Angela Carter

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
NoFonti.svg
Este artigo ou se(c)ção cita fontes fiáveis e independentes, mas que não cobrem todo o conteúdo (desde junho de 2014). Por favor, adicione mais referências e insira-as corretamente no texto ou no rodapé. Trechos sem fontes poderão ser removidos.
Encontre fontes: Googlenotícias, livros, acadêmicoYahoo!Bing.

Angela Carter (Eastbourne, Inglaterra, 7 de maio de 1940 - Londres, Inglaterra, 16 de fevereiro de 1992), registrada sob o nome Angela Olive Stalker, foi uma escritora inglesa, muito conhecida por sua literatura pós-feminista e seu realismo mágico, sem falar em trabalhos de ficção científica. Graduou-se em literatura pela Universidade de Bristol e trabalhou como jornalista. Autora de romances, poesia, contos infantis e obras não ficcionais, colaborou com o roteiro do filme Na companhia dos lobos, inspirado em sua obra O quarto do Barba-Azul[1] .

Para evitar os bombardeios de sua cidade natal na Segunda Guerra Mundial, Angela foi viver com sua avó materna em Yorkshire. Sua avó, uma personalidade forte e matriarcal, foi influente em toda sua vida, como escritora e pessoa. Durante a adolescência, sofreu de anorexia. Seu primeiro trabalho foi como jornalista, no que seguiu os passos do pai. Depois, formou-se em Literatura na Universidade de Bristol.

Foi uma escritora prolífica, em muitas áreas: do romance ao ensaio, da literatura fantástica à infantil. Seu interesse simultâneo pelo feminismo e pela literatura a levou a reescrever, pelo ponto de vista feminino textos de autores como o Marquês de Sade e Baudelaire. Contudo, na opinião de vários seus contemporâneos, Angela não era nem um pouco sectária: cultivou amizades com outros grandes autores, como Salman Rushdie.

Também não se enquadrava nos convencionais da cultura dos países de língua inglesa e procurava conhecer outras culturas e outras línguas. Era fluente em francês e alemão e morou por dois anos em Tóquio, Japão. Esteve no país no mesmo período que Roland Barthes.

Prêmios[editar | editar código-fonte]

Em 1967, recebeu o prêmio John Llewellyn Rhys, por "The magic toyshop"; em 1968, Several perceptions lhe rendeu o Somerset Maugham; em 1979, "O quarto do Barba-Azul" ganhou o prêmio Cheltenham Festival of Literature e Noites no circo foi premiado com o James Tait Black Memorial em 1985.[1]


Obras[editar | editar código-fonte]

Contos[editar | editar código-fonte]

  • Fireworks: Nine Profane Pieces (1970)
  • The Bloody Chamber and Other Stories (1979)
  • Black Venus (ou Saints and Strangers) (1985)
  • American Ghosts and Old World Wonders (1993)
  • Burning Your Boats: The Collected Short Stories (1995)
  • The Courtship of Mr. Lyon

Romances[editar | editar código-fonte]

  • Shadow Dance (1966), ou Honeybuzzard
  • The Magic Toyshop (1967)
  • Several Perceptions (1968)
  • Heroes and Villains (1969)
  • Love (1971)
  • The Infernal Desire Machines of Doctor Hoffman (1972) ou The War of Dreams, publicada no Brasil como As infernais máquinas de desejo do Dr. Hoffman, pela Rocco
  • The Passion of New Eve (1977), publicada no Brasil como A paixão da nova Eva, também pela Rocco,
  • Nights at the Circus (1984), publicada no Brasil como Noites no Circo, também pela Rocco
  • Wise Children (1991)

Roteiros e obras dramáticas[editar | editar código-fonte]

  • Come Unto These Golden Sands: Four Radio Plays (1985)
  • The Curious Room: Plays, Film Scripts and an Opera (1996) -- inclui os roteiros de Carter para adaptações de A Companhia dos Lobos, escrito com Neil Jordan e The Magic Toyshop, além de Come Unto These Golden Sands: Four Radio Plays

Literatura infantil[editar | editar código-fonte]

  • The Donkey Prince (1970)
  •  :Miss Z, the Dark Young Lady (1970)
  • Comic and Curious Cats (1979)
  • The Music People (1980)
  • Moonshadow (1982)
  • Sleeping Beauty and Other Favourite Fairy Tales (1982)
  • Sea-Cat and Dragon King (2000)

Não ficção[editar | editar código-fonte]

  • The Sadeian Woman and the Ideology of Pornography (1978)
  • Nothing Sacred: Selected Writings (1982)
  • Expletives Deleted: Selected Writings (1992)
  • Shaking a Leg: Collected Journalism and Writing (1997)

Referências

  1. a b Angela Carter - sobre a autora Companhia das Letras. Visitado em 22 de Junho de 2014.
Ícone de esboço Este artigo sobre a biografia de um(a) escritor(a), poeta ou poetisa é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.