Angelino Dulcert

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Portulano de Angelino Dulcert (1339).

Angelino Dulcert (século XIV), provavelmente a mesma pessoa que aparece referida como Angelino Dalorto[1] , foi um cartógrafo de Maiorca cujo portulano conhecido é o primeiro exemplar atribuído à chamada "Escola de Maiorca", produzido em Palma de Maiorca no ano de 1339.

O portulano de Dulcert[editar | editar código-fonte]

As chaves e legendas estão escritas em latim, e o mapa distingue-se por apresentar aspectos pouco comuns nos seus congéneres até então produzidos em Génova e em Veneza[1] .

Este mapa também tenta representar o Norte da Europa e inclui informações relativas à África, afastando-se assim das representações centradas no mar Mediterrâneo que caracterizam outros portulanos da época. Também se destaca por ser o primeiro mapa onde se identifica a ilha de Lanzarote, a mais oriental do arquipélago das Canárias, como "Insula de Lanzarotus Marocelus", uma referência ao navegador genovês Lancelotto Malocello.

O portulano está desenhado em dois pergaminhos manuscritos, reunidos em uma carta, com as dimensões de 750 x 1020 milímetros. Encontra-se na Bibliothèque Nationale de France, em Paris[2] .

Notas

  1. a b Oldham, R.D.. (May 1925). "The Portolan Maps of the Rhône Delta: A Contribution to the History of the Sea Charts of". The Geographical Journal, 65 (5): 403–424. DOI:10.2307/1782548.
  2. "Cartes et Plans", Rés. Ge. B., 696.

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

  • PELLETIER, Monique. "Der Portolan von Angelino Dulcert 1339". In: Cartographica Helvetica 9 (1994) pp. 23–31.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Commons
O Commons possui imagens e outras mídias sobre Angelino Dulcert

Ligações externas[editar | editar código-fonte]