Lista de gêneros operísticos

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Théâtre de la foire
Foire saint-germain.jpg

O Foire Saint-Germain de Paris, por volta de 1763, após o incêndio de 1762.

Foire saint-laurent.jpg

O teatro de Nicolet no Foire Saint-Laurent, por volta de 1786.

No início do século XVIII, o Théâtre de la foire, em Paris - um nome coletivo para os teatros da feiras anuais realizadas em Saint-Germain, Saint-Laurent e, posteriormente, Saint-Ovide - ofereciam performances que tinham tanto música e quanto diálogos falados. Chamados inicialmente de comédie en vaudeville, acabaram por se desenvolver na opéra comique. O Théâtre de la foire surgiu em Londres na década de 1720, e acabou sendo imitado na forma da ballad opera inglesa, que por sua vez estimulou a criação do Singspiel alemão.

Esta página é uma lista inclusiva de gêneros operísticos, citando todos os nomes alternativos.

Opera é uma palavra italiana (uma forma reduzida de opera in musica), que no entanto não era comumente utilizada na Itália (ou em qualquer outro país) para se referir tanto ao gênero quanto especificamente às obras. A maior parte dos compositores utilizava designações mais precisas e específicas ao apresentar suas obras para o público. Frequentemente gêneros específicos de ópera eram comissionados por teatros ou mecenas, embora o formato final da obra pudesse sempre desviar-se em maior ou menos escala da norma do gênero, dependendo da inspiração e inclinação do compositor). Os gêneros operísticos não são exclusivos; algumas óperas são classificadas como pertencentes a diversos deles. Em caso de dúvida a única autoridade acaba sendo o próprio compositor.[1]

Definições[editar | editar código-fonte]

Os gêneros operísticos foram definidos de diversas maneiras, embora nem sempre em termos de regras estilísticas. Alguns, como a opera seria, se referem a tradições identificadas por historiadores posteriores,[2] enquanto outros, como a Zeitoper, foram definidos por seus próprios criadores. Outras formas foram associadas com determinado teatro, como por exemplo a opéra comique e o teatro homônimo, ou a opéra bouffe e o Théâtre des Bouffes Parisiens.

Esta lista não inclui termos não-históricos, vagos ou meramente descritivos, tais como 'ópera de resgate',[3] 'ópera cômica',[4] 'ópera sacra', 'ópera trágica' ou 'ópera de um ato', etc. Os termos foram utilizados em seu idioma original para evitar possíveis ambiguidades numa tradução para o português.

Lista[editar | editar código-fonte]

Gênero Língua Descrição Primeiro exemplo conhecido Principais obras Último exemplo conhecido Compositores célebres Refs.
Acte de ballet Francês Uma opéra ballet que consistia de uma única entrada. Século XVIII. Les fêtes de Ramire (1745), Anacréon (1754), Rameau [5]
Afterpiece Inglês Ópera curta ou pantomima do fim do século XVIII/início do XIX executada após uma peça completa. The Padlock (1768) Dibdin [5]
Azione sacra Italiano Literalmente, 'ação sacra'. Ópera do fim do século XVII/início do século XVIII, com tema religioso. Executada na corte em Viena. L'humanità redenta (Draghi, 1669) Draghi, Bertali, Pietro Andrea Ziani, Giovanni Battista Pederzuoli, Cesti [5]
Azione sepolcrale Italiano nome alternativo para azione sacra [5]
Azione scenica Italiano nome alternativo para azione teatrale 1975Al gran sole carico d'amore (1975) [5]
Azione teatrale (plural: azioni teatrali) Italiano Pequena ópera ou peça musical de um ato. Forma arcaica de ópera de câmara, popular nos séculos XVII e XVIII (ver também festa teatrale, gênero semelhante porém numa escala maior.) Le cinesi (1754), Il sogno di Scipione (1772), L'isola disabitata (1779) Gluck, Mozart, Haydn [5]
Ballad opera Inglês Forma de entretenimento originária da Londres do século XVII, como uma reação à ópera italiana. Os primeiros exemplos utilizavam baladas populares já existentes com letras extraídas de textos satíricos. Também popular em Dublin, na Irlanda, e na América anglófona, influenciou o Singspiel alemão e a ópera do século XX. 1728The Beggar's Opera (1728) Love in a Village (1762), Hugh the Drover (1924), The Threepenny Opera (1928) Pepusch, Coffey, Arne, Weill [5]
Ballet héroïque Francês Literalmente 'balé heróico', tipo de opéra ballet com temas heróicos e exóticos, da primeira metade do século XVII. 1723Les festes grecques et romaines (Colin de Blamont, 1723) Zaïde, reine de Grenade (1739), Les fêtes de Paphos (1758) Royer, Mondonville, Mion [5]
Bühnenfestspiel Alemão Literalmente, foi a descrição dada por Richard Wagner às quatro óperas do Der Ring des Nibelungen. Wagner [5]
Bühnenweihfestspiel Alemão Literalmente, 'ritual cênico de sagração',[6] descrição dada por Wagner para sua obra Parsifal. Wagner [5]
Burla Italiano nome alternativo para a burletta [5]
Burletta Italiano Literalmente, 'piadinha'. Termo informal para peças cômicas no século XVIII, utilizado na Inglaterra para intermezzos e obras pequenas e satíricas. The Recruiting Serjeant (1770) Dibdin [5]
Burletta per musica Italiano nome alternativo para a burletta Il vero originale (Mayr 1808)
Burlettina Italiano nome alternativo para a burletta [5]
Characterposse Alemão Forma especializada da Posse mit Gesang, concentrada em determinados personagens. [5]
Comédie en vaudeville Francês Forma de entretenimento dos teatros de feira de Paris do fim do século XVII, que misturavam canções vaudeville populares com comédia. No século XVIII desenvolveu-se na opéra comique, e influenciou diretamente a ballad opera inglesa e, indiretamente, o Singspiel alemão.
Comédie lyrique Francês Literalmente 'comédia lírica', descrição utilizada no século XVIII por Jean-Philippe Rameau, tornou-se posteriormente, no século XIX, um nome alternativo para a opéra lyrique. Platée (1745), Les Paladins (1760) Rameau [7]
Comédie mêlée d'ariettes Francês Literalmente, 'comédia misturada com pequenas árias', forma arcaica da opéra comique francesa que data do século XVIII. La rencontre imprévue (1764), Tom Jones (1765), Le déserteur (1769), Zémire et Azor (1771) Gluck, Grétry
Commedia Italiano Abreviação de commedia in musica Il barbiere di Siviglia (1816)
Commedia in musica Italiano Nome alternativo da opera buffa [8]
Commedia per musica Italiano Nome alternativo para a opera buffa La pastorella nobile (1788) [8]
Componimento da camera Italiano Nome alternativo para a azione teatrale [5]
Componimento dramatico Italiano Nome alternativo para a azione teatrale [5]
Componimento pastorale Italiano Nome alternativo para a azione teatrale La danza (Gluck, 1755) Gluck [5]
Conte lyrique Francês Nome alternativo para a opéra lyrique Grisélidis (Massenet, 1901) [5]
Divertimento giocoso Italiano Nome alternativo para a opera buffa [8]
Dramatic (ou dramatick) opera Inglês Nome alternativo para a semi-opera
Drame forain Francês Nome alternativo para a Comédie en vaudeville [5]
Drame lyrique Francês Literalmente 'drama lírico'. (1) Termo utilizado no século XVIII. (2) Reinventado no fim do século XIX/início do século XX para descrever o gênero operístico surgido a partir da opéra comique, influenciado por Massenet. Echo et Narcisse (1779), La marquise de Brinvilliers (1831), Werther (1892), Briséïs (1897), Messidor (1897) Gluck, Chabrier, Bruneau, Erlanger [5]
Dramma bernesco Italiano Nome alternativo para a opera buffa [8]
Dramma comico Italiano Nome alternativo para a opera buffa, usado no fim do século XVIII/início do século XIX. Também utilizado para o gênero que o substituiu a partir de meados do século XIX, com a eliminação dos recitativos. [8]
Dramma comico per musica Italiano Nome alternativo para o dramma comico
Dramma di sentimento Italiano Nome alternativo para a opera semiseria [5]
Dramma eroicomico Italiano Literalmente 'drama heróico-cômico'. Opera buffa do fim do século XVIII com algum conteúdo heróico. Orlando paladino (1782), Palmira, regina di Persia (1795) Haydn, Salieri [5]
Dramma giocoso (plural drammi giocosi) Italiano Literalmente 'drama jocoso'. Forma de meados do século XVIII que se desenvolveu a partir da opera buffa, caracterizada pela adição de situações e papeis sérios, até mesmo trágicos, à parte cômica (efetivamente um subgênero da opera buffa surgido no século XVIII). [9] La scuola de' gelosi (1778), La vera costanza (1779), Il viaggio a Reims (1825), Haydn, Mozart, Salieri, Sarti, Rossini, Donizetti [5]
Dramma giocoso per musica Italiano Forma não-abreviada de dramma giocoso
Dramma pastorale Italiano Literalmente 'drama pastoral'. Utilizado para algumas das primeiras óperas, até o início do século XVIII. Eumelio (Agazzari, 1606), La fede riconosciuta (A Scarlatti, 1710) A Scarlatti, Sarti [5]
Dramma per musica (plural drammi per musica) Italiano Literalmente 'drama para música', ou 'peça destinada a ser musicada' (ou seja, um libreto). Posteriormente tornou-se um sinônimo de opera seria; no século XIX também foi usada para designar a ópera séria. Erismena (1656), Tito Manlio (1719), Paride ed Elena (1770), Idomeneo (1781), Rossini's Otello (1816) A Scarlatti, Cavalli, Vivaldi, Sarti, Gluck, Mozart [5]
Dramma semiserio Italiano Nome alternativo para a opera semiseria Torvaldo e Dorliska (1815)
Dramma tragicomico Italiano Nome alternativo para a opera semiseria. Axur, re d'Ormus (1787) [5]
Entr'acte Francês Nome francês para o intermezzo [5]
Episode lyrique Francês Nome alternativo para a opéra lyrique [5]
Fait historique Francês Fim do século XVIII/início do século XIX. Opéra ou opéra comique baseada na história francesa, especialmente popular durante a Revolução Francesa. L'incendie du Havre (1786) Joseph Barra (Grétry 1794), Le pont de Lody (Méhul 1797), Milton (1804) Grétry, Méhul, Spontini [5] [10]
Farsa (plural farse) Italiano Literalmente 'farsa'. Forma de ópera em um ato, por vezes com danças, associadas com Veneza e, mais especificamente, o Teatro San Moisè, no fim do século XVIII e início do século XIX. La cambiale di matrimonio (1810), L'inganno felice (1812), La scala di seta (1812), Il signor Bruschino (1813), Adina (1818) Rossini [11]
Farsetta Italiano Literalmente 'farsinha', nome alternativo para a farsa [11]
Feenmärchen Alemão Nome alternativo para a Märchenoper [12]
Festa teatrale Italiano Uma versão mais grandiosa da azione teatrale, realizada como parte de uma celebração na corte (de um casamento, por exemplo), associada tipicamente com Viena. 1668Il pomo d'oro (Cesti, 1668) Draghi, Fux, Caldara [5]
Geistliche Oper Alemão Literalmente 'ópera sacra', gênero inventado pelo compositor russo Anton Rubinstein para suas óperas-oratórios em alemão. Das verlorene Paradies (Rubinstein, 1856) Der Thurm zu Babel (1870), Sulamith (1883), Moses (1894) Christus (Rubinstein, 1895) Rubinstein [13]
Género chico Espanhol Literalmente 'gênero pequeno', tipo de zarzuela que difere da zarzuela grande por sua brevidade e apelo popular. Ruperto Chapí
Género grande Espanhol Nome alternativo para a zarzuela grande
Grand opéra Francês Gênero do século XIX, costumeiramente com 4 ou 5 atos, para grandes elencos e orquestras e encenações espetaculares, frequentemente baseadas em temas históricos. Associado particularmente com o Théâtre de l'Académie Royale de Musique (1820s a c. 1850), porém obras semelhantes foram criadas em outros países. 1828La muette de Portici (1828) Robert le diable (1831), La Juive (1835), Les Huguenots (1836) 1886Patrie! (Paladilhe, 1886) Meyerbeer, Halévy, Verdi
Handlung Alemão Literalmente 'ação' ou 'drama', descrição de Wagner para a sua Tristan und Isolde. Wagner
Intermezzo Italiano Intervalo cômico inserido entre atos das opere serie no início do século XVIII, tipicamente envolviam pastelão, disfarces, etc. Espalhou-se pela Europa na década de 1730, e antecedeu a opera buffa. 1706Frappolone e Florinetta (Gasparini?, 1706) La serva padrona (1733) Pergolesi, Hasse [14]
Liederspiel Alemão Literalmente 'canção-peça', gênero do início do século XIX em que um texto já existente, normalmente muito conhecido, era adaptado a uma nova música e inserido numa peça falada. Lieb' und Treue (Reichardt, 1800) Kunst und Liebe (Reichardt, 1807) Reichardt Lindpaintner [15]
Lokalposse Alemão Forma especializada da Posse mit Gesang concentrada em temas do cotidiano, associada com o dramaturgo Karl von Marinelli. [5]
Märchenoper Alemão 'Ópera de conto de fadas', gênero da ópera do século XIX quase sempre com um tema sobrenatural, semelhante à Zauberoper. Hänsel und Gretel (1893) Humperdinck, Siegfried Wagner [12]
Märchenspiel Alemão Nome alternativo para a Märchenoper [12]
Melodramma Italiano Termo geral utilizado no século XIX para a ópera em geral, em oposição às desingnações mais específicas. [16]
Melodramma serio Italiano Nome alternativo para a opera seria
Musikdrama Alemão Termo associado com as óperas do final da carreira de Wagner, repudiado, no entanto, pelo próprio compositor.[17] Ainda assim foi utilizado amplamente por compositores pós-wagnerianos. Tiefland (1903), Salome (1905), Der Golem (d'Albert 1926) d'Albert, Richard Strauss [5] [17]
Opéra Francês Opéra, referindo-se a obras individuais: 1. Ocasionalmente utilizado no século XVIII para se referir a óperas foram dos gêneros mais comuns e específicos. 2. No fim do século XIX e início do século XX, uma opéra é uma "obra lírica em francês apresentada sobre o palco e cantada em toda sua extensão" [18] contrastando com a opéra comique, que misturava canto e diálogo falado. A opéra (que incluía a grand opéra), era associada à Opéra de Paris (a Opéra). Também é utilizada em algumas obras de teor mais sério na Opéra-Comique. Naïs (1749), Fernand Cortez (1809), Moïse et Pharaon (1827), Les vêpres siciliennes (1855), Roméo et Juliette (1867) Grétry, Spontini, Rossini, Verdi, Gounod [18]
Opéra-ballet Francês Gênero com mais danças do que a tragédie en musique, costumeiramente com um prólogo e diversos atos semi-independentes (chamados de entrées), seguindo um determinado tema. 1697L'Europe galante (1697) Les élémens (1721), Les Indes galantes (1735), Les fêtes d'Hébé (1739) Destouches, Rameau [5]
Opera ballo Italiano Grand opéra italiana do século XIX. Il Guarany (1870), Aida (1871), La Gioconda (opera) (1876) Carlos Gomes, Verdi, Ponchielli [19]
Opera buffa (plural, opere buffe) Italiano Principal gênero da ópera Cômica nos séculos XVIII e XIX, originário de Nápoles (especialmente do Teatro dei Fiorentini), sua popularidade se espalhou durante a década de 1730, especialmente em Veneza, onde o desenvolvimento do gênero foi influenciado pelo dramaturgo/libretista Carlo Goldoni. Tipicamente tinha três atos, ao contrário do intermezzo, e contrasta, tanto em estilo quanto no tema e no uso de variantes dialetais no lugar de idiomas formais, com a opera seria aristocrática. 1706La Cilla (Michelangelo Faggioli, 1706) Li zite 'ngalera (1722), Il filosofo di campagna (Galuppi, 1754), La buona figliuola (1760), Le nozze di Figaro (1786), Il barbiere di Siviglia (1816), Don Pasquale (1843) 1850Crispino e la comare (1850) Vinci, Galuppi, Duni, Piccinni, Sacchini, Salieri, Mozart, Rossini [8]
Opéra bouffe (plural, opéras bouffes) Francês Gênero cômico da opérette que inclui sátira, paródia e farsa, fortemente associado com Offenbach e o Théâtre des Bouffes-Parisiens, onde a maioria de suas obras foram produzidas. 1858Orphée aux enfers (1858) La belle Hélène (1864), La Grande-Duchesse de Gérolstein (1867), La Périchole (1868) 1947Les mamelles de Tirésias (1947) Offenbach, Hervé, Lecocq [20]
Opéra bouffon Francês Opera buffa tal como era executada na França do século XVIII, tanto no idioma original ou em tradução (por vezes confundida com a opéra comique.) Le roi Théodore à Venise (Paisiello, 1786) [21]
Opéra comique (plural, opéras comiques) Francês Literalmente 'ópera cômica', gênero que incluía árias, uma certa quantidade de diálogo falado (e por vezes recitativos), fortemente associada com as obras compostas para a Opéra-Comique de Paris. Os temas abordados eram sérios e trágicos, e, por vezes, leves. A sua tradição foi desenvolvida a partir das comédies en vaudevilles do início do século XVIII e duraram até o século XX, sofrendo diversas mudanças de estilo. 1715Télémaque (Jean-Claude Gillier, 1715) La dame blanche (1825), Carmen (1875), Lakmé (1883) Grétry, Boieldieu, Auber, [5]
Opéra comique en vaudeville Francês Nome alternativo para a comédie en vaudeville
Opéra féerie (plural, opéras féeries) Francês Gênero de obras dos séculos XVIII/XIX baseadas em contos de fada, frequentemente envolvendo magia. Zémire et Azor (1771), Cendrillon (1810), La belle au bois dormant (1825) Carafa, Isouard [22]
Opéra lyrique Francês Literalmente 'ópera lírica', gênero do fim do século XVIII e início do século XIX, menos grandioso que a grand opéra, porém sem o diálogo falado da opéra comique (termo aplicado mais ao gênero, como um todo, do que às suas obras individuais). Gounod, Ambroise Thomas, Massenet [5]
Opera semiseria Italiano Literalmente 'ópera semi-séria', gênero do início e meados do século XIX, que empregava a comédia mas também, ao contrário da opera buffa, o pathos, frequentemente numa ambientação pastoral. Tipicamente apresentava um papel para um basso buffo. 1799Camilla (Paer, 1799) La gazza ladra (1817), Linda di Chamounix (1842) 1853Violetta (Mercadante, 1853) Paer, Rossini, Donizetti [23]
Opera seria (plural, opere serie) Italiano Literalmente 'ópera séria', estilo de ópera dominante no século XVIII não só na Itália mas em toda a Europa (com a exceção da França). Obras rigorosamente formais, que utilizavam textos baseados geralmente na história antiga, feitos por poetas-libretistas como Metastasio. Eram patrocinados e financiados pela corte e pela nobreza, e seus principais cantores eram castrati. Griselda (1721), Cleofide (Hasse, 1731), Ariodante (1735), Alceste (1767), La clemenza di Tito (1791) Alessandro Scarlatti, Vivaldi, Hasse, Handel, Gluck, Mozart [5] [24]
Opéra-tragédie Francês Nome alternativo para a tragédie en musique [25]
Operetta Inglês (do italiano) Literalmente 'óperinha', 'pequena ópera'. As primeiras operetas no estilo de Offenbach em inglês foram compostas por Arthur Sullivan (posteriormente com W. S. Gilbert), que as chamava de comic operas ou Savoy operas. As obras posteriores influenciaram a ascensão do teatro musical. 1866Cox and Box (1866) The Mikado (1888), Merrie England (1902), Naughty Marietta (1910), Monsieur Beaucaire (1919), The Vagabond King (1925) Sullivan, German, Herbert, Friml [26]
Opérette (plural, opérettes) Francês Opereta francesa, gênero original de ópera (tanto em termos de música quanto tema) leve que surgiu da opéra comique francesa em meados do século XIX, associado com o estilo do Segundo Império através das obras de Offenbach, embora seus exemplos mais conhecidos tenham sido designados, de maneira subgenérica, como opéras bouffes. 1842L'ours et le pacha (Hervé, 1842) Madame Papillon (Offenbach, 1855), Les mousquetaires au couvent (1880), Les p'tites Michu (1897), Ciboulette (1923) Hervé, Offenbach, Varney, Messager, Hahn [26]
Opérette bouffe Francês Subgênero da opérette francesa. La bonne d'enfant (1856), M. Choufleuri restera chez lui le . . . (1861) Offenbach [26]
Opérette vaudeville (ou vaudeville opérette) Francês Subgênero da opérette francesa. 1842L'ours et le pacha (Hervé, 1842) Mam'zelle Nitouche (1883) Hervé, Victor Roger [26]
Operette (plural, operetten) Alemão Opereta alemã, gênero vienense popular durante os séculos XIX e XX, criado sob a influência de Offenbach e que se espalhou a Berlim, Budapeste e outras cidades alemãs e do Leste Europeu. 1860Das Pensionat (Suppé, 1860) Die Fledermaus (1874), The Merry Widow (1905), Das Land des Lächelns (1929) Frühjahrsparade (Robert Stolz, 1964) Johann Strauss II, Lehár, Oscar Straus [26]
Pasticcio Italiano Literally 'pastel', 'torta', uma adaptação de uma obra existente feita de maneira pouco fiel, não-autorizada ou não-autêntica. Também era utilizado para descrever uma obra única feita por diversos compositores, especialmente na Londres do início do século XVIII. Thomyris (Pepusch, Bononcini, Scarlatti, Gasparini, Albinoni, 1707) Muzio Scevola (1721), Ivanhoé (1826) Handel, Vivaldi [5]
Pièce lyrique Francês Nome alternativo para a opéra lyrique [5]
Pastorale héroïque Francês Tipo de ballet héroïque (opéra-ballet), geralmente em três atos com um prólogo alegórico, abordando tipicamente temas clássicos associados com a poesia pastoral. 1686Acis et Galatée (1686) Issé (1697), Zaïs (1748), Naïs (1749) Lully, Rameau [27]
Posse Alemão Nome alternativo para a Posse mit Gesang [5]
Posse mit Gesang (plural Possen mit Gesang) Alemão Literalmente 'farsa com canto', forma de entretenimento popular do fim do século XVIII e início do século XIX, associada com Viena, Berlim e Hamburgo, semelhante ao Singspiel porém com mais ação e menos música. Der Alpenkönig und der Menschenfeind (Raimund, 1828) Kreutzer, Müller, Schubert [5]
Possenspiel Alemão Nome arcaico para a Posse mit Gesang [5]
Possenspil Alemão Nome arcaico para a Posse mit Gesang [5]
Rappresentazione sacra Italiano Nome alternativo para a azione sacra [28]
Romantische Oper Alemão Gênero do início do século XIX, derivado das antigas opéras comiques francesas, que lidava com temas 'alemães' de natureza, sobrenatural, folclore e etc. O diálogo falado, originalmente incluído em seus números musicais, eventualmente foi eliminado nas obras do gênero feitas por Richard Wagner. 1821Der Freischütz (1821) Hans Heiling (1833), Undine (1845), Tannhäuser (1845) 1850Lohengrin (1850) Weber, Marschner, Lortzing, Wagner [5]
Sainete Espanhol Literalmente

Literally, 'farce' or 'titbit'. 17th/18th century genre of comic opera similar to the Italian intermezzo, performed together with larger works. Popular in Madrid in the latter 18th century. During 19th century, the Sainete was synonymous with género chico.||1632Il mago (1632)|| || || Pablo Esteve, Soler, Antonio Rosales|| [5] [29]

Sainetillo Espanhol Diminutivo de sainete [29]
Savoy opera Inglês Forma de opereta ou ópera Cômica do século XIX identificada com as obras de Gilbert e Sullivan no Savoy Theatre, em Londres. 1875Trial by Jury (1875) The Pirates of Penzance (1880), The Mikado (1885) 1903A Princess of Kensington (1903) Sullivan
Saynète Francês French for sainete. Description used for a particular style of opérette in the 19th century. La caravane de l'amour (Hervé, 1854), Le rêve d'une nuit d'été (Offenbach, 1855), Le valet de coeur (Planquette, 1875) Hervé, Offenbach, Planquette [29]
Predefinição:SectionSchauspiel mit Gesang German Literally, 'play with singing'. Term used by Goethe for his early libretti, though he called them Singspiele when revising them. 1775Erwin und Elmire (Goethe 1775) Liebe nur beglückt (Reichardt, 1781), Die Teufels Mühle am Wienerberg (Müller 1799) [30]
Schuloper Alemão Literalmente 'ópera escolar', ópera criada no início do século XX para ser apresentada a crianças em escolas. Der Jasager (1930), Wir bauen eine Stadt (Hindemith, 1930) Weill, Hindemith [31]
Semi-opera Inglês Forma arcaica da ópera com papeis dedicados exclusivamente à dança, à fala e ao canto, popular entre 1673 e 1710. 1674The Tempest (Betterton, 1674) Psyche (1675), King Arthur (1691), The Fairy-Queen (1692) Purcell [5]
Sepolcro Italiano Azione sacra que tem como tema a paixão e a crucifixão de Cristo. Draghi [28]
Serenata Italiano Ópera curta executada na corte para comemorações, semelhante à azione teatrale (. (Also used to refer to serenades.) Acis and Galatea (1720), Il Parnaso confuso (Gluck 1765) Handel, Gluck [5]
Singspiel (plural Singspiele) Alemão Gênero popular dos séculos XVIII e XIX (embora o termo já viesse sendo usado desde pelo menos o século XVI), derivada originalmente das traduções das ballad operas inglesas, porém também influenciadas pela opéra comique francesa. Continha diálogos falados, combinados a árias e baladas com características populares executadas por conjuntos musicais. Originalmente era executada por trupes de músicos viajantes, e suas tramas geralmente eram cômicas ou românticas, e frequentemente incluíam magia. Deu origem à 'ópera de resgate' alemã e à romantische Oper. 1752Der Teufel ist los (Johann Georg Standfuss, 1752) Die verwandelten Weiber (1766), Die Jagd (1770), Die Entführung aus dem Serail (1782), Abu Hassan (1811) Hiller, Mozart, Weber [5] [30]
Situationsposse Alemão Forma especializada da Posse mit Gesang concentrada em situações sociais. [5]
Songspiel Alemão Termo cunhado por Kurt Weill para atualizar o conceito do Singspiel Mahagonny-Songspiel (1927) Kurt Weill [5]
Spieloper Alemão Gênero de óperas leves do século XIX, originária do Singspiel e, em menor escala, da opéra comique, contém diálogo falado. Spieltenor e Spielbass são tipos vocais associadas ao gênero. Zar und Zimmermann (1837), The Merry Wives of Windsor (1849) Lortzing, Nicolai [5]
Syngespil Dinamarquês Forma do Singspiel local à Dinamarca, do fim do século XVIII e início do século XIX. Soliman den Anden (Sarti, 1770), Holger Danske (1787), Høstgildet (Schulz, 1790) Sarti, Schulz, Kunzen [5]
Tonadilla Espanhol Gênero satírico do século XVIII, para um ou mais cantores, desenvolvido a partir do sainete, e executado no intervalo entre outras obras mais longas. La mesonera y el arriero (Luis Misón, 1757) Antonio Guerrero, Misón, José Palomino [5]
Tragédie Francês Nome alternativo para a tragédie en musique [25]
Tragédie en musique Francês Gênero lírico dos séculos XVII/XVIII com temas da mitologia clássica e dos épicos italianos de Tasso e Ariosto, não necessariamente com desfechos trágicos, quase sempre com cinco atos e, por vezes, um prólogo. Árias pequenas (petits airs) contrastam com o diálogo em recitativos, e seções de coro e dança. 1673Cadmus et Hermione (1673) Médée (1693), Scylla et Glaucus (1746) Lully, Marais, Montéclair, Campra, Rameau [5] [25]
Tragédie lyrique Francês Nome alternativo para a tragédie en musique [25]
Tragédie mise en musique Francês Nome alternativo para a tragédie en musique [25]
Tragédie-opéra Francês Nome alternativo para a tragédie en musique [25]
Verismo Italiano Movimento operístico do fim do século XIX e início do século XX inspirado pelo realismo e naturalismo literário, e associado ao pós-romantismo italiano. 1890Cavalleria rusticana (1890) Pagliacci (1892), Tosca (1900) Mascagni, Leoncavallo, Puccini, Giordano [5]
Volksmärchen Alemão Nome alternativo para a Märchenoper. Das Donauweibchen (Kauer 1798) [12]
Zarzuela Espanhol Forma que remonta ao século XVI e dura até os dias de hoje, e inclui diálogo cantado e falado, além de dança. Tradições locais também foram desenvolvidas em Cuba e nas Filipinas. 1629La selva sin amor (Lope de Vega, 1627) Doña Francisquita (1923), La dolorosa (1930), Luisa Fernanda (1932) Hidalgo, Barbieri [5]
Zauberoper Alemão Literalmente, 'ópera mágica', gênero do fim do século XVIII e início do século XIX, especialmente associado com Viena. Obras mais formais e pesadas do que a Zauberposse, porém também com diálogos falados. 1789Oberon, König der Elfen (Wranitzky, 1789) Die Zauberflöte (1791), Das Donauweibchen, (Kauer, 1798) Kauer, Müller, Schubert [5]
Zauberposse Alemão Forma especializada da Posse mit Gesang concentrada em temas mágicas. Der Barometermacher auf der Zauberinsel (Müller 1823) Müller [5]
Zeitoper (plural Zeitopern) Alemão Literalmente 'ópera dos tempos', gênero das décadas de 1920 e 1930, utilizando personagens e temáticas contemporâneas e que incluíam referências à tecnologia moderna e à música popular. Jonny spielt auf (1927) Krenek, Weill, Hindemith [32]
Zwischenspiel Alemão Nome alemão para o intermezzo Pimpinone (1725) [5]

Ver também[editar | editar código-fonte]

Estes artigos a seguir cobrem outras formas de entretenimento existentes no período do surgimento das primeiras óperas, na Itália do fim do século XVI, e que foram influentes no desenvolvimento do formato artístico:

Referências

  1. Don Giovanni, por exemplo, frequentemente é designada de dramma giocoso e opera buffa; no entanto, seu autor, Wolfgang Amadeus Mozart, utilizava apenas a denominação de opera buffa.
  2. McClymonds, Marita P e Heartz, Daniel: "Opera seria", no New Grove Dictionary of Opera, ed. Stanley Sadie (Londres, 1992) ISBN 0-333-73432-7
  3. "'Ópera de resgate' é um termo não-histórico de utilidade limitada. Não é um gênero autêntico, como a 'opera buffa', e foi cunhada apenas no final do século XIX ou início do século XX.", Charleton, David: 'Rescue opera', no New Grove Dictionary of Opera, ed. Stanley Sadie (Londres, 1992)
  4. "Um termo geral para uma obra operística no qual o humor predominante seja o de comédia." The Oxford Dictionary of Opera, John Warrack e Ewan West (1992), ISBN 0-19-869164-5
  5. a b c d e f g h i j k l m n o p q r s t u v w x y z aa ab ac ad ae af ag ah ai aj ak al am an ao ap aq ar as at au av aw ax ay az ba bb bc bd be bf Warrack, John and West, Ewan (1992), The Oxford Dictionary of Opera, 782 páginas, ISBN 0-19-869164-5
  6. Livros sobre vida e obra wagneriana antecipam Bayreuth 2009, Deutsche Welle, 22 de julho de 2009 (visitado em 5-7-2010).
  7. Sadler, Graham: Rameau, Jean-Philippe, 'The New Grove Dictionary of Opera', ed. Stanley Sadie (Londres, 1992) ISBN 0-333-73432-7
  8. a b c d e f Weiss, Piero and Budden, Julian (1992): Opera buffa, no 'New Grove Dictionary of Opera', ed. Stanley Sadie (Londres) ISBN 0-333-73432-7
  9. O Don Giovanni de Mozart, um típico dramma giocoso, era chamado de opera buffa.
  10. Bartlet, M Elizabeth C: Fait historique, 'The New Grove Dictionary of Opera', ed. Stanley Sadie (Londres, 1992) ISBN 0-333-73432-7
  11. a b Bryant, David (1992): Farsa, 'The New Grove Dictionary of Opera', ed. Stanley Sadie (Londres) ISBN 0-333-73432-7
  12. a b c d Millington, Barry: Märchenoper in 'The New Grove Dictionary of Opera', ed. Stanley Sadie (London, 1992) ISBN 0-333-73432-7
  13. Taruskin, Richard: Sacred opera, 'The New Grove Dictionary of Opera', ed. Stanley Sadie (Londres, 1992) ISBN 0-333-73432-7
  14. Troy, Charles E and Weiss, Piero (1992), 'Intermezzo', The New Grove Dictionary of Opera, ed. Stanley Sadie (Londres) ISBN 0-333-73432-7
  15. Branscombe, Peter (1992), 'Liederspiel', The New Grove Dictionary of Opera, ed. Stanley Sadie (Londres) ISBN 0-333-73432-7
  16. Budden, Julian: Melodramma, 'The New Grove Dictionary of Opera', ed. Stanley Sadie (Londres, 1992) ISBN 0-333-73432-7
  17. a b Millington, Barry: Music drama, 'The New Grove Dictionary of Opera', ed. Stanley Sadie (Londres, 1992) ISBN 0-333-73432-7
  18. a b Bartlet, M Elizabeth C: Opéra, 'The New Grove Dictionary of Opera', ed. Stanley Sadie (Londres, 1992) ISBN 0-333-73432-7
  19. Sadie, Stanley (ed) (1992), 'Opera ballo', The New Grove Dictionary of Opera, ed. Stanley Sadie (Londres) ISBN 0-333-73432-7
  20. Bartlet, M Elizabeth C: Opéra bouffe, 'The New Grove Dictionary of Opera', ed. Stanley Sadie (Londres, 1992) ISBN 0-333-73432-7
  21. Bartlet, M Elizabeth C: Opéra bouffon, 'The New Grove Dictionary of Opera', ed. Stanley Sadie (Londres, 1992) ISBN 0-333-73432-7
  22. Bartlet, M Elizabeth C: Opéra féerie, 'The New Grove Dictionary of Opera', ed. Stanley Sadie (Londres, 1992) ISBN 0-333-73432-7
  23. Budden, Julian: Opera semiseria, 'The New Grove Dictionary of Opera', ed. Stanley Sadie (Londres, 1992) ISBN 0-333-73432-7
  24. McClymonds, Marita P and Heartz, Daniel: Opera seria, 'The New Grove Dictionary of Opera', ed. Stanley Sadie (Londres, 1992) ISBN 0-333-73432-7
  25. a b c d e f Sadler, Graham (1992), 'Tragédie en musique', The New Grove Dictionary of Opera, ed. Stanley Sadie (Londres) ISBN 0-333-73432-7
  26. a b c d e Lamb, Andrew (1992), 'Operetta', The New Grove Dictionary of Opera, ed. Stanley Sadie (Londres) ISBN 0-333-73432-7
  27. Sadie, Stanley ed. (1992), 'Pastorale-héroïque', The New Grove Dictionary of Opera, ISBN 0-333-73432-7
  28. a b Smither, Howard E (1992), 'Sepolcro', The New Grove Dictionary of Opera, ed. Stanley Sadie (Londres) ISBN 0-333-73432-7
  29. a b c Alier, Roger (1992), 'Sainete' in The New Grove Dictionary of Opera, ed. Stanley Sadie (London) ISBN 0-333-73432-7
  30. a b Bauman, Thomas (1992), 'Singspiel', The New Grove Dictionary of Opera, ed. Stanley Sadie (Londres) ISBN 0-333-73432-7
  31. Kemp, Ian (1992), 'Schuloper', The New Grove Dictionary of Opera, ed. Stanley Sadie (Londres) ISBN 0-333-73432-7
  32. Sadie, Stanley (ed) (1992), 'Zeitoper', The New Grove Dictionary of Opera, ed. Stanley Sadie (Londres) ISBN 0-333-73432-7