Anna Harrison

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Anna Harrison
Nome completo Anna Tuthill Symmes Harrison
Nascimento 25 de julho de 1775
Morristown, Nova Jérsei
Morte 25 de fevereiro de 1864 (88 anos)
Nacionalidade  Estados Unidos
Cônjuge William Henry Harrison
Filho(s) Elizabeth Bassett Harrison (29 de setembro de 1796 - 27 de setembro de 1846);
John Cleves Symmes Harrison (28 de outubro de 1798 - 30 de outubro de 1830);
Lucy Singleton Harrison (5 de setembro de 1800 - 7 de abril de 1826);
William Henry Harrison Jr (3 de setembro de 1802 - 6 de setembro de 1838);
John Scott Harrison (4 de outubro de 1804 - 25 de maio de 1878);
Benjamin Harrison (5 de maio de 1806 - 9 de junho de 1840);
Mary Symmes Harrison (28 de janeiro de 1809 - 16 de novembro de 1842);
Carter Bassett Harrison (26 de outubro de 1811 - 12 de agosto de 1839);
Anna Tuthill Harrison (28 de outubro de 1813 - 5 de julho de 1845);
James Findlay Harrison (15 de maio de 1814 - 6 de abril de 1817)

Anna Tuthill Symmes Harrison (25 de julho de 1775 - 25 de fevereiro de 1864), esposa do Presidente estadunidense William Henry Harrison e avó do Presidente Benjamin Harrison, foi a Primeira-dama dos Estados Unidos durante o mandato de um mês de seu marido em 1841, porém nunca pôs os pés na Casa Branca.

Origem e Casamento[editar | editar código-fonte]

Anna nasceu em Flatbrookville, Walpack Township, Nova Jérsei em 25 de julho de 1775; seus pais eram Judge John Cleves Symmes e Anna Tuthill Symmes, naturais de Long Island. Seu pai era Chefe de Justiça da Suprema Corte de Nova Jérsei e posteriormente tornou-se um proeminente proprietário no sudoeste de Ohio. Quando sua mãe faleceu, em 1776, seu pai disfarçou-se de um soldado britânico pra levá-la a cavalo, através das linhas férreas, à seus avós em Long Island, que cuidaram dela durante a Guerra de Independência. Seu pai também era um delegado de Nova Jérsei no Congresso Continental o Presidente do Comitê de Segurança do Condado de Sussex.

Cresceu em Long Island, recebendo, excepcionalmente, uma educação boa para uma mulher naqueles tempos. Frequentou a Academia Clinton em Easthampton, Long Island, e a escola particular de Isabella Graham em New York City.

Quando tinha trinta e três anos de idade, Anna foi, com seu pai e sua madrasta, ao deserto de Ohio, onde se estabeleceram em North Bend. Quando visitava seus parentes em Lexington, Kentucky em uma primavera de 1795, conheceu o Tenente William Henry Harrison, que estava na cidade por causa de assuntos militares. Harrison residia nas proximidades de Fort Washington. O pai de Anna desaprovou seu casamento com Harrison, em grande parte porque ele queria poupar sua filha das dificuldades da vida em acampamentos do exército. Apesar de o pai tentar impedir que os dois saíssem juntos, o namoro floresceu às escondidas.

Casaram-se em 22 de novembro de 1795 na casa do Dr. Stephen Wood, tesoureiro do Território do Noroeste, em North Bend (seu pai estava longe, em uma viagem de negócios em Cincinnati). O casal teve sua lua-de-mel em Fort Washington, enquanto Harrison ainda estava de plantão. Duas semanas depois, em um jantar de despedida para o General "Mad" Anthony Wayne, Symmes confrontou seu novo genro pela primeira vez desde o casamento. Dirigindo-lo severamente, quis saber como ele pretende sustentar sua filha. O fato de seu genro haver conseguido fama no campo de batalha fez Symmes aceitá-lo.

O casal aparentemente teve um casamento feliz, apesar da sucessão de tragédias na morte precoce de cinco de seus dez filhos crescidos. São eles:

Ascensão de seu marido à fama[editar | editar código-fonte]

Harrison ganhou fama como um líder de Indiana na Batalha de Tippecanoe e herói da Guerra de 1812, porém passou grande parte de sua vida na carreira civil. Seu serviço no Congresso como delegado territorial de Ohio deu a Anna e seus filhos uma chance de visitar sua família em Berkeley, a plantação deles no Rio James. Seu terceiro filho, Lucy Singleton Harrison, nasceu nesta viagem, em Richmond, Virgínia em 5 de setembro de 1800. A candidatura de Harrison a governador do Território de Indiana levou-os ainda mais adentro do deserto; ele construiu uma bela casa em Vincennes, Indiana que misturava uma fortaleza a uma mansão de plantações.

Diante da Guerra de 1812, a família mudou-se para a fazenda em North Bend. Lá, ao ouvir a notícia da vitória eleitoral de seu marido em 1840, Anna disse: "Desejo que os amigos de meu marido deixem-no onde está, feliz e contente na aposentadoria."

Primeira-dama dos Estados Unidos[editar | editar código-fonte]

Quando William tomou posse em 1841, Anna foi detida por uma doença na casa deles em North Bend. Ela decidiu não acompanhá-lo a Washington DC. O presidente eleito Harrison pediu a sua nora Jane Irwin Harrison, esposa de seu filho William Henry Harrison Jr, a acompanhá-lo e atuar como anfitriã até a chegada de Anna em maio. Em 4 de abril, exatamente um mês após sua posse, o Presidente Harrison morreu. Anna estava se preparando para a mudança à Casa Branca quando soube da morte de seu marido em Washington, então, nunca fez a viagem.

Morte[editar | editar código-fonte]

Após a morte de William, ela viveu com seu filho John Scott em North Bend, e ajudou a criar seus netos, incluindo Benjamin, que na época tinha oito anos, que viria a se tornar Presidente dos Estados Unidos. Em junho de 1841, o Presidente John Tyler assinou uma lei que daria a primeira pensão para uma esposa de presidente, um subsídio de US$ 25 000 para a Srª Harrison.

Anna Harrison faleceu em 25 de fevereiro de 1864, aos 88 anos, e foi sepultada no William Henry Harrison Tomb State Memorial em North Bend.

Referências[editar | editar código-fonte]