Anexo:Lista de primatas fósseis

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

Esta é uma lista de primatas fósseis - primatas extintos pelos quais são conhecidos fósseis. Primatas evoluíram de mamíferos não especializados, pequenos, e que se alimentavam de insetos e frutos. Entretanto, a origem dos primatas é controversa, inclusive, se sua origem provém de um ancestral arborícola é questionável.[1] Como tem sido sugerido, muitos outras ordens de mamíferos são arborícolas e não desenvolveram as mesmas características dos primatas. Atualmente, alguns gêneros bem conhecidos, como Plesiadapis e Purgatorius, embora considerados como mais antigos primatas, não têm sido considerados como tal por alguns autores recentes, que tendem a inclui-los em uma outra ordem, Plesiadapiformes, dentro da superordem Euarchontoglires.[2] Alguns, para evitar confusão, utilizam o termo Euprimata, excluindo Plesiadapiformes. Tal denominação não é usada aqui.

Há um debate também de quando os primeiros primatas surgiram. Um dos provavelmente mais antigos fósseis de primatas é o controverso Altiatlasius koulchii, provavelmente um Omomyidae, mas talvez seja um não-primata Plesiadapiforme, que viveu no Marrocos, no Paleoceno, há cerca de 60 milhões de anos.[1] Porém, outros estudos, incluindo aqueles com relógio molecular, estimam que a origem dos primatas é do Cretáceo Médio, há cerca de 85 milhões de anos, antes da extinção dos dinossauros e da bem sucedida radiação de mamíferos.[3] [4] [5] Apesar disso, é consenso o monofiletismo da ordem, apesar de sua origem não ser clara.[6] Não há fósseis diretamente aparentados aos grandes macacos africanos, e nenhum fóssil conhecido pode ser considerado como o último ancestral comum entre estes e os seres humanos.[7]

A seguinte lista se baseia no livro de Walter Carl Hartwig,The Fossil Primate Record.[8] Parênteses em nomes de autores e datas indicam mudanças no gênero do fóssil, de acordo com Código Internacional de Nomenclatura Zoológica.[9]

Strepsirrhini[editar | editar código-fonte]

Grupo basal a Strepsirrhini[editar | editar código-fonte]

  • Algeripithecus minutus Godinot & Mahboubi, 1992
  • Azibius trerki Sudre, 1975
  • Djebelemur martinezi Hartenberger & Marandat, 1992
  • sem nome ('Anchomomys')

Adapiformes[editar | editar código-fonte]

Adapiformes, incertae sedis[editar | editar código-fonte]

Adapoidea[editar | editar código-fonte]

Lemuriformes[editar | editar código-fonte]

Lorisoidea[editar | editar código-fonte]

Lemuroidea[editar | editar código-fonte]

  • Plesiopithecus teras Simons, 1992

Subfossil lemurs:

  • Archaeolemur edwardsi Filhol, 1895
  • Archaeolemur majori Filhol, 1895
  • Hadropithecus stenognathus Lorenz von Liburnau, 1899
  • Mesopropithecus dolichobrachion Simons et al., 1995
  • Mesopropithecus globiceps Lamberton, 1936
  • Mesopropithecus pithecoides Standing, 1905
  • Babakotia radofilai Godfrey et al., 1990
  • Palaeopropithecus ingens G. Grandidier, 1899
  • Palaeopropithecus kelyus Gommery et al., 2010
  • Palaeopropithecus maximus Standing, 1903
  • Archaeoindris fontoynontii Standing, 1909
  • Subgenus: Megaladapis
  • Megaladapis (Megaladapis) grandidieri Standing, 1903
  • Megaladapis (Megaladapis) madagascariensis Forsyth-Major, 1894
  • Subgenus: Peloriadapis
  • Megaladapis (Peloriadapis) edwardsi Grandidier, 1899
  • Pachylemur insignis Filhol, 1895
  • Pachylemur jullyi Lamberton, 1948

Haplorrhini[editar | editar código-fonte]

Tarsiiformes[editar | editar código-fonte]

Tarsiiformes, incertae sedis[editar | editar código-fonte]

Omomyoidea[editar | editar código-fonte]

Simiiformes[editar | editar código-fonte]

Simiiformes, incertae sedis[editar | editar código-fonte]

Platyrrhini[editar | editar código-fonte]

Platyrrhini, incertae sedis[editar | editar código-fonte]

Catarrhini[editar | editar código-fonte]

Catarrhini, incertae sedis[editar | editar código-fonte]

Propliothecoidea[editar | editar código-fonte]

Pliopithecoidea[editar | editar código-fonte]

Pliopithecoidea, incertae sedis[editar | editar código-fonte]

Cercopithecoidea[editar | editar código-fonte]

Proconsuloidea[editar | editar código-fonte]

Dendropithecoidea[editar | editar código-fonte]

Hominoidea[editar | editar código-fonte]

Ver também[editar | editar código-fonte]

Leitura recomendada[editar | editar código-fonte]

  • Weiss, M.L., & Mann, A.E. 'Human Biology and Behaviour: An anthropological perspective. 4ª ed. Boston: Little Brown. ISBN 0-673-39013-6

Referências

  1. a b Rasmussen, D. T.. In: Hartwig, W. C.. The Primate Fossil Record. Cambridge: Cambridge University Press, 2002. Capítulo: The origin of Primates. , 5–9 pp. ISBN 978-0-521-08141-2
  2. Covert, H. H.. In: Hartwig, W. C.. The Primate Fossil Record. Cambridge: Cambridge University Press, 2002. Capítulo: The earliest fossil Primates and the evolution of Prosimians: Introduction. , 13–20 pp.
  3. Lee, M.. (1999). "Molecular Clock Calibrations and Metazoan Divergence Dates". Journal of Molecular Evolution 49 (3): 385–391. DOI:10.1007/PL00006562. PMID 10473780.
  4. Field Museum. Scientists Push Back Primate Origins From 65 Million To 85 Million Years Ago Science Daily. Página visitada em 11 de fevereiro de 2013.
  5. Tavaré, S., Marshall, C. R., Will, O., Soligo, C. & Martin R.D.. (2002). "Using the fossil record to estimate the age of the last common ancestor of extant primates". Nature 416 (6882): 726–729. DOI:10.1038/416726a. PMID 11961552.
  6. Dawkins, R.. The Ancestor’s Tale. A Pilgrimage to the Dawn of Evolution. Boston, New York: Mariner Books, 2005. 160–168 pp.
  7. Willoughby, P.. (2005). "Palaeoanthropology and the evolutionary place of humans in nature". International Journal of Comparative Psychology 18.
  8. Hartwig, W. C.. The Primate Fossil Record. [S.l.]: Cambridge University Press, 2002. 544 pp. ISBN 978-0-521-08141-2
  9. ICZN (1999). Article 51. Citation of names of authors International Commission on Zoological Nomenclature (ICZN). Página visitada em 11 de fevereiro.
  10. Tabuce, R., Marivaux, L., Lebrun, R., Adaci, M., Bensalah, M., Fabre, P. H., ... & Mahboubi, M.. (2009). "Anthropoid versus strepsirhine status of the African Eocene primates Algeripithecus and Azibius: craniodental evidence". Proceedings of the Royal Society B: Biological Sciences 276 (1676): 4087-4094. DOI:10.1098/rspb.2009.1339.
  11. a b Godinot, M.. In: Werdelin, L.; Sanders, W.J. Cenozoic Mammals of Africa. [S.l.]: University of California Press, 2010. Capítulo: Chapter 19: Paleogene Prosimians. , p. 327. ISBN 978-0-520-25721-4
  12. Godinot, M.. (2006). "Lemuriform origins as viewed from the fossil record.". Folia Primatologica 77 (6): 446-464.
  13. a b Franzen, Jens L.. . "Complete Primate Skeleton from the Middle Eocene of Messel in Germany: Morphology and Paleobiology". PLoS ONE 4 (5): e5723. DOI:10.1371/journal.pone.0005723. PMID 19492084. Bibcode2009PLoSO...4.5723F.
  14. Godino, M.. In: Werdelin, L.; Sanders, W.J. Cenozoic Mammals of Africa. [S.l.]: University of California Press, 2010. Capítulo: Chapter 19: Paleogene Prosimians. , p. 326. ISBN 978-0-520-25721-4
  15. Mittermeier, R., Ganzhorn, J., Konstant, W., Glander, K., Tattersall, I., Groves, C., Rylands, A., Hapke, A., Ratsimbazafy, J., Mayor, M., Louis, E., Rumpler, Y., Schwitzer, C. & Rasoloarison, R.. (2008). "Lemur Diversity in Madagascar". International Journal of Primatology 29 (6): 1607–1656. DOI:10.1007/s10764-008-9317-y.