Ansaldo SVA

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Ansaldo SVA 5

O Ansaldo SVA era uma aeronave italiana de reconhecimento da Primeira Guerra Mundial. Foi projetada inicialmente como caça, mas apesar de muito veloz para a época, possuía baixa manobrabilidade, sendo empregada para reconhecimento e bombardeio leve. Seu primeiro vôo ocorreu em 1917. Recebeu a nomenclatura SVA em homenagem a seus projetistas, Savoia e Verduzio, e seu fabricante, Ansaldo. Continuou em fabricação após a guerra, totalizando 1.245 aeronaves produzidas.

A Marinha do Brasil operou duas aeronaves com flutuadores, denominadas ISVA, entre 1919 e 1921 como treinadores avançados. Outros 18 exemplares do modelo SVA 10 foram recebidos em 1923 e operaram até 1928. Esta variante era de pouso terrestre, tendo motor mais potente de 250 HP e asas mais largas, foi empregado para observação.

Especificações Técnicas ISVA[editar | editar código-fonte]

  • Fabricante: Giovanni Ansaldo & Cia - Itália
  • Comprimento: 8,13 m
  • Envergadura: 9,18 m
  • Altura: 2,80 m
  • Superfície alar: 26,90 m²
  • Peso vazio: 665 kg
  • Peso máximo: 975 kg
  • Motores: um motor SPA 6A de 6 cilindros em linha de 205 HP
  • Velocidade máxima: 228 km/h
  • Armamento: uma metralhadora fixa Vickers 7,7 mm sincronizada com a hélice e uma metralhadora Vickers para o artilheiro traseiro.
  • Tripulação: duas pessoas em tandem

Ver também[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre um avião, integrado ao Projeto Aviação, é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.