António de Saldanha

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

António de Saldanha foi um militar, navegador e administrador colonial português do século XVI.

Foi o primeiro europeu a ancorar na Baía da Mesa e a ascender a Tábua do Cabo, na atual África do Sul1 . Ia na Armada de 1503 de Afonso de Albuquerque, que partiu com três naus em 6 de Abril, primeira parte da Armada, a segunda, também de três naus, partiu 8 dias mais tarde (14 de Abril) ; e a terceira, constituída também ela de três naus, partiu em Maio desse mesmo ano, indo António Saldanha por capitão-mor. Essa parte da armada de 1503 era destinada ao estreito do mar Vermelho.

Saldanha ( que foi pai do vice-rei Aires de Saldanha ) também foi capitão-mor de Moçambique de 1509 a 1512.

Em 9 de Abril de 1517 foi por capitão-mor de uma Armada de seis naus para a Índia ; os outros capitães eram Pêro Quaresma, Manuel de Lacerda, D. Cristóvão ou (D. Tristão) de Meneses, Rafael Catanho, Fernão de Alcáçova, e Afonso Henriques de Sepúlveda.

Diz Teresa Lacerda que António de Saldanha, era veterano da Índia, e "partiu para o Oriente com o importante cargo de capitão-mor do mar da Índia, tendo como principal missão «andar em armada» na costa da Arábia e nas portas do mar Vermelho".2

Posteriormente, foi embaixador de Portugal na corte de Carlos V de Espanha.

Referências
  1. Mary Gunn, L. e. Codd, L. E. W. Codd. Botanical Exploration of Southern Africa: An Illustrated History of Early Botanical Literature on the Cape Flora : Biographical Accounts of the Leading Plant Collectors and Their Activities in Southern Africa from the Days of the East India Company Until Modern Times. CRC Press, 1981. p5-7. ISBN 0869611291
  2. Teresa Lacerda: Capitães das Armadas da Índia no reinado de D. Manuel I
Precedido por
Rui de Brito Patalim
Capitão-mor de Moçambique
1509 - 1512
Sucedido por
Simão de Miranda de Azevedo
Ícone de esboço Este artigo sobre uma pessoa é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.