Lista de personagens de The Tudors

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

Segue-se uma lista das personagens das sessões da série televisiva The Tudors.

O elenco principal está listado por ordem de créditos.

Principais[editar | editar código-fonte]

Nome da personagem Ator/Atriz Bases históricas Primeira aparição Última aparição
Rei Henrique VIII/Rei Henry VIII Jonathan Rhys Meyers (2007-) Henrique VIII de Inglaterra Episódio 1.01 Episódio 4.10
O jovem, viril e sedutor rei de uma das mais poderosas nações do mundo, o rei Henrique VIII de Inglaterra parece ter tudo. No entanto, ele é incomodado por tumultos religiosos no seu próprio reino, bem como lutas políticas e mudando as fidelidades com outros países. E pesando mais na sua mente é o seu fracasso, até agora, a produzir um herdeiro masculino com a sua rainha, Catarina de Aragão; ela é tudo o que deveria ser uma Rainha, popular com o povo, mas existe o difícil exercício de um divórcio aprovado pelo Papa torna-se uma opção atraente quando ele conhece, apaixona-se e, posteriormente, seduz Anne Boleyn.

Determinou que Anne será sua mulher e irá dar-lhe o filho legítimo que ele tão desesperadamente anseia, e assim, Henrique separa-se da esposa e da fé católica, causando atritos com o Papa e um choque de opiniões religiosas. Acima de tudo, Henrique estraga Anne com mimos e depois casa-se com ela, não permitindo o rei que alguém o contradiga, depois de ter experimentado uma amostra inebriante do poder absoluto. Então, quando ele falha as suas tentativas de ter um filho com Anne, ele rapidamente culpa-a e, em seguida, por acaso, encontra Jane Seymour, uma doce menina tímida, e apaixona-se por ela. Convencido do seu futuro com Jane, Henrique agarra a chance de se livrar de Anne, quando o seu velho amigo Charles Brandon diz que alguns rumores sugerem que ela lhe foi infiel. Anne é julgada, considerada culpada e executada.

Como a sua vida pessoal melhorou com o seu casamento com Jane Seymour, esta ajuda-o a reunir-se com as suas filhas, quando a posição de Henrique é ameaçada por católicos do Norte do país que se rebelam contra ele. Ele esmaga a rebelião e, brutalmente, pune todos os envolvidos. Finalmente, o desejo de Henrique torna-se realidade quando Jane lhe dá a única coisa que as suas duas últimas esposas não podiam: um filho. Mas a sua alegria dura pouco tempo, quando Jane fica doente e morre dias depois de febre puerperal, deixando Henrique num profundo estado de depressão.

Ele continua viúvo por três anos, até Cromwell o empurrar para um quarto casamento com a alemã Anne de Cleves. Com promessas da sua beleza, ele concorda em casar, mas ele fica desgostoso quando finalmente a conhece e vê que não é tão bela como lhe diziam. Não é possível sair do noivado, e ele casa-se com ela, mas inicia um processo de divórcio logo depois. Ele então percebe a extremamente jovem e sedutora Katherine Howard e decide casar com ela, porque ela o faz sentir-se jovem de novo. O casamento não dura muito com Katherine Howard, uma vez que ela oculta as relações que teve com Francis Derham, bem como a sua relação adúltera com Thomas Culpeper, que foi descoberta, e ele foi executado por isso. Henrique casa-se mais tarde com a sua sexta e última esposa Catherine Parr, uma viúva rica e com uma idade próxima da de Henrique. Ela foi uma esposa amorosa para ele e uma madrasta amorosa para os seus três filhos, e foi feita rainha regente durante a ausência de Henrique em Boulogne. Alguns suspeitaram que Catherine Parr fosse herética, e ela quase foi presa por isso (pelo Bispo Gardiner).

Cardeal Wolsey Sam Neill (2007) Cardeal Thomas Wolsey Episódio 1.01 Episódio 1.10
Cardeal Thomas Wolsey de York é o mais confiável assessor do rei Henrique VIII, mas o Cardeal que tem influenciando o rei, tem despertado a ira de vários nobres da Corte do Rei, e mesmo da própria Rainha Catarina. Ele tenta desesperadamente encontrar uma maneira de Henrique se divorciar, mas ele falha e os seus inimigos atacam-no. Ele, posteriormente, é preso por traição contra o rei e comete suicídio cortando o seu pescoço durante uma oração. O seu nome é mencionado novamente no sétimo episódio da segunda temporada por Anne, em alusão ao seu trabalho de caridade, quando ela repreende Cromwell por ser ganancioso com os ativos extraídos dos mosteiros dissolvidos.
Anthony Knivert Callum Blue (2007) Anthony Knivert Episódio 1.01 Episódio 1.10
Amigo de longa data do Rei Henrique VIII.
Charles Brandon, 1.º Duque de Suffolk Henry Cavill (2007-) Charles Brandon, 1º Duque de Suffolk Episódio 1.01 Episódio 4.10
Amigo de longa data do Rei Henrique VIII, embora tivesse caído na desgraça quando se casou secretamente com a irmã de Henrique, a Princesa Margaret, que tinha ficado viúva após o seu curto reinado como Rainha de Portugal. A infidelidade de Brandon proporcionou um casamento infeliz. De volta à Corte, após ter sido perdoado pelo Rei por ter casado secretamente com a sua irmã, ele torna-se um aliado do Duque de Norfolk e de Thomas Boleyn, para ajudar na queda do cardeal Wolsey e garantir o seu regresso à Corte. Após a destituição do Cardeal Wolsey como Lord Chancellor, Brandon é nomeado para a presidência do Privy Council (Conselho Privado) de Henrique. Após a sua promoção, ele mostra pouco interesse no trabalho do governo, e acaba por deixar essa responsabilidade para o Duque de Norfolk, com quem, em conjunto, presidia o Conselho. Brandon é visto como um playboy na primeira temporada da série, mas como Duque de Suffolk, e depois de se casar com a magnata Catherine Willoughby na segunda temporada, torna-se um cortesão maduro. Ele odeia a nova rainha e, eventualmente, brigas com a família Boleyn, direcionando, principalmente, a sua raiva ao seu outrora aliado Thomas Boleyn. Na terceira temporada Brandon é um líder relutante, mas eficiente das forças do rei, enviadas para reprimir brutalmente uma revolta católica. Ele tem ciúmes de Thomas Cromwell, pelo que trabalha para garantir a sua queda do cargo. Na quarta temporada, Brandon sente o desprezo crescente da sua segunda esposa, devido ao seu caráter imperfeito.
Duque de Norfolk Henry Czerny (2007) Thomas Howard, 3º Duque de Norfolk Episódio 1.01 Episódio 1.10
Tio de Anne Boleyn e da quinta esposa de Henrique VIII, Catherine Howard. Ele é muito arrogante sobre o seu passado, e é inimigo do Cardeal Wolsey. Ele e o seu cunhado combinaram manobrar a sua sobrinha, Anne Boleyn, para ir para a cama com Henrique VIII e ganhar a sua confiança, a fim de denunciar o Cardeal. Juntos, e mais tarde com a adição de Charles Brandon, Duque de Suffolk, eles engendraram a queda de Wolsey na confiança do Rei e, em seguida, a sua prisão (e indiretamente, a sua posterior morte), e foi nomeado conjuntamente com Suffolk para ser o presidente do Privy Council (Conselho Privado). Norfolk não aparece na segunda nem na terceira temporadas, embora, na história real, ele ainda estivesse vivo e desempenhou um papel importante nos acontecimentos que transpareceram na série; Katherine Howard teve uma relação mais próxima dele do que a retratada na 3.ª temporada.
Anne Boleyn Natalie Dormer (2007-2008) Anne Boleyn Episódio 1.01 Episódio 2.10
Filha de Thomas Boleyn, e irmã de George e Mary Boleyn. Ela teve um breve affair com o poeta Thomas Wyatt, embora esse romance acabasse quando Anne foi enviada para ser uma dama-de-espera da Rainha Catarina, bem como um peão do seu pai e do seu tio para levar o Cardeal Wolsey à ruína. Ela atraiu a atenção de Henrique VIII. Por ordem do seu pai, ela colocou-se continuamente no encalço de Henrique, até que ele, tão encantado por ela, iria tomá-la como sua única amante caso ela se entregasse completamente a ele. Anne, lembrando como a sua irmã foi deixada por Henrique ao cansar-se dela, recusou, dizendo que ela iria manter-se virgem até casar, causando em Henrique um desejo ainda maior por ela, visto já não estando bem no casamento com a Rainha Catarina por esta não produzir um filho vivo, e a considerar a anulação ou o divórcio do seu casamento. Ela admite ao seu pai que, embora ela não goste do papel de cordeiro sacrificado, o seu amor por Henrique estava a crescer. Nos primeiros tempos, o relacionamento era um segredo, mas Henrique acabava por tomá-la como sua consorte, em vez de Catarina. O atraso no processo de anulação do casamento frustrava cada vez mais Henrique, e Ana utilizou esta oportunidade para culpar Wolsey pelo atraso, sentindo que o processo nunca chegou a frutificar. Ela também gradualmente transformou o Rei em favor do Protestantismo para que, como chefe da Igreja no seu reino, ele podesse finalmente divorciar-se de Catarina sem dar contas à Igreja Romana.

Na segunda temporada, Anne atinge o auge do seu poder. Ela é levada a França para conhecer o rei francês Francisco, como futura rainha, e dorme com Henrique e, portanto, concebe uma criança que ela está confiante que será um menino. As esperanças de Anne e Henrique saem frustradas quando ela dá à luz uma filha, Elizabeth, que põe em movimento a Lei de Sucessão. Ela é mais ou menos manipulada pelo seu pai a fazer de tudo para conquistar o amor de Henrique (que se torna evidente após o aborto do segundo filho). Ela faz Henrique deserdar a sua filha Maria, mas tenta construir uma realção com ela, mas apenas se Mary a aceitar como rainha, oferta essa rejeitada por Mary. Anne fica desesperada para conceber um filho e aborta, e é acusada de bruxaria. Henrique remove Elizabeth da linha de sucessão, convencido de que ela não é sua filha, e Anne é julgada e decapitada.

Catarina de Aragão Maria Doyle Kennedy (2007-2008) Catarina de Aragão Episódio 1.01 Episódio 2.07
Filha mais nova de Fernando e Isabel de Espanha, Catarina é a primeira esposa e rainha consorte de Henrique VIII, uma vez que ela foi casada com o irmão mais velho de Henrique, Artur, mas o casamento nunca foi consumado. A maioria dos seus filhos com Henrique VIII ou morriam à nascença ou morriam na infância; a única criança sobrevivente foi a princesa Mary. Devido à sua aparente incapacidade de lhe dar um filho, Henrique estava preocupado que uma rainha regente pudesse atirar de volta a Inglaterra para os dias de guerra civil, como quando a imperatriz Mathilda, filha de Henrique I, ascendeu ao trono. E com a Guerra das Rosas ainda fresca na sua mente, ele estava determinado em ter um filho legítimo para suceder-lhe no trono. Ele preferiu, por conseguinte, acreditar que Catarina mentiu quando ela jurou que o seu anterior casamento nunca foi consumado e que, por conseguinte, o seu casamento com ela foi incestuoso e ilegal. Catarina era muito solitária na Corte, o seu único amigo era o embaixador de Espanha, visto o Cardeal Wolsey ter receio de que eles fossem espiões para o Sacro Imperador Romano. No entanto, ela sempre cumpriu o seu dever como Rainha de Inglaterra admiravelmente, mesmo em contatar e fazer doações ao povo depois de ir à igreja, e ela era amada pelo povo, apesar do seu inglês espanholado. Ela é banida da Corte e enviada para Lancaster House, sem qualquer contato com o Rei ou com a sua filha Mary. Na segunda temporada, ela dita o seu testamento, no leito da sua morte, morrendo em seguida. No funeral, Anne sorri após ter sido dada a notícia e afirma que "Agora sou realmente rainha".
Thomas Boleyn Nick Dunning (2007-) Thomas Boleyn, 1.º Conde de Wiltshire Episódio 1.01 Episódio 2.10
Pai de George, Mary e Anne Boleyn, e cunhado do duque de Norfolk. Thomas Boleyn foi o embaixador de França pela Inglaterra, e vê as suas filhas apenas como um meio para atingir um fim. Ele encorajou Mary quando ela ficou de olho de Henrique VIII, e quando Henrique se cansou dela, decidiu utilizar a sua outra filha, Anne como um meio para alcançar o poder. Juntamente com Norfolk e Suffolk, ele engendrou a queda do Cardeal Wolsey, e eles passaram a manipular os assuntos do país. Na segunda temporada, a sua verdadeira intenção é manipular a sua filha Anne. Thomas Boleyn é preso por conspiração junto com outros, mas tem um indulto concedido pelo rei em troca de que ele nunca volto para a corte novamente, senão tem de enfrentar a morte. Ao invés de assistir à morte da sua filha às mãos do carrasco, Thomas decide abandonar a corte para sempre.
Thomas Cromwell James Frain (2007-) Thomas Cromwell, 1.º Conde de Essex Episódio 1.04 Episódio 3.08
Embora Thomas Cromwell fosse promovido pelo Cardeal Wolsey como Secretário do Rei, após Richard Pace deixar o lugar vago, ele foi secretamente aliado da família Boleyn. Ele também é o homem que introduz o Luteranismo a Anne Boleyn, que ela posteriormente deu a conhecer a Henrique VIII. Na segunda temporada, Cromwell sobe para a posição de Chanceler que foi abandonada por Thomas More. Embora More fosse mais tarde decapitado por se recusar a reconhecer Henrique como Chefe Supremo da Igreja de Inglaterra, Cromwell toma uma atitude diferente perante ele e, rapidamente, toma as medidas necessárias quando surgiram alegações relativas à rainha Anne Boleyn (que conduz à sua queda final). Cromwell é descrito como sendo frio, implacável e calculista, mas também como um trabalhor árduo e um ministro capaz. O seu papel histórico como administrador e reformador talentoso entra, eventualmente, em conflito com o compromisso ambíguo de Henrique sobre a Reforma. A série retrata Cromwell como um protestante cometido, que vê a Reforma escapulindo, com a Igreja da Inglaterra, apesar da sua ruptura com Roma, retendo as tradições e rituais católicos. A sua tentativa de fortalecer os laços entre o Rei e o Protestantismo através de um casamento com a alemã Anne de Clèves (embora descrita como uma aliança política) sai-lhe pela culatra. Por causa da sua origem plebeia, Cromwell é ressentido por nobres, como o Duque de Suffolk e até mesmo agredido por Henrique. A sua decapitação é brutal e cruel devido ao carrasco estar bêbado.
Thomas More Jeremy Northam (2007-2008) Thomas More Episódio 1.01 Episódio 2.05
Amigo de longa data de Henrique VIII, Sir Thomas é um piedoso humanista, que tem horror à guerra e tentou aconselhar Henrique contra ela. Ele, no entanto, acredita que é necessário agir para combater o aumento do Luteranismo. Durante o seu cargo como Chanceler, após Wolsey deixar o lugar vago, ele queimou seis pessoas consideradas culpadas de heresia, embora ele oferecesse-lhes a oportunidade de voltar ao Catolicismo. Depois, tentou que o rei mudasse a sua atitude em relação Catolicismo Romano, pois ele estava muito preocupado, e, finalmente, fez-lhe recordar que uma vez disse a Wolsey que ele deveria ter dito ao Rei o que ele deveria fazer, e não o que ele pode fazer, porque "se o leão conhecesse a sua própria força, nenhum homem podia ter controle dele". Ele era casado, com quatro filhos (três filhas e um filho). Na segunda temporada, ele concorda com o rei, em privado, em relação ao seu casamento com Anne Boleyn, mas é decapitado quando não reconhece Henry na supremacia como chefe da Igreja de Inglaterra. Henrique culpa-se e tem remorsos por causa da sua morte.
Thomas Cranmer Hans Matheson (2008-) Thomas Cranmer Episódio 2.01 Episódio 2.10
O Arcebispo de Cantuária que esteve envolvido na disputa sobre o casamento de Henrique e Catarina de Aragão dizendo que este era "nulo e sem efeito" e reconhece Anne Boleyn como a nova rainha, e diz que todos devem fazer um juramento para reconhecer a sua nova rainha. Ele ouve a última confissão de Anne na torre e dá-lhe a notícia de que Elizabeth está a ser declarada ilegítima, mas promete~lhe que ele procurará mantê-la nas "boas graças" do rei.
Papa Paulo III Peter O'Toole (2008-) Papa Paulo III Episódio 2.01 Episódio 2.07
O Papa da Igreja Católica Apostólica Romana que declara o casamento de Henrique e Anne como ilegítimo. Ele envia um "Soldado de Cristo" para assassinar a nova rainha, com a promessa de que ele vai ter acesso ao céu, não importando se for bem sucedido ou não. Paulo está indignado e denuncia as execuções do Bispo Fisher e de Thomas More. É visto em oito dos dez episódios da temporada dois.
Jane Seymour Anita Briem (2008)
Annabelle Wallis (2009)
Jane Seymour Episósio 2.07 Episódio 3.04
Com a perda de interesse pela sua esposa Anne Boleyn e de esta não produzir um herdeiro masculino, Henrique tenta seduzir Jane Seymour, querendo-lhe fazê-la dama de companhia de Anne. Jane, consciente da sua reputação e seguindo o conselho do seu irmão, recusa os presentes e avanços de Henrique, impressionando o rei com a sua modéstia. Um romance desenvolve-se entre Henrique e Jane, devido ao agravamento do seu casamento com Anne, e ainda mais, quando Anne apanha Henrique beijando Jane, tendo um ataque de raiva e aborta. Henrique orquestra a prisão de Anne por adultério, e Jane muda-se para os seus aposentos e, não oficialmente, pede-lhe em casamento. Henrique e Jane ficam noivos no mesmo dia da execução de Anne, e casam-se alguns dias depois. Como rainha, Jane promove os interesses de Mary e assegura a sua posição de volta na corte. Ela também pede a Henrique para restaurar os mosteiros em nome dos católicos, mas ela é rapidamente repreendida por ele. Ela reúne Henrique com as suas duas filhas para deleite de todos. A sua posição como rainha é cimentada quando ela dá à luz o filho de Henrique, Eduardo. No entanto, o parto foi longo e difícil e ela morre dias depois de febre puerperal, deixando Henrique devastado e caindo numa depressão profunda do seu sofrimento. Henrique diz respeitar Jane como o seu verdadeiro amor por causa da sua natureza e pelo fato de ela lhe ter dado um filho. Ela recebeu um funeral de rainha e Henrique promete que um dia eles vão estar juntos novamente, quando ele for sepultado ao lado dela.
Sir Francis Bryan Alan van Sprang (2009-) Francis Bryan Episódio 3.01 Episódio 3.08
Bryan é um espião, agente e assassino de renome, e um criptógrafo realizado. Ele é nomeado para a câmara privada. Com uma reputação como um homem lascivo e um libertino sem princípios ou moral, Bryan é conhecido como "The Vicar of Hell" ("O Vigário do Inferno"), e é cúmplice em vários casos extraconjugais do Rei. Bryan tem uma atração instantânea por Lady Ursula Misseldon e, rapidamente, torna-se seu amante. Embora, inicialmente, pronto para agir como um agente de Thomas Cromwell, na tentativa de intimidar a princesa Mary, Bryan volta-se contra o desgraçado ministro e embebeda o seu carrasco para garantir que a morte de Cromwell seja cruel. Ele é enviado por Henrique para a França e a Itália, para assassinar o cardeal Reginald Pole, mas falha a sua missão.
Robert Aske Gerard McSorley (2009) Robert Aske Episódio 3.01 Episódio 3.04
Um orador talentoso e um carismático advogado, Robert Aske levou a Peregrinação da Graça, uma revolta de cerca de 10.000 rebeldes no Norte da Inglaterra zangados pelas decisões económicas, políticas e sociais do Rei. Com promessas de negociações e de uma amnistia para os revoltosos por parte do Rei, o líder rebelde é atraído para o Palácio de Buckingham. Uma vez lá, Aske e muitos dos seus conspiradores foram presos, julgados por traição e mortos, como advertência para os outros.
Cardeal von Waldburg Max von Sydow (2009) Otto Truchsess von Waldburg Episódio 3.01 Episódio 3.06
Um crítico feroz do Rei Henrique VIII e um declarado anti-protestante, Von Waldburg foi uma escolha natural para liderar a Inquisição do Papa Paulo III contra a Reforma Inglesa. Foi o mentor de Reginald Pole.
Anne de Cleves Joss Stone (2009-) Ana de Cleves Episódio 3.06 Episódio 4.03
Não foi amor à primeira vista entre Henrique e a sua quarta esposa Ana de Cleves, uma alemã que mal falava inglês, mas gostava de beber e jogar. O Rei achou-a pouco atraente, alegou que ela era incapaz de consumar o casamento, e pediu uma anulação. Em contrapartida, foram dadas terras a Anne, para além de um rendimento anual e de uma posição na Corte.
Princípe Edward Tudor  ? (2009)
Eoin Murtagh (2010)
Jake Hathaway (2010)
Eduardo VI de Inglaterra Episódio 3.04 Episódio 4.10
O único filho varão de Henrique, dado por Jane Seymour. O muito aguardado herdeiro masculino Edward é mostrado ao povo nos braços do seu pai. Próximo das suas duas irmãs, Mary e Elizabeth, Edward sucede ao seu pai como Rei da Inglaterra, embora apenas por um breve período de tempo, morrendo aos 15 anos vítima de tuberculose.
Katherine Howard Tamzin Merchant (2009–2010) Katherine Howard Episódio 3.08 Episódio 4.05
Veio para a Corte como dama de companhia de Anne de Clèves, e logo chamou a atenção de Henrique, que, mais tarde, viria a casar-se com ela. Ele amava-a pela sua beleza e personalidade víva. Acusada de adultério com Thomas Culpeper (assim como Francis Derham), ela foi executada em 13 de fevereiro de 1542.
Catherine Parr Joely Richardson (2010) Catherine Parr Episódio 4.06 Episódio 4.10
Foi anteriormente casada com o Lord Latymer, que morreu no final do episódio 6. Catherine casou com o Rei Henrique e foi uma esposa amorosa para ele e uma madrasta amorosa para os seus filhos, tendo sido também rainha regente quando Henrique foi para a batalha em Boulogne. Ela foi suspeita de heresia pelo bispo Gardiner e quase foi presa por isso. Ela manteve-se casada com Henrique até à morte dele.

Secundários[editar | editar código-fonte]

Nome da personagem Ator/Atriz Bases históricas Primeira aparição Última aparição
Duque de Buckingham Steven Waddington (2007) Edward Stafford, 3º Duque de Buckingham Episódio 1.01 Episódio 1.02
Descendente direto de Eduardo II, Buckingham foi queixou-se frequentemente a Norfolk de que a Coroa de Inglaterra devia ser sua e não Henrique VIII. Ele também odeia o Cardeal Wolsey. Depois vão humilhar Wolsey, ele irresponsavelmente planea assassinar Henrique. No entanto, este plano foi relatado por Thomas Boleyn, a quem Buckingham tentou recrutar, ao Cardeal. Buckingham foi posteriormente julgado e condenado por traição, sendo decapitado. Ele deixou para trás uma filha, que teve um breve romance com Charles Brandon (também uma das razões por que ele estava em desacordo com Henrique VIII).
Ana Buckingham Hastings Anna Brewster (2007) Anne Hastings née Stafford, Condessa de Huntingdon Episódio 1.01 Episódio 1.07
Filha do Duque de Buckingham e ex-amante de Charles Brandon, e funcionou como meio para a tentativa de assassinato do Rei da Inglaterra por parte do pai. Mais tarde, ela torna-se mulher de William Compton, e morre vítima de uma doença epidémica juntamente com ele.
Princesa Margaret Tudor Gabrielle Anwar (2007) Mary Tudor, Rainha da França
Margarida Tudor, Rainha da Escócia
Episódio 1.03 Episódio 1.09
Noiva do Rei de Portugal, a irritada Margaret implora ao seu irmão, o rei Henrique VIII de Inglaterra, para reconsiderar a sua partida. Ele recusa, e ela fica ainda mais irritada por ele ter escolhido o seu amigo Charles Brandon para acompanhá-la a Portugal e a apresentar ao seu futuro marido. Margaret pressiona Henrique a concordar que, caso o seu marido morra, ela pode casar com quem ela quiser; e ele parece assentir. Margaret é a primeira na linha da frente contra o sedutor Brandon, mas eles acabam por ter sexo durante a longa viagem marítima até Portugal. Margaret casa-se com o velho rei português, que vive apenas alguns dias até que ela o asfixia com uma almofada durante o sono. Henrique fica com raiva por perder a aliança política, mas ainda fica mais furioso quando descobre que Margaret e Brandon se terem casado sem o seu consentimento. Com acusações de traição, eles são expulsos da Corte; o Duque de Norfolk promete intervir em nome de Brandon com brevidade, em troca da ajuda de Brandon para arruinar o seu rival político, o Cardeal Wolsey. O relacionamento de Margaret com Brandon é infeliz, com ela argumentando que ele só a "amou por uma hora", pois ele continua a ter casos com outras mulheres. Com o regresso de Brandon à Corte, Margaret exibe uma aversão óbvia para com Anne Boleyn e os seus aliados. Margaret adoece com tuberculose pulmonar, e morre após ver Charles a praticar sexo com outra mulher. Henrique fica furioso por Brandon não ter prestado a devida atenção à sua esposa, e Brandon mostra remorsos, enterrando Margaret com as suas próprias mãos.
William Compton Kristen Holden-Ried (2007) William Compton Episódio 1.01 Episódio 1.07
Amigo de longa data do Rei Henrique VIII (tal como Charles Brandon e Anthony Knivert), William Compton atrai a ira do nobre Edward Stafford, Duque de Buckingham, devido ao favoritismo de Henrique pelo trio. Compton é condecorado Sir William Compton, ao lado de Knivert, sem nenhuma razão mais aparente do que terem divertido o rei por terem substituído um pequeno toro por uma lança durante a justa. O novo Sir Willian é retratado em toda a série como um cortesão espirituoso e elegante, que evita os erros ocasionais dos seus dois amigos, Brandon e Knivert. Compton, apesar de casado, mostra um interesse romântico pelo jovem compositor Thomas Tallis. Tallis recusa os seus avanços, mas não se afasta quando Compton o beija; mais tarde, eles são mostrados juntos na cama. Compton é o segundo a morrer (depois de Henry Fitzroy) da devastadora doença de sudorese.
Thomas Tallis Joe Van Moyland (2007) Thomas Tallis Episódio 1.01 Episódio 1.10
Jovem compositor, Thomas Tallis chega a Londres com boas referências e assegura uma posição na Capela Real. Ele logo atrai a atenção de Sir William Compton, um amigo próximo do Rei Henrique VIII, e os dois tornam-se amantes. Após a morte de Compton, Tallis corteja duas irmãs. Após a sua primeira escolha ter morrido, ele casa-se com a segunda. No único elemento sobrenatural da série, a irmã morta vê Tallis e a sua nova esposa juntos na cama.
Embaixador Mendoza Declan Conlon (2007-2009) Iñigo López de Mendoza y Zúñiga Episódio 1.03 Episódio 3.02
Embaixador espanhol para a Inglaterra, Mendoza serve como elo de ligação entre a Rainha Catarina e o seu sobrinho, Carlos V, devido às cartas serem abertas pelo Cardeal Wolsey. Ele é também o único amigo que Catarina tem na Corte, uma vez que as suas damas-de-espera espanholas terem sido demitidas por Wolsey, e as damas-de-espera inglesas serem subornadas ou seduzidas pelo Cardeal, ou mesmo pelo próprio rei. Ele suportou o peso de Henrique VIII no ataque quando Carlos V rompeu o tratado entre Inglaterra e Espanha através do tratado que fez com Francisco I da França, sem consultar Henrique, como aliado de Carlos, e também de casar com Isabel de Portugal, quando ele estava noivo da princesa Mary. Ele é promovido pelo Imperador Carlos e é enviado para Espanha, deixando a questão da rainha Catarina e do divórcio do Rei Henrique para o novo embaixador.
Bispo John Fisher Bosco Hogan (2007-2008) Bispo John Fisher Episódio 1.05 Episódio 2.05
Bispo de Rochester e conselheiro legal de Catarina. Historicamente, ele era confessor e bom amigo da mãe de Henrique, e um dos poucos homens que ele pouco temia. Ele sofreu terrivelmente pelas suas convições. Ele foi criado Cardeal pela sua perseverança e mais tarde foi canonizado pela Igreja Católica Romana. A sua festa é no dia em que se celebra a do Santo Thomas More.
Mary Boleyn Perdita Weeks (2007-2008) Mary Boleyn Episódio 1.01 Episódio 2.05
Filha de Thomas Boleyn e irmã de George e Anne Boleyn. Também foi amante do Rei Henrique VIII. É mais vista como uma personagem secundária na segunda temporada da série, embora ela tivesse sido banida da Corte após ter revelado o seu casamento secreto com William Stafford, que era de status inferior.
Lady Elizabeth Blount Ruta Gedmintas (2007) Elizabeth Blount Episódio 1.01 Episódio 1.05
Casada, amante do Rei Henrique VIII, e mãe do seu primeiro filho (embora ilegítimo) e que faleceu na infância (embora na realidade histórica, ele tenha morrido com 17 anos).
Richard Pace Matt Ryan (2007) Richard Pace Episódio 1.01 Episódio 1.04
Um viúvo que foi o secretário de Henrique VIII. Ele foi acusado pelo Cardeal Wolsey de espionagem a favor da França, e foi condenado na Torre de Londres. Ele perdeu a sanidade mental nas instalações antes de ser libertado da Torre.
George Boleyn Pádraic Delaney (2007-2008) George Boleyn, Visconde de Rochford Episódio 1.04 Episódio 2.09
Filho de Thomas Boleyn e irmão de Mary e Anne Boleyn. George é muito beneficiado pela subida de Anne ao trono, e revela-se no seu novo poder. Apesar de ser mulherengo, George tem um caso clandestino com o músico da Corte Mark Smeaton. Após a queda da sua irmã Anne, George é apanhado no meio da tempestade e é acusado de incesto com Anne, o que é posteriormente confirmado pela sua esposa negligenciada, Jane. Ele é decapitado por traição.
William Brereton James Gilbert (2008) William Brereton Episódio 2.01 Episódio 2.09
Parece ser contratado pelo Papa Paulo III e pelo embaixador Chapuys para assassinar Anne Boleyn, para o bem do Rei Henrique VIII e da Igreja Católica. Ele foi acusado de ter conhecimento carnal da Rainha Anne, ao contrário dos outros na sua posição, que foram mortos (George Boleyn e Henry Norris) ou foram torturados até o admitirem (Mark Smeaton). Brereton admitiu, falsamente, a sua culpa a Thomas Cromwell. Ele foi decapitado, juntamente com os outros acusados.
Princesa/Lady Mary Tudor Blathnaid McKeown (2007)
Sarah Bolger (2008-2010)
Maria I de Inglaterra Episódio 1.01 Episódio 4.10
Filha e único filho sobrevivente do Rei Henrique VIII e Catarina de Aragão. Foi noiva do Delfim da França e do seu primo, Carlos V de Espanha. Também foi noiva do filho mais novo de Francisco I da França, o Duque de Orléans. Após o filho ilegítimo de Henrique ter recebido títulos e a sua própria casa, ela também recebeu a sua própria casa, no sapal galês, sob os cuidados da sua dama e governanta, Lady Salisbury. O lugar de Mary na sucessão foi perdido quando o casamento dos seus pais foi anulado, e, assim, Mary era tratada como "Lady Mary", e todo e qualquer contato com a sua mãe era proibido (o que lhe doeu muito, ainda mais por ela não ter estado presente quando ela morreu). Finalmente, o pai dela cortou todos os laços com ela quando a sua meia-irmã, Elizabeth, nasceu, e Mary foi formalmente expulsa da corte, os seus criados demitidos, e ela foi forçada a servir como dama de companhia da sua meia-irmã, enquanto Elizabeth recebia o lugar de Mary na sucessão. Mary não só fica aliviada quando a sua futura madrasta, Jane Seymour, esforça-se por relacionar-se com ela e revelar-lhe as suas esperanças de restaurar a sua sucessão, como também quando soube da execução de Anne Boleyn. Mary foi autorizada a voltar à corte, quando ela (muito relutantemente) assinou um documento que formalmente declara a sua lealdade para com o seu pai e o reconhece como Chefe da Igreja, abandonando a sua própria fé católica no processo (algo que fez ela agonizar-se mais). Henrique ameaçou condená-la à morte se ela recusasse, mas depois de ver Mary pela primeira vez em muitos anos, arrependeu-se imediatamente de todas as suas ações e congratulou-la por estar de volta. Em termos de personalidade, Mary, enquanto uma menina ingénua, é profundamente inteligente, e também é amada pelo povo inglês (como era a mãe dela). Mary apoiou secretamente a Peregrinação da Graça, tendo mantido em segredo a sua fé, e considerou o movimento como sendo obra de Deus, mas, no entanto, esperava uma resolução pacífica. A Peregrinação, por sua vez, tem toda a esperança em Mary ser rainha da Inglaterra, para a melhoria da fé católica.
Lady Jane Rochford Joanne King (2008-2010) Joana Bolena, Viscondessa Rochford Episódio 2.07 Episódio 4.05
Esposa de George Boleyn e, portanto, cunhada da rainha Anne e do rei Henrique. Ela é abusada por George e ele não sente nenhuma afeição por ela. Ela tenta ganhar o seu amor, mas sente-se frustrada pelos seus affairs e desgostosa quando ela sabe do seu affair com Mark Smeaton. Ela é poupada na execução dos Boleyns dando provas contra o marido e concorda que ele cometeu incesto com a sua irmã.

Apesar do seu infeliz casamento e do escândalo, é convidada por Jane para voltar à Corte, sendo nomeda por esta como dama de companhia. Jane secretamente auxilia a rainha para obter fundos para a governanta de Lady Elizabeth quando Henrique se recusou a pagar e no regresso de Lady Mary à Corte. Lady Rochford é uma grande defensora da Reforma e detesta a fé católica. Ela foi dama de companhia de Katherine Howard e ajudou-a no caso clandestino entre Katherine Howard e Thomas Culpepper. Uma vez que o caso veio à tona, ela foi interrogada e presa por traição (bem como pela cumplicidade) e teve um colapso nervoso. Apesar de Lady Rochfod ser declarada legalmente insana, o Rei Henrique VIII promulgou uma lei para tornar legal a sua execução, por decapitação. Ela foi executada no mesmo dia que Katherine Howard.

Lady Jane Howard Slaine Kelly (2007) Nenhuma Episódio 1.01 Episódio 1.01
Amante de Henrique VIII por um curto período, apesar de nenhuma base histórica. O seu nome foi baseado no de Jane Neville née Howard, Condessa de Westmorland.
Rei Franscisco da França Emmanuel Leconte (2007-2008) Francisco I da França Episódio 1.02 Episódio 2.08
Rei de França, e alternadamente o adversário e aliado do Rei Henrique VIII.
Rainha Cláudia da França Gabriella Wright (2007) Cláudia de França Episódio 1.02 Episódio 1.08
Rainha consorte de Francisco I de França. Rejeitou os avanços do Duque de Suffolk porque acreditou que fazer amor por vingança (ao seu marido, que exibia as suas amantes) mata a alma.
Thomas Wyatt Jamie Thomas King (2007-2008) Thomas Wyatt Episódio 1.03 Episódio 2.10
O antigo amor de Anne Boleyn, o poeta Thomas Wyatt é amigo e colaborador do compositor Thomas Tallis, enquanto ambos estão numa viagem para a França com o cardeal Wolsey. Ele alega ter tido relações carnais com Anne, embora Anne discorde dizendo que andava com ele somente para fazer ciúmes ao Rei. Ele faz algumas aparições na primeira temporada, mas aparece de uma forma regular na segunda temporada. Ele ainda tem e proclama os seus sentimentos de Anne, embora ela tenha casado e seguido em frente. Wyatt é preso e acusado de ser infiel ao rei, mas é libertado a tempo de ver a execução de Anne.
Imperador Carlos Sebastian Armesto (2007) Carlos V, Imperador do Sacro Império Romano-Germânico Episódio 1.03 Episódio 1.03
Alternadamente o aliado e adversário do Rei Henrique VIII, Carlos é o Imperador do Sacro Império Romano-Germânico, sobrinho da primeira esposa de Henrique, a Rainha Catarina. Ele foi noivo da princesa Mary, embora mais tarde ele quebrasse o acordo e casasse com Isabel de Portugal.
Lady Salisbury Kate O'Toole (2007-2009) Margaret Pole, 8ª Condessa de Salisbury Episódio 1.05 Episódio 3.06
Nobre de meia idade, Salisbury é contratada para ser a guardiã e governanta da princesa Mary, filha do Rei Henrique VIII e de Catarina de Aragão, quando a princesa é premiada com o seu próprio lar nas terras galesas. Lady Salisbury ganha depois a inimizade do rei por ser a mãe de Reginald Pole, que rejeita a sua oferta para um alto cargo na Igreja da Inglaterra, mas a contragosto, aceita o posto de cardeal do Papa. Com o cardeal Pole fora do seu alcance, Henrique vinga-se contra a sua família, executando Lady Salisbury, outro dos seus filhos e o seu neto. Historicamente, este foi visto como um ato atroz de Henrique contra uma senhora idosa que era inocente de qualquer crime.
Catherine Willoughby Brandon, Duquesa de Suffolk Rebekah Wainwright (2007-2009) Catherine Willoughby, 12.ª Baronesa Willoughby de Eresby Episódio 1.10 Episódio 4.10
Com 17 anos de idade, ela casa-se com Charles Brandon. Com a sua afiada sagacidade, ela motiva Brandon em "manter a sua bonita cabeça", apesar do facto de que ela odeia Anne Boleyn. Ela concorda com a decisão do rei francês para entreter a realeza um par de dias, mas tem dúvidas que Brandon havia tido um affair com uma amante francesa. Ela perdoa Brandon, dizendo que ele era o único que a fez chorar. Na 3.ª temporada, o seu casamento sofre com o seu desprezo pela vontade de Brandon em impor as ordens do Rei de forma impiedosa, com o objectivo de parar com a agitação católica no norte da Inglaterra. Na 4.ª temporada, separa-se do seu marido.
Lady Eeleanor Luke Andrea Lowe (2008) Nenhuma Episódio 2.03 Episódio 2.04
Amante do Rei Henrique, apesar de nenhuma base histórica. Henrique fica imediatamente encantado com ela durante as festividades de Natal, quando ela chega à Corte para servir a Rainha Anne. Ele rapidamente faz dela sua amante e Anne descobre o seu caso. Anne pede ao seu irmão para se livrar dela, ao que ele aceita, acusando-a de roubar jóias de Anne. Lady Eleanor deixa a Corte e é mencionada mais tarde quando Henrique pergunta a Anne o porquê dela ter sido demitida. Anne responde que Eleanor roubou algo precioso.
Eustace Chapuys Anthony Brophy (2007-2010) Eustace Chapuys Episódio 1.03 Episódio 4.08
Embaixador de Carlos V para a Corte de Henrique VIII. Como o Imperador é o sobrinho de Catarina de Aragão, o seu embaixador atua como o seu aliado em complôs contra Anne Boleyn, mas as suas conspirações nada atingem. Chapuys tenta usar o muito católico cortesão William Brereton para assassinar Anne, mas a conspiração falha. Brereton é posteriormente executado por (falsamente) ter admitindo que teve um caso com a Rainha Anne. Embora apresentado como um diplomata e cortesão desonesto, Chapuys aparece verdadeiramente dedicado a Lady Mary, aconselhando-a e tranquilizando-a durante o período em que ela estava fora das graças do Rei.
Edward Seymour Max Brown (2008-2009) Eduardo Seymour, 1.º Duque de Somerset Episódio 2.08 Episódio 4.10
Irmão de Jane Seymour, ele é rapidamente elevado no seu cargo por Jane ter casado com o Rei. O seu comportamento sugere que ele se preocupa mais sobre o estatuto da família do que propriamente com a felicidade da sua irmã Jane. Ele age como um meio para alcançar Lady Somerset e sua família, tomando cada um para a sua execução.
Lady Ursula Misseldon Charlotte Salt (2009) Nenhuma Episódio 3.01 Episódio 3.05
A dama de companhia da Rainha Jane, apesar de nenhuma base histórica. Ela é a amante de Sir Francis Bryant e do Rei Henrique VIII, que considera a sua bravura desperta. Ela chega à Corte durante as celebrações do casamento de Henrique com Jane. Ela está noiva, mas não pensa duas vezes em usar o seu corpo para obter progresso e recompensas.
Princesa/Lady Elizabeth Tudor Kate Duggan (2008)
Claire MacCauley (2009)
Laoise Murray (2010)
Isabel I de Inglaterra Episódio 2.07 Episódio 4.10
Filha de Henrique e Anne Boleyn. Durante a infância de Elizabeth, ela é proclamada Princesa de Inglaterra e a Lei de Sucessão nomeia-a como herdeira do trono, suplantando a sua meia-irmã mais velha, Mary, que é enviada para Hatfield para servir Elizabeth. Pouco antes da execução de Anne, o seu casamento com Henrique é anulado, tornando Elizabeth uma bastarda. Ela é retirada da linha de sucessão e passa a ser chamada como Lady Elizabeth.

No rescaldo da execução de Anne, Henrique inicialmente não quis ter nada a ver com Elizabeth, alegando não acreditar que ela é sua filha, mas quando a meia-irmã de Elizabeth, Mary, e a madrasta, Jane Seymour, providenciaram para que ela fosse trazida para a Corte e apresentaram-na ao seu pai no Natal de 1536, ela foi bem-vinda. Ela participa no batismo do seu meio-irmão, Edward, e depois vai viver em Hundson com Mary. No episódio 3.07, Elizabeth e Mary estão presentes na Corte para cumprimentar a sua mais recente madrasta, Anne de Cleves. Neste momento, Henrique refere-se às filhas pelo título de princesa, mas não é claro terem sido restauradas para a linha de sucessão.

Thomas Seymour Andrew McNair (2009-2010) Thomas Seymour, 1.º Barão Seymour de Sudeley Episódio 3.04 Episódio 4.10
Irmão mais novo de Edward Seymour e irmão mais velho da rainha Jane Seymour, tio do Príncipe Edward Tudor. Thomas é encontrado em vários episódios como auxiliar de Sir Francis Bryan, na sua busca para encontrar e matar o Cardeal Pole.
Cardeal Reginald Pole Mark Hildreth (2009) Reginald Pole Episódio 3.01 Episódio 3.07
Padre católico a estudar em Itália, Pole também é um herdeiro da deposta Casa de Plantageneta por sua mãe, Margaret Pole, Condessa de Salisbury. Reginald é criado cardeal, e com a orientação do seu mentor, o Cardeal von Waldburg, visa minar o trono de Henrique VIII, aproveitando a agitação civil em Yorkshire para incentivar os inimigos estrangeiros do Rei a apoiar a rebelião. A resposta de Henrique a este ultraje é vista na família de Pole.

Ver também[editar | editar código-fonte]