Anouk

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa


Anouk
Informação geral
Nome completo Anouk Stotijn-Teeuwe
Nascimento 8 de Abril de 1975
Origem Haia
País  Países Baixos
Gênero(s) Rock, Pop, Soul
Instrumento(s) Vocal
Período em atividade 1997 - presente
Gravadora(s) EMI
Página oficial www.anouk.nl

Anouk (Haia, 8 de abril de 1975) é uma cantora e compositora neerlandesa.

Biografia[editar | editar código-fonte]

Anouk, nascida em Haia, começou a se interessar pela música porque sua mãe era uma cantora de blues. Começou sua carreira cantando em casamentos e festas com a banda Shotgun Wedding. Através de seu ex-marido Edwin Jansen, conheceu Barry Hay do Golden Earring, que reconheceu que Anouk tinha talento e ofereceu-se para escrever algumas canções para ela. Da colaboração com Barry Hay surge "Mood Indigo" (co-escrita por George Kooymans (também do Golden Earring)).[1]

Após conhecer Bart van Veen, seu co-escritor, o par escreveu algumas canções. Em 5 de setembro de 1997, ela lançou seu segundo single, "Nobody's Wife", que permaneceu no topo das paradas de sucesso holandesas por algumas semanas. O álbum Together Alone obteve também grande successo.

Em 1998, Anouk ganhou dois prémios do canal musical holandês TMF Nederland (The Music Factory) em adição de um prêmio Edison.[2] Durante o verão, ela tocou em vários festivais.

Seu segundo álbum, Urban Solitude, foi lançado em Novembro de 1999, e incluiu o single "R U Kiddin' Me". Esta canção alcançou o Top 100 holandês.

Logo em seguida, Anouk foi para os Estados Unidos da América em busca de um contrato de gravação. Negociações com seu selo norte-americano Sony Music terminaram mal, resultando no seu retorno aos Países Baixos sem contrato. Ela lançou uma nova canção, "Don't", e iniciou uma turnê pelos Países Baixos em fevereiro de 2001.

Em março de 2001, foi lançado Lost Tracks, álbum contendo versões acústicas, lado-B de antigas canções e duetos com Sarah Bettens (vocalista do K's Choice) e com The Anonymous Mis. Neste mesmo ano, ela recebeu o prêmio Popprijs.[2]

Em novembro de 2002, é lançado Graduated Fool, seu álbum mais pesado até então. No ano seguinte, Anouk recebe a Golden Harp (Arpa de Ouro).[2]

De seu próximo álbum, Hotel New York de 2004, foram lançados como singles as faixas "Girl", "Lost", "Jerusalem" e "One Word".

Em novembro de 2012 Anouk foi selecionada para representar a Holanda no Festival Eurovisão da Canção 2013. Com a canção "Birds" a cantora alcançou a fase final do festival.

Vida pessoal[editar | editar código-fonte]

É casada com Remon Stotijn (Vocalista de reggae / rap) em 16 de março de 2004 e é mãe de três filhos: Benjahmin Kingsley (nascido em 18 abril de 2002), Elias Jeramiah (05 de dezembro de 2003) e Phoenix Ray (03 de junho de 2005).

Discografia[editar | editar código-fonte]

  • Together Alone (1997)
  • Urban Solitude (1999)
  • Lost Tracks (2001)
  • Graduated Fool (2002)
  • Update (live and acoustic (2004)
  • Hotel New York (2004)
  • Anouk is Alive (live in Ahoy)(2006)
  • Who's Your Momma (2007)
  • Live At Gelredome (2008)
  • For Bitter or Worse (2009)
  • To Get Her Together(2011)
  • Sad Singalong Songs (2013)

Referências

  1. Anouk's biography
  2. a b c Biografie - Anouk (em neerlandês). Popinstituut. Página visitada em 3 de fevereiro de 2010.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Commons
O Commons possui imagens e outras mídias sobre Anouk
Portal A Wikipédia possui o
Portal dos Países Baixos


Ícone de esboço Este artigo sobre um cantor é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.