Anexo:Lista de personagens de Os Cavaleiros do Zodíaco Episódio G

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

Esse artigo lista os personagens do mangá Os Cavaleiros do Zodíaco Episódio G de Masami Kurumada e Megumu Okada.

Titãs[editar | editar código-fonte]

São inspirados nos Titãs da mitologia grega. Os doze titãs (seis deuses e seis deusas), são filhos de Gaia e Urano. Nos tempos mitológicos, eles foram aprisionados por Urano que temia ser destronado por algum dos filhos. Entretanto, Cronos, o mais jovem dos titãs, libertou os irmãos e derrotou o pai usando a Megas Drepanon, arma sagrada criada por sua mãe. Posteriormente, os filhos de Cronos, liderados por Zeus, atacaram os Titãs dando início a Titanomaquia. Após a batalha, os titãs foram selados nas profundezas do Tártaro.

Na era atual, os titãs se libertaram e liderados por Cronos pretendem destruir a Terra e mais uma vez voltarem a reinar.

Céos[editar | editar código-fonte]

Poderoso titã revivido da lenda! A rajada de vento é um convite à morte.

Ficha básica
  • Referência: Céos
  • Título: Deus do Relâmpago Negro
  • Arma: Rapieira
  • Golpes secretos:
    • Rapieira Cintilante (Sparkle Rapier) (Tradução Oficial: Grande Perfuração)
    • Iluminação Negra (Ebony Illumination)
    • Vendaval Negro (Ebony Gale) (Tradução Oficial: Rajada do Vento Negro)
  • Histórico: O terceiro Titã a ser libertado do selo de Zeus. Devido ao poder naturalmente emanado pela presença combinada de três Titãs sobre a Terra, vários monstros mortos na mitologia começam a despertar. Shaka toma para si a tarefa de repelir as trevas com seu cosmo. Aproveitando-se da invulnerabilidade do dourado no momento em que tentaria deter a influência dos cosmo dos deuses, Cronos decide enviar seu melhor matador para eliminá-lo. Saga envia Aiolia para protegê-lo, acreditando que este nada faria para defender um dos assassinos do seu irmão. Entretanto, o Cavaleiro de Leão se coloca contra Céos. Após uma longa luta em que a superioridade do Titã fica evidente, o cavaleiro decide liberar o golpe que mantinha oculto e consegue reverter a luta. Perdendo uma grande quantidade de ikhor após sua derrota, Céos fica temporariamente incapacitado, mas escapa vivo graças à intervenção de seu irmão, Hyperion. Logo depois, quando Aiolia e os outros cavaleiros entram no mundo dos titãs ele volta a lutar contra o cavaleiro de leão mas desta vez Aiolia o derrota e acaba matando-o.
  • Batalhas:

Crio[editar | editar código-fonte]

Titã poderoso que controla a galáxia. Com sua grande espada, pode cortar as estrelas.

Ficha básica
  • Referência: Crio
  • Título: Deus da Via Láctea.
  • Arma: Cimitarra
  • Golpes secretos:
    • Espada Cortadora de Estrelas (Aster Blade)
    • Corte Circular das Estrelas (Aster Correia)
    • Anéis de Luz das Estrelas (Aster Cyclo)
  • Histórico: Foi libertado junto com Oceano, Teia, Reia, Têmis, Mnemôsine, Febe e Tétis. Foi Lutar com Shura de Capricórnio em Grevena, onde chegou a ferir quase fatalmente o Cavaleiro de Capricórnio. Usando sua Aster Blade, Crio, atacava não só o corpo, mas também a alma e o Cosmo de Shura, que estava sob o controle do Satã Imperial, e também com a Aster Correia, que fazia com que Crio sugasse todo o sangue, cosmo, memória, tudo de Shura. Crio olha o passado de Shura e vê a culpa pela morte de Aiolos. Aiolia chega em seguida e não tem muito progresso, Shura é atingido pelo golpe mais poderoso de Crio, Aster Cyclo, e para escapar do golpe mortal usa a excalibur com a fúria de um demônio, isso faz com que Saga de Gêmeos retire o poder do satã imperial. Shura pede ajuda a Atena para desferir um último golpe com a Excalibur para somente destruir a Aster Blade de Crio, fazendo isso, Crio diz que é para eles usarem os pedaços da Aster Blade como para o labirinto de Cronos.
  • Batalhas:

Cronos[editar | editar código-fonte]

Cronos (クロノス, Kuronosu?) é o mais jovem dos Titãs e os lidera tal como um Rei. Arrogante e egoísta, costuma ignorar a opinião de outros deuses quando difere da sua. Cronos também é muito autoritário e tem pouco respeito pelos humanos.

Diferentemente de seus irmãos, a arma divina que recebeu de Gaia, a foice "Megas Drepanon", foi selada em uma sala embaixo da estátua de Atena no Santuário. Cronos foi amaldiçoado com o sofrimento eterno dos raios de Zeus, mas após milênios de aprisionamento, se tornou capaz de projetar sua essência em uma forma gigante de seis braços. No início da história, ele proclama Aiolia de Leão como o escolhido para libertá-lo, pois o Cavaleiro pode conjurar relâmpagos capazes de neutralizar o selo de Zeus. Sua profecia é cumprida, mas ele perde a memória. Enquanto sofria de amnésia, Cronos conhece Lithos e a segue até chegar a Aoilia. Mnemôsine então restaura suas memórias e o deus lança seu mal sobre o mundo, parando o tempo e atacando os Cavaleiros de Ouro.

Suas técnicas especiais incluem o Oráculo Onipotente (Teleos Oracle) (絶対神託 – テレオス·オラクル, Tereosu Orakuru?), a Tempestade do Caos (Khaos Hyetos) (渾沌豪雨 – カオス·ヒュエトス, Kaosu Hyuetosu?) e o Domínio de Fenômenos (Phainomenon Arkhein) (現象支配 – パイノメノン·アルケイン, Painomenon Arukein?): controla tudo o que é um fenômeno natural. Cronos possui uma ampulheta gigante que controla o tempo, a Areia de Adamantium (Adamas Psammos) (金剛石乃砂 – アダマス·プサンモス, Adamasu Pusanmosu?), e controla três planetas guardiões que tomam a forma de fios de cabelo. Estes guardiões são os três Gigantes mais poderosos.

Febe[editar | editar código-fonte]

Febe (ポイベ, Poibe?) é a consorte de Céos. Ela não se envolve na batalha contra os Cavaleiros de Ouro por pedido dele. Assim como Céos, Febe se preocupa com o futuro dos seguidores humanos dos Titãs e é muito leal a Cronos. Sua Sohma tem o formato de um punhal.

Hyperion[editar | editar código-fonte]

Ver artigo principal:Hipérion de Ébano

Iápeto[editar | editar código-fonte]

Titã que secciona o espaço com sua lâmina! O domínio dos monstros é seu trunfo

Ficha básica
  • Referência: Jápeto
  • Título: Deus das Dimensões
  • Arma: Lâmina Dupla
  • Golpes secretos:
    • Dimensão Seccionada (Khora Temnein)
    • Convocação de Hecatônquiro (Kekaton Kheir Kalein)
    • Fúria de Hecatônquiro (Kekaton Menis)
    • Cem Tiros (Kekaton Molybdaina)
    • Círculo do Caos (Khaos Kyklos)
    • Lâmina do Caos (Khaos Blade)
    • Planetas Negros (Melas Planetes)
    • Espada da justiça/Juízo (Bradeus Blade)
    • Espada das Seis Estrelas (Hex Aster Xiphos)
    • Dunanis Absoluto (Escathos Dunamis)
  • Histórico: Foi libertado depois de Hyperion por Pontos. Seu ataque Khora Temnein pode seccionar o espaço a sua frente, engolindo o adversário nas trevas. Os golpes de Hecatônquiro são usados manipulando o ser mitológico de cem braços e três cabeças. Lutou contra Mu de Áries em Jamiel. Possui um golpe direto, mas não pôde mostrá-lo por ter sido impedido por Cronos. Passa, então, a auxiliar Pontos junto a Hyperion na libertação dos demais Titãs, o que ocorre posteriormente. Após a libertação de Cronos, põe em prática o plano de atrair Aiolia de Leão até o Labirinto de Cronos no intento de usar os relâmpagos dos Cavaleiro de Ouro para restabelecer a totalidade do poder do Rei dos Titãs. Para tanto, aproveita-se da distração promovida pelo combate entre Oceano e Camus de Aquário para sequestrar a pequena Litos.
  • Batalhas:

Mnemôsine[editar | editar código-fonte]

Mnemôsine (ムネモシュネ, Munemoshune?) é uma das seis Titânides. Sua aparência é frágil e infantil, com olhos embaçados. Tranquila e discreta, Mnemôsine é capaz de controlar memórias, fazendo com que as outras Titânides a procurem para entender a razão da amnésia de Cronos após seu retorno. Sua Sohma tem o formato de um machado.

Mnemôsine tem um papel importante como aliada de Pontos. Ela foi consorte de Zeus e a traidora responsável pela última Titanomaquia ao roubar a "Keraunos" de Céos e entregá-la a Zeus. No presente, apenas Iápeto e Hipérion perceberam que ela vinha manipulando os Titãs, enfraquecendo suas memórias para que Pontos possa usá-los livremente para cumprir seus planos.

Oceano[editar | editar código-fonte]

Titã que comanda o silencioso mundo das águas.

Ficha básica
  • Referência: Oceano
  • Título: Deus do Dilúvio
  • Arma: Espadas Gêmeas
  • Golpes secretos:
    • Dilúvio de Thalassa (Thalassa Deluje)
    • Margem do Córrego (Stream Edge)
    • Impacto da Correnteza (Current empact)
    • Corrente D'Água Luminescente (Auge Hydor)
  • Histórico: Deus que comanda o poder das Espadas Gêmeas. Oceano também obedece a Cronos. Tem uma personalidade cautelosa, tanto que não quer começar a Titanomaquia antes de saber realmente do que os Deuses do Olimpo são capazes, eliminando, assim, uma chance de derrota iminente.
  • Batalhas:

Réia[editar | editar código-fonte]

Pontos libertou Réia (レア, Rea?) ao mesmo tempo que as outras Titânides, Oceanos e Céos. Ela é consorte de Cronos e, assim como os outros Titãs, enfrentou os deuses do Olimpo na Titanomaquia. Implacável, porém estoica, é muito leal a Cronos. Apesar de sua vontade de liderar os seguidores dos Titãs na Terra, ela não tem uma boa opinião sobre humanos.

Quando Cronos é libertado, Réia aparece na estátua de Atena para protegê-lo. Ela ataca Aiolia e Shura, mandando ainda um de seus monstros para abrir o portal para a Terra e permitir a entrada dos seguidores dos Titãs, mas Camus bloqueia o caminho e derrota a criatura. Ela aparece misteriosamente transformada em pedra mais tarde.

A Sohma de Réia tem o formato de uma Katar. Seus poderes incluem a habilidade de conjurar e controlar bestas gigantes, como hidras, salamandras e cobras, estas últimas através do ataque Serpentes da Terra (Ge Phyton) (天地乃蛇 – ゲー·ピュートーン, Gē Pyūtōn?).

Téia[editar | editar código-fonte]

Téia (テイア, Teia?) é uma das seis Titânides. Como seus irmãos e irmãs, ela segue Cronos com muita lealdade. Sua Sohma possui o formato de uma balestra.

Têmis[editar | editar código-fonte]

Titânide com forte senso de justiça que protege Cronos!

Ficha básica
  • Referência: Têmis
  • Título: Deusa do Julgamento
  • Arma: Lança de Brabeus
  • Golpes secretos:
    • Lâmina do Julgamento (Brabeus Blade)
    • Balança do Julgamento (Brabeus Talanton)
  • Histórico: Sempre protegendo Cronos. Parece desconfiada, pois sempre analisa a situação para julgar verdadeira ou falsa. No templo de Atena, Têmis ataca Aiolia quando este tenta acertar um relâmpago em Cronos, que havia acabado de voltar ao seu corpo carnal. Aiolia já estava muito ferido no momento e quase não consegue reagir aos ataques de Têmis, acaba sendo ajudado por Shura de Capricórnio. Têmis não tem tempo de acabar com os dois por causa da intervenção de Réia, dizendo que elas deviam levar Cronos de volta ao Labirinto de Cronos.

Tétis[editar | editar código-fonte]

Tétis (テテュス, Tetyusu?) é uma das Titânides. Além de ser leal a Cronos, Tétis tem um espírito de combate aguçado e sua Sohma possui a forma de um martelo de guerra.

Gigantes[editar | editar código-fonte]

Filhos de Gaia, foram libertados por Pontos para ajudar os Titãs a derrotar os Cavaleiros de Atena.

  • Lyax de Poinx (Lava Magenta): Primeiro gigante a aparecer, Lyax não apresenta ataques específicos, muito menos uma representação guerrial, por isso desconhece-se sua verdadeira participação na mitologia grega. No mangá, Lyax de Poinx invade o Santuário juntamente com Phlox de Ciano por ordens de Cronos para que o Santuário seja destruído. Acaba sendo morto por Aiolia de Leão (em sua armadura restaurada), por matar alguns soldados no local e tentar pisotear a amazona de Prata Marin de Águia.
  • Phlox de Cianos (Fogo Ciano): Segundo gigante a aparecer. Rege a "pulsação da Terra", ou seja, as forças subterrâneas, como o magma. Chega juntamente com Lyax de Poinx, ao Santuário para destruí-lo a mando de Cronos. Usando sua capacidade de invisibilidade consegue passar pelas casas de Áries, Touro e Gêmeos despercebido, mas ao chegar na Casa de Câncer se depara com Shaka de Virgem, que mesmo com os olhos fechados consegue vê-lo. Ao começo tenta atacar o Cavaleiro de Ouro com uma técnica onde cria um "mar de lava" e logo depois revelando sua verdadeira forma, sendo que Shaka o desfaz facilmente. Antes que Shaka ataque, aparece Máscara da Morte de Câncer que diz querer enfrentar o inimigo. No final Phlox acaba sendo morto por Máscara da Morte com seu ataque: "Ondas do Inferno".
  • Anemos de Leucotes (Vento Branco): O terceiro gigante, apareceu com Bronte de Melas depois da batalha entre Aiolia e Céos. Foi morto por Shaka.
  • Bronte de Melas (Trovão Negro): O quarto gigante, apareceu juntamente com Anemos após a luta de Aiolia com Céos. Foi morto por Shaka antes que pudesse lançar qualquer ataque.
  • Spate de Paios (Lâmina Cinzenta): Lutou contra Shura e foi morto por Crio na tentativa de eliminar o cavaleiro de capricórnio.
  • Zugilos de Anthrakma (Malha Rubi): Lutou contra Afrodite de Peixes.

Deuses primordiais[editar | editar código-fonte]

Pontos[editar | editar código-fonte]

Ficha básica
  • Referência: Pontos
  • Título: Deus do mar
  • Histórico: Parte extremamente importante do exército de Cronos, pois ele é o responsável por quebrar o lacre que aprisionava os Titãs e suas armas. Apesar de filho de Gaia, Pontos não é um Titã e sim um deus primordial do mar. Sua armadura é chamada Ars Magna. Para ele, apenas Gaia tem valor, e tudo o que ele faz visa o benefício dela.

Prometeus[editar | editar código-fonte]

Ficha básica
  • Referência: Prometeu
  • Título: Deus Criador do Homem
  • Histórico: Um titã, mas também um deus quase primordial, filho de Gaia e Urano, foi ele quem criou os homens misturando suas lagrimas com o barro da terra com a ajuda de Atena, por ter roubado o fogo do olimpo para dar aos homens, foi castigado por Zeus aprisionado em um rochedo onde uma águia comia seu figado. Nos tempos atuais quer ter seu direito de governa os homens, pois foram criados por ele e assim se acha no direito de reina sobre suas criações.

Gaia[editar | editar código-fonte]

Ficha básica
  • Referência: Gaia
  • Título: Deusa da Terra
  • Histórico: Mãe de Urano, dos Titãs, dos Gigas e de Pontos. Ela criou as Sohmas para os Titãs. Está por trás de Pontos, e utiliza os Titãs como joguetes para promover a própria ressurreição. Gaia acredita que tem o direito sagrado de governar a Terra que ela mesma gerou.

Seres mitológicos[editar | editar código-fonte]

São seres que foram derrotados pelo Santuário nos tempos mitológicos e ressurgiram na era atual devido ao poder liberado pelo acordar dos Titãs.

  • Rei Minos: É o rei da era da mitologia que fazia oferendas para Poseidon e foi libertado pelos Titãs na atualidade. É o pai do Minotauro e é uma pessoa extremamente egoísta, capaz de raptar crianças por causa de rixas do passado. Foi derrotado facilmente por Aiolia de Leão.
  • Hector: O grande general do passado que lutou na Guerra de Troia. Enfrentou Aquiles, porém acabou morto. Volta no mundo dos dias de hoje graças a Pontos, e então vai lutar contra Milo para tentar não ser lembrado mais como derrotado. Mesmo com o seu esforço, acaba sendo destruído pelas 14 agulhadas de Milo, seguidas de Antares.
  • Minotauro: Monstro mitológico que foi libertado pelos Titãs junto com seu pai. Apesar de atacar Aiolia, este deduz que o Minotauro não tem culpa por ter nascido como monstro e ter fome por humanos. Porém o cavaleiro de Leão acaba tendo que derrotá-lo.
  • Euríale: Uma das três górgonas, foi libertada pelos Titãs. Petrificou e matou o cavaleiro de prata Noesis de Triângulo, que se sacrificou para salvar o cavaleiro de bronze Retsu de Lince, o seu aprendiz. Mas acaba derrotada pelo golpe das garras de lince e pelo selo de Noesis.
  • Hydra: Um dos mais fortes monstros mitológicos que foi libertado pelos Titãs. Tem sete cabeças sendo uma delas invencível. Ataca Shura e Aiolia, mas acabam salvos por Aldebaran, que derrota o monstro destruindo o corpo dele.

Outros[editar | editar código-fonte]

  • Garan Steiner: Tornou-se subordinado de Aiolia devido a uma dívida de gratidão que tinha com Aiolos de Sagitário. Garan acreditava que o destino era algo fixo na vida dos homens e que o seu era o de ser morto por ter violado um tesouro do Santuário, mas Aiolos o fez acreditar que o destino não era necessariamente uma regra, mas uma imposição dos deuses e que os homens estavam condicionados a aceitar. Sua punição foi lutar contra Aiolos, e com a derrota, o Cavaleiro de Sagitário o incumbiu de cuidar de seu irmão mais novo Aiolia.
  • John Black: Negociador norte-americano que tem a missão de levar Aiolia até a presença de um suposto terrorista que ameaça explodir uma usina nuclear. Sem saber da existência dos cavaleiros, John se sacrifica para proteger Aiolia de um golpe do terrorista, que na verdade era um candidato a cavaleiro que havia sido expulso do Santuário. Após o sacrifício de John Black, Aiolia compreende a essência dos cavaleiros.
  • Lithos Crysallis: Aiolia de Leão é obrigado a enfrentar um gigante de pedra que está destruindo o Santuário à procura de sua filha, Lithos. O cavaleiro descobre que se trata da alma de um velho escultor que morreu e está presa em uma de suas obras. O cavaleiro logo encontra a filha do gigante e lhe promete que ele mesmo se encarregará da educação e do futuro da criança, e então, a alma do pai se retira da estátua e passa a descansar em paz. A partir de então, Aiolia passa a cuidar de Lithos como se fosse sua irmã.

Ver também[editar | editar código-fonte]