Anexo:Lista dos duques de Brabante

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Escudo de Armas dos Duques de Brabante

O Ducado de Brabante havia sido previamente promovido de condado em 1183/1184. O título "Duque de Brabante" foi criado pelo imperador alemão Frederico Barbarossa em favor de Henrique I, filho de Godofredo III de Lovaina (que era duque da Baixa-Lotaríngia nesse período).

O Ducado de Brabante foi uma promoção feudal do já existente título de Condado de Brabante. Esta era um localidade do império que havia sido designada a Henrique III de Lovaina por volta de 1085/1086, mais precisamente após a morte do precedente Conde de Brabante, o Conde Paladino Hermano II da Lotaríngia ( † 20 de setembro de 1085). Embora o condado correspondente fosse muito pequeno (limitado ao território da parte baixa da cidade de Bruxelas e 25 km a oeste, entre os rios Sena e Dender), seu nome foi dado a todo o território sob o poder dos duques do século XIII em diante. Em 1190, após a morte de Godofredo III, Henrique I tornou-se também Duque da Lotaríngia. Anteriormente conhecido como Baixa-Lotaríngia, o título praticamente já não possuía autoridade territorial, mas foi exibido pelos posteriores Duques de Brabante como título honorário.

Em 1288, os Duques de Brabante também se tornaram Duque de Limburgo. O título passou aos Duques da Borgonha em 1430. Seguiu com a Borgonha até a Revolução Francesa, embora a parte norte do território de Brabante tenha sido governado pela Holanda durante os séculos XVII e XVIII.

Os ancestrais dos Duques de Brabante[editar | editar código-fonte]

Condes de Lovaina e de Bruxelas[editar | editar código-fonte]

988-1015 : Lamberto I, (9501015), filho de Ranier III de Hainaut, conde de Lovaina em 988, tendo-se tornado conde de Bruxelas por dote de casamento em 994,

casado em 994 com Gerbérgia, filha de Carlos, duque da Baixa Lotaríngia.

1015-1038 : Henrique I de Lovaina, († 1038), filho do anterior.

1038-1040 : Otão de Lovaina, morto antes de 3 de junho de 1041, filho do anterior.

1040-1054 : Lamberto II de Lovaina († 1054), tio do anterior e filho de Lamberto I,

casado com Oda de Verdun (995 † depois de 1047), filha de Gotelo I, duque da Baixa Lotaríngia e da Alta Lotaríngia.

1054-1079 : Henrique II de Lovaina (10201079), filho do anterior,

casado com Adélia, de origem desconhecida.

1079-1095 : Henrique III de Lovaina († 1095), filho do anterior e conde de Brabante em 1085,

casado com Gertrudes de Flandres (10801117), filha de Roberto I, conde de Flandres e de Gertrudes de Saxe.

Condes de Brabante, condes de Lovaina e Bruxelas[editar | editar código-fonte]

1095-1139 : Godofredo I de Brabante "o Barbudo", irmão do anterior, conde de Brabante, conde de Lovaina e de Bruxelas e duque da Baixa-Lotaríngia de 1106 a 1125,

casado
  1. em 1099 com Ida de Chiny (10781117), filha de Othon II, conde de Chiny e de Adelaide de Namur;
  2. por volta de 1120 com Clemência de Borgonha († 1133), filha de Guilherme I, conde de Borgonha e de Etiennette.
Condes de Lovaina

1139-1142 : Godofredo II de Lovaina (1107 † 1142), filho do anterior, duque da Baixa-Lotaríngia de 1140 a 1142,

casado por volta de 1139 com Lutgarda de Soulzbach (11091163), filha de Berengar II, conde de Soulzbach e senhor de Bamberg, e de Adelaide de Lechsgemünd.

1143-1190 : Godofredo III de Lovaina (11401190), filho do anterior, duque da Baixa-Lotaríngia de 1142 a 1190,

casado
  1. em 1155 com Margarida de Limburgo (11351172), filha de Henrique II, conde de Limburgo, e de Matilde de Saffenberg;
  2. em 1180 com Imagina de Looz († 1214), filha de Luís I, conde de Looz e de Agnès de Metz.

Duques de Brabante e de Lorena[editar | editar código-fonte]

Duques de Brabante

1183-1235 : Henrique I (11651235), filho do anterior, conde de Bruxelas em 1179, duque de Brabante em 1183, conde de Lovaina e duque da Baixa-Lotaríngia (ou Lorena) em 1190.

casado
  1. em 1179 com Matilde de Bolonha (11701210), filha de Mateus da Alsácia e de Maria de Blois, conde e condessa de Bolonha;
  2. em 1213 com Maria da França (11981224), filha de Felipe II Augusto, rei da França, e de Agnès de Merânia.

1235-1248 : Henrique II (12071248), filho do anterior,

casado
  1. antes de 1215 com Maria de Hohenstaufen (12011235), filha de Felipe de Suábia, rei dos Romanos e de Irene Ange,
  2. por volta de 1240 com Sofia de Turíngia (12241275), filha de Luís IV de Turíngia e de Isabel de Hungria.

1248-1261 : Henrique III († 1261), filho do anterior,

casado em 1251 com Adelaide de Borgonha (12331273), filha de Hugo IV, duque de Borgonha, e de Iolanda de Dreux.

1261-1267 : Henrique IV (1251 † depois de 1272), filho do anterior.

Duques de Brabante, de Lorena e de Limburgo[editar | editar código-fonte]

Duques de Brabante e de Limburgo

1268-1294 : João I o Vitorioso (12531294), segundo filho de Henrique III.

casado
  1. em 1271 com Margarida da França (12551272), filha de São Luís, rei da França e de Margarida de Provença;
  2. em 1273 com Margarida de Flandres (12511285), filha de Guy de Dampierre, conde de Flandres e de Matilde de Béthune.
En 1288, faz a conquista do ducado de Limburgo.

1294-1312 : João II o Pacífico (12751312), filho do anterior,

casado em 1290 com Margarida da Inglaterra (12751333), filha de Eduardo I, rei da Inglaterra e de Eleonora de Castilha.

1312-1355 : João III o Triunfante (13001355), filho do anterior

casado em 1311 com Maria d'Evreux († 1335), filha de Luís da França, conde d'Évreux e de Margarida de Artois.

1355-1406 : Joana de Brabante, filha do anterior.

casada :
  1. em 1334 com Guilherme II de Avesnes (13071345), conde de Hainaut e da Holanda
  2. em 1352 com Venceslau I de Luxemburgo (13371383).
Após a morte de Venceslau, Joana designa como sua herdeira sua sobrinha Margarida de Flandres (13501405), condessa de Flandres e o marido da mesma, Felipe o Audacioso (13421404), duque de Borgonha. Abriram mão de seus direitos, em 1404, a seu segundo filho, Antônio, conde de Rethel.

Casa de Borgonha[editar | editar código-fonte]

Duques de Brabante da Casa de Borgonha

1406-1415 : Antônio (13841415),

casado
  1. em 1402 com Joana de Luxemburgo († 1407), filha de Valério III de Luxemburgo, conde de Santo-Pol e de Ligne, e de Maud Holanda,
  2. em 1409 com Elisabeth de Goerlitz (13901451) duquesa consorte de Luxemburgo

1415-1427 : João IV (14031427), filho do anterior,

casado em 1418 com Jacqueline da Baviera (14011436), condessa de Hainaut e da Holanda.

1427-1430 : Filipe de Saint-Pol (14041430), irmão do anterior.

1430-1467 : Filipe, o Bom, duque de Borgonha, filho de João sem Medo, duque da Borgonha, este, por sua vez, filho de Filipe, o Audacioso e de Margarida de Flandres.

1467-1477 : Carlos, o Temerário, duque de Borgonha, filho do anterior.

1477-1482 : Maria de Borgonha, filha da anterior.

1482-1494 : regência de Maximiliano de Habsburgo, esposo da anterior.

1494-1506 : Filipe de Habsburgo, o Belo, filho dos dois anteriores.

1506-1549 : Carlos V de Espanha, filho do anterior.

O Brabante é então incorporado aos Países-Baixos espanhóis, e então aos Países-Baixos austríacos.

Título honorário da Casa Imperial Saxe-Coburgo e Gota[editar | editar código-fonte]

A partir da proclamação do reino da Bélgica o título de Duque de Brabante é entregue ao príncipe herdeiro quando ele é filho do rei:

1840-1865 : Leopoldo (1835-1909), príncipe herdeiro da Bélgica, príncipe de Saxe-Coburgo e Gota, duque em Saxe. Duque de Brabante, Leopoldo II, rei dos belgas (1865-1909), soberano do Congo (1885-1909) ; filho do rei Leopoldo I.

1865-1869 : Alberto (1859-1869), príncipe da Bélgica, príncipe de Saxe-Coburgo e Gota, duque em Saxe, Conde de Hainaut (1859-1865). Duque de Brabante (1865-1869); sobrinho do rei Leopoldo II.

1910-1934 : Leopoldo (1901-1983), príncipe da Bélgica, então, príncipe herdeiro e duque de Brabante (1910-1934), Leopoldo III, rei dos belgas (1934-1951) ; filho de Alberto I.

1934-1951 : Balduíno (1930-1993), príncipe da Bélgica e Conde de Hainaut (1930-1934) , príncipe herdeiro e duque de Brabante (1934-1951), Rei dos Belgas (1951-1993) ; filho de Leopoldo III.

1993-2013: Filipe I, Príncipe da Bélgica, então príncipe herdeiro e duque de Brabante (1993) ; filho de Albert II.

após 2013: Isabel da Bélgica, Princesa da Bélgica e Duquesa do Brabante; filha de Filipe I.

Ver também[editar | editar código-fonte]