António Mexia

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
António Mexia
Ministro(a) de Portugal Portugal
Mandato XVI Governo Constitucional
  • Ministro das Obras Públicas,
    Transportes e Comunicações
Vida
Nascimento 12 de julho de 1957 (57 anos)
Lisboa
Dados pessoais
Partido Partido Social Democrata
Profissão Economista, Político

António Luís Teixeira Guerra Nunes Mexia GCME (Lisboa, Alvalade, 12 de Julho de 1957) é um economista e político português.

Família[editar | editar código-fonte]

É filho de Joaquim de Mira Nunes Mexia (Lisboa, 15 de Março de 1922), Licenciado em Direito, Advogado, Administrador do Banco de Portugal, Proprietário e Lavrador, e de sua mulher (Lisboa, Santa Maria de Belém, 5 de Junho de 1951) Maria da Graça de Calça e Pina Teixeira Guerra (Lisboa, Santa Maria de Belém, 13 de Dezembro de 1926), e bisneto de Joaquim Nunes Mexia. O seu único irmão José Rui Teixeira Guerra Nunes Mexia (Lisboa, Santa Isabel, 1 de Março de 1954), Licenciado em Medicina Veterinária, faleceu em Lisboa a 18 de Julho de 1999. É primo-irmão de Isabel Astride Teixeira Guerra Dundas, mulher de D. Pedro Domingos de Sousa e Holstein Beck, que usa os títulos de 7.º Duque de Palmela, 6.º Marquês do Faial, 4.º Marquês de Sousa Holstein e 5.º Conde de Calhariz.[1]

Biografia[editar | editar código-fonte]

Licenciado em Economia, pela Universidade de Genebra, foi Assistente da Faculdade de Ciências Económicas e Sociais da mesma Universidade (1979-1981) e Assistente e Professor Convidado do Instituto Europeu da Universidade Católica Portuguesa (1985-1989).

Foi Adjunto do Secretário de Estado do Comércio Externo (1989-1991), após o que foi designado Vice-Presidente do Conselho de Administração do ICEP - Instituto do Comércio Externo (1991-1992), titular do pelouro de Investimento Estrangeiro.

Na banca privada foi Vogal do Conselho de Administração do Banco Espírito Santo (1992-1998), seguindo-se os cargos de Vice-Presidente do Conselho de Administração (2000-2001) e Presidente da Comissão Executiva (2001-2004) da Galp Energia, funções que acumulou com a Presidência do Conselho de Administração da Gás de Portugal, da Transgás e da Transgás Atlântico. Pedro Santana Lopes nomeou-o Ministro das Obras Públicas, Transportes e Comunicações do XVI Governo Constitucional (2002-2004).

É presidente do Conselho de Administração da EDP (desde 2005). Nessa função, recebeu 1,2 milhões de euros em 2012, a que se soma o prémio plurianual relativo ao mandato dos três anos anteriores, num total de 3,1 milhões de euros[2] .

A 30 de Abril de 2014 foi agraciado pelo Presidente da República Aníbal António Cavaco Silva com a Grã-Cruz da Ordem do Mérito Empresarial Classe Industrial.[3]

Funções governamentais exercidas[editar | editar código-fonte]

Casamento e descendência[4] [editar | editar código-fonte]

Casou em Lisboa a 25 de Setembro de 1993 com Maria do Carmo Dias Amaro (Lisboa, 29 de Outubro de 1964), filha do Dr. Francisco Amaro e de sua mulher Maria Helena Dias, de quem tem uma única filha e herdeira:

  • Maria Miguel Dias Amaro Nunes Mexia (Lisboa, 29 de Setembro de 1997)

Referências

  1. "Livro Genealógico das Famílias desta Cidade de Portalegre de Manuel da Costa Juzarte de Brito", Nuno Gonçalo Pereira Borrego e Gonçalo Manuel de Mello Gonçalves Guimarães, 1.ª Edição, Lisboa, 2002, pp. 249 e 250
  2. EDP pagou 3,1 milhões de euros em remunerações e prémios a António Mexia.
  3. Cidadãos Nacionais Agraciados com Ordens Portuguesas. Presidência da República Portuguesa. Página visitada em 2013-01-05. "Resultado da busca de "António Luís Teixeira Guerra Nunes Mexia"."
  4. "Livro Genealógico das Famílias desta Cidade de Portalegre de Manuel da Costa Juzarte de Brito", Nuno Gonçalo Pereira Borrego e Gonçalo Manuel de Mello Gonçalves Guimarães, 1.ª Edição, Lisboa, 2002, p. 250

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Precedido por
Carmona Rodrigues
Ministro das Obras Públicas,
Transportes e Comunicações

XVI Governo Constitucional de Portugal
20042005
Sucedido por
Mário Lino
Precedido por
João Talone
Presidente do Conselho de Administração da EDP
2006
Sucedido por