Anexo:Quadro de medalhas dos Jogos Pan-Americanos de 2007

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Rio2007 logo.PNG

O Quadro de medalhas dos Jogos Pan-Americanos de 2007 é uma lista que classifica os Comitês Olímpicos Nacionais de acordo com o número de medalhas conquistadas nos Jogos realizados no Rio de Janeiro, no Brasil. 332 finais foram disputadas em 47 modalidades.[1]

Granada conquistou sua primeira medalha em Jogos Pan-Americanos com Sherry Fletcher, medalha de bronze nos 200 metros feminino do atletismo. Também no atletismo, Antígua e Barbuda e El Salvador conquistaram suas primeiras medalhas de ouro, respectivamente com Brendan Christian, que venceu os 200 metros masculino, e Cristina Lopez, campeã na marcha atlética feminina.[2]

O quadro[editar | editar código-fonte]

O Brasil conquistou a medalha de prata no basquete feminino.
Pódio do futebol feminino. O Brasil conquistou o ouro, os Estados Unidos ficaram com a prata e o Canadá com o bronze.
Franck Caldeira, campeão da maratona masculina.

O quadro de medalhas está classificado de acordo com o número de medalhas de ouro, estando as medalhas de prata e bronze como critérios de desempate em caso de países com o mesmo número de ouros. 32 países conquistaram medalhas.[3]

     País sede destacado.
 Ordem  País Medalha de ouro Medalha de prata Medalha de bronze America medals icons.svg
1 Estados UnidosUSA Estados Unidos 97 88 52 237
2 CubaCUB Cuba 59 35 41 135
3 BrasilBRA Brasil 52 40 65 157
4 CanadáCAN Canadá 39 44 55 138
5 MéxicoMEX México 18 24 31 73
6 ColômbiaCOL Colômbia 14 20 13 47
7 VenezuelaVEN Venezuela 12 23 35 70
8 ArgentinaARG Argentina 11 16 33 60
9 República DominicanaDOM República Dominicana 6 6 17 29
10 ChileCHI Chile 6 5 9 20
11 EquadorECU Equador 5 4 10 19
12 Porto RicoPUR Porto Rico 3 6 12 21
13 JamaicaJAM Jamaica 3 5 1 9
14 GuatemalaGUA Guatemala 2 3 2 7
15 BahamasBAH Bahamas 2 2 3 7
16 El SalvadorESA El Salvador 1 3 6 10
17 PanamáPAN Panamá 1 1   2
18 Antígua e BarbudaANT Antígua e Barbuda 1   2 3
19 Antilhas NeerlandesasAHO Antilhas Neerlandesas 1   1 2
20 PeruPER Peru   4 8 12
21 Trinidad e TobagoTRI Trinidad e Tobago   1 3 4
22 UruguaiURU Uruguai   1 2 3
23 Ilhas CaymanCAY Ilhas Cayman   1   1
24 NicaráguaNCA Nicarágua     2 2
25 BarbadosBAR Barbados     1 1
25 DominicaDMA Dominica     1 1
25 GranadaGRN Granada     1 1
25 GuianaGUY Guiana     1 1
25 HaitiHAI Haiti     1 1
25 HondurasHON Honduras     1 1
25 Santa LúciaLCA Santa Lúcia     1 1
25 ParaguaiPAR Paraguai     1 1
TOTAL 333 332 411 1 076

Mudanças no quadro de medalhas[editar | editar código-fonte]

Fabrício Mafra antes de perder sua medalha.

Quatro atletas perderam suas medalhas por uso de doping:

  • BrasilBRA Fabrício Mafra teve de devolver a medalha de bronze da categoria até 105kg do halterofilismo após constatação do uso de testosterona exógena (não produzida naturalmente pelo corpo).[5]
  • NicaráguaNCA Pedro Wilder Rayo Rojas devolveu sua medalha de bronze conquistada junto com a equipe de seu país no torneio de beisebol após ter sido pego pelo uso de boldenona. A Nicarágua não perdeu a medalha por se tratar de um esporte coletivo.[5]
  • BrasilBRA Rebeca Gusmão perdeu as quatro medalhas que havia conquistado, incluindo duas de ouro, também por uso de testosterona exógena.[5]

Referências

  1. Comitê Organizador Rio 2007. Atuações (em português). Página visitada em 14 de dezembro de 2009.
  2. Comitê Olímpico Brasileiro. Rio 2007 (em português). Página visitada em 16 de dezembro de 2009.
  3. Rio 2007. Livro de resultados do Pan Rio 2007 - Seção Destaques, página 5 (em português). Página visitada em 25 de janeiro de 2009.
  4. Globoesporte.com (4 de agosto de 2007). Confirmado primeiro caso de doping do Pan (em português). Página visitada em 17 de dezembro de 2009.
  5. a b c Estadão (18 de dezembro de 2007). Odepa confirma doping de Rebeca Gusmão no Pan (em português). Página visitada em 17 de dezembro de 2009.