Anogeia

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Grécia Anogeia
Ανώγεια
Anogia
 
—  Município  —
Imagem panorâmica de Anogeia
Imagem panorâmica de Anogeia
Localização do município de Anogeia na unidade regional de Retimno
Localização do município de Anogeia na unidade regional de Retimno
Anogeia está localizado em: Creta
Anogeia
Localização de Anogeia em Creta
Anogeia está localizado em: Grécia
Anogeia
Localização de Anogeia na Grécia
35° 17' 27" N 24° 52' 51" E
Região Creta
Unidade regional Retimno
Área
 - Município 102,63 km²
 - Urbana 7 km²
Altitude 700 m (2 297 pés)
População (2011)[1]
 - Município 2 379
    • Densidade 23,18/km2 
 - Urbana 750
    • Densidade urbana 107,14/km2 
Código postal 930200
Sítio www.anogeia.gr

Anogeia ou Anogia (em grego: Ανώγεια; transl.: Anógeia) é um município e uma vila montanhosa localizada a 55 km da cidade de Retimno e 36 km da cidade de Heraclião, a uma altitude de 700 metros.[2] Faz parte da unidade regional de Retimno e o município abrange uma área de 102,63 km², dos quais 94 são para pastagem.[3] Em 2011 tinha 2 379 habitantes (densidade: 23,2 hab./km²),[1] dos quais cerca de 750 na vila.

Vila[editar | editar código-fonte]

A economia da vila é baseada na pecuária, agricultura e tecelagem.[2] Na periferia da vila está localizado o mosteiro de Ágios Nektarios; a vila ainda possui a Igreja do Falecimento de Virgem Maria (Koimíseos tis Theotókou), a Igreja de São João Batista e a Igreja de Ágios Giorgios (São Jorge), assim como o museu do músico Nikos Xylouris e o museu Grilios. Aproximadamente 12 km ao sul de Anogeia está localizada a igreja de São Jacinto (Ágios Iakinthos), uma igreja dedicada ao santo ortodoxo Jacinto, erigida pelo arquiteto ateniense Stavros Vidalis.[4] Também há nas proximidades da vila as igrejas de Ágios Nikitas, Agia Triada, Ágios Antonios, Agia Marina, Ágios Mamas, Ágios Fanourios e Christos.[3]

História[editar | editar código-fonte]

A vila de Anogeia, segundo datação dos afrescos da igreja bizantina de São João Batista, teria sido fundada entre os séculos XI e XII.[5] [6] Há, contudo, outras hipóteses, todas vinculadas com a tradição oral: durante o começo do período veneziano os habitantes de Axos teriam criado uma nova vila, pois seu lar havia sido destruído pelos conquistadores; pastores locais ao vagarem pela região encontraram uma cabra com a barba molhada, o que os fez fundar suas casas no local pela suposição de uma fonte de água próxima. Além disso, os anogeios acreditam descender diretamente dos curetes que haviam cuidado de Zeus quando bebê.[3]

Segundo o historiador Stelios Spanakis, "Quanto em 1182 Creta foi dividida entre 12 jovens príncipes de Bizâncio, Anogeia foi dada à família dos Focas." Os Focas (conhecidos durante a dominação veneziana como Calérges) são uma família cretense dita como descendente do imperador bizantino Nicéforo II Focas (r. 963–969)[7] [8] [9] Eles, juntamente com outras onze famílias, haviam sido mandadas pelo imperador Aleixo II Comneno (r. 1180–1183) para Creta, a fim de fortalecer os laços entre a ilha e a cidade de Constantinopla. Sua proeminente posição e seus privilégios sobreviveram durante a dominação veneziana e foram considerados "privilegiati" (em grego: Αρχοντορωμαίοι) e, às vezes, de "nobili Veneti".[10] Eles serviram muitas vezes ao regime veneziano, mas ao mesmo tempo, defenderam o bem-estar dos cretenses, encabeçando movimentos revolucionários contra os venezianos.[11] Durante o período veneziano a população da vila vizinha de Axos foi transferida para Anogeia.[12]

Anogeia teve importante participação na resistência contra a dominação turca e alemã tendo ela sido destruída duas vezes pelos turcos e uma vez pelos alemães.[2] Em julho de 1945 o chefe do Comitê Central para apuração das atrocidades alemãs em Creta durante a guerra, Nikos Kazantzakis, foi até Anogeia onde gravou toda a crônica da destruição.[13] Segundo ele a pilhagem de Anogeia durou de 13 de agosto a 5 de setembro de 1944, sendo que durante a ocupação alemã cerca de 117 anogeios foram assassinados.[13]

Município[editar | editar código-fonte]

Anogeia possui peculiares edificações conhecidas como mitata, construções em pedra similares a cabanas utilizadas como residências sazonais de pastores locais e como armazéns para queijo.[14] A área é caracterizada por diversas paisagens, alta biodiversidade, presença de muitas espécies endêmicas de plantas e animais da ilha de Creta e da Grécia, formações vegetais raras, espécies raras e ameaçadas.[15] A porção serrana é formada por calcário, significando que a região é propensa a criação de cânions que por sua vez contribuem para uma grande variedade na paisagem geomorfológica.[16] Especialmente na parte montanhosa, foram identificados 18 tipos de habitats distintos, dos quais dois são considerados prioritários.[17] A parcela norte do município é dominada por cânions pequenos, vales montanhosos e complexos de colinas, sendo que nesta região os habitantes de Anogeia cultivam oliveiras e vinhas.[18] O sul é dominada pela principal cordilheira das montanhas Psilorítis.[5]

Anogeia têm uma economia baseada na pecuária (devido ao relevo acidentado), agricultura (monoculturas de azeitona e uva) e indústria artesanal. A indústria artesanal desenvolveu-se principalmente após a Segunda Guerra Mundial quando a região foi devastada pelos invasores alemães. Para reconstruírem a cidade e progredirem economicamente os habitantes locais desenvolveram tal setor. Atualmente vem lucrando com o setor do turismo especialmente aquele ligado como o ecoturismo, agroturismo, alpinismo, etc.[19] Anogeia é equipada com instalações turísticas, das quais a principal é a do planalto de Nída que atua como pousada para os visitantes que almejam visitar a caverna de Caverna de Zeus e o sítio minoico de Zomintos, ou então aqueles que querem desfrutar da estação de esqui local. Além destes pode-se citar os passeios acadêmicos e as conferências de turismo.[20]

A tradição musical anogeia, assim como de Creta, provém de uma rica tradição com raízes na música grega e bizantina. Iakinthia é uma das principais manifestações culturais de Anogeia e acontece entre primeiro e quatro de Julho; é uma celebração em homenagem a Ágios Iakinthos (São Jacinto) que é celebrado em 3 de julho. A cozinha anogeia é tradicionalmente cretense e foi considerada como uma das mais saudáveis do mundo. Queijo, mel, plantas aromáticas e ervas são alguns dos produtos que integram a culinária local.[21]

Referências

  1. a b Resultados do censo de 2011 (XLS) (em grego) www.statistics.gr Serviço Estatístico Nacional da Grécia.
  2. a b c Anogeia (em inglês). Visitado em 19-12-2011.
  3. a b c Anogia - History (em inglês). Visitado em 26-12-2011.
  4. Agios Yakinthos, The Saint Of Love In Crete (em inglês). Visitado em 20-01-2012.
  5. a b Anogeia (em inglês). Visitado em 23-12-2011.
  6. Anogeia (em inglês) Kretakultur.dk. Visitado em 20 de janeiro de 2012.
  7. Talbot 2005, p. 80
  8. Holton 1991, p. 80
  9. Vogüé 1893-1911, p. 111
  10. Panagiōtakēs 2009, p. 63
  11. McKee 2000, p. 74
  12. Axis village. Rethimno, Central Crete (em inglês). Visitado em 19-12-2011.
  13. a b The destruction of Anogia (em inglês). Visitado em 23-12-2011.
  14. Anogia, Rethymnon Crete (em inglês). Visitado em 23-12-2011.
  15. Natura (em grego). Visitado em 23-12-2011.
  16. Gorges (em grego). Visitado em 23-12-2011.
  17. Natural environment (em grego). Visitado em 23-12-2011.
  18. Geography - Landscape (em grego). Visitado em 23-12-2011.
  19. Anogeia (em inglês). Visitado em 19-12-2011.
  20. Turism (em inglês). Visitado em 19-12-2011.
  21. Culture (em inglês). Visitado em 19-12-2011.

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

  • Talbot, Alice-Mary; Denis F. Sullivan. The History od Leo the Deacon: Byzantine Military Expansion in the Tenth Century. [S.l.: s.n.], 2005.
  • Holton, David. Literature and society in Renaissance Crete. [S.l.: s.n.], 1991. p. 80.
  • Vogüé, Melchior; Charles Henri Auguste Schefer. Revue de l'Orient latin. [S.l.: s.n.], 1893-1911. p. 111.
  • Panagiōtakēs, Nikolaos. El Greco, The cretan years. [S.l.: s.n.], 2009.
  • McKee, Sally. Uncommon dominion: Venetian Crete and the myth of ethnic purity. [S.l.: s.n.], 2000.
O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Anogeia