Anna Tibaijuka

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Question book.svg
Esta página ou se(c)ção não cita fontes fiáveis e independentes (desde outubro de 2010). Por favor, adicione referências e insira-as no texto ou no rodapé, conforme o livro de estilo. Conteúdo sem fontes poderá ser removido.
Anna Tibaijuka
Anna Tibaijuka
Subsecretário-geral da ONU Flag of the United Nations.svg
Vida
Nascimento 1950
Muleba, Tanzânia
Tanzânia
Dados pessoais
Profissão Professora

Anna Kajumulo Tibaijuka (Muleba, 1950) é uma Subsecretária-geral das Nações Unidas e ex-diretora executiva do Programa das Nações Unidas para os Assentamentos Humanos (UN-Habitat).

Vida e formação[editar | editar código-fonte]

Nascida em uma fámilia de pequenos agricultores de banana e café, em 1950, na cidade de Muleba, na Tanzânia, Anna Tibaijuka estudou Economia Agrícola na Universidade Sueca de Agricultura Científica em Uppsala e logo integrou a Comissão para África, criada pelo então primeiro-ministro britânico Tony Blair.

Tibaijuka é viúva do ex-embaixador da Tanzânia Wilson Tibaijuka que faleceu em 2000. É Mãe de cinco filhos, sendo um destes adotivos. Foi professora universitária, lecionando economia na Universidade de Dar es Salaam, sendo autora de diversos livros e estudos sobre agricultura e desenvolvimento rural, políticas de alimentação, desenvolvimento sustentável, questões do gênero e uso do solo, e economia ambiental. Fala diversos idiomas, sendo fluente em inglês, suaíli, sueco e francês.

Carreira política e social[editar | editar código-fonte]

Fundou em 1994, o Conselho Nacional das Mulheres da Tanzânia, um partido independente que se dedica à defesa e promoção dos direitos econômicos e sociais das mulheres no país. Dois anos depois, fundou o Joha Trust, órgão que promove a qualidade da educação de meninas na Tanzânia e África, e opera como uma escola secundária para meninas pobres, órfãs em sua maioria.

Desde de 2002 ela tem trabalhado para promover o acesso à água, saneamento básico e melhorias em favelas em todo o mundo, e no auxílio à União Africana no estabelecimento da Conferência Ministerial Africana sobre Habitação e Desenvolvimento Urbano. Tibaijuka também foi uma das responsáveis por colocar em destaque a questão da pobreza urbana na agenda de órgãos e conferências similares na América latina, Caribe e também na região da Ásia-Pacífico.

Em julho de 2005, Anna foi a enviada especial do secretário-geral da ONU para tratar de questões de assentamento humano no Zimbábue, após fugas em massa de pessoas em condições de risco social, que deixavam as áreas urbanas do país.

Carreira internacional e na ONU[editar | editar código-fonte]

Segunda mulher no ranking africano a ocupar cargos na ONU, após a Drª Asha-Rose Migiro, que também é tanzaniana. É Subsecretária-geral das Nações Unidas. Apesar de ser reeleita para ocupar o cargo como diretora-executiva do UN-Habitat em 2010, ela deixou o cargo para assumir frente como Presidente do WSSCC - Water Supply and Sanitation Collaborative Council, eleita pelo Comitê Diretor do Conselho de Colaboração para o Suprimento de Água e Saneamento, onde substitui o Dr. Roberto Lenton.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]