
Indicado – Academy Award de Melhor Roteiro Original.
16 de Outubro de 1952 Limelight
Sim
Sim
Sim
Sim
Calvero Boicotado nos EUA um pouco depois de Chaplin ter seu visto anulado em voltar para lá quando ia a Londres lançar o filme.[16]
Academy Award de Melhor Trilha Sonora (premiado em 1973 quando o filme chegou a ser lançado nos EUA em 1972).

British Productions[editar | editar código-fonte]

Em 1952, enquanto Chaplin tinha ido a Londres estreiar Limelight, ele viu seu visto para voltar aos EUA anulado. Durante seu exílio, ele somente realizou dois filmes que foram feitos na Inglaterra.

Lançamento Título Creditado como Notas
Compositor Produtor Roteirista Diretor Personagem
12 de Setembro de 1957 A King in New York
Sim
Sim
Sim
Sim
Rei Shahdov Uma produção Attica-Archway.
Não foi lançado nos EUA até 1973.
5 de Janeiro de 1967 A Countess from Hong Kong
Sim
Sim
Sim
Comissário de bordo Uma produção da Universal em Panavision e Technicolor.
Produzido por Jerome Epstein.
Chaplin faz uma participação especial.

Outros filmes[editar | editar código-fonte]

Além de seus 81 filmes, Chaplin também tem inúmeros filmes inacabados. Nesses, ele fez inúmeras aparições como ele mesmo e apareceu em muitas compilações.

Filmes inacabados ou não lançados[editar | editar código-fonte]

Ano(s) Título Creditado como Notas
Compositor Produtor Roteirista Diretor Personagem
1915–1916 Life
Sim
Sim
Sim
Incompleto, exceto que algumas cenas foram usadas em The Essanay-Chaplin Revue.
1918 How to Make Movies
Sim
Sim
Sim
Ele mesmo Nunca foi lançado, exceto que algumas cenas foram usadas em The Chaplin Revue.
Re-utilizado em 1981 por Kevin Brownlow e David Gill.[17]
(sem título)
Sim
Sim
Sim
Ele mesmo Um filme beficente co-estrelando Harry Lauder.
1919 The Professor
Sim
Sim
Sim
Professor Bosco Foi gravado somente a primeira cena e por razões desconhecidas, Chaplin abandonou o projeto e nunca chegou lançar o filme.
1922 Nice and Friendly
Sim
Sim
Sim
Vilão Curta caseiro com cenas improvisadas.
1926 A Woman of the Sea
Sim
Foi completado mas nunca lançado.
Chaplin queimou os negativos em 24 de Junho de 1933.
1933 All at Sea Ele mesmo Curta caseiro de 11 minutos feito por Alistair Cooke, com presenças de Chaplin, Paulette Goddard e do próprio Cooke. Foi gravado quando todos estavam dentro do Panacea, barco de Chaplin.[18]
1966–1975 The Freak
Sim
Uma produção que foi feita para a filha de Chaplin, Victoria.

Coletâneas[editar | editar código-fonte]

Essanay produziu três coletâneas de Chaplin sem a sua própria autorização (depois ele tinha comprado os direitos). Chaplin somente produziu a sua própria coletânea em 1959 e posteriormente em 1975.

Lançamento Título Creditado como Notas
Compositor Produtor Roteirista Diretor Personagem
31 de Março de 1915 Introducing Charlie Chaplin Propaganda feita para mostrar como um prólogo os filmes de Chaplin.
23 de Setembro de 1916 The Essanay-Chaplin Revue
Sim
Sim
Ex-detento Feita por Leo White com cenas de Police e Life com novas cenas dirigidas por White.
Feita sem autorização de Chaplin.
1916 Zepped Um propaganda de sete minutos que foi descoberta em 2009.[19]
Maio de 1918 Chase Me Charlie
Sim
Sim
Montagem da Essanay, feita por Langford Reed.
Lançado na Inglaterra.
Feita sem autorização de Chaplin.
25 de Setembro de 1959 The Chaplin Revue
Sim
Sim
Sim
Sim
Vagabundo/ Recruta/ Foragido/ Ele mesmo Cenas de A Dog's Life, Shoulder Arms, The Pilgrim, e How to Make Movies.
1975 The Gentleman Tramp Um documentário com novas cenas de Chaplin em sua casa na Suíça.

Participações especiais[editar | editar código-fonte]

Além de seus próprios filmes como A Woman of Paris e A Countess from Hong Kong, Chaplin também fez algumas pontas nos filmes a seguir:

Ano Título Notas
1915 His Regeneration
1921 The Nut A cena em que Chaplin realmente aparece se perdeu com o tempo, mas ainda existe uma cena em que aparece um ator desconhecido vestido como The Tramp.[20]
1923 Souls for Sale
Hollywood Filme perdido.[21]
1926 Camille Chaplin aparece em algumas cenas do filme como um moço chamado Mike, e inclusive, faz uma amostra da "dança dos pãezinhos", em que ele como o Vagabundo fez no filme The Gold Rush.
1928 Show People Incluído na Biblioteca do Congresso em 2003.[22]

Desenhos[editar | editar código-fonte]

Chaplin "apareceu" como ele mesmo em desenhos como:

Ano Título Desenho
1923 "Felix in Hollywood" Felix the Cat
1930 "Hot for Hollywood" Oswald the Lucky Rabbit
1933 "Mickey's Gala Premiere" Mickey Mouse
1933 "The Merry Old Soul" Oswald the Lucky Rabbit
1936 "Mickey's Polo Team" Mickey Mouse

Em 2012, foi produzida uma série de curtas coloridos, mas sem trilha sonora (em homenagem aos filmes mudos de Charlie) com o título "Chaplin And Co.". No Brasil, os curtas são exibidos pelo canal pago Gloob.

Filmes biográficos[editar | editar código-fonte]

A vida de Chaplin foi contada nos filmes a seguir:

Ano Título Ator que interpreta Chaplin
1989 Young Charlie Chaplin
Mini-série da BBC
Joe Geary
1992 Chaplin Robert Downey, Jr.
2001 The Cat's Meow Eddie Izzard

Referências

  1. McDonald, Conway, Ricci, p. 12.
  2. Robinson, p. 267.
  3. Robinson, pp. 544–549.
  4. Robinson, p. 572.
  5. History of the Academy Awards. The Academy of Motion Picture Arts and Sciences. Página visitada em 29 de Setembro de 2009.
  6. The Academy of Motion Picture Arts and Sciences. The Academy of Motion Picture Arts and Sciences. Página visitada em 25 de Novembro de 2009.
  7. Films Selected to The National Film Registry, Library of Congress 1989–2008. Library of Congress. Página visitada em 30 de Setembro de 2009.
  8. The Hollywood Walk of Fame. Hollywood Chamber of Commerce, Inc.. Página visitada em 21 de Setembro de 2009.
  9. Robinson, p. 122.
  10. Hooray for Hollywood — Librarian Names 25 More Films to National Registry. Library of Congress. Página visitada em 29 de Setembro de 2009.
  11. 25 American films are added to the National Film Registry. Página visitada em 29 de Setembro de 2009.
  12. 25 Films Designated For Preservation. Página visitada em 22 de Julho de 2009.
  13. National treasures. United Press International. Página visitada em 30 de Setembro de 2009.
  14. Librarian of Congress Names 25 New Films to National Film Registry. Library of Congress. Página visitada em 30 de Setembro de 2009.
  15. Robinson, pp. 519–520.
  16. Robinson, p. 579.
  17. O filme foi re-utilizado baseado para um filme chamado How Moving Pictures are Made, mas as versões de Brownlow e Gill altera e omite títulos e inclui cenas adicionais que não são referentes ao roteiro. How to Make Movies. The Charlie Chaplin Encyclopedia.
  18. Shot by young Alistair Cooke, home movie of Chaplin emerges after discovery. The Canadian Press. Página visitada em 28 de Maio de 2010.
  19. Collector finds unseen Charlie Chaplin film in tin sold for £3.20 on eBay. The Guardian. Página visitada em 10 de Novembro de 2009.
  20. Vance, Maietta, Cushman, p. 91.
  21. Progressive Silent Film List: Hollywood. Página visitada em 23 de Janeiro de 2010.
  22. 25 Films Added to National Film Registry. Library of Congress. Página acessada em 30 de Setembro de 2009.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]