Antônio Cardoso

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Município de Antônio Cardoso
"umburana"
Bandeira de Antônio Cardoso
Brasão desconhecido
Bandeira Brasão desconhecido
Hino
Aniversário 18 de Abril
Fundação 18 de Abril de 1962
Gentílico antônio-cardosense
Prefeito(a) Felicíssimo Paulino dos Santos Filho (PDT)
(2013–2016)
Localização
Localização de Antônio Cardoso
Localização de Antônio Cardoso na Bahia
Antônio Cardoso está localizado em: Brasil
Antônio Cardoso
Localização de Antônio Cardoso no Brasil
12° 26' 06" S 39° 07' 12" O12° 26' 06" S 39° 07' 12" O
Unidade federativa  Bahia
Mesorregião Centro Norte Baiano IBGE/2008 [1]
Microrregião Feira de Santana IBGE/2008 [1]
Região metropolitana Área de Expansão Metropolitana de Feira de Santana
Municípios limítrofes Feira de Santana, Santo Estêvão, Ipecaetá, Cabaceiras do Paraguaçu, São Gonçalo dos Campos e Conceição da Feira.
Distância até a capital 139 km
Características geográficas
Área 293,217 km² [2]
População 12 206 hab. IBGE/2013[3]
Densidade 41,63 hab./km²
Clima Seco sub-úmido
Fuso horário UTC−3
Indicadores
IDH-M 0,561 baixo PNUD/2010 [4]
PIB R$ 43 755,868 mil IBGE/2008[5]
PIB per capita R$ 3 497,95 IBGE/2008[5]
Página oficial

Antônio Cardoso é um município brasileiro do estado da Bahia pertencente à Área de Expansão Metropolitana de Feira de Santana e localiza na margem esquerda do rio Paraguaçu. Sua população é estimada em 11.554 habitantes.

História[editar | editar código-fonte]

Município criado em 1962, com território desmembrado do de São Gonçalo dos Campos. A primeira penetração no território se deu no final do século XVII, por jesuítas procedentes dos conventos de Cachoeira. Criaram uma capela na região dedicada ao santo Estêvão (hoje distrito de Santo Estêvão Velho). Depois estabeleceram onde hoje se localiza a cidade (por quê?), os catequistas erigiram a capela de Nossa Senhora do Resgate, elevada à categoria de freguesia em 1843, com o nome de Nossa Senhora do Resgate das Umburanas.

Criando-se o município de São Gonçalo dos Campos, em 1884, o arraial de Umburanas foi anexado a ele. Um decreto Estadual, em 1938, mudou o nome para Uberlândia e em 1943, novamente para Tinguatiba.

Em 1962, com a criação do município teve a sua denominação desta vez alterada para Antônio Cardoso, em homenagem ao chefe político da região.

Referências

  1. a b Divisão Territorial do Brasil Divisão Territorial do Brasil e Limites Territoriais Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) (1 de julho de 2008). Visitado em 11 de outubro de 2008.
  2. IBGE (10 out. 2002). Área territorial oficial Resolução da Presidência do IBGE de n° 5 (R.PR-5/02). Visitado em 5 dez. 2010.
  3. Censo Populacional 2010 Censo Populacional 2010 Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) (29 de novembro de 2010). Visitado em 12 de novembro de 2011.
  4. Ranking decrescente do IDH-M dos municípios do Brasil Atlas do Desenvolvimento Humano Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD) (2010). Visitado em 25 de agosto de 2013.
  5. a b Produto Interno Bruto dos Municípios 2004-2008 Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Visitado em 11 dez. 2010.
Ícone de esboço Este artigo sobre municípios do estado da Bahia é um esboço relacionado ao WikiProjeto Nordeste do Brasil. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.