Anexo:Lista de afro-brasileiros

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa


Gilberto Gil
Vanessa da Mata

Ciências jurídicas[editar | editar código-fonte]

Esportes[editar | editar código-fonte]

Política[editar | editar código-fonte]

Referências[editar | editar código-fonte]

  1. a b Enfim, um negro chega lá; VEJA Magazine, 14 de maio de 2003
  2. a b c Herança da Escravidão: A Problemática da Miscigenação e da Hierarquia, pág 61
  3. BEATTIE, Peter M. The Tibute of Blood: Army, Honor, Race, and Nation in Brazil, 1864-1945. Duke University Press, 2001. ISBN 0822327430,9780822327431. pp. 7. (visited September 3, 2008)
  4. GIFFIN, Donald W. The Hispanic American Historical Review, Vol. 44, No. 3 (Aug., 1964), pp. 437-439. Review of TINOCO, Brígido. A vida de Nilo Peçanha. Coleção Documentos Brasileiros, Livraria José Olympio Editora, RJ, 1962. (visited September 3, 2008)
  5. MÉTRAUX, Alfred. Brazil, Land of Harmony for all Races?. UNESCO Courier, Volume IV, no 4, April 1951; pp. 3 (visited September 3, 2008)
  6. ANDRADE, Manuel Correia de. A Civilização Açucareira. Recife:Biblioteca On-line do SEBRAE-PE. pp. 3 (visited August 8, 2008)
  7. VASCONCELLOS, Francisco de. As Grandes Damas do Rio Negro na República Velha in Petrópolis:Tribuna de Petrópolis; May 20, 2001 (visited August 9, 2008)
  8. LUSTOSA, Isabel. As Trapaças da Sorte: Ensaios de História Política e de História Cultural. Belo Horizonte: Editora UFMG, 314 pages, 2004. Reviewed by Adelto Gonçalves. Elite "branca" no Brasil. Storm Magazine (visited September 3, 2008)
  9. CARNEIRO, Cleverson Ribas. Mendes Fradique e seu Método Confuso: Sátira, Boemia e Reformismo Conservador. Tese de Doutorado em Letras. Curitiba: Universidade Federal do Paraná, 2008. pp. 148 (visited September 3, 2008)
  10. PAIXÂO, Marcelo Jorge de Paula. Crítica da Razão Culturalista: relações raciais e a construção das desigualdades sociais no Brasil. Tese de Doutorado em Sociologia. Rio de Janeiro:Instituto Universitário de Pesquisas do Rio de Janeiro, abril de 2005. pp. 296 (visited September 3, 2008)
  11. NETO, Manoel. O Negro no Maranhão. São Luís: Clara Comunicação e Editora Ltda. 2004, p.73-79 apud Manoel Neto. Ninguém quer ser negro. Suplemento Cultural e Literário JP Guesa Errante, Ano III, Edição 82 (visited September 3, 2008)
  12. FREYRE, Gilberto. Foot-ball mulato, in Diário de Pernambuco, 17-6-1938 apud MARANHÂO, Tiago. Apolíneos e dionisíacos — o papel do futebol no pensamento de Gilberto Freyre a respeito do «povo brasileiro», in Análise Social, vol. XLI (179), 2006, pp. 441 (visited September 3, 2008)
  13. Dagoberto José Fonseca, anthropology professor of Universidade Estadual Paulista (UNESP) of Araraquara. In: Painéis resgatam negros ilustres, 'branqueados' pela história (visited September 3, 2008)
  14. Muniz Sodré, journalist, writer and professor of Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ). In: Fabio Gomes. Muniz Sodré e a Cultura do Sentir. Brasileirinho, a sua página de Música Brasileira (visited September 3, 2008)
  15. Alberto da Costa e Silva. Interview published in Zero Hora; Caderno Cultura; July 14, 2007. Republished in Entrevista: Alberto da Costa e Silva. Fundação Astrojilgo Pereira (visited September 3, 2008)
  16. NASCIMENTO, Abdias; NASCIMENTO, Elisa Larkin. O negro e o Congresso brasileiro. In: MUNANGA, Kabengele. (Org.) História do negro no Brasil. v.1 Brasília:Fundação Palmares, 2004 apud DUARTE, Rebeca Oliveira. Nos Alicerces do Mundo: O dilema e a dialética na afirmação da identidade negra. Dissertação de Mestrado em Ciência Política. Recife: Universidade Federal de Pernambuco, agosto de 2006; pág. 25, and also apud Relatório de Desenvolvimento Humano - Racismo, Pobreza e Violência - Brasil 2005. Brasília: PNUD Brasil, pág. 28 (visited September 3, 2008)

[[Categoria:Afro-brasileiros|*]