Lista de ganhadores do Prêmio IgNobel

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Ambox rewrite.svg
Esta página precisa ser reciclada de acordo com o livro de estilo (desde janeiro de 2011).
Sinta-se livre para editá-la para que esta possa atingir um nível de qualidade superior.

Esta é uma lista de vencedores do Prêmio IgNobel, desde a primeira edição em 1991. O IgNobel é um prêmio dado em uma cerimônia anual, no mês de setembro, na Universidade de Harvard, aos autores de pesquisas, experimentos e outras atividades inusitadas, nas diversas áreas da ciência. Todos os prêmios foram dados por fatos reais (exceto por 3 em 1991 e 1 em 1994, devido a erros de divulgação).
O lema do evento é "primeiro fazer as pessoas rirem, e depois pensarem".

1991[editar | editar código-fonte]

  • Química: Jacques Benveniste, produtivo e dedicado correspondente da revista Nature, pela persistência na descoberta de que a água é um líquido inteligente e por demonstrar que ela é capaz de se lembrar de acontecimentos muito depois de todos os vestígios desses acontecimentos terem desaparecido.
  • Medicina: Alan Kligerman, idealizador do alívio digestivo utilizando vapor e inventor do Beano,[1] pelo seu trabalho pioneiro com líquidos anti-gás, que previnem inchaço, flatulência, desconforto e embaraços.
  • Educação: James Danforth Quayle (na época, vice-presidente dos EUA), tido como de "baixo QI", com declarações confusas, demonstrando assim, mais do que ninguém, a necessidade de educação científica.[2]
  • Biologia: Robert Klerk Graham, seleccionador de sementes e profeta da reprodução, pelo seu desenvolvimento pioneiro de um "Banco para Seleção Embrionária" ("Repository for Germinal Choice"), que aceita doações apenas de laureados com o Nobel e atletas olímpicos.
  • Economia: Michael Robert Milken, gigante da Wall Street e pai do Junk Bond,[3] para quem o mundo está endividado.
  • Literatura: Erich von Däniken, narrador visionário e autor do livro Eram os Deuses Astronautas?, por explicar como a civilização humana foi influenciada por antigos astronautas extraterrestres.
  • Paz: Edward Teller, pai da bomba de hidrogênio e principal apologista do Programa Star Wars, por seus esforços ao longo da vida para mudar o significado de paz como a conhecemos.
  • Pesquisa Interdisciplinar: Josiah Carberry, professor fictício da Universidade Brown, "explorador e eclético buscador da verdade, por seu trabalho pioneiro em psicocerâmica, o estudo de vasos quebrados." Este prêmio apócrifo não é reconhecido pelos organizadores do IgNobel.[carece de fontes?]

1992[editar | editar código-fonte]

  • Medicina: F. Kanda, E. Yagi, M. Fukuda, K. Nakajima, T. Ohta, e O. Nakata do Shisedo Research Center em Yokohama, por seu estudo pioneiro "Elucidação dos Componentes Químicos Responsáveis pelo Chulé do Pé" (Elucidation of Chemical Compounds Responsible for Foot Malodour), especialmente pela conclusão de que as pessoas que pensam que têm chulé, têm, e as que pensam que não têm, não têm.
  • Arqueologia - Eclaireurs de France, grupo de escoteiros, removedores de graffiti, por apagarem as antigas pinturas rupestres das paredes da gruta de Mayrière supérieure, perto da aldeia francesa de Bruniquel, pensando que eram pichações.
  • Economia: Aos investidores da Lloyd de Londres, herdeiros de 300 anos de gestão prudente, pela sua tentativa de assegurar um desastre ao se recusarem a pagar pelas perdas da companhia.
  • Biologia: Doutor Cecil Jacobson, generoso e incansável doador de esperma, e prolífico patriarca do banco de esperma, por desenvolver um método simples e individual de controle de qualidade.
  • Química: Ivette Bassa, desenvolvedora de colóides coloridos, pelo seu papel no maior avanço químico no século XX, a síntese da gelatina azul brilhante.
  • Física: David Chorley e Doug Bower, feras da física de baixa energia, pelas suas contribuições circulares baseadas nas teorias sobre a destruição geométrica dos campos de colheita ingleses, conhecida como "Crop circles".
  • Paz: Daryl Gates, antigo Chefe da Polícia de Los Angeles, pelos seus métodos únicos de promover a união das pessoas.
  • Nutrição: Aos corajosos consumidores dos comestíveis enlatados SPAM, por 54 anos de indiscriminada digestão.
  • Literatura: Yuri Struchkov, incontrolável autor de artigos científicos do Instituto de Componentes Organoelementares, em Moscou, pelos 948 artigos que publicou entre 1981 e 1990, uma média de um a cada 3,9 dias.
  • Arte: Prémio conjunto a Jim Knowlton, moderno renascentista, pelo seu clássico poster anatômico "Pénis do Reino Animal" (Penises of the Animal Kingdom) e ao Fundo Nacional de Doações para as Artes, dos EUA (U.S. National Endowment for the Arts), por encorajar o sr. Knowlton a expandir o seu trabalho num livro pop-up, tipo de livro em que dobraduras saltam das páginas.[4]

1993[editar | editar código-fonte]

  • Psicologia: John Edward Mack da Escola de Medicina de Harvard e David M. Jacobs da Universidade Temple, pela sua conclusão de que as pessoas que acreditam terem sido raptadas por extraterrestres provavelmente o foram -- e especialmente pela sua conclusão "o objectivo da abdução é a produção de filhos".
  • Engenharia de Consumo: Ron Popeil, inventor incessante e eterno garoto propaganda na programação noturna de TV, por redefinir a Revolução Industrial com aparelhos como o Veg-O-Matic ("Vegemático" - precursor dos processadores de vegetais), o Pocket Fisherman ("Pescador de bolso"), o Mr. Microphone ("Senhor Microfone") e o Inside-the-Shell Egg Scrambler ("Misturador-de-Ovos-dentro-da-Casca").
  • Biologia: Paul Williams Jr., do Departamento de Saúde do Oregon e Kenneth W. Newel, da Escola de Medicina Tropical de Liverpool, ousados detectives biológicos, pelo seu estudo pioneiro "Excreção de Salmonela em Passeios Joy riding de Porcos" (Salmonella Excretion in Joy-Riding Pigs).[nota 1]
  • Economia: Ravi Batra, da Universidade Metodista do Sul (Texas), Texas, EUA, economista astuto e autor dos best-sellers "A Grande Depressão de 1990" e "Sobrevivendo à Grande Depressão de 1990" (The Great Depression of 1990 e Surviving the Great Depression of 1990), por vender cópias suficientes dos seus livros para impedir sozinho o colapso mundial da economia.
  • Paz: Pepsi-Cola das Filipinas, fornecedores de sonhos e esperanças açucaradas, por patrocinarem um concurso para criar um milionário, e depois anunciarem o número vencedor errado, conseguindo assim incitar e unir 800.000 possíveis vencedores, e unindo facções inimigas pela primeira vez na história da sua nação.
  • Tecnologia Visionária: Apresentado em conjunto a Jay Schiffman, de Farmington Hills, Michigan, inventor do AutoVision, um projector de imagens que torna possível conduzir um carro e ver televisão ao mesmo tempo, e à Legislatura do Estado de Michigan, por legalizar essa possibilidade.
  • Química: James e Gaines Campbell de Lookout Mountain, Tennesse, dedicados entregadores de fragrâncias, por inventarem as tiras perfumadas, odioso método com o qual as fragrâncias são aplicadas nas páginas das revistas.
  • Literatura: E. Topol, R. Califf, F. Van de Werf, P. W. Armstrong e seus 972 co-autores, por publicarem um texto de medicina que tem cem vezes mais autores do que páginas. Os autores são dos seguintes países: Alemanha, Austrália, Bélgica, Canadá, Espanha, Estados Unidos, França, Holanda, Irlanda, Israel, Luxemburgo, Nova Zelândia, Polônia, Reino Unido e Suíça.
  • Matemática: Robert Faid, de Greenville, Carolina do Sul, por calcular a exata probabilidade de Gorbatchev ser o anticristo, 710 609 175 188 282 000 para 1.
  • Medicina: James F. Nolan, Thomas J. Stillwell, e John P. Sands Jr., médicos misericordiosos, pela sua meticulosa pesquisa "Gestão Crítica de Pénis Presos no Zíper" (Acute Management of the Zipper-Entrapped Penis).

1994[editar | editar código-fonte]

  • Biologia: W. Brian Sweeney, Brian Krafte-Jacobs, Jeffrey W. Britton, e Wayne Hansen, pelo seu estudo "O Soldado com prisão-de-ventre: Prevalência sobre as Tropas Mobilizadas" (The Constipated Serviceman: Prevalence Among Deployed US Troops), e especialmente pela análise numérica da frequência de movimentos intestinais.
  • Paz: John Hagelin, da Universidade Maharishi e do Instituto da Ciência, Tecnologia e Política Pública, promulgador de pensamentos pacíficos, pela sua conclusão experimental de que 4000 meditadores treinados causaram um decréscimo de 18% no índice de crimes violentos em Washington DC.
  • Medicina - Este prémio é atribuído em duas partes. Primeiro, ao Paciente X, anteriormente dos Fuzileiros dos EUA (US Marine Corps), vítima valente duma mordidela venenosa pela sua cascavel de estimação, pelo seu uso determinado de terapia de choques eléctricos. A seu pedido, cabos de ignição de automóvel foram ligados ao seu lábio, e o motor do carro ligado a 3000 rpm durante cinco minutos. Segundo, aos Dr. Richard C. Dart do Centro de Venenos das Montanhas Rochosas (Rocky Mountain Poison Center) e Dr. Richard A. Gustafson do Centro de Ciências da Saúde da Universidade do Arizona, pelo seu bem fundamentado relatório médico "Falha de Tratamento de Choques Eléctricos para Envenenamentos por Cascavel" (Failure of Electric Shock Treatment for Rattlesnake Envenomation).
  • Entomologia - Robert A. Lopez de Westport, Nova Iorque, destemido veterinário e amigo de todas as criaturas grandes e pequenas, pela sua série de experiências na obtenção de parasitas dos ouvidos de gatos, inserindo-os no seu próprio ouvido e observando e analisando cuidadosamente os resultados.
  • Psicologia - Lee Kuan Yew, antigo Primeiro-Ministro de Singapura, pelo seu estudo de trinta anos sobre os efeitos de punir três milhões de cidadãos de cada vez que eles cospem, mastigam goma de mascar, ou alimentam pombos.
  • Literatura - L. Ron Hubbard, ardente autor de Ficção Cientifica e fundador da igreja de Cientologia, pela sua crepitante bíblia Dianetics, que é altamente lucrativa para a humanidade, ou para uma parte dela.
  • Química - Ao Senador do Texas Bob Glasgow, avisado escritor de legislação lógica, por patrocinar a lei de controle de droga de 1989, que tornou ilegal a compra, sem licença, de frascos, balões, tubos de ensaio, e restante material de laboratório de vidro.
  • Economia - A Juan Pablo Davila do Chile, incansável negociante de futuros financeiros e antigo empregado da companhia estatal chilena Codelco, por instruir o seu computador para "comprar" quando pretendia "vender". Subsequentemente, tentou compensar as suas perdas fazendo negócios com prejuizos crescentes, que finalmente resultaram numa perda de 0,5 % do PNB Chileno. A sua proeza inspirou os seus conterrâneos a criar um novo verbo, "davilar", com o significado de "estropiar fenomenalmente as coisas".
  • Matematica - À Igreja Baptista Sulista do Alabama (Southern Baptist Church of Alabama), medidores matemáticos da moralidade, pela sua estimativa, concelho a concelho (county), de quantos cidadãos do Alabama irão para o Inferno se não se arrependerem.

1995[editar | editar código-fonte]

  • Nutrição - John Martinez, da J. Martinez & Company de Atlanta, pelo Café Luak (Luak Coffee), o café mais caro do mundo, que é feito de grãos de café ingeridos e excretados pela Civeta-das-palmeiras.
  • Física - D.M.R. Georget, R. Parker, e A.C. Smith do Instituto de Pesquisa Alimentar (Institute of Food Research) de Norwich, Inglaterra, pela sua análise rigorosa de flocos de cereais de café da manhã empapados. A análise foi publicada no relatório "Um estudo do efeito do conteúdo de água no comportamento de compactação de flocos de cereais de café da manhã" (A Study of the Effects of Water Content on the Compaction Behaviour of Breakfast Cereal Flakes).
  • Economia - Atribuído em conjunto a Nick Leeson e aos seus superiores no Banco Barings (Barings Bank), e a Robert Citron do condado de Orange, Califórnia, por utilizarem o cálculo de derivadas financeiras para demonstrar que cada instituição financeira tem os seus limites.
  • Medicina - Marcia E. Buebel, David S. Shannahoff-Khalsa, e Michael R. Boyle, pelo seu estudo revigorante "Os efeitos da respiração forçada unilateral por uma narina na cognição" (The Effects of Unilateral Forced Nostril Breathing on Cognition).
  • Literatura -David B. Busch e James R. Starling, de Madison, Wisconsin, pelo seu relatório de investigação "Corpos estranho rectais: exemplos e estudo da literatura mundial" (Rectal Foreign Bodies: Case Reports and a Comprehensive Review of the World's Literature). As citações incluem descrições de, entre outros itens: sete lâmpadas; um amolador de facas; duas lanternas; uma mola de metal; uma caixa de farejar; uma lata de óleo com tampa de batata; onze diferentes formas de fruta, vegetais e outros alimentos; uma serra de joalheiro; uma cauda de porco congelada; uma chávena de lata; um copo de cerveja; e a notável colecção dum paciente, consistindo em óculos, uma chave de mala, um saco de tabaco e uma revista.
  • Paz - Parlamento Nacional de Taiwan, por demonstrar que os políticos ganham mais ao esmurrarem, pontapearem e esgravatarem-se uns aos outros do que empreendendo guerras contra outras nações.
  • Psicologia - Shigeru Watanabe, Junko Sakamoto, e Masumi Wakita, da Universidade de Keio, Japão, (Keio University), pelo seu sucesso no treino de pombos para distinguirem entre pinturas de Picasso e Monet.
  • Saúde Pública - Martha Kold Bakkevig de Sintef Unimed em Trondheim, Noruega, e Ruth Nielson da Universidade Técnica da Dinamarca, pelo seu exaustivo estudo "Impacto da roupa interior úmida nas respostas termoregulatórias e conforto termal no frio". (Impact of Wet Underwear on Thermoregulatory Responses and Thermal Comfort in the Cold).
  • Odontologia - Robert H. Beaumont, de Shoreview, Minnesota, pelo seu estudo incisivo "A preferência dos pacientes por fio dental encerado ou não encerado" (Patient Preference for Waxed or Unwaxed Dental Floss).
  • Química - Bijan Pakzad de Beverly Hills, California, pela criação de Colónia ADN e Perfume ADN (DNA Cologne e DNA Perfume), nenhum dos quais contém ácido desoxiribonucleico, e ambos dos quais vêm numa garrafa de hélice tripla.

1996[editar | editar código-fonte]

1997[editar | editar código-fonte]

  • Biologia - Dado para T. Yagyu e seus colaboradores do Hospital Universitário de Zurique Suíça, a Universidade Médica de Kansai em Osaka, Japão, e o Instituto de Pesquisa em Tecnologia da Neurociência em Praga República Tcheca, por medir os padrões de ondas cerebrais de pessoas enquanto eles mascavam diferentes tipos de chiclete. [27]
  • Entomologia - Dado para Mark Hostetler da Universidade da Flórida, pelo seu livro, That Gunk on Your Car que identifica os diferentes insetos que se esmagam contra o vidro do seu carro durante uma viagem.
  • Astronomia - Dado para Richard Hoagland de New Jersey, por identificar estruturas artificiais na lua e em Marte, incluindo uma face humana em Marte e construções de 16 km no lado escuro da lua.
  • Comunicações - Sanford Wallace, Presidente da Cyber Promotions, Filadélfia. Nada impediu este auto-proclamado carteiro de enviar Spam para todo o mundo.
  • Física - Dado para John Bockris da Texas A&M University, pelos seus avanços na fusão a frio, na transformação de elementos simples em ouro, e na incineração eletroquímica de lixo domiciliar.
  • Literatura - Concedido a Doron Witztum, Eliyahu Rips, e Yoav Rosenberg de Israel, e a Michael Drosnin dos Estados Unidos, por sua descoberta estatística de que a Bíblia contém um código secreto escondido .
  • Medicina - Concedido a Carl J. Charnetski e Francis X. Brennan, Jr. da Wilkes University, e James F. Harrison de Muzak Ltd. em Seattle, Washington, por sua descoberta de que ouvir música de elevador estimula o a produção de anticorpos pelo sistema imunológico e assim pode ajudar a prevenir o resfriado comum.
  • Economia - Concedido a Akihiro Yokoi da Wiz Company de Chiba, Japão, e Aki Maita da Bandai Company em Tokyo, por divertir milhões de pessoas com horas de trabalho na criação de bichos virtuais.
  • Paz - Concedido a Harold Hillman da University of Surrey, Inglaterra, por seu estudo "A Possível Dor Experimentada Durante a Execução por Diferentes Métodos" ("The Possible Pain Experienced During Execution by Different Methods.")
  • Meteorologia - Concedido a Bernard Vonnegut da State University of New York at Albany, por sua reportagem, "Depenagem de Galinhas Como Meio de Medir a Velocidade do Vento de um Tornado ("Chicken Plucking as Measure of Tornado Wind Speed").

1998[editar | editar código-fonte]

  • Engenharia de Segurança - Concedido a Troy Hurtubise, de North Bay, Ontario, por desenvolver e testar pessoalmente uma roupa que é à prova de urso pardos.
  • Biologia - Concedido a Peter Fong do Gettysburg College, Gettysburg, Pennsylvania, por contribuir para a felicidade de mexilhões dando-lhes Prozac.
  • Paz - Concedido ao Primeiro Ministro da India, Shri Atal Bihari Vajpayee e ao Primeiro Ministro do Paquistão, Nawaz Sharif, por suas agressivamente pacíficas explosões de bombas atômicas.
  • Química - Concedido a Jacques Benveniste da França, por sua homeopática descoberta que não apenas a água tem memória, mas que a informação pode ser transmitida pelas linhas telefônicas e pela Internet.
  • Educação Científica - Concedido a Dolores Krieger, Professor Emerita, New York University, por demonstrar os méritos do toque terapêutico, um método no qual enfermeiras manipulam a energia de campos de pacientes doentes por cuidadosamente evitar contato físico com eles.
  • Estatística - Concedido a Jerald Bain do Mt. Sinai Hospital em Toronto e Kerry Siminoski da University of Alberta, por seu cuidadosamente medido estudo, "A Relação entre Altura, Comprimento Peniano e o Tamanho do Pé" ("The Relationship Among Height, Penile Length, and Foot Size.").
  • Física - Concedido a Deepak Chopra do The Chopra Center for Well Being, La Jolla, California, por sua interpretação única de física quântica em aplicações para a vida, liberdade, e a busca pela felicidade econômica.
  • Economia - Concedido a Richard Seed de Chicago por seus esforços em incentivar a economia mundial clonando a si mesmo e a outros seres humanos.
  • Medicina - Concedido ao paciente Y e a seus doutores, Caroline Mills, Meirion Llewelye, David Kelly, e Peter Holt, do Royal Gwent Hospital, em Newport, Wales, pelo relatório médico preventivo "A Man Who Pricked His Finger and Smelled Putrid for 5 Years." (Um homem que cutucou seus dedos e cheirou pútrido por cinco anos).
  • Literatura - Concedido à Dr. Mara Sidoli ode Washington, DC, por seu iluminante artigo, "Farting as a Defence Against Unspeakable Dread."(Peidando como defesa contra um mau impronunciável).

1999[editar | editar código-fonte]

  • Sociologia - Concedido a Steve Penfold, da York University em Toronto, por fazer sua tese de Ph.D. sobre a história das lojas de donuts canadenses.
  • Física - Concedido ao Dr. Len Fisher de Bath, England e Sydney, Australia por calcular o melhor modo de molhar um biscoito. Também, ao Professor Jean-Marc Vanden-Broeck da University of East Anglia, Inglaterra, e Belgica, por calcular como fazer um bico de chaleira que não derrame ou pingue.
  • Literatura - Concedido à British Standards Institution por seu manual de 6 páginas do modo apropriado de se fazer uma xícara de chá.
  • Educação Científica - Concedido à Secretaria Estadual de Educação do Kansas e à Secretaria Estadual de Educação do Colorado, por prescreverem que as crianças não devessem acreditar na teoria da evolução de Darwin tanto quanto não deveriam acreditar na teoria da gravidade de Newton, na teoria do eletromagnetismo de Faraday e Maxwell, ou na teoria de Louis Pasteur de que germes causam doenças.
  • Medicina - Concedido ao Dr. Arvid Vatle de Stord, Noruega, por cuidadosamente coletar, classificar, e observar cada tipo de recipiente seus pacientes escolhiam quando entregavam amostras de urina.
  • Química - Concedido a Takeshi Makino, presidente da The Safety Detective Agency de Osaka, Japão, por seu envolvimento com S-Check, um spray de detecção de infidelidade que as esposas podem aplicar na roupa de baixo de seus maridos.
  • Biologia - Concedido ao Dr. Paul Bosland, director of The Chile Pepper Institute, New Mexico State University, Las Cruces (Novo México), por cultivar uma pimenta não picante do tipo jalapeño.
  • Proteção Ambiental - Concedido a Hyuk-ho Kwon da Kolon Company de Seul, Coreia do Sul, por inventar o terno executivo auto-perfumante.
  • Paz - Concedido a Charl Fourie e Michelle Wong de Joanesburgo, África do Sul, por inventar o Blaster, um alarme antiroubo para carros que consiste num circuito detector e num lança-chamas.
  • Cuidados Médicos - Concedido aos falecidos George Blonsky e Charlotte Blonsky de Nova Iorque e San Jose (Califórnia), por inventar um dispositivo para ajudar mulheres durante o parto -- a mulher é amarrada em uma mesa circular e então a mesa é rodada a alta velocidade.[5]

2000[editar | editar código-fonte]

  • Psicologia - Concedido a David Dunning da Cornell University e Justin Kruger da Universidade de Illinois, por seu modesto relatório, "Unskilled and Unaware of It: How Difficulties in Recognizing One's Own Incompetence Lead to Inflated Self-Assessments." (ver artigo Efeito Dunning-Kruger)
  • Literatura - Concedido a Jasmuheen (formalmente conhecida como Ellen Greve) da Austrália, primeira dama do Respiracionismo, por seu livro Living on Light, que explica que embora algumas pessoas comam, elas não precisam fazê-lo.
  • Biologia - Concedido a Richard Wassersug da Universidade de Dalhousie, por seu artigo em primeira mão, "On the Comparative Palatability of Some Dry-Season Tadpoles from Costa Rica." ("Comparatividade de Sabores de Alguns Girinos de Costa Rica").
  • Física - Concedido a Andre Geim da University of Nijmegen, da Holanda, e Sir Michael Berry da Universidade de Bristol, Inglaterra, por usar ímãs para levitar um sapo.
  • Química - Para Donatella Marazziti, Alessandra Rossi, e Giovanni B. Cassano da Universidade de Pisa, Itália, e Hagop S. Akiskal da Universidade da Califórnia em San Diego, por descobrirem que, bioquimicamente, amor romântico pode ser indistinguível de casos severos de transtorno obsessivo-compulsivo.
  • Economia - Para o reverendo Sun Myung Moon, por trazer eficiência e crescimento à indústria dos casamentos em massa: 36 casais em um evento de 1960, 430 em 1968, 1800 em 1975, 6000 em 1982, 30000 em 1992, 360000 em 1995, e 36000000 em 1997.
  • Medicina - Para Willibrord Weijmar Schultz, Pek van Andel, e Eduard Mooyaart de Groningen, nos Países Baixos, e Ida Sabelis de Amsterdão, pela sua pesquisa "Magnetic Resonance Imaging of Male and Female Genitals During Coitus and Female Sexual Arousal." ("Imagens em ressonância magnética dos Genitais Masculinos e Femininos durante o Coito e Excitação Sexual Feminina")
  • Ciências da Computação - Para Chris Niswander de Tucson, por inventar PawSense, software que detecta se um gato passa por cima de um teclado de computador.
  • Paz - Para a Marinha Real Inglesa, por ordenar aos marinheiros que deixassem de usar balas de canhão, e gritassem "Bang!"
  • Saúde Pública - Para Jonathan Wyatt, Gordon McNaughton, e William Tullet de Glasgow, pelo alarmante relatório "The Collapse of Toilets in Glasgow" ("A Queda de Vasos Sanitários em Glasgow").

2001[editar | editar código-fonte]

2002[editar | editar código-fonte]

  • Biologia - Para Norma E. Bubier, Charles G.M. Paxton, Phil Bowers, e D. Charles Deeming, do Reino Unido, pelo seu trabalho "Courtship Behaviour of Ostriches Towards Humans Under Farming Conditions in Britain." ("Hábitos de Cortesia das Avestruzes com os Humanos Em Fazendas na Bretanha")
  • Física - Para Arnd Leike da Universidade de Munique, por demonstrar que a espuma da cerveja obedece à lei matemática do decaimento exponencial.
  • Pesquisa Interdisciplinar - Para Karl Kruszelnicki da University of Sydney, pela investigação muito completa sobre o cotão do umbigo.
  • Química - Para Theodore Gray da Wolfram Research, em Champaign (Illinois), por recolher muitos elementos da tabela periódica, e os juntar na forma de uma mesa de jantar (table significa "mesa" e "tabela" em inglês).[6]
  • Matemática - Para K.P. Sreekumar e o falecido G. Nirmalan da Kerala Agricultural University, Índia, pelo seu relatório analítico "Estimation of the Total Surface Area in Indian Elephants." (Estimativa da Área de Superfície dos Elefantes Indianos")
  • Literatura - Conjuntamente para Vicki L. Silvers da University of Nevada-Reno e David S. Kreiner da Central Missouri State University, peo seu colorido relatório "The Effects of Pre-Existing Inappropriate Highlighting on Reading Comprehension." ("Os Efeitos de Marcação de Texto Inapropriada Já Existente na Compreensão da Leitura").
  • Paz - Para Keita Sato, Presidente da Takara Co., Dr. Matsumi Suzuki, Presidente da Japan Acoustic Lab, e Dr. Norio Kogure, Director Executivo do Kogure Veterinary Hospital, por promoverem a paz e harmonia entre espécies ao inventar o Bow-Lingual, um sistema computacional automático de tradução cão-para-humano.
  • Higiene - Eduardo Segura, Espanha pela invenção da Lavakan de Aste, uma máquina de lavar cães e gatos.
  • Economia - Para os executivos, directores e auditores da Enron, Lernaut & Hauspie (Bélgica), Adelphia, Bank of Commerce and Credit International (Paquistão), Cendant, CMS Energy, Duke Energy, Dynegy, Gazprom (Rússia), Global Crossing, HIH Insurance (Austrália), Informix, Kmart, Maxwell Communications (UK), McKessonHBOC, Merrill Lynch, Merck, Peregrine Systems, Qwest Communications, Reliant Resources, Rent-Way, Rite Aid, Sunbeam, Tyco, Waste Management, WorldCom, Xerox, e Arthur Andersen, por adaptarem números imaginários para o mundo dos negócios (todas as companhias tiveram de refazer relatórios financeiros por cálculos errados, e a Arthur Andersen foi a companhia responsável pela contabilidade da maioria; Companhias americanas, caso não tenha observação.)
  • Medicina - Chris McManus da University College London, por seu relatório balanceado "Scrotal Asymmetry in Man and in Ancient Sculpture." ("Assimetria Escrotal no Homem e na Escultura Antiga")

2003[editar | editar código-fonte]

  • Engenharia - Laureado John Paul Stapp, o falecido Edward A. Murphy, Jr., e George Nichols, por terem criado em 1949 a Lei de Murphy, um princípio lei básico da engenharia onde "Se existem mais de duas maneiras de fazer alguma coisa e uma dessas maneiras pode resultar em uma catástrofe, alguém irá optar por essa" ou em outras palavras "Se algo pode dar errado, dará errado".
  • Física - Concedido a Jack Harvey, John Culveno, Warren Payne, Steve Cowle, Michael Lawrance, David Stuart e Robyn Williams da Australia, por seu relatório irresistível "An Analysis of the Forces Required to Drag Sheep over Various Surfaces."(Uma análise das forças necessárias para se arrastar uma ovelha sobre várias superfícies).
  • Medicina - Eleanor Maguire, David Gadian, Ingrid Johnsrude, Catriona Good, John Ashburner, Richard Frackowiak, e Christopher Frith da University College London, por apresentar provas que o cérebro dos taxistas londrinos é mais desenvolvido que o de cidadãos normais.
  • Psicologia - Gian Vittorio Caprara e Claudio Barbaranelli da Universidade de Roma "La Sapienza", e Philip Zimbardo da Stanford University, pelo relato "Politicians' Uniquely Simple Personalities" ("Personalidades de uma Simplicidade Única dos Políticos").
  • Química - concedido a Yukio Hirose da universidade Kanazawa, por sua investigação química de uma estátua de bronze, na cidade de Kanazawa, que não atrai pombos.
  • Literatura - John Trinkaus, da Zicklin School of Business, Nova York, por coletar dados e publicar mais de 80 relatórios acadêmicos sobre assuntos que o incomodavam, como:
Percentagem de jovens usando bonés com aba para trás ao invés da frente; pedestres com tênis brancos ao invés de outra cor; pessoas que nadam na parte rasa da piscina ao invés da funda; percentagem de motoristas de automóveis que quase, mas não completamente, param em determinada placa de "Pare"; percentagem de viajantes carregando maletas; percentagem de clientes de supermercado que excedem o número de itens do caixa rápido; e percentagem de estudantes que não gostam de couve de Bruxelas.
  • Economia - Karl Schwärzler e o estado do Liechtenstein, por permitir alugar o país para convenções corporativas, casamentos, bar mitzvahs, e outros eventos.
  • Pesquisa Interdisciplinar - Stefano Ghirlanda, Liselotte Jansson, e Magnus Enquis da Universidade de Estocolmo, pela pesquisa "Galinhas Preferem Humanos Bonitos."
  • Paz - Lal Bihari, de Uttar Pradesh, Índia, por um feito triplo: Primeiro, ter uma vida ativa estando declarado legalmente morto; segundo, organizar uma campanha póstuma contra burocracia e parentes gananciosos; e terceiro, criar a Associação dos Mortos. Lal Bihari superou o problema de estar morto, e conseguiu um passaporte do governo indiano para viajar até Harvard e aceitar o prémio, porém o governo americano recusou a aceitá-lo no país. Seu amigo Madhu Kapoor foi até a cerimônia do Ig Nobel e aceitou o prêmio em seu lugar. Semanas depois, o prêmio foi dado ao próprio Lal Bihari em uma cerimônia especial na Índia.
  • Biologia - C.W. Moeliker, do Natuurmuseum de Rotterdam, documentando o primeiro caso cientificamente gravado de "necrofilia homossexual de um pato".

2004[editar | editar código-fonte]

2005[editar | editar código-fonte]

  • Medicina: Gregg A. Miller, de Oak Grove, Missouri, por inventar os Neuticles: testículos artificiais de reposição para cães, disponíveis em três tamanhos e três níveis de firmeza.
  • Literatura: Os empresários da internet nigerianos, por usarem e-mails para distribuir contos com personagens como o General Sani Abacha, a Sra. Mariam Sanni Abacha, e o Sr. Jon A Mbeki entre outros. Cada um dos contos requeria o pagamento de uma pequena quantia em dinheiro em troca de uma quantia muito maior que os personagens estariam dispostos a compartilhar com as bondosas pessoas que os ajudassem.[9]
  • Economia: Gauri Nanda, do Massachusetts Institute of Technology, por inventar um relógio despertador que foge e se esconde, desse modo assegurando que as pessoas de fato saiam da cama e acrescentando assim muitas horas produtivas de trabalho por dia útil.
  • Nutrição: Dr. Yoshiro Nakamatsu, de Tóquio, Japão, por fotografar e, posteriormente, analisar o conteúdo de cada uma de suas refeições durante um período de 34 anos (ainda continua analisando).
  • Dinâmica de Fluidos: Victor Benno Meyer-Rochow, das International University Bremen, Alemanha e Universidade de Oulu, Finlândia; e Jozsef Gal, da Loránd Eötvös University, Hungria, por usarem princípios básicos da física para calcular a pressão interna nos pinguins, conforme relatado em: "Pressures Produced When Penguins Pooh -- Calculations on Avian Defaecation" (A pressão produzida quando os pinguins defecam -- cálculos em defecação avícola).

2006[editar | editar código-fonte]

2007[editar | editar código-fonte]

  • Aviação: Patricia V. Agostino, Santiago A. Plano e Diego A. Golombek, por descobrirem que hamsters se recuperam de jet lag mais rapidamente quando lhes são ministradas doses de Viagra.
  • Biologia: Johanna E.M.H. van Bronswijk, por fazer um censo de todos os ácaros e outras formas de vida que vivem nas camas das pessoas.
  • Física: L. Mahadevan e Enrique Cerda Villablanca, por seu estudo teórico de como as folhas de papel amassam.
  • Economia: Kuo Cheng Hsieh, por patentear um aparelho que captura ladrões de banco, prendendo-os numa rede.
  • Linguística: Juan Manuel Toro, Josep B. Trobalon e Nuria Sebastian-Galles, por descobrirem que ratos não podem distinguir entre gravações em japonês e holandês, quando são tocadas de trás para frente.
  • Literatura: Glenda Browne, por estudar como o artigo definido pode ser problemático quando se tenta listar livros, artigos ou outros itens em ordem alfabética.
  • Medicina: Dan Meyer e Brian Witcombe, por investigarem os efeitos colaterais de engolir espadas.
  • Nutrição: Brian Wansink, por investigar o apetite das pessoas por comer sem motivo algum, ao alimentá-las secretamente com uma tigela de sopa auto-reabastecente.
  • Paz: O Laboratório Wright, da Força Aérea dos Estados Unidos, em Dayton, Ohio, por sugerir a pesquisa e o desenvolvimento de uma "bomba gay", que poderia fazer com que as tropas inimigas se tornassem sexualmente atraídos uns pelos outros.
  • Química: Mayu Yamamoto, por extrair fragância de baunilha de esterco de vaca.

2008[editar | editar código-fonte]

A "18.ª Primeira Cerimônia Anual do Prêmio Ig Nobel" ocorreu a 2 de outubro de 2008 no Sanders Theatre da Universidade de Harvard.[11]

  • Biologia: Marie-Christine Cadiergues, Christel Joubert e Michel Franc, pela descoberta de que as pulgas que vivem nos cães pulam mais alto do que as que vivem nos gatos.[16]
  • Química: Sheree Umpierre, Joseph Hill e Deborah Anderson, por constatarem que a Coca-Cola é um espermicida eficiente,[17] e C.Y. Hong, C.C. Shieh, P. Wu e B.N. Chiang por provarem o contrário.[18]
  • Ciências cognitivas: Toshiyuki Nakagaki, Hiroyasu Yamada, Ryo Kobayashi, Atsushi Tero, Akio Ishiguro e Ágota Tóth, por descobrirem que os micetozoários podem resolver problemas e quebra-cabeças.[19] [20]
  • Economia: Geoffrey Miller, Joshua Tyber e Brent Jordan, por descobrirem que dançarinas de strip tease ganham mais dinheiro nos períodos de fertilidade.[21]
  • Literatura: David Sims, por seu estudo "You Bastard: A Narrative Exploration of the Experience of Indignation within Organizations" (Seu idiota: investigação da experiência da indignação dentro das organizações).[22] [23]
  • Medicina: Dan Ariely, por demonstrar que placebos caros são mais eficientes do que placebos baratos.[24]
  • Nutrição: Massimiliano Zampini e Charles Spence, por demonstrarem que a comida é mais saborosa quando soa crocante.[25] [26]
  • Paz: O Comitê Federal Suíço de Ética em Biotecnologia Não-humana e os cidadãos suíços, por adotarem o princípio legal de que as plantas têm dignidade.[27]
  • Física: Dorian Raymer e Douglas Smith, por provarem que montes de corda ou cabelo inevitavelmente embolam.[28]

2009[editar | editar código-fonte]

  • Medicina veterinária: aos pesquisadores Catherine Douglas e Peter Rowlinson da Universidade de Newcastle, no Reino Unido, por provarem que vacas que possuem nomes dão mais leite que aquelas não “batizadas” por seus donos.
  • Paz: dado à equipe da Universidade de Berna, na Suíça, que determinou, por experimentação, o que é melhor: tomar uma pancada na cabeça com uma garrafa de cerveja cheia, ou vazia?
  • Economia: aos diretores, executivos e auditores de quatro bancos da Islândia (Banco Kaupthing, Landsbanki, Banco Glitnir e Banco Central da Islândia), por demonstrarem que pequenos bancos podem rapidamente se transformar em grandes instituições, e vice versa. E por demonstrarem que algo parecido pode ser feito com toda a economia de uma nação.
  • Medicina: ao americano que estalou as juntas dos dedos de sua mão esquerda, mas não os da direita, todos os dias por mais de 60 anos. O objetivo era investigar uma possível causa de artrite.
  • Física: à equipe da Universidade de Cincinnati, Estados Unidos, que analiticamente determinou porque as mulheres grávidas não tombam com o peso da barriga.
  • Literatura: à polícia da Irlanda, por escrever e apresentar mais de 50 multas de trânsito ao cidadão do país que mais comete infrações ao volante - Prawo Jazdy, cujo nome, em polonês, significa “carteira de motorista”.
  • Biologia: aos estudantes japoneses de medicina que demonstraram que os resíduos da cozinha podem ter sua massa reduzida em até 90% com a ajuda de uma bactéria extraída das fezes de pandas gigantes.

2010[editar | editar código-fonte]

2011[editar | editar código-fonte]

  • Fisiologia: Anna Wilkinson, Natalie Sebanz, Isabella Mandl e Ludwig Huber, por seu estudo "Não-evidência de bocejo contagioso dos jabutis".[38]
  • Química: Makoto Imai, Naoki Urushihata, Hideki Tanemura, Yukinobu Tajima, Hideaki Goto, Koichiro Mizoguchi e Junichi Murakami, do Japão, por determinar a densidade ideal de wasabi suspensa no ar para acordar pessoas em caso de incêndio ou outras emergências, e por aplicar este conhecimento na criação de um alarme wasabi.[39]
  • Medicina: Mirjam Tuk, Debra Trampe e Luk Warlop, juntamente com Matthew Lewis, Peter Snyder e Robert Feldman, Robert Pietrzak, David Darby, e Paul Maruff, por demonstrar que pessoas tomam melhores decisões sobre algumas coisas - e piores para outras - quando estão com grande urgência para urinar.[40] [41]
  • Psicologia: Karl Halvor Teigen, da Universidade de Oslo, por escrever um estudo onde tenta entender por que as pessoas suspiram. [42]
  • Literatura: John Perry, da Universidade Stanford, por sua Teoria da Procrastinação Estruturada, que diz: para ser bem sucedido, sempre trabalhe em algo importante, usando isso para evitar fazer algo que é ainda mais importante.[43]
  • Biologia: Darryl Gwynne e David Rentz, pela descoberta de que uma certa espécie de besouro se acasala com um tipo de garrafa de cerveja australiana.[44]
  • Física: Philippe Perrin, Cyril Perrot, Dominique Deviterne, Bruno Ragaru e Herman Kingma, por determinar por que atletas que lançam discos ficam zonzos e os que lançam martelos não.[45]
  • Matemática: Dorothy Martin (que previu o fim do mundo em 1954), Pat Robertson (que previu o fim do mundo em 1982), Elizabeth Clare Prophet (que previu o fim do mundo em 1990), Lee Jang Rim (que previu o fim do mundo em 1992), Credonia Mwerinde (que previu o fim do mundo em 1999), e Harold Camping (que previu o fim do mundo em 6 de Setembro de 1994 e depois para 21 de Outubro de 2011), por ensinar ao mundo que devemos ser cuidadosos ao fazer suposições e cálculos matemáticos.
  • Paz: Arturas Zuokas, prefeito de Vilnius, Lituânia, por demonstrar que o problema do estacionamento proibido de carros de luxo pode ser resolvido passando-se um tanque de guerra por cima do veículo.
  • Segurança Pública: John Senders, da Universidade de Toronto, por conduzir uma série de experimentos de segurança nos quais uma pessoa dirige um carro numa rodovia enquanto um visor tapa sua visão repetidamente.[46]

2012[editar | editar código-fonte]

  • Psicologia: Anita Eerland, Rolf Zwaan, and Tulio Guadalupe pelo estudo "Leaning to the Left Makes the Eiffel Tower Seem Smaller". (Virar a cabeça para a esquerda faz a Torre Eiffel parecer menor)[47]
  • Paz: À Companhia SKN, por converter antigas munições russas em diamantes.[48] [49]
  • Acústica: Kazutaka Kurihara e Koji Tsukada pela criação do SpeechJammer — uma máquina que interrompe o discurso de uma pessoa, fazendo-a ouvir suas próprias palavras com um pequeno atraso.[50]
  • Neurociência: Craig Bennett, Abigail Baird, Michael Miller e George Wolford, por demonstrar que neurocientistas, usando instrumentos complicados e estatísticas simples, podem ver atividade cerebral significativa em qualquer lugar - mesmo em um salmão morto.[51]
  • Química: Johan Pettersson, por descobrir porque, em algumas casas de Anderslöv, Suécia, os cabelos das pessoas ficavam verdes.[52]
  • Literatura: Ao Escritório Geral de Contabilidade do Governo dos EUA, por emitir um relatório sobre relatórios sobre relatórios que recomenda a preparação de um relatório sobre o relatório sobre relatórios sobre relatórios.[53]
  • Física: Joseph Keller, Raymond Goldstein, Patrick Warren e Robin Ball, por calcular o balanço de forças que moldam e movem um rabo de cavalo humano.[54]
  • Dinâmica dos fluidos: Rouslan Krechetnikov e Hans Mayer, por estudar a dinâmica de deslocamento de líquido para saber o que acontece quando uma pessoa anda carregando uma xícara de café.[55]
  • Anatomia: Frans de Waal e Jennifer Pokorny, por descobrir que chimpanzés podem reconhecer outros chimpanzés individualmente olhando a foto da bunda deles.[56]
  • Medicina: Emmanuel Ben-Soussan e Michel Antonietti, por recomendarem a doutores que fazem colonoscopia, como minimizar as chances de seus pacientes explodirem.[57] [58]

2013[editar | editar código-fonte]

  • Medicina: Masateru Uchiyama, Xiangyuan Jin, Qi Zhang, Toshihito Hirai, Atsushi Amano, Hisashi Bashuda e Masanori Niimi, pela avaliação do efeito de ouvir ópera, em ratos submetidos a transplante de coração.
  • Psicologia: Laurent Bègue, Brad Bushman, Oulmann Zerhouni, Baptiste Subra e Medhi Ourabah, por confirmar, com experimentos, que bêbados se acham atraentes.
  • Biologia & Astronomia: Marie Dacke, Emily Baird, Marcus Byrne, Clarke Scholtz e Eric J. Warrant, por descobrir que, quando os escaravelhos se perdem, eles encontram o caminho de casa observando a Via Láctea.
  • Engenharia de Segurança: Gustano Pizzo, por inventar um sistema eletro-mecânico para prender sequestradores de avião. O sistema derruba o sequestrador em um alçapão, empacota-o e em seguida, o joga empacotado em um compartimento especialmente instalado no avião, lançando-o de pára-quedas para a terra, onde a polícia, alertada por rádio, aguarda a sua chegada.
  • Física: Alberto Minetti, Yuri Ivanenko, Germana Cappellini, Nadia Dominici e Francesco Lacquaniti, pela descoberta que algumas pessoas conseguiriam correr pela superfície de um lago, se essas pessoas e o lago estivessem na Lua.
  • Química: Shinsuke Imai, Nobuaki Tsuge, Muneaki Tomotake, Yoshiaki Nagatome, Toshiyuki Nagata e Hidehiko Kumgai, pela descoberta que o processo bioquímico pelo qual as cebolas fazem as pessoas chorarem é ainda mais complexo do que os cientistas anteriormente pensavam.
  • Arqueologia: Brian Crandall e Peter Stahl, pela parboilização de um musaranho morto, e, em seguida, o engolir sem mastigar e depois examinar cuidadosamente os excrementos durante os dias seguintes. Tudo para saber se os ossos se dissolveriam dentro do sistema digestivo humano, o que efetivamente não aconteceu.
  • Paz: Alexander Lukashenko, presidente da Bielorrússia, por tornar ilegal aplaudir em público, e pela Polícia da Bielorrússia, pela prisão de um homem de um braço só, por aplaudir.
  • Probabilidade (matemática): Bert Tolkamp, Marie Haskell, Fritha Langford, David Roberts e Colin Morgan, por duas descobertas relacionadas: a primeira é que, quanto mais tempo uma vaca permanecer deitada, é mais provável que ela se levante com mais rapidez e a segunda é que, uma vez que a vaca se levante, não se pode prever com que rapidez a vaca vai se deitar novamente.
  • Saúde pública: Kasian Bhanganada, Tu Chayavatana, Chumporn Pongnumkul, Anunt Tonmukayakul, Piyasakol Sakolsatayadorn, Krit Komaratal e Henry Wilde, pelas técnicas médicas descritas no relatório "Gestão cirúrgica de uma epidemia de amputações penianas em Sião", técnicas que eles recomendam, exceto nos casos em que o pênis amputado tinha sido parcialmente comido por um pato.

2014[editar | editar código-fonte]

  • Física: Kiyoshi Mabuchi, Kensei Tanaka, Daichi Uchijima e Rina Sakai, por medir a quantidade de atrito entre um sapato e uma casca de banana, e entre a casca de banana e o chão, quando uma pessoa pisa em uma casca de banana no chão.
  • Neurociência: Jiangang Liu, Jun Li, Lu Feng, Ling Li, Jie Tian e Kang Lee, por tentar entender o que acontece no cérebro das pessoas que vêem a face de Jesus em uma fatia de torrada.
  • Psicologia: Peter K. Jonason, Amy Jones e Minna Lyons, por acumular evidências de que as pessoas que habitualmente se levantam tarde, em média, têm mais auto-estima, são mais manipuladoras e mais psicopatas do que as pessoas que habitualmente levantam-se no começo da manhã.
  • Saúde pública: Jaroslav Flegr, Jan Havlícek, Jitka Hanušova-Lindova, David Hanauer, Naren Ramakrishnan e Lisa Seyfried por investigar os riscos à saúde mental de um ser humano se ele possuir um gato.[nota 2]
  • Biologia: Vlastimil Hart, Petra Nováková, Erich Pascal Malkemper, Sabine Begall, Vladimír Hanzal, Miloš Ježek, Tomáš Kušta, Veronika Nemcová, Jana Adámková, Katerina Benediktová, Jaroslav Cervený e Hynek Burda, por documentar cuidadosamente que quando os cães defecam e urinam, preferem alinhar o seu corpo com as linhas do campo geo-magnético norte-sul da Terra.
  • Arte: Marina de Tommaso, Michele Sardaro e Paolo Livrea, por medir a diferença de dor que as pessoas sofrem enquanto olham para uma pintura feia, ao invés de uma pintura bonita, ao serem atingidas na mão por um poderoso raio laser.
  • Economia: ISTAT - Instituto Italiano de Estatística, por assumir orgulhosamente a liderança na realização de uma determinação da União Europeia de que cada país aumente oficialmente sua economia nacional, incluindo as receitas de prostituição, venda ilegal de drogas, contrabando e todas as outras transações financeiras ilícitas entre participantes voluntários.
  • Medicina: Ian Humphreys, Sonal Saraiya, Walter Belenky e James Dworkin, pelo tratamento de hemorragias nasais incontroláveis, usando o método de tampões nasais com tiras de carne de porco salgada.
  • Ciências árticas : Eigil Reimers e Sindre Eftestøl, por pesquisar como as renas reagem ao verem seres humanos que estão disfarçados de ursos polares.
  • Nutrição: Raquel Rubio, Anna Jofré, Belén Martín, Teresa Aymerich e Margarita Garriga, por seu estudo "Caracterização de Bactérias do Ácido Lático Isoladas de Fezes Infantis como Potenciais Indutoras de Culturas Probióticas em Linguiças Fermentadas."

Referências

  1. Beano (dietary supplement) Wikipedia em inglês.
  2. Dan Quayle Simply explained. "Throughout his time as Vice President, Quayle was widely ridiculed in the media and by many in the general public, in both the USA and overseas, as a mental lightweight. One reason was that he sometimes made confused or garbled statements, although this tendency led to his being "credited" with apocryphal quotations. [1] Some of the comments he actually did make have been attributed to other politicians, such as George W. Bush. He received the satirical Ig Nobel Prize for "demonstrating, better than anyone else, the need for science education" in 1991."
  3. High-yield debt Wikipedia em inglês.
  4. Pop-up book Wikipedia em inglês.
  5. Patentes
  6. Periodic Table Table
  7. Ver (em inglês)
  8. Ver Pitch_drop_experiment (em inglês)
  9. Ver Fraude nigeriana.
  10. Ver resultado em (em inglês).
  11. Improbable Research. Acesso em 3 de outubro de 2008.
  12. "Currículo Lattes: Araujo, Astolfo Gomes de Mello" [1]
  13. "The role of armadillos in the movement of archaeological materials: An experimental approach" [2]
  14. "Experiment of the month" [3]
  15. "Folha Online: Trabalho com tatus rende prêmio Ig Nobel a brasileiros" [4]
  16. "A comparison of jump performances of the dog flea, Ctenocephalides canis (Curtis, 1826) and the cat flea, Ctenocephalides felis felis (Bouché, 1835)" [5]
  17. "Correspondence: Effect of 'Coke' on sperm motility" [6]
  18. "The spermicidal potency of Coca-Cola and Pepsi-Cola." [7]
  19. "Intelligence: Maze-solving by an amoeboid organism" [8]
  20. "Math in the Media" [9]
  21. "Ovulatory cycle effects on tip earnings by lap dancers: economic evidence for human estrus?" [10]
  22. "You Bastard: A Narrative Exploration of the Experience of Indignation within Organizations" [11]
  23. "Best. Paper. Ever." [12]
  24. "Commercial Features of Placebo and Therapeutic Efficacy" [13]
  25. "The Role of Auditory Cues in Modulating the Perceived Crispness and Staleness of Potato Chips" [14]
  26. "Crisp sounds: An experiment to get your teeth into" [15]
  27. "Dignity of living beings" [16]
  28. "Spontaneous knotting of an agitated string" [17]
  29. doi:10.1111/j.1469-1795.2009.00326.x
    Esta citação será automaticamente completada em poucos minutos. Você pode furar a fila ou completar manualmente
  30. doi:10.1016/j.brat.2006.07.009
    Esta citação será automaticamente completada em poucos minutos. Você pode furar a fila ou completar manualmente
  31. doi:10.1126/science.1177894
    Esta citação será automaticamente completada em poucos minutos. Você pode furar a fila ou completar manualmente
  32. PMID 19680302 (19680302&dopt=Abstract PubMed)
    A citação será expandida automaticamente dentro de minutos. Passe à frente na fila ou expanda à mão
  33. doi:10.1097/WNR.0b013e32832e64b1
    Esta citação será automaticamente completada em poucos minutos. Você pode furar a fila ou completar manualmente
  34. PMID 4963447 (PubMed)
    A citação será expandida automaticamente dentro de minutos. Passe à frente na fila ou expanda à mão
  35. Project Deep Spill
  36. doi:10.1016/j.physa.2009.09.045
    Esta citação será automaticamente completada em poucos minutos. Você pode furar a fila ou completar manualmente
  37. doi:10.1371/journal.pone.0007595
    Esta citação será automaticamente completada em poucos minutos. Você pode furar a fila ou completar manualmente
  38. "No Evidence of Contagious Yawning in the Red-Footed Tortoise" [18]
  39. "Patente" [19]
  40. "Inhibitory Spillover: Increased Urination Urgency Facilitates Impulse Control in Unrelated Domains" [20]
  41. "The Effect of Acute Increase in Urge to Void on Cognitive Function in Healthy Adults" [21]
  42. "Is a Sigh 'Just a Sigh'?" [22]
  43. "How to Procrastinate and Still Get Things Done" [23]
  44. "Beetles on the Bottle: Male Buprestids Mistake Stubbies for Females (Coleoptera)" [24]
  45. "Dizziness in Discus Throwers is Related to Motion Sickness Generated While Spinning" [25]
  46. "The Attentional Demand of Automobile Driving" [26]
  47. doi:10.1177/0956797611420731
    Esta citação será automaticamente completada em poucos minutos. Você pode furar a fila ou completar manualmente
  48. Russian engineer wins Ig Nobel Prize for nano-diamonds Pravda.ru Published September 21, 2012
  49. Двое россиян получили Шнобелевскую премию
  50. Tsukada, Koji (2012). "SpeechJammer: A System Utilizing Artificial Speech Disturbance with Delayed Auditory Feedback". arΧiv:1202.6106arΧiv:1202.6106. 
  51. doi:10.1016/S1053-8119(09)71202-9
    Esta citação será automaticamente completada em poucos minutos. Você pode furar a fila ou completar manualmente
  52. [http://www.thelocal.se/37994/20111217/ The Local - Sweden's News in English. 'New homes' turn Swedes' hair green Published December 17, 2011
  53. Actions Needed to Evaluate the Impact of Efforts to Estimate Costs of Reports and Studies GAO-12-480R, May 10, 2012
  54. doi:10.1103/PhysRevLett.108.078101
    Esta citação será automaticamente completada em poucos minutos. Você pode furar a fila ou completar manualmente
  55. doi:10.1103/PhysRevE.85.046117
    Esta citação será automaticamente completada em poucos minutos. Você pode furar a fila ou completar manualmente
  56. doi:10.1166/asl.2008.006
    Esta citação será automaticamente completada em poucos minutos. Você pode furar a fila ou completar manualmente
  57. PMID 17879396 (PubMed)
    A citação será expandida automaticamente dentro de minutos. Passe à frente na fila ou expanda à mão
  58. doi:10.1097/00042737-200412000-00013
    Esta citação será automaticamente completada em poucos minutos. Você pode furar a fila ou completar manualmente

Notas

  1. "Joy riding" é uma expressão na língua inglesa que neste caso, se refere ao fato de que os porcos foram embarcados em um caminhão e transportados por cerca de 240 km, durante 3h45, provocando uma situação de estresse nos animais, condição para que a experiência fosse realizada (1ª parte da experiência). Transcrição de trechos do relatório:
    "The 20 pigs selected for this study had been purchased as feeders. After four months of feeding, each weighed approximately 190 pounds (...). The truck was cleaned with live steam, allowed to dry, and sprayed with Wescodyne (West Chemicals, New York) (...). Ten swabs were taken from the truck, following a 15-minute contact time, and all were negative for salmonellae. The pigs were first rectal-swabbed in their pens. None of these swabs showed any salmonellae. The pigs were then loaded on the truck and were given a 60-mile joy ride. The truck was then parked in the shade for half an hour, and later was taken for another 90 miles before the pigs were returned to the farm. The total joy ride lasted for three and three-quarter hours".
    Fonte: Salmonella Excretion in Joy-riding Pigs
  2. As pesquisas revelaram que possuir um gato pode ter alguns efeitos sobre a personalidade humana. Uma das pesquisas concluiu que pode haver alteração no comportamento das pessoas, quando infectadas por um parasita, cujo hospedeiro é o animal de estimação, causando a toxoplasmose, que afeta o sistema neurológico, alterando o comportamento das vítimas. Outra pesquisa revelou que a depressão pode estar relacionada, entre outras causas, com as mordidas dos gatos.
    Fonte: 2014 Ig Nobel awards honor nasal tampons made of bacon (em inglês)

Ver também[editar | editar código-fonte]