Antíoco II Teos

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
(Redirecionado de Antíoco II Theos)
Ir para: navegação, pesquisa
NoFonti.svg
Este artigo ou se(c)ção cita fontes fiáveis e independentes, mas que não cobrem todo o conteúdo (desde Fevereiro de 2011). Por favor, adicione mais referências e insira-as corretamente no texto ou no rodapé. Trechos sem fontes poderão ser removidos.
Encontre fontes: Googlenotícias, livros, acadêmicoYahoo!Bing.

Antíoco II Teos (em grego: Αντίοχος Β' Θεός; 287 - 246 a.C.) foi um rei selêucida que reinou a partir de 261 a.C. e até a sua morte. Ele sucedeu seu pai, Antíoco I Sóter,[1] e foi sucedido por seu filho Seleuco Calínico.[2] [3]

Antepassados e irmãos[editar | editar código-fonte]

Antíoco I Sóter, filho de Seleuco I Nicator e da persa Apama,[1] casou-se com Estratonice, filha de Demétrio I Poliórcetes [2] e Fila.[4] Eles tiveram três filhos: Antíoco II Teos, Estratonice e Apama.[2] Das filhas de Antíoco I Sóter, Estratonice se casou com Demétrio II da Macedônia[2] e Apama se casou com Magas de Cirene.[5]

Antíoco II Teos também tinha uma meio-irmã, Fila, filha de Seleuco I Nicator e Estratonice, filha de Demétrio Poliórcetes.[6] Após a morte de Seleuco, seu filho Antíoco I Sóter tomou Estratonice por esposa, e, segundo João Malalas, teve dois filhos com ela.[6]

Antíoco II Teos ("Deus") era o segundo filho de Antíoco I Sóter e de Estratonice.[6] O seu irmão mais velho, Seleuco, morreu cedo;[6] ele deveria ter sucedido ao pai, mas foi provavelmente mandado executar por traição.[7]

Reinado e filhos[editar | editar código-fonte]

Antíoco II sucedeu seu pai, Antíoco I, quando este morreu, no terceiro ano da 129a Olimpíada;[1] ele reinou por dezenove anos.[2]

Antíoco II aliou-se ao rei da Macedónia Antígono II Gónatas na luta contra o Egipto durante a Segunda Guerra Síria. Antíoco II consegue reconquistar parte considerável da Ásia Menor (incluindo as cidades de Mileto e Éfeso), bem como a costa fenícia, territórios que tinham sido perdido durante o reinado do seu pai. Durante a conquista de Mileto Antíoco derrubou o tirano local, tendo a população passado a vê-lo como um deus (o que explica o nome "Theos" que lhe foi atribuído).

Antíoco II foi casado com Laódice,[2] [3] em cuja honra fundou uma cidade chamada Laodiceia (há várias). Contudo, depois da paz com o Egipto, Antíoco repudia Laódice [3] para casar com Berenice, filha de Ptolemeu II Filadelfo [8] [3] e de Arsínoe, filha de Lisímaco.[9] [Nota 1] [Nota 2]

Antíoco II e Laódice I, filha de Aqueu, tiveram dois filhos e duas filhas, seus filhos foram Seleuco II Calinico e Antígono,[Nota 3] e suas filhas se casaram com Mitrídates II do Ponto e Ariates.[2] A esposa de Ariates (Ariarate III, rei da Capadócia) era Estratonice.[10] Segundo uma crônica encontrada na Babilônia a respeito da invasão de Ptolemeu III Evérgeta ao Império Selêucida, em 246 ou 245 a.C., três filhos de Antíoco e Laódice estavam em Esagila, seus nomes eram Seleuco, Antíoco e Apama.[11] Historiadores do século XIX, desconhecendo seu nome, chamaram a esposa de Mitrídates II do Ponto de Laódice.[12]

Morte[editar | editar código-fonte]

Antíoco II, no início, tratou Berenice, filha de Ptolemeu II Sóter, como sua rainha, e Laódice como sua concubina; mais tarde, porém, inverteu os papéis, voltando a tratar Laódice e seus filhos com status real.[3]

Antíoco II morreu de doença, em Éfeso, no terceiro ano da 133a olimpíada (246 a.C.), após ter vivido quarenta anos [2] ou, segundo Porfírio, envenenado por Laódice, que temia que ele mudasse de ideia de novo.[3]

Laódice entregou Berenice e seu filho para que fossem mortos por Icadion e Gennaeus, líderes de Antioquia, e nomeou seu filho mais velho, Seleuco Calínico, como rei.[3] Após o assassinato de Berenice e seu filho, e da morte de Ptolemeu II Filadelfo, Ptolemeu III Evérgeta, seu sucessor, invadiu a Síria, a Cilícia e conquistou todas as terras até o rio Eufrates.[3] Estes eventos são conhecidos como a Terceira Guerra Síria (ou Guerra Laodiciana).

Mais tarde, Antíoco Híerax se revoltou contra Seleuco II Calínico, e teve ajuda de Alexandre, irmão de sua mãe Laódice e que controlava a região de Sárdis.[2]

Notas e referências

Notas

  1. Os textos antigos não dizem que Arsínoe, a filha de Lisímaco, era a mãe de Berenice, mas Ptolemeu II Filadelfo só teve duas esposas, ambas de nome Arsínoe; com a outra Arsínoe, que era sua irmã, ele não teve filhos.
  2. Muitos analistas, a começar com Porfírio, consideram que este é o evento descrito em Daniel 11:6. Segundo Porfírio, esta não seria uma profecia de Daniel, mas um texto falsamente atribuído a Daniel, escrito por um judeu contemporâneo de Antíoco IV Epifânio.
  3. Eusébio chama este filho de Antígono, mas outros historiadores o chamam de Antíoco Hierax.

Referências

  1. a b c Eusébio, Crônica, 94, Os reis da Ásia Menor após a morte de Alexandre, o Grande [em linha]
  2. a b c d e f g h i Eusébio, Crônia, 95, Os reis da Ásia Menor após a morte de Alexandre, o Grande
  3. a b c d e f g h Porfírio, Contra os cristãos, 35, preservados por Jerônimo de Estridão, Comentários sobre o livro de Daniel [em linha]
  4. Plutarco, Vidas Paralelas, Vida de Demétrio, 14.2
  5. Pausânias (geógrafo), Descrição da Grécia, 1.7.3
  6. a b c d João Malalas, Chronographia, Livro VIII [em linha]
  7. Jona Lendering, Antíoco I Sóter, [em linha]
  8. Ateneu de Náucratis, O Banquete dos Eruditos, Livro II [em linha]
  9. E. R. Bevan, The House of Ptolemy, Chapter III: The Second Ptolemy, "Philadelphus", 283-245 B.C. [em linha]
  10. Diodoro Sículo, Biblioteca Histórica, Livro XXXI, 19.6 [ael/fr][en]
  11. Bert van der Spek, interpretação do texto BHCP 11, Ptolemy III Chronicle / BabylChron_11x.A'O11-13 [em linha].
  12. William Smith, Dictionary of Greek and Roman Biography and Mythology, Laodice

Árvore genealógica simplificada, linhas pontilhadas usadas para indicar que Estratonice, filha de Demétrio, teve filhos com dois pais diferentes:

 
 
 
 
 
Seleuco I Nicator
 
 
 
 
Apama
 
Demétrio Poliorcetes
 
 
 
Fila
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
Antíoco I Sóter
 
 
 
 
 
 
Estratonice
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
Fila
 
Seleuco
 
 
Antíoco
 
Estratonice
 
Apama


Precedido por
Antíoco I Sóter
Rei Selêucida
Dinastia Selêucida
Sucedido por
Seleuco II Calínico