Anno Mundi

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Uma lápide judaica utilizando a cronologia do Anno Mundi.

Anno Mundi ("no ano do mundo", em latim), abreviado como AM ou A.M., se refere a uma forma de contagem dos dias (uma era de calendário) iniciando na criação bíblica do mundo. É, portanto, uma forma estritamente utilizada pelos crentes que vêem na Bíblia uma narrativa sagrada (judaísmo, cristianismo e algumas seitas, como a maçonaria).

Cômputo judaico[editar | editar código-fonte]

Os anos no calendário hebraico são contados a partir da criação. O sistema ainda uso hoje em dia foi adotado antes de AM 3925 (165 dC) e baseia seu cálculo no Seder Olam Rabbah do Rabino Jose ben Halafta em 160 dC [1] . Pelos seus cálculos, Adão teria sido criado no ano de 3760 aC [2] . O ano judaico que foi de 19 de setembro de 2009 até 8 de setembro de 2010, começando e terminando no Rosh Hashanah, corresponde a AM 5770 no calendário hebraico.

Cômputo cristão[editar | editar código-fonte]

AM também foi utilizado pelos primeiros cristãos. O historiador medieval Beda afirmou que a data da criação seria 3952 aC. A Crônica de Eusébio e a Crônica de Jerônimo datam a criação como tendo sido em 5199 aC[3] . As primeiras edições do Martirológio romano para o Natal utilizavam esta data,[4] , assim como o irlandês "Anais dos quatro mestres"[5] .

O Etos Kosmou é o conceito correspondente no calendário bizantino, que data a criação em 1 de setembro de 5509 aC.

James Ussher (1654) datou a criação em 23 de outubro de 4004 aC de acordo com o calendário juliano que, no calendário gregoriano seria 21 de setembro de 4004 aC.

Os coptas, antigos cristãos egípcios - o Cristianismo se estabeleceu na província romana do Egito logo no século I dC - tinham seu próprio cômputo. Eles acreditam que o mundo foi criado em 5500 aC. Embora os coptas frequentemente usem o sistema Anno Mundi.

Outros cômputos[editar | editar código-fonte]

Uma lápide maçônica com o ano na Era comum e no Anno Lucis.

Relacionado com o conceito de Anno Mundi está o maçõnico Anno Lucis (em português: Ano da Luz, abreviado A.L., que foi também grafado com o acrônimo Anno Latomorum), que adiciona 4000 anos às datas A.D. (ou dC), baseados no trabalho de Ussher, referenciado pela primeira vez em material maçônico em 1732[6] .

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. Kantor, Mattis. The Jewish time line encyclopedia: a year-by-year history from Creation to present, (em ). Northvale, N.J.: Jason Aronson Inc, 1992. 107 pp.
  2. Gênesis 2:7
  3. Andrew Galloway. The Penn Commentary on Piers Plowman (em ). [S.l.: s.n.]. 69 pp.
  4. Wikisource-logo.svg "Biblical Chronology" na edição de 1913 da Catholic Encyclopedia (em inglês)., uma publicação agora em domínio público.
  5. De 5194 A.M. no anais do CELT — projeto Corpus of Electronic Texts da University College Cork tem os anais completos, online, tanto no original em irlandês quanto na tradução de O'Donovan
  6. Qual é o calendário maçônico? (em inglês).