Anexo:Lista de duques de Nápoles

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

Os Duques de Nápoles eram os comandantes militares do Neapolitanus Ducatus, um posto bizantino na Itália, um dos poucos remanescentes após a chegada dos lombardos e sarracenos.

Em 661, o imperador Constante II, altamente interessado no que se referia ao sul italiano (ele mudou a capital de Siracusa), nomeou um napolitano, cognominado Basil dux ou magister militum. Posteriormente, uma linhagem de duques, muitas vezes em grande parte independente e dinástica a partir da metade do século IX, governou até a chegada dos normandos, que passaram a representar uma nova ameaça. O trigésimo nono e último duque, Sérgio VII, rendeu-se e entregou a sua cidade para o rei Rogério II em 1137.


Duques indicados por Bizâncio[editar | editar código-fonte]

Duques hereditários[editar | editar código-fonte]

Estes duques foram mais independentes que os seus predecessores e eles não foram escolhidos pelo imperador mas os descendentes de Sérgio I, que foi eleito pelos cidadãos.

Dinastia Sergi[editar | editar código-fonte]

Alfonso, Príncipe de Cápua, foi eleito pelos napolitanos para suceder Sérgio VII e Nápoles tornou-se uma possessão normanda.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Link externo[editar | editar código-fonte]

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

  • Chalandon, Ferdinand. Histoire de la domination normande en Italie et en Sicile, 2 vol. Paris: 1907.
  • Norwich, John Julius. The Normans in the South 1016–1130. Longmans: London, 1967.
  • Norwich, John Julius. The Kingdom in the Sun 1130–1194. Longman: London, 1970.
  • Oman, Charles. The Dark Ages 476–918. Rivingtons: London, 1914.
  • Skinner, Patricia. Family Power in Southern Italy: The Duchy of Gaeta and its Neighbours, 850-1139. Cambridge: Cambridge University Press, 1995. ISBN 0 521 46479 X.