Anexo:Lista de poções da série Harry Potter

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Question book.svg
Este anexo ou secção não cita nenhuma fonte ou referência, o que compromete sua credibilidade (desde julho de 2013).
Por favor, melhore este artigo providenciando fontes fiáveis e independentes, inserindo-as no corpo do texto por meio de notas de rodapé. Encontre fontes: Googlenotícias, livros, acadêmicoYahoo!Bing. Veja como referenciar e citar as fontes.
Searchtool.svg
Esta página ou secção foi marcada para revisão, devido a inconsistências e/ou dados de confiabilidade duvidosa. Se tem algum conhecimento sobre o tema, por favor, verifique e melhore a consistência e o rigor deste artigo. Considere utilizar {{revisão-sobre}} para associar este artigo com um WikiProjeto e colocar uma explicação mais detalhada na discussão.

Esta é uma lista de poções da série de livros e filmes Harry Potter.

Amortentia[editar | editar código-fonte]

Pronuncia-se "Amortencia", e significa "tentação (ou tentativa se traduzida ao pé da letra de "amor").

A amortentia é a poção do amor mais poderosa que existe, ela pode ser facilmente identificada pelo brilho perolado, pela fumaça que solta (que sobe em espirais características) e pelo seu cheiro que varia de pessoa pra pessoa de acordo com o que mais a atrai. Segundo Horácio Slughorn é a poção mais perigosa que existe, porque pode levar a pessoa que a bebeu a fazer loucuras pela paixão obsessiva. O cheiro dessa poção é a primeira pista definitiva em relação ao fato de Harry gostar de Gina, uma vez que entre outros cheiros Harry sente o cheiro do perfume de Gina, e em outro caso parece mostrar que Hermione sente o cheiro de Rony. Hermione também sente o cheiro de grama recém - cortada, pergaminho novo, pasta dental de menta e...(ela não diz, mas em uma entrevista J.K.Rowling diz que ela sente o cheiro de cabelo de Rony).

Antídoto para amor[editar | editar código-fonte]

A poção do antídoto para amor é uma poção relacionada à magia da série literária de fantasia Harry Potter, de J.K. Rowling, sendo capaz, como o próprio nome já diz, de anular o efeito de poções do amor.

Preparação[editar | editar código-fonte]

Adicione a pele de Ararambóia picada no caldeirão e ferva por 20 minutos. Depois tire-a do fogo, coloque um acônito e mexa no sentido horário e ela vai ficar com uma cor lilás. Após isso, devolva ao fogo e coloque o bezoar. Deixe-a ferver por 30 minutos, assim quando ferver, ela vai ter um aparência vermelha. Retire do fogo novamente e coloque o segundo acônito. Mexa no sentido anti-horário. Quando terminar ela vai ter de ficar de cor azul bem escura ou um verde brilhante. Essa porção pode ser muito perigosa caso beba muito.

Felix Felicis[editar | editar código-fonte]

Essa poção é conhecida também por "Sorte Liquida". É uma poção que é extremamente (muito mesmo) difícil de preparar e, se produzida corretamente, traz sorte para quem a beber por algum tempo. Apresenta uma cor transparente como aguá, é muito difícil de se fazer, e terrivelmente tóxica se ingerida em grande quantidade, por isso não deve ser usada frequentemente. Os seus sintomas de hiperdosagem vão desde simples tontura, até a loucura, podendo ocasionar a morte. Também é proibido o uso em eventos oficiais e esportivos; e mesmo com todo seu poder, não pode fazer acontecer algo impossível ou quebrar atos contratuais mágicos.

"Uma colher de sopa no café da manhã é suficiente para um dia de sorte!" (na verdade, 12 horas)

Harry ganha um frasco de Felix Felicis durante uma aula de poções, por ter preparado a poção do Morto-Vivo perfeitamente. Harry a utiliza em seu sexto ano para descobrir o que o professor Slughorn sabe sobre as Horcruxes. Os membros da Armada de Dumbledore também beberam um pouco da poção, e Slughorn diz que só bebeu ela duas vezes na vida (uma vez aos 24 anos e outra aos 57).

Modo de Preparo[editar | editar código-fonte]

  1. Adicionar pus de bubotúberas no caldeirão;
  2. Cortar uma vagem saporífera;
  3. Esmagar um Acônito Licoctono e um Acônito Lapelo, misturá-los a uma infusão de losna e adicionar tudo no caldeirão.[carece de fontes?]

Poção do Morto-Vivo[editar | editar código-fonte]

Essa é uma poção muito poderosa, que faz a pessoa adormecer por muitas horas. Ela tem o nome de poção "do Morto Vivo" pois a pessoa que tomá-la, fica tão sonolenta que parece mesmo um morto vivo e não consegue fazer nada. O máximo que se possa fazer sob o efeito desta poção é falar durante o sono e pensar que tudo que se passa no sonho é a realidade. De acordo com o jogo eletrônico Harry Potter e o Enigma do Príncipe, baseado no livro e no filme, ambos de mesmo nome, ao mergulhar uma agulha na poção do Morto-Vivo, esta causará a dormência da Bela Adormecida.

Obs.: Se esta poção for ingerida em grande quantidade pode ser induzida ao sono eterno, justificando o nome.

Ingredientes[editar | editar código-fonte]

  • Losna
  • Raízes de valeriana
  • Raiz de asfódelo em pó
  • Vagem sudorífera

Modo de preparo[editar | editar código-fonte]

Picar raízes de valeriana e botar no caldeirão, após isso ela deve apresentar-se lisa e cor de groselha, o ideal. Após feito, deve-se cortar a vagem sudorífera (amassar com uma adaga, faz sair mais seiva, como diz o Príncipe Mestiço) e botar no caldeirão. Agora mexa no sentido anti-horário (no livro, o Príncipe Mestiço aconselha para que a cada 7 voltas no sentido anti-horário, de uma no sentido horário, pois faz deixar a poção pronta mais rápido, poupa o tempo do bruxo que a for preparar), que resulta em uma poção violeta. Adicionar a raiz de asfódelo em pó e a infusão de Losna.

Veritaserum[editar | editar código-fonte]

É a poção da verdade mais forte e perigosa que existe, uma vez que não tem cheiro, sabor e é transparente e bastam apenas três gotas para que todos os segredos da pessoa possam ser revelados, e até Voldemort contaria seus maiores segredos

A pessoa que ingerir essa poção entrará em uma espécie de transe hipnótico e responderá com a mais pura verdade, todas as perguntas que façam a ela, sem poder mentir ou omitir a verdade. Ela leva um ciclo plenilúnio para maturar e demora praticamente um mês para ficar totalmente pronta. É usada em casos de extrema necessidade, como em comensais da morte e prisioneiros de Azkaban. Antigamente era muito usada, principalmente nas escolas, mas hoje em dia, ela é proibida segundo a regulamentação do Ministério da Magia.

A poção demora um mês para ficar pronta, e seu ingrediente básico são as penas do dedo-duro.

Ela é citada e usada pela primeira vez no quarto livro da série, voltando a aparecer no quinto livro, e sendo citada novamente no sexto livro e sétimo livro.

JK Rowling em seu site explicou que mesmo sendo muito poderosa, a poção não é infalível e pode ser burlada, o que impede seu uso, por exemplo, para conseguir confissões ou testemunhos em tribunais.

O termo foi cunhado, provavelmente, a partir da junção de duas palavras latinas: Veritas, que significa "verdade", e serum, cujo significado seria soro, ou suco.

Curiosidade: Embora tenha aparecido pela 1ª vez em Harry Potter e o Cálice de Fogo (Snape mostra a Harry como usar em outra pessoa "Três gotas e até o Lorde das Trevas revelaria seus mais profundos segredos") ficou mais conhecida na adaptação cinematográfica de Harry Potter e a Ordem da Fênix, quando Dolores Umbridge usa em Cho Chang para saber onde está a Sala Precisa. E, apesar de no filme a poção tenha um tom claro e transparente de marrom (semelhante a um chá) como cor, no livro a poção é descrita como água: incolor, insípida e inodora.

Poção Wiggenweld[editar | editar código-fonte]

A Poção Wiggenweld é uma poção relacionada à magia da série literária de fantasia Harry Potter, de J.K. Rowling. A Poção Wiggenweld é muito fácil de ser preparada, ela tem o poder que restaurar as forças de uma pessoa que esta demasiada fraca por estar doente, por ter se machucado ou simplesmente por estar muito cansado. Sua cor é verde e é de fácil manuseio. Ela é muito encontrada na Ala Hospitalar. De acordo com o jogo Harry Potter e o Prisioneiro de Azkaban, baseado no livro e no filme ambos de mesmo nome, o Príncipe Encantado molhara seus lábios com poção Wiggenweld e dera o beijo que fizera a Bela Adormecida despertar.

Ingredientes[editar | editar código-fonte]

  • Casca de Wiggentree
  • Muco de Verme Gosmento
  • Ditamno
  • Moly

Modo de preparo[editar | editar código-fonte]

Antes de tudo, deve-se esmagar a Moly com o cabo de uma faca. Isso feito, deve-se cortar o Ditamno em pequenas fatias, assim como a casca de Wiggentree. Adicionar ao caldeirão o Muco com a Moly amassada e o Ditamno. Mexer até a solução ferver, e adicionar a casca de Wiggentree. Mexer sempre no sentido horário até atingir a coloração indicada.

Essa poção é eficiente contra venenos de cobras e de plantas venenosas, porém, não é eficiente contra poções que sirvam como veneno. Também serve para revigorar uma pessoa que foi atacada, assim como a poção de cura simples. Essa poção é o elixir da vida como chamada

Ingredientes utilizados nas poções[editar | editar código-fonte]

Muitos ingredientes foram citados na série Harry Potter para o preparo de poções, alguns existentes e outros fictícios. Abaixo há uma lista desses ingredientes.

  • Acônito (flor roxa que se parece com uma boca com a língua de fora)
  • Veneno de Acromântula (veneno de uma aranha monstruosa)
  • Bile de Tatu (orgão encontrado na barriga do tatu)
  • Ovos de Cinzal (ovos de uma cobra)
  • Asfódelo (flor extremamente banca com um risco amarelado nas pétalas)
  • Bezoar (pedra encontrada no estômago de uma cabra)
  • Beladona (flor rosada ou branco-rosado)
  • Partes do Bicórnio (pontas dos chifres de um bicornio)
  • Partes do Gira-Gira (consistem em ferrões de Gira-Gira ressequidos)
  • Partes do Besouro (partes de besouros fervidos)
  • Partes da Ararambóia (partes de uma cobra verde)
  • Bubótubera (planta cujo o pus causa bolhas bastante incômodas na pele,mas se for aplicada sobre as espinhas remove-as)
  • Descuraínia (Ingrediente da Poção Polissuco, precisa ser picada na Lua Cheia para fazer efeito.)
  • Secreção de Bandinho (parte de alguma arvore que tenha musgo seco)
  • Repolho Chinês Glutão (repolho chinês com uma estrutura enorme)
  • Lagartas (lagartas comedoras de folhas)
  • Besouros (besouros pretos fervidos)
  • Partes do Crocodilo (parte de um crocodilo filhote)
  • Margaridas (flor muito bela de cor branca)
  • Ovos de Fada (ovos pretos e perigosos)
  • Ovos de Dragão (ovos de dragão)
  • Partes do Dragão (parte de um dragão filhote)
  • Partes do Erumpente (parte de uma flor vermelha muito chamativa que possui um chifre que explode ao minimo toque)
  • Partes do Verme Cego (muco produzido pelo verme)
  • Descurainia (flor verde muito pequenina)
  • Partes do Sapo (parte de um sapo)
  • Gengibre (vegetal muito fedorento quando fervido)
  • Partes do Besouro da Melancolia (parte de um besouro marrom com enormes “chifres”)
  • Partes do Arpéu (parte de um animal roxo parecido com um rinoceronte)
  • Hellebore (flor muito estranha porque em um ramo se da de diversas cores e formatos)
  • Lesmas (animal lento)
  • Iguanas (lagarto utilizado em poções :usa-se seu rabo)
  • Partes Humanas (muitas vezes é uma porção de sangue)
  • Partes do Dedo-Duro (animal no qual se regenera do dedo)
  • Sanguinária (planta carnívora que se parece com uma margarida com mais pétalas)
  • Hemeróbios (animal voador com um nariz enorme)
  • Sanguessuga (animal que suga sangue)
  • Partes do Peixe-Leão (nadadeiras de um peixe)
  • Ligústica (abelha que aparenta ser de cor amarelada )
  • Mandrágora (planta com a raiz com um formato parecido com um humano)
  • Acônito Lapelo (folha do pé de abobora)
  • Pedra-da-Lua (pedra acinzentada que se mói fácil
  • Urtiga (planta que provoca coceira)
  • Menta (planta que produz uma sensação refrescante)
  • Romã (fruta onde só se come as sementes)
  • Partes do Porco Espinho (espinhos de um animal)
  • Partes do Peixe-Baiacu (espinhos do peixe)
  • Partes do Rato (rabo do rato)
  • Sangue de Rês-ma (sangue de um animal)
  • Ovos de Farosutil (ovos de cobra de três cabeças)
  • Partes da Salamandra (parte de um animal conhecido como taturana)
  • Escaravelhos (besouros comedores de carne)
  • Cocleária (flor pequenina de coloração branca-rosada)
  • Figueiras Cáusticas da Abissínia (flor da figueira mais velha do jardim)
  • Partes da Cobra (partes de uma cobra)
  • Botão-de-Prata (flor cujo miolo é maior que as pétalas)
  • Vagem Soporífera (vagem que tenham feijões extremamente brancos)
  • Aranhas (aranhas)
  • Vermes (vermes de vegetal)
  • Partes do Unicórnio (chifre do unicórnio)
  • Valeriana (flor pequenina e roxa)
  • Acônito Licoctono (flor amarelada extremamente parecida com um girassol)
  • Losna (planta esverdeada parecida com alecrim)