António Ulrich de Brunsvique-Luneburgo

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
António Ulrich
Duque de Brunswick-Wolfenbüttel
Anthony Ulrich, duke of Brunswick-Wolfenbüttel.jpg
António Ulrich
Governo
Consorte Isabel Juliana de Schleswig-Holstein-Sønderburg-Nordborg
Vida
Nascimento 4 de Outubro de 1633
Hitzacker (Elba), Alemanha
Morte 27 de Março de 1714 (80 anos)
Salzdahlum, Alemanha
Filhos Augusto Frederico de Brunswick-Wolfenbüttel
Isabel Leonor de Brunswick-Wolfenbüttel
Ana Sofia de Brunswick-Wolfenbüttel
Leopoldo Augusto de Brunswick-Wolfenbüttel
Augusto Guilherme de Brunswick-Wolfenbüttel
Augusto Henrique de Brunswick-Wolfenbüttel
Augusto Carlos de Brunswick-Wolfenbüttel
Augusto Francisco de Brunswick-Wolfenbüttel
Augusta Doroteia de Brunswick-Wolfenbüttel
Amélia de Brunswick-Wolfenbüttel
Henriqueta Cristina de Brunswick-Wolfenbüttel
Luís Rudolfo de Brunswick-Wolfenbüttel
Sibila Ursula de Brunswick-Wolfenbüttel
Pai Augusto, o Jovem de Brunswick-Wolfenbüttel
Mãe Sofia Doroteia de Anhalt-Zerbst

António Ulrich de Brunswick-Wolfenbüttel (4 de Outubro de 1633 - 27 de Março de 1714) foi um duque de Brunsvique-Luneburgo e governou o principado de Wolfenbüttel de 1685 até 1702 juntamente com o seu irmão e sozinho a partir de 1704 até à sua morte.

Família[editar | editar código-fonte]

António Ulrich foi o filho mais novo do primeiro casamento de Augusto, o Jovem, duque de Brunsvique-Luneburgo com a princesa Sofia Doroteia de Anhalt-Zerbst. Os seus avós paternos eram o duque Henrique de Brunsvique-Luneburgo e a condessa Úrsula de Saxe-Lauenburgo. Os seus avós maternos eram o príncipe Rudolfo de Anhalt-Zerbst e a duquesa Doroteia Edviges de Brunswick-Wolfenbüttel.[1]

Biografia[editar | editar código-fonte]

António estudou na Universidade de Helmstedt. Depois da morte do seu pai em 1666, Rudolfo Augusto, o irmão mais velho de António, tornou-se duque reinante e faz dele seu representante. Em 1685, Rudolfo tornou-o seu co-regente com os mesmos direitos de governação. Tudo isto aconteceu porque Rudolfo interessava-se pouco por política e deixou a maior parte das decisões para o seu irmão.

Depois de a subdivisão de Hanôver, pertencente ao ducado, ter sido elevado a um principado-eleitoral pelo sacro imperador em 1692, começaram as tensões entre ambos os estados, visto que os dois irmãos ficaram consternados por não terem recebido a governação do território. Enquanto que tanto Hanôver como Lüneburg ficaram do lado do sacro-imperador Leopoldo I durante a Guerra de Sucessão Espanhola, António decidiu fazer um acordo com a França, que levou a que Hanôver invadisse o principado de Wolfenbüttel em Março de 1702. O próprio António chegou quase a ser capturado enquanto viajava de Wolfenbüttel para Brunswick. Por ordem do imperador, António foi deposto do seu título de duque contra a vontade do seu irmão e Rudolfo Augusto passou a ser o único governante enquanto António se refugiou em Saxe-Gota. Em Abril de 1702, Rudolfo Augusto assinou um tratado com Hanôver e Lüneburg que depois seria apoiado pelo seu irmão mais novo.

Após a morte de Rudolfo Augusto em 1704, António voltou ao poder, continuando as suas disputas com Hanôver até que os dois principados chegaram a um acordo em 1706.

Em 1709, António converteu-se ao catolicismo, mas assegurou aos seus súbditos que tal decisão não teria qualquer influência no seu governo, apesar de ter permitido a criação da primeira igreja católica do seu estado. Morreu em Schloss Salzdahlum, um palácio que tinha construído, em 1714, e foi sucedido pelo seu filho mais velho, Augusto Guilherme.

António Ulrich é conhecido por ter apoiado a educação e as artes, tendo aumentando significativamente a Biblioteca Augusta, criada pelo seu pai. Contratou o filósofo Leibniz para bibliotecário e apoiava Anton Wilhem Amo, o primeiro mestre de filosofia negro da Europa. Escreveu dois romances e vários poemas e tinha uma grande colecção de arte que depois se tornou no Herzog Anton Ulrich Museum.

Casamento e descendência[editar | editar código-fonte]

António Ulrich casou-se com a duquesa Isabel Juliana de Schleswig-Holstein-Sønderburg-Nordborg no dia 17 de Agosto de 1656 de quem teve treze filhos:

  1. Augusto Frederico de Brunswick-Wolfenbüttel (24 de Agosto de 1657 - 2 de Agosto de 1676), morreu aos dezoito anos de idade em batalha; sem descendência.
  2. Isabel Leonor de Brunswick-Wolfenbüttel (30 de Setembro de 1658 - 5 de Março de 1729), casada com o duque Bernardo I de Saxe-Meiningen; com descendência.
  3. Ana Sofia de Brunswick-Wolfenbüttel (29 de Outubro de 1659 - 28 de Junho de 1742), casada com o marquês Carlos Gustavo de Baden-Durlach; com descendência.
  4. Leopoldo Augusto de Brunswick-Wolfenbüttel (27 de Fevereiro de 1661 - 5 de Março de 1662), morreu aos 6 dias de idade.
  5. Augusto Guilherme de Brunsvique-Luneburgo (8 de Março de 1662 - 23 de Março de 1731), duque de Brunsvique-Luneburgo; sem descendência.
  6. Augusto Henrique de Brunswick-Wolfenbüttel (14 de Agosto de 1663 - 24 de Fevereiro de 1664), morreu aos cinco meses de idade.
  7. Augusto Carlos de Brunswick-Wolfenbüttel (4 de Agosto de 1664 - 20 de Dezembro de 1664), morreu aos quatro meses de idade.
  8. Augusto Francisco de Brunswick-Wolfenbüttel (6 de Outubro de 1665 - 14 de Dezembro de 1666), morreu aos catorze meses de idade.
  9. Augusta Doroteia de Brunswick-Wolfenbüttel (16 de Dezembro de 1666 - 12 de Julho de 1751), casada com António de Schwarzburg-Sondershausen; sem descendência.
  10. Amélia de Brunwick-Wolfenbüttel (7 de Junho de 1668 - 1 de Novembro de 1668), morreu aos quatro meses de idade.
  11. Henriqueta Cristina de Brunswick-Wolfenbüttel (19 de Setembro de 1669 - 12 de Março de 1753), abadessa de Gandersheim; sem descendência.
  12. Luís Rudolfo de Brunswick-Wolfenbüttel (22 de Julho de 1671 - 1 de Março de 1735), casado com a princesa Cristina Luísa de Oettingen-Oettingen; com descendência.
  13. Sibila Ursula de Brunswick-Wolfenbüttel (3 de Setembro de 1672 - 1 de Abril de 1673), morreu aos seis meses de idade.

Referências

  1. C. Arnold McNaughton, The Book of Kings: A Royal Genealogy, in 3 volumes (London, U.K.: Garnstone Press, 1973), volume 1, page 2


O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre António Ulrich de Brunsvique-Luneburgo