Anjo Negro

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Question book.svg
Esta página ou se(c)ção não cita fontes fiáveis e independentes (desde Dezembro de 2008). Por favor, adicione referências e insira-as no texto ou no rodapé, conforme o livro de estilo. Conteúdo sem fontes poderá ser removido.

Anjo Negro é um romance publicado postumamente de Cordeiro de Andrade, escrito logo após o seu autor ter o seu terceiro espasmo cerebral, que deixou o seu lado direito imobilizado, foi escrito com a mão esquerda e publicado postumamente pela sua esposa Glória.

Este romance foi inscrito em um concurso da Livraria José Olympio e obteve a quarta colocação.

Enredo[editar | editar código-fonte]

Gtk-paste.svg Aviso: Este artigo ou se(c)ção contém revelações sobre o enredo.

Um presidiário, chamado Joãozinho Ventura, relembra da sua vida desde sua infância até a sua entrada na prisão.

Conta como seu pai perdeu o juízo e passou a acreditar que era Napoleão Bonaparte, logo após perder todo o dinheiro. Joãozinho e sua mãe são expulsos de sua grande casa e se vêm na rua, sorte que sua empregada salva alguma jóias e os ajuda nas tarefas do dia a dia.

Ele demonstra como a vida é difícil no Itu, demonstra a fé do brasileiro em milagres quando sua mãe tentou curar seu pai da loucura indo a sessões espíritas, denuncia a corrupção e a perda do caráter por parte das pessoas que melhoram de vida explorando os pobres como o Sr. Justino dono do Às de Ouro.a

Ícone de esboço Este artigo sobre um livro é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.