Anexo:Lista de governantes da Lituânia

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

Esta é uma lista de governantes da Lituânia - reis, grão-duques, governadores e presidentes da Lituânia ou unidades administrativas, que atuaram no território lituano durante os períodos das ocupações.

Os titulares e funcionários públicos estão listados pelos nomes mais normalmente usados em fontes de língua portuguesa. Nomes nos idiomas lituano, ruteniano (mais tarde bielorrusso) e polonês estão também incluídos.

Para governantes de ducados que foram unificados pelo Grão-Ducado da Lituânia, veja Lista dos antigos duques da Lituânia.

O Grão-Ducado da Lituânia[editar | editar código-fonte]

Título: Grão-Duque (lituano: Didysis kunigaikštis; bielorrusso: vialiki kniaź; polonês: wielki książę) exceto Mindaugas que tornou-se rei (lituano: karalius)

Antigos Grão-duques[editar | editar código-fonte]

Casa de Mindaugas[editar | editar código-fonte]

# Nome Início do governo Fim do governo Cognome(s) Notas
1 Mindaugas I Mindaugas.jpg 1236 12 de Setembro de 1263 Inicialmente Grão-Duque, desde 1253 Rei da Lituânia, perdeu o título em 1262 após retornar ao paganismo, mas mudou o título para Grão-Duque; morto por seu sobrinho Treniota
2 Treniota Treniota.jpg 12 de Setembro de 1263 1264
3 Vaišvilkas Vojshalk.png 1264 1267 Filho de Mindaugas, morreu sem herdeiros
4 Shvarn 1267 1269
5 Traidenis 1269 1282
6 Daumantas 1282 1285
7 Butigeidis 1285 1291 Antepassado da posterior Dinastia Gediminida.

Modernos Grão-duques[editar | editar código-fonte]

Dinastia Gediminida[editar | editar código-fonte]

# Nome Início do governo Fim do governo Cognome(s) Notas
8 Butvydas 1291 1295 Irmão de Butigeidis, pai de Vytenis e Gediminas.
9 Vytenis Vytenis.jpg 1295 1316
10 Gediminas Gedimin grav xvii.jpg 1316 1341 Filho de Butvydas. Coroado como Rei dos lituanos e rutenianos em 1316, depois de sua morte o domínio foi dividido entre seus 7 filhos.
11 Jaunutis 1341 1345 Filho de Gediminas. Suserano e Grão-duque, deposto por seus irmãos Algirdas e Kęstutis
12 Algirdas Algirdas kunigaikštis.jpg 1345 Maio de 1377 Filho de Gediminas.

Dinastia Jaguelónica[editar | editar código-fonte]

# Nome Início do governo Fim do governo Cognome(s) Notas
13 Jogaila Jagiello.jpg Maio de 1377 1381 O Grande Governa pela primeira vez.

Dinastia Gediminida[editar | editar código-fonte]

# Nome Início do governo Fim do governo Cognome(s) Notas
14 Kęstutis Kestutis the Grand Duke of Lithuania Reversum.png 1381 15 de Agosto de 1382

Dinastia Jaguelónica[editar | editar código-fonte]

# Nome Início do governo Fim do governo Cognome(s) Notas
13 Jogaila Jagiello.jpg 15 de Agosto de 1382 1392 Governa pela segunda vez.

Dinastia Gediminida[editar | editar código-fonte]

# Nome Início do governo Fim do governo Cognome(s) Notas
14 Vytautas Vytautas the great.jpg 1392 27 de Outubro de 1430 O Grande Filho de Kestutis. Depois que seu pai foi morto, aliou-se aos Cavaleiros Teutônicos contra Jogaila, depois mudou de lado e foi feito governante na Lituânia por Jogaila. Grão-Duque desde 1401. Foi coroado Rei da Lituânia em 1429, mas o reinado foi interrompido pelos polacos. Morreu antes da segunda coroação.
15 Švitrigaila Lithuanian Grand Duke Švitrigaila.jpg 27 de Outubro de 1430 1432 Filho de Algirdas, irmão de Jogaila. Deposto pelos apoiantes de Zygimantas Sigismundo I.
16 Sigismundo I Korybut Seal of Sigismund Kestutis.PNG 1432 20 de Março de 1440

Dinastia Jaguelónica[editar | editar código-fonte]

# Nome Início do governo Fim do governo Cognome(s) Notas
17 Casimiro Kjagiellonczyk.jpg 20 de Março de 1440 7 de Junho de 1492
18 Alexandre Aleksander I Jagiellończyk.jpg 7 de Junho de 1492 19 de Agosto de 1506
19 Sigismundo II Cranach the Younger Sigismund I the Old.jpg 19 de Agosto de 1506 1 de Abril de 1548 O Velho
20 Sigismundo III Augusto I Sigismund II Augustus.PNG 1 de Abril de 1548 7 de Julho de 1572

A Monarquia eletiva da República das Duas Nações[editar | editar código-fonte]

Casa de Valois[editar | editar código-fonte]

# Nome Início do governo Fim do governo Cognome(s) Notas
21 Henrique Henri3France.jpg 21 de Fevereiro de 1574 12 de Maio de 1575

Casa de Habsburgo[editar | editar código-fonte]

# Nome Início do governo Fim do governo Cognome(s) Notas
22 Maximiliano I Die deutschen Kaiser Maximilian II.jpg 12 de Maio de 1575 15 de Dezembro de 1575

Dinastia Jaguelónica[editar | editar código-fonte]

# Nome Início do governo Fim do governo Cognome(s) Notas
23 Ana Cranach the Younger Anna Jagiellon.jpg 15 de Dezembro de 1575 12 de Dezembro de 1586 Filha de Sigismundo I. Governa conjuntamente com o esposo, Estêvão I.

Casa de Báthory[editar | editar código-fonte]

# Nome Início do governo Fim do governo Cognome(s) Notas
24 Estêvão I Kober Stephen Bathory.jpg 15 de Dezembro de 1575 12 de Dezembro de 1586 Governa conjuntamente com a esposa, Ana.

Casa de Habsburgo[editar | editar código-fonte]

# Nome Início do governo Fim do governo Cognome(s) Notas
25 Maximiliano II Justus Sustermans 012.jpg 1587 1587

Casa de Vasa[editar | editar código-fonte]

# Nome Início do governo Fim do governo Cognome(s) Notas
26 Sigismundo IV Sigismund III of Poland-Lithuania and Sweden (Martin Kober).jpg 18 de Setembro de 1587 19 de Abril de 1632
27 Vladislau Frans Luycx 006.jpg 19 de Abril de 1632 20 de Maio de 1648
28 João I Casimiro Schultz John II Casimir.jpg 20 de Maio de 1648 16 de Setembro de 1668

Casa de Wiśniowiecki[editar | editar código-fonte]

# Nome Início do governo Fim do governo Cognome(s) Notas
29 Miguel Korybut MWisniowiecki.jpg 19 de Junho de 1669 10 de Novembro de 1673

Casa de Sobieski[editar | editar código-fonte]

# Nome Início do governo Fim do governo Cognome(s) Notas
30 João II Siemiginowski John III Sobieski with a baton.jpg 21 de Maio de 1674 17 de Junho de 1696

Casa de Wettin[editar | editar código-fonte]

# Nome Início do governo Fim do governo Cognome(s) Notas
31 Augusto II Louis de Silvestre-August II.jpg 15 de Setembro de 1697 24 de Setembro de 1706 O Forte Governa pela primeira vez. É deposto em 1704, mas só abdica em 1706.

Casa de Leszczyński[editar | editar código-fonte]

# Nome Início do governo Fim do governo Cognome(s) Notas
32 Estanislau I Stanislaw Leszczynski1.jpg 24 de Setembro de 1706 8 de Agosto de 1709 Governa pela primeira vez.

Casa de Wettin[editar | editar código-fonte]

# Nome Início do governo Fim do governo Cognome(s) Notas
31 Augusto II Louis de Silvestre-August II.jpg 8 de Agosto de 1709 1 de Fevereiro de 1733 O Forte Governa pela segunda vez.

Casa de Leszczyński[editar | editar código-fonte]

# Nome Início do governo Fim do governo Cognome(s) Notas
32 Estanislau I Stanislaw Leszczynski1.jpg 1 de Fevereiro de 1733 27 de Janeiro de 1736 Governa pela segunda vez. É deposto em 1734, mas só abdica em 1736.

Casa de Wettin[editar | editar código-fonte]

# Nome Início do governo Fim do governo Cognome(s) Notas
33 Augusto III King Augustus III of Poland.jpg 27 de Janeiro de 1736 5 de Outubro de 1763 O Saxão

Casa de Poniatowski[editar | editar código-fonte]

# Nome Início do governo Fim do governo Cognome(s) Notas
34 Estanislau II Augusto Stanislaus II Augustus of Poland.PNG 25 de Novembro de 1764 7 de Janeiro de 1795 Foi forçado a abdicar.


Ocupação da Rússia Imperial (1795-1914)[editar | editar código-fonte]

Na Rússia Imperial, a Lituânia fez parte do Krai Noroeste. Seu território estava principalmente em Vilnius (Vilenskaya), Kaunas (Kovenskaya) e Hrodno (Grodnenskaya) Guberniyas. As administrações das fronteiras estavam constantemente mudando. O país foi governado pelos governadores-gerais da guberniya lituana, governadores e governadores-gerais da gubernya lituana-Vilnius , depois pelos generalgubernator de Vilenskaya gubernya.

O cargo foi extinto em 1912.

Título: governador-general (lituano: generalgubernatorius; ruteniano: генерал-губернатор)
Título: governador (lituano: gubernatorius; ruteniano: губернатор)

Data Funcionário público Observações
1794-1797 Nikolay Repin
1797-1798 Yakov Bulgakov
1798-1799 Boris Lassi
1799-1801 Mikhail Kutuzov
1801-1806 Leonty Bennigsen
1806-1809 Aleksander Rimski-Korsakov
1809-1812 Mikhail Kutuzov
1812-1830 Aleksander Rimski-Korsakov
1830-1831 Aleksander Khrapovitsky
1831-1840 Nikolay Dolgorukov
1840-1850 Fedor Mirkovich
1850-1855 Ilya Bibikov
1855-1863 Vladimir Nazimov
1863-1865 Mikhail Muravyov designado para suprimir uma revolta; ficou conhecido como o "carrasco de Vilnius"
1865-1866 Konstantin Kaufman
1866-1868 Eduard Baranov
1868-1874 Aleksandr Potapov
1874-1880 Petr Albedinsky
1880-1884 Eduard Totleben
1884-1893 Ivan Kakhanov
1893-1897 Petr Orzhevsky
1897-1901 Vitaly Trotsky
1902-1904 Petr Svyatopolk-Mirsky
1904-1906 Aleksander Freze
1906-1909 Konstantin Krishivitsky

Primeira Guerra Mundial e subseqüentes disputas (1914-1923)[editar | editar código-fonte]

A Lituânia foi ocupada pela Alemanha bem no início da guerra, como parte da Rússia Imperial. Como a Rússia Imperial e o Império Alemão desapareceram em 1917-18, a região tornou-se um prêmio que diversas facções armadas disputaram. A batalha foi ganha por aqueles que queriam formar um estado nacional lituano, exceto a região de Vilnius, que ficou com a Polônia e a região da Klaipėda, que tornou-se cidade livre em 1920-1923 antes de ser anexada à Lituânia depois da Revolta da Klaipėda.

Ocupação alemã durante a Primeira Guerra Mundial (1914-1918)[editar | editar código-fonte]

O Reino da Lituânia (1918)[editar | editar código-fonte]

O país foi criado em 1918 pelas potências centrais como parte do plano germano-austríaco da média-europa, que foi cancelado depois do fracasso alemão na Primeira Guerra Mundial. Tão logo aconteceu a derrota alemã, o conselho mudou a constituição da Lituânia para república em 2 de novembro de 1918.

Título: Rei (lituano: karalius; alemão: König)

Casa de Württemberg[editar | editar código-fonte]

# Nome Início do governo Fim do governo Cognome(s) Notas
35 Mindaugas II Mindaugas II.jpg 1918 1918 Nunca de facto assumiu os seus poderes. Eleito pelo Conselho lituano em 9 de julho de 1918, com a condição de que aprendesse o idioma lituano.

A Lituânia soviética (1918-1919)[editar | editar código-fonte]

Data Funcionário público Observações
16 de dezembro de 1918-20 de fevereiro de 1919 Vincas Mickevicius-Kapsukas Presidente do governo revolucionário(Sovnarkom)
20 de fevereiro de 1919-1 de setembro de 1919 Kazimierz Cichowski Presidente do Cimite Central Executivo do Congresso dos Soviéticos, correspondente ao chefe do parlamento

Lituânia Central (1920-1922)[editar | editar código-fonte]

Estado semi-independente estabelecido na região de Vilnius pelas forças de ocupação polonesas. Fusão com a Polônia em 1922, onde a região permaneceu até 1939.

Data Funcionário público Observações
12 de outubro de 1920-30 de novembro de 1921 Lucjan Zeligowski efetivo ditador militar
30 de novembro de 1921-24 de março de 1922 Aleksander Meysztowicz Presidente da Comissão Provisional do Governo

Região Klaipėda (1920-1923)[editar | editar código-fonte]

República da Lituânia (1918-1940)[editar | editar código-fonte]

Título: Presidente (lituano: Prezidentas)

Data Funcionário público Observações
4 de abril de 1919-19 de junho de 1920 Antanas Smetona
19 de junho de 1920-7 de junho de 1926 Aleksandras Stulginskis Até assumir seus deveres como Presidente eleito em 21 de dezembro de 1922 foi Presidente suplente (como líder do Parlamento). Reeleito em junho de 1923.
7 de junho de 1926-18 de dezembro de 1926 Kazys Grinius Eleito pelo parlamento, mas deposto por um golpe de estado militar
18 de dezembro de 1926-19 de dezembro de 1926 Jonas Staugaitis Formalmente, por um dia, como chefe do Seimas (renunciou ao cargo depois do golpe de estado)
19 de dezembro de 1926 Aleksandras Stulginskis Formalmente, como o novo chefe do Seimas, somente por algumas horas
19 de dezembro de 1926-15 de junho de 1940 Antanas Smetona Segundo mandato, eleito presidente após um golpe de estado militar; depois do ultimatum soviético de 1940 ele fugiu para a Alemanha e depois para os Estados Unidos da América
15 de junho de 1940-17 de junho de 1940 Antanas Merkys O Primeiro-ministro, de facto atuou como presidente após a fuga de Smetona. Não reconhecido no estrangeiro por diplomatas lituanos; ele assumiu o papel de presidente ilegalmente, uma vez que Antanas Smetona não havia renunciado e nem estava morto.
17 de junho de 1940-21 de julho de 1940 Justas Paleckis Escolhido inconstitucionalmente por líderes comunistas lituanos sob pressão da União Soviética, não reconhecido internacionalmente nem pelo serviço diplomático lituano

Segunda Guerra Mundial e eventos precedentes (1940-1990)[editar | editar código-fonte]

O país foi inicialmente ocupado pela União Soviética em 1940, de acordo com o "rearranjamento territorial e político" acertado com a Alemanha Nazista em 1939 (ocupação alemã da Polônia, que ocasionou formalmente a Segunga Guerra Mundial, foi também parte dos "rearranjamentos"). Neste momento a região de Vilnius se juntou ao país.

Assim que se iniciou a guerra em 1941, o país foi imediatamente ocupado pelas forças alemãs. Com os exércitos fora, teve lugar a Revolta de junho contra os soviéticos, formalmente restaurando a República da Lituânia. A força de ocupação alemã demonstrou não estar interessada em que isto ocorresse, causando a dissolução do governo provisório.

Primeira ocupação soviética (1940-1941)[editar | editar código-fonte]

Título: O Primeiro-secretário do comitê central do Partido Comunista da Lituânia (lituano: Lietuvos komunistų partijos centro komiteto pirmasis sekretorius; ´ruteniano: Первый секретарь Центрального Комитета Коммунистической партии Литвы)

Data Funcionário público Observações
21 de julho de 1940-24 de junho de 1941 Antanas Sniečkus Primeiro-secretário do Partido Comunista da República Socialista Soviética lituana. Foge do país em 1941

República da Lituânia (1941)[editar | editar código-fonte]

Título: Primeiro-ministro (lituano: Ministras pirmininkas)

Data Funcionário público Observações
24 de junho de 1941-7 de agosto de 1941 Juozas Ambrazevičius

Ocupação alemã durante a Segunda Guerra mundial (1941-1944)[editar | editar código-fonte]

O país fez parte do Reichskommissariat Ostland.

Data Funcionário público Observações
24 de junho de 1941-4 de julho de 1941 Fedor von Bock Comandante do Grupo de Exército Central
4 de julho de 1941-31 de agosto de 1941 Wilhelm Ritter von Leeb Comandante do Grupo de Exército Norte
31 de agosto de 1941-13 de julho de 1944 Adrian von Renteln Comissário geral. Supervisionou o massacre de milhares de judeus lituanos e outras populações locais. Capturado pelos soviéticos e enforcado em 1946.

Segunda ocupação soviética (1944-1990)[editar | editar código-fonte]

A União Soviética reocupou o país em 1944, tão logo os alemães se retiraram. A Memelland, já anexada pela Lituânia no período de 1923 a março de 1939, foi novamente reintegrada à Lituânia em 1945.

Título: O Primeiro-secretário do comitê central do Partido Comunista da Lituânia (lituano: Lietuvos komunistų partijos Centro komiteto pirmasis sekretorius; ruteniano: Первый секретарь Центрального Комитета Коммунистической партии Литвы)

Data Funcionário público Observações
13 de julho de 1944-22 de janeiro de 1974 Antanas Sniečkus
18 de fevereiro de 1974-24 de dezembro de 1983 Stasys Lozoraitis Sr.
24 de dezembro de 1983-15 de novembro de 1991 Stasys Antanas Bačkis Primeiro líder do partido a ser retirado do poder (todos mantinham seus cargos até a morte).

República da Lituânia (a partir de 1990)[editar | editar código-fonte]

O líder do Parlamento foi o chefe oficial do estado desde a declaração de independência em 1990 até o surgimento da nova constituição que entrou em vigor em 1992 estabelecendo o cargo de presidente.

O estado e sua liderança não foram reconhecidos internacionalmente até setembro de 1991.

Título 1990-1992: Presidente do Conselho Supremo (Parlamento) (lituano: Aukščiausiosios Tarybos pirmininkas)
Título 1992-em diante: Presidente (lituano: Prezidentas)

Data Funcionário público Observações
11 de março de 1990-25 de novembro de 1992 Vytautas Landsbergis Como líder do Parlamento.
25 de novembro de 1992-25 de fevereiro de 1998 Algirdas Brazauskas Primeiro presidente pós-soviético. Presidente suplente (como líder do Parlamento) até 25 de fevereiro de 1993, tempo no qual ele ganhou a primeira eleição presidencial.
26 de fevereiro de 1998-25 de fevereiro de 2003 Valdas Adamkus Não foi reeleito.
26 de fevereiro de 2003-6 de abril de 2004 Rolandas Paksas Sofreu impeachment e foi retirado do cargo.
6 de abril de 2004-12 de julho de 2004 Artūras Paulauskas Líder do Parlamento, temporariamente ocupou as funções de presidente até a próxima eleição.
12 de julho de 2004- 12 de julho de 2009 Valdas Adamkus
12 de julho de 2009- Dalia Grybauskaitė

Outros líderes[editar | editar código-fonte]

Estes líderes não possuiram qualquer poder político

Liderança da República da Lituânia no exílio (1940-1991)[editar | editar código-fonte]

Liderança alternada pela regra soviética.

Líder de resistência (1944-1953)[editar | editar código-fonte]

Líder da guerrilhas anti-soviéticas após a Segunda Guerra Mundial.

Ver também[editar | editar código-fonte]