Antônio Barbosa Filho

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Question book.svg
Este artigo não cita fontes fiáveis e independentes. (desde janeiro de 2013). Por favor, adicione referências e insira-as corretamente no texto ou no rodapé. Conteúdo sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)

Antônio Barbosa Filho (Belém, 26 de novembro de 1959) é um advogado e sindicalista brasileiro.

Atuou como secretário de Articulação Política da cidade João Pessoa, capital do Estado Paraíba, de janeiro de 2007 a fevereiro de 2008 e na sequência na Secretaria de Transparência Pública do Município de João Pessoa até janeiro de 2010. Antes atuou como conselheiro da Ordem dos Advogados do Brasil - secção Paraíba. É co-fundador do Partido dos Trabalhadores (PT) no estado da Paraíba.

Atuou em movimentos sociais como a Central Única dos Trabalhadores (CUT), Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST), Federação dos Trabalhadores na Agricultura (FETAG) e na Comissão Pastoral da Terra (CPT).

Foi um dos advogados que atuou no caso do assassinato da líder sindical da Microrregião do Brejo Paraibano, Margarida Maria Alves, como assistente do Ministério Público. Encerrado o caso na justiça brasileira, sem a prisão dos mandantes, o caso hoje é examinado pela OEA, sendo que os acusados como autores materiais se auto-destruíram, um assassinando o outro, tais como o soldado Betânio Carneiro dos Santos, Severino de Genêsio, os irmãos Amaro e Amauri do Rego, os soldados PMs Trovão e Benicio, o empresário rural Masinho, dentre outros.

Atualmente, o advogado Antônio Barbosa Filho preside o Partido dos Trabalhadores na cidade João Pessoa.