Anexo:Lista de pontes de Roma

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

As pontes de Roma cortam o rio Tibre (em italiano Tevere), muitas delas desde a época romana. Algumas não sobreviveram ao tempo, e outras foram criadas pelas exigências da moderna cidade.

Lista cronológica[editar | editar código-fonte]

Pontes romanas sobre o Tibre[editar | editar código-fonte]

  • Ponte Neroniana (Pons Neronianus) ou Ponte Triunfal (Pons Triumphalis): construída na época do imperador Nero, no século I, ainda são visíveis hoje em dia escassos restos que subsistiram na margem do rio, perto da actual Ponte Vittorio.
Ponte Elio, actual ponte Sant'Angelo, na margem esquerda.

Pontes modernas sobre o Tibre[editar | editar código-fonte]

  • Ponte Garibaldi: inagurada em 1888, obra do arquitecto Angelo Vescovali, era originalmente constituída por um pilar central e duas arcadas em ferro. Entre 1953 e 1958 as arcadas de ferro foram substituídas. Liga o bairro de Trastevere com o centro histórico da cidade (Via Arenula), imediatamente a montante da Ilha Tiberina. Estende-se ao longo de 120 metros.
  • Ponte Palatino: iniciada em 1886 e inaugurada em 1891 em substituição da antiga Ponte Emilio, a seguir à Ilha Tiberina. Estende-se ao longo de 155 metros.
  • Ponte Umberto I: inaugurada em 1885, obra do arquitecto Angelo Vescovali era destinada a servir o Palácio da Justiça ("Palazzaccio") e a ligar o bairro Prati com o centro histórico da cidade, na margem esquerda do Tibre. Dispõe três arcadas, ao longo de 105 metros.
  • Ponte Regina Margherita (ou "Ponte Margherita"): iniciada em 1886 e inaugurada em 1891 é obra do arquitecto Angelo Vescovali. Liga o bairro Prati (Via cola di Rienzo) com a Piazza del Popolo ("Praça do Povo"). Dispõe de três arcadas revestidas de travertino, ao longo de 103 metros.
  • Ponte Cavour: iniciada em 1891 e inaugurada em 1896, é obra do arquitecto Angelo Vescovali. Serve de elo do bairro Prati (Piazza Cavour) com o centro, à direita do rio. Dispõe cinco arcadas ao longo de 110 metros.
Fotografia da Ponte de Santo Ângelo, tirada do castelo.
  • Ponte Mazzini: iniciada em 1904 e inaugurada em 1908, obra dos engenheiros Viani e Moretti. Liga a zona de Gianicolo com o centro. Dispõe três arcadas ao longo de 106 metros.
  • Ponte ferroviaria di San Paolo: construída entre 1907 e 1910 em substituição da Ponte dell'Industria], serve a linha ferroviária entre os bairros de Trastevere e Ostiense. Dispõe três arcadas ao longo de 101 metros.
  • Ponte Vittorio Emanuele II (ou "Ponte Vittorio"): projecto de Ennio De Rossi de 1886, foi inaugurada apenas em 1911. Liga o centro (Corso Vittorio) com o Vaticano, em substituição da antiga Ponte Neroniana e da Ponte Sant'Angelo. Dispõe três arcadas ao longo de 108 metros e está decorada nas extremidades por altos-relevos.
  • Ponte Aventino ou Ponte Sublicio: iniciada em 1914 pelo arquitecto Marcello Piacentini, foi inaugurada em 1919. Liga os bairros de Testaccio e Ostiense (Via Marmorata) com o Trastevere. Dispõe três arcadas ao longo de 105 m.
  • Ponte Matteotti: obra do arquitecto Augusto Antonelli, foi inaugurada em 1929 para ligar o bairro Prati com o bairro Flaminio. Originalmente tinha o nome de Ponte delle Milizie e, mais tarde, Ponte Littorio. O nome actual foi atribuído em 1945. Dispõe três arcadas ao longo de 138 metros.
  • Ponte Flaminio: projectada em 1932 pelo arquitecto Armando Brasini, foi iniciada em 1939. Os trabalhos foram interrompidos pela Segunda Guerra Mundial, e retomados em 1947. Seria concluída em 1951. Realizada em calçada revestida de travertino, é ornamentada de torres de mármore que se assemelham a lampiões. Substituiu a antiga Ponte Milvio. Estende-se ao longo de 292 metros.
  • Ponte Principe Amedeo: inaugurada em 1942 em substituição da ponte pedonal "dei Fiorentini". Dispõe três arcadas ao longo de 109 metros.
  • Ponte Testaccio, iniciada em 1938, projecto do arquitecto Bastianelli, devia ligar a Viale Aventino com a Estação de Trastevere, com o nome de Ponte d'Africa. Foi inaugurada em 1948. Dispõe uma única arcada ao longo de 122 metros e quatro baixos-relevos em travertino.
  • Ponte di Castel Giubileo, de 1951, pertence ao Grande Raccordo Anulare, nas saídas da Via Salaria e da Via Flaminia.
  • Ponte della Magliana: projectada em 1930 pelo engenheiro Romolo Raffaelli para a zona da Exposição Universal de 1942(EUR), ainda em projecto, encontrava-se ainda incompleta em 1943, quando foi parcialmente destruída pelos alemães. Foi completada apenas entre 1945 e 1948. Constituída por sete arcadas em cimento armado, tem 224 metros de comprimento.
  • Ponte Marconi: projectada em 1937 para unir o Trastevere com a zona da EUR, sendo completada apenas no ano 1954. Construção em betão armado, 235 metros.
  • Ponte di Tor di Quinto: construída em 1960 em ocasião das XVII Olimpíadas, em Roma, para ligar a nova Via Olimpica com os importantes edifícios desportivos na Acqua Acetosa. Dispõe sete arcadas de cimento armado ao longo de 72 metros.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Commons
O Commons possui imagens e outros ficheiros sobre Lista de pontes de Roma