Anexo:Lista de personagens de Avatar: The Last Airbender

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Ambox rewrite.svg
Esta página precisa ser reciclada de acordo com o livro de estilo (desde dezembro de 2012).
Sinta-se livre para editá-la para que esta possa atingir um nível de qualidade superior.

Personagens do desenho animado Avatar: A Lenda de Aang.

Tribo da Água[editar | editar código-fonte]

Katara[editar | editar código-fonte]

Katara é uma dobradora da Tribo de Água do Norte. No começo de suas aventuras com Aang, ela era apenas uma amadora na dobra d'água mas, após sair do Pólo Norte, Katara atingiu o nível de mestra na dobra de água. Ela quem ensina Aang desde então. Ela também tem uma habilidade de poder usar a água para curar.Também pode dobrar sangue dentro de uma pessoa ou qualquer ser vivo para subjugá-lo à sua vontade, apesar de transparecer grande insegurança e receio por ter tal poder, onde ao final deste, ao ver que havia dominado sua oponente pela dobra de sangue, sente-se "suja" e devido a conflitos internos aparentes começa a chorar. Katara é uma grande amiga de Aang, com quem ele pode contar sempre, principalmente quando é para consolá-lo, pois Katara possui um dom de sensibilidade incrível, qualidade inerente aos dobradores de água. Ao decorrer dos episódios, Katara apaixona-se por Aang.

Sokka[editar | editar código-fonte]

Sokka tem 15 anos e é o irmão mais velho de Katara. Ele era o único guerreiro que havia sobrado na Tribo da Água do Sul depois que seu pai e as sua tropa saíram da tribo. Sokka não pode dobrar nada, mas é muito inteligente e é um bom guerreiro também. Ele é muito engraçado, mas também é muito sarcástico. Utiliza um bumerangue e uma espada (apos encontrar o mestre Piandau) como arma. No Brasil, é dublado por Caio César.

Princesa Yue[editar | editar código-fonte]

Filha de Arnook. Namorou Sokka por 1 episódio. Sokka conheceu a Princesa Yue no Pólo Norte e ficou encarregado de protegê-la, mas o Almirante Zhao matou o Espírito da Lua e como ela ao nascer recebeu um pouco da vida dela, deu sua vida ao Espírito da Lua e se tornou a figura do Espírito. Apesar do pai de Yue ter ficado orgulhoso dela, Sokka se sente culpado. Sokka a amava e tinha tal sentimento correspondido, mas ela já era noiva, o que doía nos dois corações. No Brasil, é dublada por Adriana Torres.[1]

Mestre Pakku[editar | editar código-fonte]

Pakku é um mestre na dobra de água. Nascido e criado na Tribo da Água do Norte, ele é muito ligado às suas tradições. Ele também dá aulas de dobra de água e leva isso muito a sério; as aulas começam ao nascer do sol e nem mesmo o Avatar recebe tratamento especial ou descansos. Sessenta anos atrás, ele estava com um casamento arranjado com a avó de Katara, Kana. Seguindo as tradições, ele entalhou um colar para ela como um símbolo do compromisso. Ele amava Kana e achava que eles teriam uma vida longa e feliz juntos, porém ela não sentia o mesmo e fugiu para o Pólo Sul sem nem mesmo dizer adeus. Ela levou o colar com ela. O colar passou para sua filha que o passou para Katara.[1]

Ele se recusou a treinar Katara na dobra de água por ela ser mulher. É algo que as tradições da Tribo da Água do Norte proibiam. Não se conformando com isso, Katara o desafia a lutar com ela. Pakku vence com um pouco de dificuldade e fica impressionado com a habilidade de Katara. Na luta, o colar dela cai. Ao encontrar o colar e através dele descobrir que Katara era neta de Kana, e, portanto, sua "neta". Então, ele aceita treinar Katara na dobra d'água, mesmo ela sendo mulher.

Pakku, pelos costumes de sua tribo, é bastante machista. Também é sarcástico, mas muito sério e severo quando necessário. É um grande mestre, que exige disciplina e esforço de seus discípulos.

Apareceu nos episódios: O Mestre Dominador de água O Cerco do Norte (parte 1 e 2)e O Estado Avatar.

Na terceira temporada retorna no episódio O Cometa de Sozin Parte 2 Os Velhos Mestres, e descobrimos que ele vira o novo avô de Sokka e Katara, pois se casa com Kana. Revela também ser parte da Ordem do Lótus Branco e é amigo de Iroh, Bumi, Piandao e Jeong Jeong.

Avatar Kuruk[editar | editar código-fonte]

Pouco se sabe sobre este Avatar. Ele foi o último Avatar nascido nas Tribos da Água (precisamente na Tribo da Água do Norte).

Nunca levou suas responsabilidades enquanto Avatar a sério, até que conheceu Ummi, numa reunião entre as Tribos da Água, e se apaixonou por ela. No dia de seu casamento, Ummi cai nas águas do poço em que vivem os espíritos da Lua e do Mar e desaparece. Kuruk procura desesperadamente por ela até perceber que ela foi levada por Koh, como punição por seu passado indigno enquanto Avatar. A cada ano, no dia em que Ummi foi levada, Kuruk vai para o Mundo Espiritual a procura dela, mas ele não a achou até morrer, e aí ele continua procurando mesmo morto, e quando ele for apagado vai continuar procurando.

Hakoda[editar | editar código-fonte]

Pai de Katara e Sokka que partiu da Tribo da Água do Sul com outros guerreiros para o Reino da Terra para ajudar na guerra.[1]

Kana[editar | editar código-fonte]

É a avó de Sokka e Katara. Ela saiu da tribo da Água do Norte e foi para a do sul porque não iria estragar a vida dela por causa de um casamento arranjado com o Mestre Pakku.[1]

Hama[editar | editar código-fonte]

É uma dobradora de água e pode dobrar sangue. Quando o grupo de Aang estava na nação do fogo, ela os hospedou e contou que era da tribo da água do Sul. Katara ficou emocionada pois ela não era mais a única dobradora de água do polo Sul. Hama era uma mestra de dobra d'água e ensinou Katara a dobra de sangue.[1]

Bato[editar | editar código-fonte]

Bato era amigo de Hakoda,que o iria acompanhá-lo para a guerra,mais durante uma guerra ficou em uma ilha pois havia se ferido seriamente e acaba achando Sokka e Katara.

Chefe Arnook[editar | editar código-fonte]

Ele é um nobre, líder lutador que sempre coloca as preocupações dos seus cidadãos em primeiro lugar.Ele nasceu e foi criado no pólo norte e começou a ser chefe quando seu pai morreu 20 anos atrás. Quando ele era jovem, Arnook treinou para ser um guerreiro. Pensando que ele não era um dobrador de água, os outros homens respeitavam ele e ele cresceu para ser um grande líder. Arnook casou-se com a filha de um chefe de tribo, e juntos eles tiveram um filha, Princesa Yue.

Tho[editar | editar código-fonte]

Junto a Due e Hue,Tho é o melhor dominador de água daquela região a sua dobra é tão avançada que pode dominar a água de dentro das plantas e raízes. Segundo o desenho, Tho criou um monstro de algas contra Aang e Katara. Katara usou suas técnicas para derrotar o monstro de algas e com ajuda de Aang descobriram o dominador daquela fera.

Due[editar | editar código-fonte]

Due é outro dominador de água do pântano. Sua técnica de dobra é semelhante a de Hue e Tho, é baseada na dobra de água do pântano. Na série, Due não domina nenhuma planta ou raiz.

Hue[editar | editar código-fonte]

Hue é um dobrador de água do pântano das montanhas do Reino da Terra, ele vive com um pequeno grupo de homens dominadores de água. Hue usa um estilo aperfeiçoado da dobra de água ele usa a dobra para controlar raízes,e algas do pantâno. No pântano a dobra é mais agressiva por que água de dominação é uma mistura de lama com água asquerosa e a dobra fica mais difícil.

Reino da Terra[editar | editar código-fonte]

Toph[editar | editar código-fonte]

Toph tem 12 anos e é uma excelente dobradora de terra. Apesar de ser cega, Toph está longe de ser uma menina inútil e frágil. Como ela mesma disse, apesar de ter nascido cega nunca teve problemas para ver, pois com seus pés pode "enxergar" qualquer coisa à sua volta, através de sua peculiar e excepcionalmente percepção de vibrações através de plataformas rígidas (Toph não é capaz de enxergar através de fluidos e areia) "visão pelas vibrações", pois ao ter seus pés queimados perde toda a sensibilidade dos últimos. É ela quem ensina Aang a dobra de terra. Ela é também uma excelente dobradora de Metal. Quando conhece Aang, Katara e Sokka, escolhe seguir em frente com o trio.[2] No Brasil, é dublada por Ana Lúcia Menezes.toph tambem fugiu de casa para ajudar Aang a dominação de terra mas ainda assim seu pai mandou dois mercenarios para trazer ela de volta pra casa, no inicio ela e Katara não se deram bem mas depois viraram grandes amigas.

Bumi[editar | editar código-fonte]

Bumi é o atual rei de Omashu e amigo de infância de Aang. Apesar de ser muito idoso, é um excelente dobrador de terra, sendo capaz até mesmo de dobrar minerais, como o diamante. Ele usou essa dobra especial para prender Sokka e Katara em seu palácio e exigiu que Aang executasse três tarefas que exigiam uma nova e diferente forma de se ver os problemas. Após o cumprimento desses desafios, convidou Aang e sua turma para um jantar. Bumi reaparece rendendo-se à ameaça de Azula, justificando seu ato alegando que não fazer nada era parte de sua estratégia. Bumi aconselha Aang a procurar um professor de dobra de terra que saiba escutar o jing neutro, que envolve ouvir e esperar o momento certo de atacar. Posteriormente toma de volta a cidade de Omashu no Dia do Sol Negro (Dia de eclipse solar, onde os dominadores de fogo perdem o poder). Pensa que o Momo é o mais importante do grupo, como disse no episódio 19 do livro 3.[2] No Brasil, é dublado por Pietro Mário.

Pedregulho[editar | editar código-fonte]

Pedregulho é um dominador de terra, que luta contra dominadores de terra, certa vez Aang, Katara e Sokka estavam a procura de um professor para ensinar Aang à dominar o elemento elemento, mas Aang sabia que não era ele. Pedregulho ganhava de vários dominadores de terra, mas quando foi desafiar Toph, ele perdeu. Pedregulho é só um nome artístico, mas seu verdadeiro nome é desconhecido. Pedregulho aparece em quatro episódios de Avatar: The Last Airbender. Sua primeira aparição foi em a "bandida cega".

Suki[editar | editar código-fonte]

Suki é uma jovem e bonita garota que mora na Ilha de Kyoshi, que conheceu Aang e seus amigos, e desde lá, nutre fortes sentimentos por Sokka. Ela saiu da Ilha de Kyoshi com suas guerreiras e foi lutar na guerra contra a Nação do Fogo. É capturada, e levada a prisão da mais alta segurança da Nação do Fogo por ser a líder das Guerreiras de Kyoshi. Nos últimos episódios do terceiro livro é libertada por Sokka, que acreditava que seu pai estivesse em tal prisão, mas encontra Suki acidentalmente. Apesar de esperar encontrar seu pai, Sokka, ficou tremendamente feliz por ter finalmente re-encontrado sua amada. Os dois ficam juntos.[2] No Brasil, é dublada por Mariana Torres e Teline Carvalho.

Long Feng[editar | editar código-fonte]

O Secretário do Rei da Terra também é o líder da Dai Li. Ele na verdade fazia com que o assunto da guerra não chegasse em Ba Sing Se, para que assim pudesse cuidar de todos os assuntos do Rei da Terra e controlar a cidade. Ele foi derrubado por Azula mais tarde. Quando Aang chegou a Ba-Sing-Se, logo ele descobriu que Long Feng era mau. Mas, não podia arriscar contar ao rei da terra, pois Long Feng mantinha o Appa preso. Após resgatar Appa, Aang contou toda história ao rei e Long Feng foi preso.[2]

Jato[editar | editar código-fonte]

Jato é um garoto que carrega consigo um imenso ódio pela Nação do Fogo por terem matado seus pais. Por causa disso, ele criou juntamente com outras pessoas que tiveram suas vidas destruídas pela Nação do Fogo, um grupo conhecido como Lutadores da Liberdade. Katara já se apaixonou por ele, mas após ele destruir uma cidade inteira de habitantes inocentes da Nação do Fogo ela e a turma pararam de confiar nele. Porém ele resolveu ir para Ba Sing Se e começar uma nova vida com Longshot e Smellerbee.Ele ajuda Aang e sua turma a resgatarem Appa, quando Long Feng o capturou. Mas após uma luta com Long Feng, ele fica muito ferido e manda Aang e a turma deixarem ele para trás, enquanto Longshot e Smellerbee cuidam dele. Jato morre no episódio 2x17, Lago Laogai, após ser atingido por uma pedra atirada por Long Feng.Obs.: As armas que ele usa em todos os episódios é a "tiger hook sword" (em ingles)[2]

Avatar Kyoshi[editar | editar código-fonte]

Foi uma Avatar do Reino da Terra, antecedendo o Avatar Roku. Estima-se que ela viveu cerca de 400 anos antes de Aang. Pouco se sabe sobre Kyoshi, além de que ela era uma mulher gigante (e que tinha o maior pé de todos os Avatares que já existiram), que estava sempre maquiada e que usava dois leques de metal dourados como armas, mas, na época em que era a Avatar, Kyoshi travou uma batalha com Chin, o Grande, um tirano épico que estava dominando todo o Reino da Terra. Quando Chin tentou dominar o povoado no qual a Avatar Kyoshi nasceu, ela foi impedi-lo. E para isso, separou a terra onde seu povoado vivia do continente, criando as Ilhas Kyoshi. Entretanto, ao fazer isso, Kyoshi sem querer matou Chin, o Conquistador. Por causa disso, a Avatar era odiada na vila de Chintown (o que mudou quando Aang salvou a vila do ataque da Nação do Fogo), como visto no episódio 5 do livro 2, "O dia do Avatar".[2]

No jogo Escape from Spirit World foi revelado também que a Avatar Kyoshi fundou o Dai Li e os treinou para protegerem a cultura de Ba-Sing-Se. Ela viveu cerca de 350 anos fazendo dela a mais velha de todos os avatares.

Haru[editar | editar código-fonte]

Jovem dominador de terra, seu vilarejo foi invadido pela Nação do Fogo quando era pequeno e aprendeu tudo sobre a dominação da terra com seu pai que foi preso pelos dobradores de fogo.[2]

No livro 1 Haru consegue libertar seu pai com a ajuda de Katara que mostra que o poder do dominador de terra vem da sua coragem e ousadia. No Brasil, é dublado por Gustavo Nader.

General How[editar | editar código-fonte]

General How é um dos generais do Reino da Terra, vive em uma base militar de treino de dobradores da terra. É ambicioso e faz tudo para conseguir o que quer, tentou convecer Aang a enfrentar a Nação do Fogo, quando ele ainda era mestre apenas na Dobra de Ar. Acreditava que o poder destrutivo de Aang no Estado Avatar poderia dizimar a Nação do Fogo. Na tentativa de convencer Aang precipitou-se e o ameaçou, Aang teve que lutar com ele e no Estado Avatar o derrotou. General How aparece também em Ba Sing Se como um dos generais que planejavam o ataque à Nação do fogo no Eclipse Solar.

Nação do Fogo[editar | editar código-fonte]

Zuko[editar | editar código-fonte]

"Eu vou capturar o Avatar." Era essa a fixação de Zuko, que freqüentemente tenta capturar o Avatar para que ele possa recuperar sua honra e ser de novo aceito como Príncipe da Nação do Fogo. Ele acredita que a Nação do Fogo deveria ser a líder suprema do mundo. Sob o manto de sua fúria, Zuko é um jovem que foi privado do amor de seu pai, o que o leva a fazer qualquer coisa para agradá-lo, mas seu pai nunca dá nenhum sinal da afeição que ele quer e merece. Mesmo depois que seu tio e ele foram banidos da Nação do Fogo, ele ainda tenta re-alcançar sua "honra" para ser aceite de volta pelo pai. Ele adquiriu uma marca de queimadura no olho esquerdo, por discordar com o modo de pensar do General, e quando desrespeitou o General, desrespeitou seu pai, que o desafiou a uma luta, Zuko não queria e implorou perdão, mas seu pai o queimou e o baniu para procurar o Avatar. Passou por uma grande mudança ao longo da série, se juntando ao avatar na luta contra o senhor do fogo. Na Terceira temporada, Zuko volta para sua casa, mas logo se rebela contra seu pai e se junta a Aang para tentar derrotar a Nação do Fogo. Ele também se torna o professor de dobra de fogo de Aang. E mais tarde com o fim da guerra, o novo Senhor do Fogo. É Apaixonado e namora a sua amiga de infância Mai.[3] No Brasil, é dublado por Reginaldo Primo. No episódeo que se veste de espírito azul para salvar Aang da fortaleza de Zhao, usa "espadas gêmeas. Zuco sempre teve uma obseçao pelo avata que quando eles se tornarao amigos o fogo dele se apagou mesmo que ele tenha ajudado muito o avata a tentou matalo varias vezes

Iroh[editar | editar código-fonte]

Apelidado de "Dragão do Oeste", Iroh é um general aposentado. Ele é irmão do Senhor do Fogo Ozai, e acompanha Zuko em todos os lugares em que ele vai. Seu filho, Lu Ten, morreu quando ele estava em um cerco na cidade de Ba Sing Se. Iroh é muito calmo e sábio, mas é sem dúvida um dos dobradores de fogo mais fortes que existe, portanto não deve ser subestimado. Trata Zuko como seu próprio filho. Sua bebida preferida é o chá, de todos os sabores (mas seu preferido é o de ginsen). Nos últimos episódios abre uma loja de chá que ficou famosa, a Dragão Jasmim. Ele acaba sendo preso pela Nação do Fogo, mas consegue fugir. Iroh foi um fator importante para a mudança de Zuko.[3] No Brasil, é dublado por Domício Costa.

Princesa Azula[editar | editar código-fonte]

A princesa da Nação do Fogo, filha mais nova do Senhor do Fogo Ozai e irmã caçula de Zuko. É uma pessoa de personalidade difícil e extremamente manipuladora e cruel. Ela é muito fiel ao seu pai e conseguiu muitas vitórias contra o Reino da Terra. Recentemente, ela também começou a perseguir Aang, com a ajuda de suas duas amigas, Mai e Ty Lee. E adora enganar o próprio irmão. É a única no anime que pode dobrar o misterioso fogo azul. Seu medo é ser abandonada pelas pessoas que a rodeiam. E usa o poder que tem para "aprisionar" suas únicas amigas a ela. Mais tarde, Mai e Ty Lee se rebelam contra Azula, pelo amor que Mai sente por Zuko. No último episódio do Terceiro livro, Azula é quase derrotada por Zuko, mas Azula, trapaceia e lança ataque contra Katara, que estava no local. Zuko logo se atira na frente da amiga, ficando gravemente ferido. Katara tem uma pequena luta com Azula e a aprisiona. Em seguida, Katara cura Zuko com a Dobra de água.[3] No Brasil, é dublada por Mariana Torres.

Jeong Jeong[editar | editar código-fonte]

Jeong Jeong, também conhecido como "O Desertor", foi o primeiro a abandonar o Exército da Nação do Fogo e que sobreviveu para contar. Ele estava vivendo como um fugitivo, procurado pela Nação do Fogo, junto com um grupo de outros dobradores que não seguem o Senhor do Fogo. Foi ele que tentou ensinar Aang a dobrar fogo.[3]

Ty lee[editar | editar código-fonte]

Ty Lee é filha de nobres e cursou a Academia Real do Fogo com Azula e Mai durante sua infância. Um pouco mais velha ela fugiu e se juntou ao circo, pois possui 7 irmãs que são a sua cara (provavelmente eram gemêas) e queria ser diferente, o que a levou para o circo. Entretanto, quando reencontrou Azula, se juntou com ela para ajudá-la a capturar o Avatar. Ty Lee não dobra fogo, mas usando uma certa técnica ela pode deixar seus inimigos indefesos (sem nenhum movimento muscular). Ela não tem maldade nenhuma, apesar de fazer tudo que Princesa Azula pede sem contestar. Com esta técnica de luta ela impede que os dobradores possam dobrar seu elemento deixando os espantados e "indefesos". Depois de um tempo, ela acaba traindo Azula junto com Mai e as duas acabam presas. Como o Tio de Mai é General da prisão, elas acabam sendo soltas. Ty Lee se junta às Guerreiras Kyoshi.[3]

Mai[editar | editar código-fonte]

Mai é uma adolescente que não parece ter um vísível interesse para nada. Ela, entretanto, é uma ótima lutadora. Quando era criança, ela passou a infância com Azula, Zuko e Ty Lee. Mais tarde, ela reencontrou Azula, que pediu que ela a ajudasse numa "missão", que era capturar o Avatar. Ela, quando criança, era apaixonada pelo Príncipe Zuko, agora mais velha, iniciou um namoro com ele, até ele se juntar ao Avatar, e é aí que Zuko termina seu namoro com Mai, para se concentrar no seu novo propósito, ser o professor de Aang na dobra de fogo. Suas técnicas de luta são as adagas voadoras. Mai acaba traindo Azula, junto com Ty Lee, por causa do amor que ainda sentia por Zuko, e as duas acabam presas. Mais tarde, Ty Lee e Mai são soltas, já que o tio de Mai, é General da prisão da Nação do fogo onde as duas foram aprisionadas. Mai volta a namorar com Zuko depois que ele se torna o novo Senhor do Fogo.[3]

Avatar Roku[editar | editar código-fonte]

O Avatar Roku foi o Avatar anterior à Aang. Ele era da Nação do Fogo e conseguiu manter a paz no mundo enquanto estava vivo. Ao morrer, a Nação do Fogo começou uma guerra. Seu guia animal era um Dragão vermelho gigante, que tinha a habilidade de se comunicar por telepatia. Ele era amigo do Senhor do Fogo Sozin, e avô de Ursa, mãe de Zuko.Ele morreu quando o vulcão perto de sua casa explodiu e tentou controlá lo com a ajuda de Sozin mas ele traiu Roku.[3]

Senhor do Fogo Ozai[editar | editar código-fonte]

Pai de Zuko e Azula, Ex-Senhor do Fogo. É um líder tirano e com imensa sede de poder que faz de tudo para poder ganhar a guerra e controlar todas as nações. Sua maior ameaça é o Avatar, pois ele é o único que pode derrotá-lo e trazer o equilíbrio de volta. No último capítulo da série, ele lutava com Aang mas em uma hora ele entra no Estado Avatar e ao invéz de matá-lo, Aang retira todo o poder de dobrar o fogo de Ozai, assim, Ozai acaba perdendo a guerra e Zuko entra em seu lugar como "Senhor do Fogo"[3]

Almirante Zhao[editar | editar código-fonte]

Zhao foi um poderoso Almirante da Nação do Fogo, que perseguia o Avatar para capturá-lo e entregá-lo ao Senhor do Fogo. Ele não gostava nem um pouco do príncipe Zuko, pois ele também tentava capturar o Avatar. Anteriormente Zhao entrou na biblioteca de Wan Shi Tong e descobriu a identidade dos espíritos do Oceano e da Lua e depois queimou os registros sobre a Nação do Fogo que estavam na biblioteca. Zhao desapareceu durante o ataque da Nação do Fogo contra a Tribo da Água do Norte.[3]

Piandao[editar | editar código-fonte]

Um dos poucos personagens importantes da Nação do Fogo que não é um dobrador de fogo.Ele ensina Sokka a ser um excelente espadachim,tanto que lhe auxilia quando Sokka faz sua própria espada.

Senhor do Fogo Azulon[editar | editar código-fonte]

Pai de Ozai e Iroh,Marido de Ilah ,já falecida antes dele,Ele que governou a Nação do Fogo por 23 anos. Ele era um líder muito sério e, segundo Ursa, mãe de Zuko, era "O retrato da saúde". Após o filho de Iroh, Lu ten morrer no cerco de Ba Sing Se, fazendo Iroh desistir da batalha, Ozai pediu que seu pai revogasse a primogenitura de Iroh e deixasse que ele fosse o próximo Senhor do Fogo, já que seu primogênito, Zuko estava vivo. Azulon ficou irado com a proposta, especialmente por que o filho de Iroh estava morto e Ozai não ter se preocupado com a perda de alguém especial na vida de seu irmão. Ele então ordenou que Ozai matasse seu primogênito, Zuko, para saber como era a dor de perder o filho. No dia seguinte, Azulon apareceu morto e Ozai disse que seu último desejo fora que ele ocupasse o trono ao invés de seu irmão mais velho. Ozai foi coroado Senhor do Fogo no mesmo dia de seu enterro.Ursa foi quem matou Azulon, para poder salvar seu filho Zuko da morte e ajudar Ozai a ser senhor do fogo e com isso foi banida.[3]

Senhor do Fogo Sozin[editar | editar código-fonte]

Sozin foi o Senhor do Fogo que iniciou a guerra com as nações. E, para começar com uma grande vantagem, Sozin usou o poder de um cometa que ele mesmo chamou de "Cometa Sozin" para ampliar o poder dos soldados dobradores de fogo para um nível inimaginável. A primeira nação atacada por Sozin foi os Nômades do Ar, para evitar que o Avatar renascesse lá. Foi o Senhor do Fogo que conseguiu várias conquistas para sua Nação. Sozin era o bisavô de Zuko e Azula e amigo do Avatar Roku.[3]

Rainha Ursa[editar | editar código-fonte]

Ursa é a mãe de Zuko e Azula e esposa do Senhor do Fogo Ozai (antes dele se tornar Senhor do Fogo). Ursa é uma ótima mãe, é superprotetora, principalmente com Zuko, e, diferente de Ozai, ela sempre deu muito carinho e atenção ao filho, fazendo dele uma criança muito apegada à figura materna. Em relação a Azula, Ursa nunca foi apegada a ela, tanto que sempre perguntava: "O que há de errado com essa criança?". Desde muito cedo, Ursa considerava Azula um monstro sem coração. Ursa nasceu na nobreza da Nação do Fogo.[3]

Ao saber que Zuko, sua criança favorita, morreria por causa da maneira como Ozai tratou a morte do sobrinho, Ursa não quis deixar isso ocorrer. Um dia antes de Zuko ter seu destino marcado, Azulon amanheceu morto, e o assassino não foi encontrado em lugar algum da Nação do Fogo. Depois que Azulon morreu, ela nunca mais foi vista, e, por isso, muitos acreditam que foi ela quem o matou. O Avatar Roku é o seu avô.

Nômades do Ar[editar | editar código-fonte]

Avatar Aang[editar | editar código-fonte]

Aang é um típico garoto de 12 anos de idade exceto pelo fato dele ser o avatar. Ele é o último remanescente dos dobradores de ar, e foi descoberto depois de passar quase 100 anos aprisionado em um iceberg. Aang nunca quis ser o avatar, não obstante é muito importante para o destino do mundo e ele parece entender isso. Contudo, embora ele possa ser o avatar, ainda age como uma criança. Ele adora deslizar com os pingüíns e brincar com outras crianças e é apaixonado por Katara, sua grande amiga. Mas ele também descobre que o mundo que ele conhecia já desapareceu há muito tempo atrás e que, agora, os tempos são de guerra. Uma guerra que só ele pode impedir. Aang aprende a dominar a água, terra, fogo e cristal mas quando ele dominou pela primeira vez o fogo, ele acabou machucando Katara e então dai por diante ele não quis dominar o fogo por que ele machucou o seu grande amor. E agora que ele aprendeu a dominar o fogo com Zuko, descobriu que o fogo não é apenas morte e destruição, vendo que o fogo queimava como se fosse um coração pulsante ele descobre que o fogo é a vida.[4]

Avatar Yangchen[editar | editar código-fonte]

A Avatar Yangchen ou apenas Yangchen foi uma Avatar que viveu há mais de 600 anos atrás. Ela apareceu no "episódio televisivo" "O Estado Avatar" e aparece no comic Avatar Escape from the Spirit World, que pode ser encontrado no site Nick.com.

Ela foi uma Avatar dobradora de Ar. Ela, a Avatar Kyoshi e Avatar Korra foram as únicas Avatars mulheres exibidas (mas, óbvio exitiram centenas de outras). Yangchen demonstra-se uma pessoa muito sábia e poderosa, pois ela é quem ensina Aang como voltar ao seu mundo, no final do comic.

Monge Gyatso[editar | editar código-fonte]

Era um nômade que vivia no Templo do Ar do Sul onde Aang vivia antes de se congelar. Quando Aang descobriu que iria ser o Avatar, ele foi o único que o apoiou quando precisou além de ser seu professor, e ele foi o único que o tratou do mesmo jeito após ter descoberto que ele era o Avatar, seu esqueleto foi descoberto por Aang em uma visita ao Templo do Ar do Sul rodeado de armaduras da Nação do Fogo.[4]

Animais[editar | editar código-fonte]

Appa[editar | editar código-fonte]

Um Bisão-Voador enorme que tem 10 toneladas, 6 patas, e 5 estômagos. É o guia de Aang. Ele leva Aang e seus amigos para os mais diversos lugares, e às vezes, até ajuda-os em suas lutas. Para fazê-lo voar, Aang diz "Appa, yip yip".Appa só se separou de Aang, quando ele tentava sair da biblioteca de Wah Shi Tong no deserto, e os dobradores de areia capturaram-no. Nem mesmo quando Aang foi congelado, ele não o deixou e ficou congelado junto a ele.[4]

Momo[editar | editar código-fonte]

Ele é o Lêmure - Voador de Aang. Com aquelas orelhas enormes ele pode ouvir mais de 250 km de distância. Pode ser pequeno mas tem uma inteligência muito grande, e sem falar na sua velocidade extrema. Aang e Sokka acharam ele no Templo de Ar do Sul. Sokka iria pegá-lo e come-lô, mas Aang não deixou pois Momo era seu mascote na nação do ar!

Hawky (Falquito)[editar | editar código-fonte]

Falcão mensageiro que foi comprado por Sokka, passa um episódio ao lado da equipe, mas é enviado para entregar uma carta aos pais de Toph.

Flopsy[editar | editar código-fonte]

Mascote do Rei Bumi. Em sua primeira aparição, ela estava em um dos três desafios mortais que Aang teve que cumprir no episódio 5 do livro 1. Apareceu novamente no episódio 3 do livro dois e ajudou Aang a encontrar o seu velho amigo, que foi capturado pela Nação do Fogo.

Naila[editar | editar código-fonte]

Naila é um Shírshu, um animal parecido com uma Toupeira - Gigante que pode sentir o cheiro de uma pessoa em qualquer lugar do mundo e possui uma língua que liberta toxinas capazes de imobilizar uma pessoa temporariamente (apesar de não funcionar direito em Bisões - Voadores, como Appa).

Bosco[editar | editar código-fonte]

Mascote do Rei de Ba Sing Se. É um Urso Pardo gordo. Apareceu pela primeira vez no episódio 14 do livro 2: "A cidade de Muros e Segredos", no qual o rei preparou uma festa para seu aniversário.

Tartaruga-Leão[editar | editar código-fonte]

Aparece no final do episodio 18 do livro 3: "Os velhos mestres" e ensina a Aang a dobrar a energia. As Tartarugas Leão eram cidades que davam poder para aqueles que iam caçar, tinham 4 tartarugas leão: a da agua, a do fogo, a do ar e a da terra, elas protegiam os humanos do espíritos, quando o primeiro avatar separou o mundo espiritual do mundo mortal e os portais entre eles foram fechados, elas decidiram que nao precisavam mais ficar na quele plano.

Referências

  1. Erro de citação: Tag <ref> inválida; não foi fornecido texto para as refs chamadas estadoavatar
  2. a b c d e f g http://www.estadoavatar.hbe.com.br/personagemterra.php
  3. a b c d e f g h i j k l http://www.estadoavatar.hbe.com.br/personagemfogo.php
  4. a b c http://www.estadoavatar.hbe.com.br/personagemar.php