Integrantes da Família Pato

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

Esta é uma lista dos integrantes da Família Pato,[1] um grupo de patos antropomórficos relacionados ao Pato Donald no Universo Pato. Fora o próprio Donald, o primo Gansolino e seus sobrinhos Huguinho, Zezinho e Luisinho, surgidos nos desenhos de Walt Disney, a maioria dos patos foi criada pelo quadrinista Carl Barks, com o mais notório sendo o Tio Patinhas, ou seu discípulo Don Rosa, que decidiu criar uma cronologia para a família.

Vovó Donalda
 
 
 
Tomás Reco
 
 
Fergus McPatinhas
 
 
 
Donilda O'Pata
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
Patrícia Pata Patolfo Patoso
 
Hortência Patinhas Matilda
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
Gastão Peninha Zeca Pato Pato Donald Dumbela
 
?
 
 
 
 
Huguinho, Zezinho e Luizinho

Antepassados medievais[editar | editar código-fonte]

Vários antepassados do Tio Patinhas foram citados por Carl Barks em suas histórias, sendo mais tarde expandidos no trabalho de Don Rosa, em especial na série A Saga do Tio Patinhas.

Enterrados no Castelo MacPatinhas[editar | editar código-fonte]

Em O Segredo do Castelo (1947), o Castelo MacPatinhas, na Escócia, é visitado. Os nomes nas armaduras e túmulos de ancestrais são apresentados como personagens no primeiro capítulo da saga de Don Rosa.

Sir Quackius (Sir Quackly)

Sir Quackius (Sir Quaquá na tradução original de 1950, Sir MacTrovão na reedição de 2005) é o antepassado que impulsiona O Segredo do Castelo, com Patinhas visitando o castelo em busca de um tesouro que Quackius teria escondido antes de desaparecer em 1057. Don Rosa mais tarde elaboraria que o baú do tesouro foi dado pelo rei Macbeth da Escócia em troca de apoio militar, e que na tentativa de proteger o seu ouro, Sir Quackius acidentalmente se aprisionou com o baú em um esconderijo do castelo, onde acabou morrendo.

Sir Ildo Mac Patinhas (Sir Eider)

Um guerreiro morto em um ataque anglo-saxão em 946, abandonado por seu exército por pagar 30 moedas de cobre por hora.

Sir Lock (Sir Stuft McDuck)

Responsável por levar a família a um período de pobreza após repassar parte da fortuna dos MacPatinhas para financiar a Cruzada de Ricardo Coração de Leão.

Sir Glutonius (Sir Roast McDuck)

Um guerreiro que morreu de indigestão saqueando a dispensa do rei Guilherme, o Leão, para quem trabalhava como cozinheiro.

Sir Mac Réco (Sir Swamphole McDuck)

Um antepassado que guiou o clã durante um período de problemas financeiros, que eventualmente o levaram a fechar as masmorras do Castelo Mac Patinhas para economizar.

Outros[editar | editar código-fonte]

Capitão Mac Patinhas (Seafoam McDuck)

Ficou rico ao fazer transportando mercadorias com seu navio "Ganso Dourado". Empobreceu ao assinar um contrato com Patif MacScroque em que algo ocorre, seus bens iriam todos para Patif, sendo que este sabotou o Ganso Dourado, onde Mac Patinhas saiu apenas com a roupa do corpo, a dentadura de ouro e um relógio de bolso.

  • Primeira menção: "O Naufrágio Do Ganso Dourado" (1953)
Imediato P.A. Tinhas (Malcolm McDuck)

Antepassado de Tio Patinhas, foi oficial da marinha britânica, onde mais tarde comandou a fragata HMS Falcon Rover. Junto com Contramestre Donaldo enterrou um tesouro de batatas sob ordens do Capitão Falcão Leal.

  • Primeira aparição: Volta Ao Passado (1956)
Cornélio Patus

Cornélio Patus (Cornelius Coot) É o fundador de Patópolis, e patriarca da família Pato.

  • Primeira aparição: "O Mais Rico Do Mundo" (1953)

Século 19[editar | editar código-fonte]

1ª geração[editar | editar código-fonte]

Chico Mac Patinhas (Dingus McDuck)

Minerador de carvão, profissão que lhe rendeu o apelido "Chico Sujo". Teve três filhos com Maria Patilha, Nicolau Patusco, Capitão Patico, e Fergus, o avô de Patinhas.

  • Primeira Aparição: Árvore Patológica (1993)
MacSovina (Quagmire McDuck)

Irmão de Chico, herdou o relógio do Capitão Mac Patinhas, e criou fortuna. Tinha uma mansão, que permaneceu sem dono até o sobrinho-neto Patinhas provar que era herdeiro digno por meio do relógio (que seu pai Fergus tinha herdado de Mac Sovinah).

  • Primeira Menção: Herança De Família (1955)
Cipriano Patus

Cipriano Patus (Clinton Coot) é o filho de Cornélio Patus e pai de Vovó Donalda com Ambrósia Patus. Foi o fundador dos escoteiros-mirins.

  • Primeira Aparição: Árvore Patológica (1993)

2ª geração[editar | editar código-fonte]

Fergus Mac Patinhas (Fergus McDuck) e Donilda O'Pata (Downy O'Drake)

Fergus (1830-1902) nasceu em Glasgow, onde por muito tempo trabalhou em um moinho. Mais tarde se casou com a irlandesa Donilda O'Pata (1840-1897), com quem teve três filhos, Patinhas, Hortênsia e Matilda. Sempre foi considerado um ótimo pai de família, defendendo as duas filhas de Maga Patalójika e dando lições de vida a Patinhas. Em 1885 ambos se mudaram para o Castelo MacPatinhas.

Donalda Pato (Elvira Coot)

Donalda é a matriarca da família e neta de Cornélio Patus. Casou-se com Tomás Reco com quem teve Patoso (pai de Donald), Patrícia (mãe de Gastão) e de Éder Patolfo (pai de Peninha). Atualmente mora em um sítio com o sobrinho Gansolino.

  • Primeira aparição: A Visita Da Vovó Donalda (1943, tira de jornal)


Capitão Patico (Angus McDuck)

O irmão mais velho de Fergus (nascido em Glasgow em 1829), migrou para os Estados Unidos na década de 1840. Trabalhou nos barcos do rio Mississippi, teve uma fazenda com Porker Hogg, e jogou cartas profissionalmente antes de aposentar em 1882, deixando seu barco a vapor para o sobrinho Patinhas. Anos depois, sua fazenda foi disputada entre Patinhas e o sobrinho de Hogg.

  • Primeira Menção: A Grande Corrida De Barcos A Vapor (1955)
Nicolau Patusco (Jake McDuck)

O irmão mais novo de Fergus (nascido em Glasgow em 1829), ajudou-o a criar seus filhos. Anos depois, seu sobrinho-neto Donald se passou por Nicolau para convencer Patinhas a repassar dinheiro para uma comunidade carente.

  • Primeira Menção: O Trenzinho Da Alegria (1952)
Patus Quela

Patus Quela (Casey Coot) foi o irmão mais novo de Vovó Donalda. Ganhou de seu pai a Colina Mata-motor, onde mais tarde vendeu a Patinhas para construir a Caixa-Forte. Casou-se com Dora Linda, com quem teve os filhos Bicudo e Gansólia.

  • Primeira Aparição: O Último Trenó Para Dawson (1988)

3ª Geração[editar | editar código-fonte]

Patinhas Mac Patinhas (Scrooge McDuck)

O filho do meio de Fergus Mac Patinhas e Donilda O'Pata, nasceu em Glasgow, na Escócia em 1867. Aos dez anos (1877) ganhou do pai um material de engraxate, com seu primeiro pagamento, uma moeda de 10 centavos de dólar, se tornando um amuleto. Anos depois fez fortuna cavando ouro no Yukon. Graças a uma rede de inúmeras empresas e uma avareza que o impedia de gastar mais que o necessário, é o pato mais rico do mundo, residindo em uma Caixa-Forte em Patópolis.

  • Primeira aparição: "Natal nas Montanhas" (1947)
Matilda Mac Patinhas

A irmã mais velha de Patinhas, nascida em 1871 em Glasgow. Na primeira árvore genealógica de Carl Barks, era a mãe de Gastão,[2] mas isso foi abandonado por Don Rosa. Matilda conhecida pelo temperamento calmo, e emigrou em 1902 com a ajuda do irmão. É especulada como sendo a esposa do Professor Ludovico.[3]

Hortênsia Mac Patinhas (Hortense McDuck)

A irmã caçula do Tio Patinhas, nascida em 1876. Passou a infância na pobreza, mas logo se destacou pelo mau humor. Em 1902 emigrou para a América com a ajuda do irmão, e lá conheceu Patoso, com quem se casou e teve dois filhos - com Donald herdando o temperamento da mãe. Seu paradeiro é desconhecido desde que cortou relações com Patinhas após uma briga.[4]

Patoso (Quackmore Duck)

Filho de Tomás Reco e da Vovó Donalda, nasceu em 1875 em Patópolis. Em 1902, saiu da casa de Donalda após conhecer Hortênsia McPatinhas. Anos depois trabalhava como contador para o cunhado Patinhas, se casou com Hortênsia e teve dois filhos, Donald e Dumbela.[4]

Éder Patolfo (Eider Duck)

Filho de Vovó Donalda e Tomás Reco, casou-se com Patina Dora e teve dois filhos, Peninha e Zeca Pato.

  • Primeira Aparição: O Falcão do Terror (194)
Patrícia Pata (Daphne Duck)

Uma filha da Vovó Donalda que tinha excepcional sorte, mais tarde passada para seu filho com Gustavo Ganso (Goosetave Gander), Gastão.

Primo Bicudo (Cuthbert Coot)

Um vaqueiro sobrinho de Vovó Donalda.

  • Primeira Aparição: O Bom Da Sela (1944)
Gansólia (Fanny Coot)

Sobrinha de Vovó Donalda e mãe de Gansolino com o Ganso Gabriel.

  • Primeira Aparição: Árvore Patológica (1993)

Século 20[editar | editar código-fonte]

4ª Geração[editar | editar código-fonte]

Donald e Dumbela (Della)

Os filhos gêmeos de Patoso e Hortênsia. Donald é uma figura notória por seu pavio curto e azar, tendo se aventurado com Mickey, Pateta e Zé Carioca antes de se mudar para Patópolis, onde geralmente trabalha para o Tio Patinhas para resolver seus problemas financeiros. Já o paradeiro de Dumbela é desconhecido, exceto pelo fato que ela teve três filhos com um pato misterioso, atualmente sendo criados pelo irmão.[5]

Gastão (Gladstone Gander)

O filho de Patrícia Pata com Gustavo Ganso é um ganso ególatra com uma sorte excepcional que está sempre disputando o amor de Margarida com seu primo Donald.

  • Primeira aparição: "A Visita do Primo Gastão" (1948)
Gansolino (Gus Goose)

Um ganso guloso e preguiçoso que mora com a Vovó Donalda, ajudando-o a no sítio.

Peninha (Fethry Duck) e Zeca Pato (Abner Duck)

Filhos de Éder Patolfo. Peninha é um pato maluco e empolgado que trabalha com o primo Donald no jornal A Patada, de propriedade do Tio Patinhas. Já Zeca Pato é um pato rabugento que reside no Canadá.

  • Primeira aparição de Peninha: "Fome Para Fortalecer" (1965)
  • Primeira aparição de Zeca: "Troncos E Galhos De Família" (1962)

5ª Geração[editar | editar código-fonte]

Huguinho, Zezinho e Luisinho

Huguinho, Zezinho e Luisinho são garotos trigêmeos filhos de Dumbela, deixados pela mãe aos cuidados de seu tio Donald, mas Dumbela nunca mais retornou para buscá-los. Desde então Huguinho, Zezinho e Luisinho vivem com Donald e o cachorro Bolívar. Os três são generais-brigadeiros da Tropa A do 22º Batalhão dos Escoteiros-Mirins de Patópolis. Por isso, são extremamente inteligentes e disciplinados como nenhuma outra criança - apesar de muitas vezes causarem bagunças que enlouquecem o tio Donald. Há rumores de que o pai de Huguinho, Zezinho e Luisinho seja um filho entre Patinhas e Dora Cintilante.[6] .

Amigos da Família[editar | editar código-fonte]

Margarida[editar | editar código-fonte]

Namorada de Donald e presidente do Clube Feminino. Tem três sobrinhas: Lalá, Lelé e Lili. Seu amor é disputado por Donald e Gastão, e sempre acaba junto com Donald.

Lalá, Lelé e Lili[editar | editar código-fonte]

Sobrinhas de Margarida, assim como Huguinho, Zezinho e Luisinho, também se mostram preocupadas com a natureza, sendo estas Bandeirantes.

Professor Pardal[editar | editar código-fonte]

Inventor e grande cientista, sempre criando algo novo, tem como seu fiel escudeiro Lampadinha.

Professor Ludovico[editar | editar código-fonte]

O outro grande cientista de Patópolis, com mais aparições nas animações (em contraste à primazia de Pardal nos quadrinhos).

Referências

  1. http://duckman.pettho.com/tree/american.html
  2. Carl Barks' Duck Family Trees
  3. Don Rosa: "How the Duck Family Tree was grown" (1995). Article in Walt Disney's Comics #600 There has been some debate as to whether there was such a marriage, and about whether it ended in Von Drake's death, or in divorce.
  4. a b A Saga do Tio Patinhas, por Don Rosa
  5. Quem é o pai dos sobrinhos do Pato Donald?, Mundo Estranho
  6. http://www.popbaloes.com/pers/patos.htm